Crónica de uma viagem

“Learning is an experience. Everything else is just information”

O CME realizou-se no âmbito do programa ERASMUS+

Horta FCUL

Durante o mês de outubro de 2015, a HortaFCUL viajou até Inglaterra para representar o projeto num contexto europeu. O motivo foi o “Contact Making Event (CME) - Farming With Young People” que se realizou perto de Newcastle entre os dias 3 e 9 de outubro no âmbito do programa ERASMUS+.


Rebecca Mateus & Pedro Moreira
Fonte Horta FCUL

Neste contexto partimos à descoberta de um novo lugar, mas especialmente de conhecer outros projetos europeus e criar sinergias e pontos de colaboração internacionais. Após viajar num movimentado comboio inglês até Newcastle, conhecemos os restantes participantes bem como os facilitadores Basia Ligas, Mariana Turcan e Panganai Svotwa, sendo-nos oferecido um delicioso jantar em Gateshead, na sede da organização The 4C's. Esta foi a ONG anfitriã do CME e tem como principal objetivo a promoção do desenvolvimento sustentável, cooperando com outros locais e organizações de vários países do mundo.

Depois de uma longa viagem no nevoeiro chegámos finalmente ao hostel (YMCA – Weardale House) onde passámos uma ótima semana. No dia seguinte começámos tranquilamente a trocar impressões e a conhecer os outros participantes (31 no total) provenientes de 15 países europeus. Mais tarde a nossa missão foi apresentar o projeto HortaFCUL em 2 minutos, recorrendo a um poster informativo que preparámos em 30 minutos. Nesta apresentação abordámos a nossa visão da Permacultura, as atividades que realizamos regularmente e, da mesma maneira, ouvimos as apresentações das outras organizações, trocámos contactos e experiências. Outra das atividades em que participámos foi um levantamento das necessidades dos jovens nas diferentes comunidades europeias (UE, Balcãs e Associação Oriental Europeia). Identificámos as semelhanças e diferenças entre elas e apresentámos conclusões, criando um espelho dessas mesmas necessidades.

Sensivelmente a meio da nossa estadia em Inglaterra, a organização do CME teve um dia diferente planeado para nós. Fomos visitar alguns pontos de interesse a Newcastle e a Gateshead, começando por uma quinta comunitária, onde infelizmente não tivemos a oportunidade de falar com ninguém pertencente ao projeto. De seguida fomos até às margens do rio Tyne para visitarmos a Millenium Bridge e toda a sua engenharia, culminando com uma abertura da ponte especialmente requisitada para nós. Das margens do rio passámos para as hortas urbanas e fomos visitar uma organização muito interessante, a Ouseburn Farm Charity que possui um jardim urbano com plantas e animais. Este era um jardim cheio de cor e diversidade, onde as estufas sobressaiam e os animais (cabras, ovelhas, porcos e uma vaca) eram as estrelas. Tivemos a possibilidade de falar com algumas pessoas pertencentes à organização (trabalhadores e voluntários) e saber como é o dia-a-dia no jardim, quem o gere, que métodos usam e, acima de tudo, que novas ideias poderíamos trazer para a HortaFCUL. No final da tarde fizemos uma visita ao futuro espaço da organização anfitriã (4C’s), onde fomos convidados a desenvolver ideias edesigns para reabilitar o espaço exterior, assim como a capacidade ambiental, social e económica do centro comunitário.

No fim da visita, tivemos a admirável surpresa de jantar com o Presidente de Câmara de Gateshead e com a sua esposa. Este foi um momento interessante, uma vez que nos sentimos bastante reconhecidos com a sua presença e palavras. Houve ainda hipótese de lhe comunicar diretamente e informalmente as nossas ideias e opiniões sobre diferentes temáticas ambientais e sociais e incentivá-lo a tornar a sua cidade mais sustentável e socialmente responsável.


Noite Intercultural
Fonte Horta FCUL

A última metade do CME foi dedicada a aprender quais as várias atividades e mobilidades que existem dentro do programa ERASMUS+ e como nos poderemos servir delas nas nossas organizações. Um dos temas que teve mais atenção nesta pequena formação foi o preenchimento dos complexos formulários que fazem parte do processo de obtenção de financiamento europeu. Aprendemos ainda quais as entidades envolvidas, os prazos a cumprir e como escolher e contactar os parceiros para um projeto do programa ERASMUS+.

Nos últimos dias, foi-nos dada a possibilidade de nos organizarmos em grupos e começarmos a desenvolver um futuro projeto. Destes grupos saíram já propostas e ideias bastante concretas para projetos futuros, assim como as sinergias e os contactos necessários para lhes dar continuidade e torná-los reais.

