Voluntários no Centro de Testes Ciências ULisboa

Marta Palma

Marta Palma no CT Ciências ULisboa

Até agora o maior desafio que enfrentou no CT Ciências ULisboa foi adaptar-se e responder às constantes melhorias nos procedimentos, aos imprevistos que por vezes surgem e que têm de ser resolvidos na hora

Imagem cedida por MP
Marta Palma
No início começou por extrair RNA no CT Ciências ULisboa, depois passou a coordenar certas tarefas, passando mais tempo ao computador. Marta Palma estudou na Faculdade e atualmente trabalha no DBA Ciências ULisboa
Imagem cedida por MP

“A maior aprendizagem é perceber que de facto existem pessoas maravilhosas, com uma enorme generosidade e grande sentido de voluntarismo e muito dinâmicas. E que trabalhando juntos, podemos de facto fazer a diferença”, diz Marta Palma, funcionária do Departamento de Biologia Animal (DBA) e voluntária no Centro de Testes (CT) Ciências ULisboa.

Até agora o maior desafio que enfrentou no CT Ciências ULisboa foi adaptar-se e responder às constantes melhorias nos procedimentos, aos imprevistos que por vezes surgem e que têm de ser resolvidos na hora. “É saber que estou a lidar não apenas com ‘amostras’, mas com pessoas e essa é a maior responsabilidade que se pode ter”, refere Marta Palma, cuja ligação à Faculdade começou enquanto aluna, primeiro na licenciatura em Biologia Aplicada aos Recursos Animais, variante marinhos, entre 1994 e 1999, mais tarde, em 2012, no mestrado em Biologia Molecular e Genética.

Na sua opinião, com esta pandemia, a sociedade foi obrigada a colocar em perspetiva uma série de assuntos. “Tomámos consciência que uma ameaça destas é global, atinge todos sem exceção. A minha esperança é que essa tomada de consciência sirva para mudar comportamentos, políticas e atitudes em prol de uma sociedade mais humana e mais sustentável”, salienta Marta Palma, que começou a trabalhar na Faculdade em 2006, como lab manager do grupo da professora Margarida Amaral, passando mais tarde para o DBA Ciências ULisboa, em 2013.

As funções de Marta Palma no DBA Ciências ULisboa são de gestão laboratorial, tanto de aulas, como de investigação e manutenção de linhas celulares. A par dessas tarefas também integra a comissão de comunicação e imagem do Departamento, estando envolvida tanto nas visitas de escolas à respetiva unidade, como em atividades inseridas no Dia Aberto, Verão na ULisboa ou Descobre a ULisboa.

Para Marta Palma, “somos todos responsáveis uns pelos outros, e de alguma forma devemos contribuir para uma sociedade mais equilibrada”. A sua noção de responsabilidade social passa por “pôr conhecimento e força de trabalho ao serviço da comunidade”. No início começou por extrair RNA no CT Ciências ULisboa, depois passou a coordenar certas tarefas, passando mais tempo ao computador, fazendo a ponte entre os voluntários escalados para aquele turno e a coordenação do Centro; o rastreio dos voluntários (temperatura e níveis de oxigénio); a receção de amostras, que chegam todos os dias; introduzindo as fichas de pacientes; garantindo que os voluntários estão devidamente protegidos com os equipamentos de proteção individual e que cumprem todos os procedimentos e protocolos estabelecidos; dando o apoio logístico necessário de modo a garantir que as estações de trabalho têm o material necessário para funcionarem; e, por último, dando apoio a quem se encontra dentro do BioCap - BSL3 Câmara de Isolamento.

“Ao longo dos anos a trabalhar na Faculdade, já participei em vários ‘inícios’ de projetos. Gosto particularmente dessas fases, de colocar algo em pé. Mas este tem um cariz especial pela importância que tem para a comunidade em geral. Não estávamos preparados para esta verdadeira avalanche e num curto espaço de tempo as pessoas mobilizaram-se e de alguma forma estão a contribuir no combate a este vírus. É, pois, com muito orgulho que faço parte deste projeto e me incluo neste grupo de pessoas.”
Marta Palma

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas