Opinião

CHILL: O que fazem galinhas em Ciências?

chicken tractor

Processo de mudança do chicken tractor

Imagem enviada pelos autores
Equipa Chill
Equipa CHILL
Imagens cedidas pelos autores

Num mundo cinzento e urbanizado, as pessoas procuram cada vez mais o contacto com a natureza e a terra. Desta forma, as hortas comunitárias, integradas nas grandes cidades, têm vindo a ganhar expressão. Assim, torna-se possível ter espaços comunitários, em pequenos terrenos espalhados pelos grandes centros urbanos, designados para o cultivo e que beneficiam diretamente as comunidades.

A HortaFCUL surgiu neste contexto, procurando seguir e aplicar os princípios da permacultura. Um exemplo de uma atividade promovida pela Horta FCUL, neste âmbito, é o reaproveitamento dos resíduos orgânicos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, através da sua compostagem. Em 2018, a HortaFCUL tomou a iniciativa de adotar um casal de galinhas garnisé, introduzindo-as na família Horta, no espaço PERMALAB. Para isso, construiu-se um chicken tractor (galinheiro móvel), em madeira e com materiais reciclados, que foi integrado num sistema de agricultura de rotação de culturas. Os novos habitantes da Horta, começaram assim a contribuir para o funcionamento agrícola. Ao encontrarem condições favoráveis, nomeadamente abrigo fornecido pelo chicken tractor e alimento providenciado pelos macroinvertebrados provenientes da compostagem orgânica (complementados com ração), as galinhas retribuíram preparando a terra através dos seus serviços ecológicos. Para além de ajudarem a fertilizar a terra com os seus dejetos, têm ainda a capacidade de a revolver quando procuram alimento, arando-a.

Galinha e pinto
Mãe galinha com os pintos recém nascidos
Imagem enviada pelos autores

As galinhas contribuem ainda com ovos que são partilhados à quarta-feira, o dia de trabalhos da HortaFCUL ou oferecidos a membros da faculdade. Em 2019, decidimos associar-nos à HortaFCUL integrando a equipa que coordena as atividades e projetos afetos às galinhas e assumindo o papel de guardiões das mesmas. Este foi o projeto que mais nos interessou, não só pela ligação afetiva que criámos inicialmente com as galinhas, mas também porque sentimos que era o elo dos ciclos da HortaFCUL com maior capacidade de evolução no sentido de combater desperdícios e aumentar a produtividade dos sistemas.

Em meados de 2019, a Herdade do Freixo do Meio, uma herdade alentejana que procura seguir um sistema sustentável de agrofloresta, fez uma doação de um galo e duas galinhas da raça preta lusitânica, uma das raras variedades autóctones. Estes três novos habitantes, de maior dimensão, vieram agilizar o processo de preparação da terra tornando-o mais célere e eficaz aumentando a eficiência do chicken tractor. Como resultado, a rotação de culturas tornou-se também mais rápida e eficiente, aproveitando todo o potencial dos resíduos orgânicos produzidos no campus e minimizando as perdas de energia do sistema. No entanto, alguns fatores começaram a contribuir para a deterioração do conforto das galinhas e, consequentemente, a sua eficiência na preparação da terra.

As amplitudes térmicas entre o verão e o inverno eram difíceis de controlar e a falta de espaço tornou-se um problema, particularmente na relação entre os galos. Para complicar, surgiu uma praga de ácaros que afetou todas as galinhas e que foi potenciada pelas condições atuais do chicken tractor: a madeira serviu como abrigo para os ácaros e o pouco espaço tornou as galinhas alvos mais vulneráveis. Tornou-se evidente que seria preciso uma nova solução: um novo galinheiro, que permitisse às galinhas ficar mais confortáveis, com mais espaço, maior conforto térmico e com menor capacidade de propagação de pragas, mas mantendo a eficácia demonstrada anteriormente.

chicken tractor
As imagens refletem as condições atuais do chicken tractor, a compostagem de resíduos orgânicos produzidos na faculdade que servirá de alimento para as galinhas, talhão plantado após a passagem do chicken tractor, numa primera data e três semanas depois
Imagens enviadas pelos autores

A 1ª edição do Concurso de Ideias para a Sustentabilidade em Ciências veio proporcionar a oportunidade de avançar com esta ideia, nascendo assim o projeto “CHILL - CHIcken Tractors as an efficient and sustainable Link in closed Loop agriculture”. Pusemos mãos à obra! Começámos por excluir da construção do novo chicken tractor a madeira, como material estrutural, procurando um material que dificultasse a disseminação de novas pragas. Achámos ainda essencial, uma vez que o galinheiro tinha que ser móvel, que o material estrutural fosse leve, mas com elevada durabilidade. Optámos pelo alumínio. De seguida, era imperativo garantir que a capoeira (local de abrigo das galinhas, onde ocorre a postura de ovos) fosse isolada termicamente, protegendo as galinhas e futuros pintos de amplitudes térmicas extremas. Selecionámos um painel sandwich (um painel de chapa revestido internamente com esponja). Por fim, decidimos alterar a forma estrutural do chicken tractor, procurando implementar uma forma que nos permitisse aceder a todas as zonas do galinheiro, com maior facilidade. Assim decidimos desenhar um chicken tractor com uma forma ortorrômbica.