O CME foi cheio de momentos de trabalho, mas claro que houve tempo para descontrair e explorar. Uma ótima maneira de criar laços entre os participantes foi a noite intercultural onde tivemos oportunidade de provar várias iguarias de tantos e tão diferentes países. Da nossa parte, não faltaram os deliciosos queijos da serra, chouriço, presunto de porco preto e vinho do porto a representar Portugal. Entre os momentos de relaxamento destaca-se também a nossa presença no tradicional pub inglês. Aqui, ao conversar um pouco com os locais, entendemos que a agricultura na região baseia-se na criação de gado, através de métodos tradicionais. Durante a conversa sentimos falta de abertura em relação aos nossos ideais de Permacultura. Por fim, houve tempo para umas atividades ao ar livre onde os participantes testaram os seus medos e ao mesmo tempo se puderam divertir. A despedida emocionante plantou desejos e certezas de um reencontro muito em breve.

Concluindo, este evento superou as expectativas que levávamos na bagagem. Para além das importantes ferramentas que descobrimos (Erasmus+, dinâmicas de grupo…) e dos novos contactos que fizemos, as éticas e os princípios da Permacultura foram partilhados com todos.

A missão foi cumprida!

Pedro Moreira & Rebecca Mateus, colaboradores da Horta FCUL
Equipa do CSD Lab do BioISI

Uma equipa de investigadores do Laboratório de Estrutura e Dinâmica Celular (CSD Lab) do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioIS

Diogo Rodrigues Fernandes

Diogo Rodrigues Fernandes, doutorando de CIÊNCIAS e investigador no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (

Banner O Planeta Vivo

“Temos este mundo, ou nada. E temos um grande problema se não entendermos o planeta que queremos salvar.” Esta citação de Carl Sagan é o mote do documentário ‘O Planeta Vivo’, que estreou no passado dia 3 de julho na RTP.

Vista Aérea do Observatório do Paranal

O Observatório do Paranal, no deserto do Atacama no Chile, que faz parte do Observatório Europeu do Sul (ESO), vai receber em 2025 um telescópio made in Portugal para observar o Sol.

Nuno Gonçalves e Inês Leite posam com os prémios junto aos restantes investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA)

Nuno Gonçalves e Inês Leite, estudantes de CIÊNCIAS, foram premiados na SPIE Astronomical Telescopes + Instrumentation, a maior conferência internacional sobre instrumentação para a Astronomia.

Ranking de Leiden: Há três áreas de investigação de CIÊNCIAS em que a ULisboa é líder nacional

A Universidade de Lisboa (ULisboa) está em primeiro lugar a nível nacional em três áreas de produção científica de CIÊNCIAS no reputado CWTS Leiden Ranking: Ciências da Vida e da Terra, Matemáti

Banner Curso PRODIGI

A partir de 2025 a Universidade de Lisboa em parceria com o Instituto Politécnico de Lisboa, vai disponibilizar uma nova formação online em competências digitais.

 

Inês Fragata, Margarida Matos, Sara Magalhães e Cristina Máguas.

CIÊNCIAS inaugura hoje oficialmente a infraestrutura laboratorial de investigação - Unidade de Evolução Experimental.

Imagem alusiva ao Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT)

O Mestrado em Bioestatística de CIÊNCIAS foi acreditado pela Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT).

Dois professores de CIÊNCIAS eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa

Pedro Miguel Duarte e Luís Eduardo Neves Gouveia, professores de CIÊNCIAS, foram eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa.

O Centro de Congressos da Alfândega do Porto é o palco da edição de 2024 do Encontro Ciência.

Luís Carriço (Diretor de CIÊNCIAS) e Carlos Martins (Presidente da EPAL) junto a um dos novos bebedouros.

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa aderiu ao desafio da EPAL - Empresa Portuguesa das Águas Livres de consumir Água da Torneira nas suas áreas comuns, representando mais um compromisso com o Ambiente e com

 Rodrigo Freitas, Francisco Graça e Diogo Ávila no Pódio dos 3000 metros obstáculos no Campeonato Nacional Universitário de Pista ao Ar Livre

Rodrigo Freitas, estudante de CIÊNCIAS, sagrou-se bicampeão no Campeonato Nacional Universitário (CNU) de Atletismo Pista Ar Livre.

Desde ontem que CIÊNCIAS dispõe de um novo espaço: o Lounge C7!

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa seguram o prémio de primeiro lugar na segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa venceram a segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

A cientista Ana Russo, investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), visitou duas escolas básicas do concelho de Sintra no dia 23 de abril para rea

Branca Edmée Marques, cientista alumna de CIÊNCIAS

Branca Edmée Marques, alumna de CIÊNCIAS, será homenageada no dia 20 de junho pelos Museus da Universidade de Lisboa

Vanessa Fonseca, Catarina Frazão Santos, Rita Cardoso, Cláudio Gomes, Ana Duarte Rodrigues e Paulo J. Costa posam com os prémios para uma foto numas escadas

A faculdade conseguiu obter o segundo lugar entre as Escolas da Universidade de Lisboa mais galardoadas.

Margarida Fortes, docente do Departamento de Biologia Vegetal de CIÊNCIAS dá uma aula em frente a um quadro com uma projeção imagética

Margarida Fortes, professora de CIÊNCIAS, visitou a Escola Secundária de Carcavelos para dar uma aula acerca da edição genética.

Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Páginas