43rd International Symposium on Essential Oils

Óleos essenciais e voláteis na FCUL

Imagem alusiva à extração de óleos essenciais
Centro de Biotecnologia Vegetal da FCUL

Os óleos essenciais são princípios odoríferos, produzidos pelas plantas, e utilizados, desde a antiguidade, tanto com fins terapêuticos, como no fabrico de perfumes e cosméticos.

O interesse renovado pela utilização de substâncias naturais, biologicamente ativas, tem encorajado a utilização dos óleos essenciais como agentes antimicrobianos e antioxidantes em alimentos.

Para tal, muito contribuiu o facto de os óleos essenciais aliarem o seu papel aromatizante à condição de serem produtos naturais e biodegradáveis, apresentarem baixa toxicidade para os mamíferos e poderem desempenhar, simultaneamente, as funções de mais do que um dos seus equivalentes sintéticos.

Além destas propriedades, os óleos essenciais encontram ainda aplicação na proteção de culturas agrícolas, prevenindo doenças e pragas, com a vantagem de não se acumularem no ambiente e terem um largo espectro de ação, o que diminui o risco de desenvolvimento de estirpes patogénicas resistentes. No seu conjunto, estas propriedades, têm despertado, nos últimos anos, um interesse crescente, a nível mundial, pelo estudo das plantas produtoras de óleos essenciais.

No contexto da importância crescente dos óleos essenciais, foi com particular regozijo que o Centro de Biotecnologa Vegetal (CBV-FCUL) acolheu, de 5 a 8 de setembro de 2012, e pela segunda vez na FCUL, o International Symposium on Essential Oils, desta feita na sua quadragésima terceira edição - 43rd International Symposium on Essential Oils - ISEO2012.
Imagem alusiva à extração dos óleos essenciais
Fonte: Centro de Biotecnologia Vegetal da FCUL
Legenda: Durante o ISEO2012, a academia, os investigadores, os industriais e o público em geral tiveram oportunidade de trazer novos contributos à área dos óleos essenciais e voláteis, realçando a notoriedade desta área científica

Aquele que é hoje conhecido como o International Symposium on Essential Oils, teve início em setembro de 1969, quando quatro cientistas da área da farmacognosia se reuniram, informalmente, em Leiden, na Holanda, para discutir problemas comuns, relacionados com a análise de óleos essenciais.

Essa foi a primeira de uma série de reuniões anuais, que se alargaram a outros investigadores não só da academia, professores e estudantes, mas também da indústria. A referência à participação portuguesa nesta série de simpósios data de 1984, aquando da sua décima quinta edição, e os membros do CBV-FCUL que este ano organizaram o evento participaram, pela primeira vez, nesta série de simpósios, em 1989. Embora sendo um simpósio que acolhe participantes de todo o mundo, este decorreu sempre na Europa, tendo sido realizado em Portugal pela primeira vez há dez anos (33rd ISEO), pela mesma equipa, também na FCUL.

Este ano, e com o objetivo de discutir os avanços mais recentes na temática dos óleos essenciais e áreas afins, o ISEO2012 reuniu 284 participantes, de 42 países, sendo que 32% dos participantes foram jovens investigadores estudantes de graduação, pós-graduação e de doutoramento. A Comissão Organizadora distingiu dois convidados de honra, os professores Karl-Heinz Kubezcka e Johannes Scheffer pela sua contribuição ímpar nesta série de simpósios.

Com ênfase na ação dos óleos essenciais e voláteis, os dados de estudos experimentais de campo, combinados com sistemas biológicos complexos, dados estatísticos e abordagens analíticas de alta tecnologia, foram alguns dos temas abordados. Além disso, muitos outros tópicos, incluindo a perceção do sabor (umami e kokumi), aspetos ecológicos, os mecanismos moleculares, a análise e aplicação em seres humanos e animais, para citar apenas alguns, foram detalhados, visando focar o conhecimento atual, bem como os problemas e as estratégias futuras na ampla área dos óleos essenciais e voláteis.
Imagem alusiva à extração dos óleos essenciais
Fonte: Centro de Biotecnologia Vegetal da FCUL
Legenda: Os óleos essenciais são princípios odoríferos, produzidos pelas plantas, e utilizados, desde a antiguidade, tanto com fins terapêuticos, como no fabrico de perfumes e cosméticos

Das 337 propostas de resumos, 261 foram aceites e incluídos no program, book of abstracts and participants list. O programa científico incluiu oito conferências plenárias, proferidas por peritos de reconhecido mérito internacional, sobre alguns dos temas de maior impacte na área. Além dessas, decorreram nove apresentações orais, e duas sessões de apresentação das 238 contribuições sob a forma de painéis. Realizou-se ainda uma sessão especial para a apresentação oral de seis trabalhos selecionados de jovens investigadores. Em exibição permanente, estiveram representadas algumas editoras de livros, revistas assim como empresas de equipamento de laboratório.

Considerando que a contribuição de jovens investigadores é de extrema importância para manter a vitalidade desta área, a International Federation of Essential Oils and Aroma Trades (Ifeat) e a Comissão Organizadora do ISEO2012, uniram esforços para apoiar a participação destes jovens no simpósio deste ano, custeando um total de 20 registos de inscrição. Quarenta jovens investigadores de 17 países (África do Sul, Alemanha, Argélia, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos da América, Holanda, Iemen, Irão, Itália, Japão, Polónia, Portugal, República Checa, Roménia e Sérvia) apresentaram as suas candidaturas. Das 20 contribuições selecionadas, 14 foram apresentadas sob a forma de painéis. As restantes seis foram escolhidas para apresentação oral, numa sessão especial do ISEO2012, dedicada a jovens investigadores.

Os eventos sociais incluíram os apontamentos musicais da Fortuna (Tuna da Universidade Nova de Lisboa) e da VicenTuna (Tuna da FCUL), respetivamente, nas cerimónias de abertura e de encerramento do simpósio. O jantar do congresso que teve lugar no Castelo de São Jorge, em Lisboa, contou com um apontamento de fado.

Durante quatro dias, a academia, os investigadores, os industriais e o público em geral tiveram oportunidade de trazer novos contributos à área dos óleos essenciais e voláteis, realçando a notoriedade desta área científica, trocar experiências e tecnologia, promover e divulgar a interação entre as diversas áreas dentro da temática e complementar e valorizar os conhecimentos da nova geração de investigadores.

O bom acolhimento por parte dos órgãos de comunicação social e dos participantes do evento foram registados não só por recortes de imprensa ou artigos dedicados ao assunto, mas também pelas felicitações recebidas sob a forma de manifestações pessoais e/ou mensagens recebidas dos participantes.

O apoio e envolvimento da FCUL, o empenho dedicado de vários colaboradores, e a contribuição, a vários níveis, de instituições e empresas nacionais e estrangeiras, muito contribuíram para a dignificação e para o sucesso deste evento.

Ana Cristina Figueiredo, José Gonçalves Barroso e Luis Gaspar Pedro, professores do DBV-FCUL e membros da Comissão Organizadora do ISEO2012
Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Pages