Em junho de 2020 tivemos uma incrível e agradável surpresa: nasceram vários pintos, tendo oito conseguido desenvolver-se de uma forma saudável. Acima de tudo, foi uma lufada de ar fresco nestes tempos de pandemia, em que parecemos rodeados de más notícias. No entanto, rapidamente nos voltámos a deparar com uma das principais razões pelas quais quisemos construir um novo chicken tractor: a falta de espaço. Fomos novamente confrontados com a urgência de assegurar o conforto das galinhas, uma vez que quando a nova ninhada se tornasse adulta, iria ultrapassar a capacidade de carga para a área do chicken tractor. Como tal, tomámos a difícil decisão de doar os pintos, ficando apenas com uma fêmea. Temos a certeza que irão ser bem tratados nas novas famílias, mas despedimo-nos com alguma tristeza e com votos de que, no futuro, possamos ficar com um maior número de pintos.

Pintos
Alimentação dos pintos
Imagem enviada pelos autores 

Hoje, temos três galinhas e dois galos, incluindo um dos elementos originais. Almejamos ter mais quando finalizarmos a construção do novo galinheiro. Acima de tudo, queremos garantir o bem-estar das nossas galinhas, que fazem parte desta família que é a HortaFCUL, e que são parte integrante e fundamental no ciclo de nutrientes e matéria. A nossa missão passa agora pela construção do novo galinheiro.

Afonso Ferreira, Florian Ulm, Francisco Azevedo e Silva, Inês Afonso e Tomás Simões, equipa CHILL, menção honrosa 1.ª edição do Concurso de Ideias para a Sustentabilidade
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

“A História do Pi em hipervídeo” está na Internet e pode ser consultada por todos e em toda a parte. O hipervídeo integra de forma estruturada e interativa vídeo e outros tipos de informação, nomeadamente, textos, imagens, áudio e animações. Saiba mais sobre este projeto lendo a entrevista com as professoras Suzana Nápoles e Teresa Chambel.

A dinâmica das epidemias é descrita por sistemas de equações diferenciais. Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática da Ciências ULisboa, apresenta neste artigo o modelo epidemiológico desenvolvido em 1927 por Kermack e McKendrick.

No próximo ano letivo, Ciências ULisboa irá utilizar novos modelos de ensino/aprendizagem, todos com horas de contacto entre docentes e alunos, mas que se diferenciam pela existência e forma da componente presencial, anunciou a Faculdade em comunicado de imprensa.

Um grupo de cientistas da Ciências ULisboa e da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, membros do CENTRA - Centro de Astrofísica e Gravitação participa no desenvolvimento do METIS (Mid-infrared ELT Imager and Spectrograph), um poderoso instrumento que vai equipar o maior telescópio do mundo - o Extremely Large Telescope.

A equipa do projeto Lista Vermelha de Invertebrados Terrestres e Dulçaquícolas de Portugal Continental preparou a campanha de ciência cidadã - “Invertebrados da Lista Vermelha procuram-se” -, cujo lançamento ocorre esta sexta-feira, dia 5 de junho.

Duas pessoa dão as mãos

"A nossa necessidade de conexão e de afeto é singular, no sentido em que precisamos e procuramos o contacto com outros seres humanos", escreve Inês Ventura, psicóloga do GAPsi Ciências ULisboa.

Mulher sentada em banco junto ao rio Tejo

Um grupo multidisciplinar de cientistas propõe a criação de um roteiro nacional para a realização de testes serológicos em Portugal e defende que a avaliação rigorosa e concertada da prevalência da doença COVID-19 é a única forma de conhecer a real vulnerabilidade da população e monitorizar a dinâmica da epidemia.

Logotipo da rubrica Rardar

Quinta rubrica Radar Tec Labs dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a THEREUS.

ETAR de Serzedelo

A primeira etapa do COVIDETECT já está concluída e com sucesso anunciou esta quarta-feira a AdP - Águas de Portugal. Ciências ULisboa assegura a coordenação científica do projeto, financiado através do programa Compete 2020.

Papel e caneta, num ato de estudo

"Estudar em tempos da COVID-19 é novo e exigente. No entanto, temos recursos para tomar as rédeas, mesmo numa situação desta dimensão, e retomar o controlo", escreve Madalena Pintão, estagiária académica do GAPsi Ciências ULisboa. Conheça as suas sugestões...

Médicos e enfermeiros

"Independentemente das soluções adotadas, a crise sanitária da COVID-19 vem inequivocamente demonstrar que a Bioética, para além de uma vertente mais teórica e fundamental, tem uma vertente prática que atua no terreno e dá um contributo importante para a estabilização do funcionamento dos sistemas de saúde." Opinião de Jorge Marques da Silva, professor do Departamento de Biologia Vegetal da Ciências ULisboa e investigador do polo da Faculdade do BioISI. 

Centro de Testes

O Centro de Testes da Ciências ULisboa atualmente inteiramente dedicado à investigação, diagnóstico e rastreio do SARS-CoV-2 e suas variantes começou a sua atividade a 1 de maio, tendo já realizado mais de mil testes de diagnóstico à COVID-19, com a ajuda de cerca de 50 voluntários, sendo que mais de 300 pessoas manifestaram interesse em colaborar voluntariamente nesta nova infraestrutura da Faculdade.

Pormenor do protótipo da câmara de descontaminação transportável

A Delox foi distinguida recentemente com o Born from Knowledge (BfK) Awards no âmbito do protótipo de uma câmara de descontaminação transportável, que permitirá reutilizar máscaras respiratórias e que está a desenvolver em parceria com o Exército Português. A propósito desta distinção entrevistamos um dos fundadores da spin-off fundada há cerca de dois anos – Fernando Antunes, professor do DQB e investigador do polo da Faculdade do CQE.

Porta entreaberta

"Estar em casa, da forma como se tem estado, pode surgir como o 'único lugar' seguro, dando uma forte sensação de proteção. Em oposição, a ideia de sair torna-se ameaçadora. Esta é uma ideia que é preciso cuidar, para que não se torne avassaladora e angustiante no processo de retomar, no encontro entre o 'mundo cá dentro' e o 'mundo lá fora'", escreve a psicóloga Andreia Santos.

Páginas de livros

"Neste exercício permanente de experimentar será que ganhamos uma impressão do que é uma Teoria Geral da Complexidade?" Mais um ensaio "No Campus com Helder Coelho", em destaque no Dia Nacional dos Cientistas.

“A nossa Faculdade tem uma oferta vasta, diversificada e de enorme qualidade”, diz Fernanda Oliveira, subdiretora da Faculdade em comunicado de imprensa emitido recentemente a propósito dos dias virtuais que têm como público alvo sobretudo candidatos ao ensino superior e que acontecem nos dias 21 de maio e 3 de junho de 2020.

Figura humana em destaque

"No restabelecimento do contacto com o mundo alguns receios e ansiedades poderão estar presentes, a recuperação fisiológica e emocional é um processo, e como tal, leva o seu tempo." Mais um artigo do GAPsi, com nova sugestão, convidando a refletir sobre aquilo que era a vida de cada um de nós, exatamente, há um ano atrás.

4th International Conference on the Computational Processing of Portuguese

Rodrigo Santos, atualmente estudante de doutoramento em Informática na Ciências ULisboa, foi galardoado este ano com o prémio da melhor dissertação de mestrado sobre o Processamento de Língua Portuguesa no período de 2017-2019, durante a PROPOR – “14th International Conference on the Computational Processing of Portuguese”, ocorrida em Évora. 

Conceção artística do telescópio Euclid

O consórcio da missão Euclid, um telescópio que irá penetrar no lado escuro do Universo e que tem lançamento previsto para 2022, atribuiu o prémio Euclid STAR 2020 na categoria “equipa” a um dos grupos do consórcio com uma forte participação portuguesa, nomeadamente de investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) e da Ciências ULisboa.

Balões com sorrisos

"Embora a realidade externa seja muito semelhante para todos, a forma como olhamos para ela não é igual. Por isso, alguns de nós estão desejosos que este período de isolamento termine e outros (secretamente ou não) desejam que a vida pudesse seguir um rumo parecido ao que se vive atualmente", escreve a psicóloga Inês Ventura na habitual rubrica do GAPsi.

“O cruzamento da história das ciências com a banda desenhada foi uma aposta arriscada e uma concretização genuinamente coletiva, cujo resultado final é mais do que o somatório das partes. É para nós uma grande satisfação que o universo da banda desenhada em Portugal o tenha reconhecido”, comentam Ana Simões e Ana Matilde Sousa, autoras da obra distinguida com o Prémio de Melhor Publicação Nacional com Distribuição Comercial.

Imagem gráfica da rubrica Radar Tec Labs

Quarta rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a ONTOP.

Máscara respiratória

O consórcio REUSE coordenado pelo CQE Ciências ULisboa surge na sequência do apoio especial a projetos de implementação rápida para soluções inovadoras de resposta à COVID-19 e tem como objetivo a descontaminação de máscaras respiratórias para posterior reutilização.

Teletrabalho

"É verdade, as coisas precisam ser feitas, mas, se não fizermos uma boa gestão de nós próprios, estamos potencialmente a acabar com a única fonte que pode produzir - nós", alerta a psicóloga Andreia Santos, na rubrica habitual do GAPsi, deixando também algumas dicas para quem está em teletrabalho.

Imagem artística relacionada com uma nuvem de pensamentos

“Após pequenas ou grandes tempestades que se passem dentro de casa, vem o diálogo e a negociação para que os tempos de cada um sejam respeitados”, escreve Madalena Pintão, estagiária académica do GAPsi Ciências ULisboa, na rubrica habitual.

Páginas