Opinião

Mestrado em Bioquímica e Biomedicina: uma oportunidade de transformação e evolução

Imagens relacionadas com o mestrado em Bioquímica e Biomedicina

Para a comissão de avaliação da A3ES a nova designação  – Mestrado em Bioquímica e Biomedicina – é a que melhor reflete os conteúdos curriculares do programa de estudo

DQB Ciências ULisboa
Cláudio Gomes, Margarida Gama Carvalho e Carlos Cordeiro
Cláudio M. Gomes, Margarida Gama Carvalho e Carlos Cordeiro
Imagem cedida por DQB Ciências ULisboa

A Comissão de Coordenação do Mestrado em Bioquímica apresentou à Agência e Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) uma proposta de reestruturação que consolida o trabalho de renovação que tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos últimos anos, tendo proposto um novo plano de estudos e uma alteração de designação para Mestrado em Bioquímica e Biomedicina.

Foi com grande satisfação que no início de maio de 2022 recebemos o parecer final da comissão de avaliação da A3ES, que não só reconheceu em tom altamente elogioso o percurso realizado, como concordou que a nova designação proposta – Mestrado em Bioquímica e Biomedicina – é a que melhor reflete os conteúdos curriculares do programa de estudos e as áreas de investigação onde o corpo docente desenvolve a sua atividade científica, e que proporcionam aos alunos uma efetiva formação avançada na área.

A nova designação reflete a formação proporcionada aos alunos. A maioria dos alunos optava pela anterior área de especialização em Bioquímica Médica, que, no entanto, não sobressaía na designação do mestrado. A nova designação evidencia esse aspeto da matriz identitária, sendo simultaneamente mais apelativa para os futuros candidatos, dado o interesse crescente nas áreas científicas ligadas à saúde humana, em parte impulsionado pelo valor acrescido que emergiu dessa atividade no contexto da atual pandemia.

Leia a entrevista com Cláudio M. Gomes, Margarida Gama Carvalho e Carlos Cordeiro sobre o mestrado em Bioquímica e Biomedicina.

O Relatório da Comissão de Avaliação Externa indica que “este ciclo de estudos está bem estruturado, com um plano de estudos focado em tópicos emergentes da Bioquímica aplicada à Biomedicina, alicerçado numa inovadora componente de aprendizagem experimental”.

Há importantes mudanças no plano de estudos. Simplificámos o percurso formativo, abolindo áreas de especialidade, mas dando grande liberdade aos alunos para a escolha das optativas que mais lhes interessam e ampla escolha. As componentes obrigatórias do 1.º ano do mestrado ficam concentradas em apenas duas unidades curriculares em cada semestre, uma de carácter experimental e outra que garante uma sólida formação avançada em aspetos moleculares da Estrutura e Função de Proteínas e Biologia Molecular Humana. 

Vimos na acreditação uma oportunidade de transformação e evolução, que nos impeliu a consolidar aspetos que consideramos únicos na formação pós-graduada em Bioquímica e Biomedicina, e dos quais destacamos:

  • Forte interligação à investigação científica e à experiência laboratorial;
  • Formação abrangente e flexível largamente assente num modelo de ensino em formato avançado*;
  • Promoção de dissertações de qualidade com ampla oferta de projetos também em mobilidade**.

 

 

Implementamos no mestrado uma forte interligação à investigação científica e à experiência laboratorial, materializada numa inovadora componente de aprendizagem experimental em contexto de laboratórios de investigação.

Não se trata de rotações entre laboratórios, mas sim do desenvolvimento de projetos integrativos ao longo do semestre, que são realizados de forma articulada nos laboratórios de investigação dos docentes envolvidos. Em cada ano, os temas vão variando e são definidos pela equipa docente em função do trabalho de investigação em curso. Por exemplo, neste semestre os alunos foram desafiados a implementar um projeto que permitisse identificar as alterações do metabolismo que acontecem durante a diferenciação de neurónios humanos, implicando recurso a técnicas avançadas de cultura celular, espectrometria de massa e análise computacional. É também uma excelente oportunidade para os alunos tomarem contacto com a investigação, equipamentos e infraestruturas científicas nacionais disponíveis na faculdade e nas suas unidades de I&D, e que nos permitem desenvolver estes projetos.

campus, salas de aulas e laboratórios
Todos os semestres há um número elevado de alunos Erasmus a frequentar as UC deste mestrado
Imagem cedida por DQB Ciências ULisboa

Os próximos anos serão sem dúvida os de concretização de um processo que iniciámos já há algum tempo, e em que esperamos ver o Mestrado em Bioquímica e Biomedicina emergir como um ciclo de estudos de referência para a área a nível nacional e internacional.

Temos recentemente conseguido alargar a atratividade do nosso curso a alunos provenientes de um conjunto alargado de universidades do norte a sul do país, com formações de 1.º ciclo bastante diversificadas, mas queremos que a nossa procura aumente ainda mais.

Um dos aspetos que iremos trabalhar será a componente de internacionalização. Todos os semestres temos um número elevado de alunos Erasmus a frequentar as nossas UC e gostaríamos de evoluir para a captação de um maior número de alunos internacionais inscritos no mestrado. Por outro lado, esperamos que os excelentes alunos da Faculdade que têm como objetivo prosseguir uma carreira de investigação na área da Biomedicina reconheçam que a qualidade da nossa oferta e o trabalho atento e de constante melhoria pedagógica e científica que tentamos implementar são a justificação para que a escolha do Mestrado em Bioquímica e Biomedicina se sobreponha ao seu natural desejo de ir conhecer outras instituições na transição entre o 1.º e o 2.º ciclo.

* Um mestrado com formação abrangente e flexível largamente assente num modelo de ensino em formato avançado. No mestrado as tradicionais aulas teóricas e teórico-práticas funcionam em bloco integrado combinando seminários de investigação, sessões de trabalho de grupo orientado e discussão de temas e artigos científicos, a par da exposição de conteúdos.  Esta organização, combinada com uma estrutura de horários altamente organizada e eficiente liberta tempo para estudo ou atividades extracurriculares para os alunos.

** Forte promoção de dissertações de qualidade com uma ampla oferta de projetos de dissertação no 2.º ano, criteriosamente organizada pela coordenação do mestrado. Os temas abrangem várias áreas científicas e podem ser desenvolvidos na Faculdade ou em outras universidades e instituições selecionadas para o efeito, em Portugal e no estrangeiro. Implementamos também mecanismos inovadores de incentivo à mobilidade internacional: a elevada internacionalização do corpo docente assegura a possibilidade de realizar parte ou a totalidade da dissertação no estrangeiro em Erasmus+, através de projetos de investigação desenvolvidos em parceria.

Cláudio M. Gomes, Margarida Gama Carvalho e Carlos Cordeiro, Comissão de Coordenação do Mestrado em Bioquímica e Biomedicina Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

Páginas