Ciências em Movimento

Ciências em Movimento - Laboratório Biologia Animal
GCIC-FCUL

Durante cinco dias, alunos, investigadores, professores e AEFCL prepararam diferentes atividades para receber alunos e docentes vindos de escolas básicas, secundárias e até infantários.

A iniciativa 1.ª semana Ciências em Movimento, a cargo da Faculdade de Ciências e apoiada pelo programa Escolher Ciência, recebeu 440 participantes oriundos de sete escolas durante o período de 10 a 14 de fevereiro. No total, realizaram-se 25 atividades sobre diferentes campos da ciência e dez flash-talks apresentadas por 32 professores/investigadores.

Ilda Godinho, professora da Escola Secundária de Vila Viçosa, a acompanhar os seus alunos do 11.º ano, explicou a importância da vinda à FCUL: “Pensámos nisto no espaço de uma semana e assim que falámos neste assunto aos alunos, todos nos disseram que vinham. É uma turma de 27 alunos e vieram todos. São alunos que vivem fora lisboa, de locais distantes e, por isso, esta é uma oportunidade de contactarem com uma faculdade: ver o que é, o trabalho que aqui é desenvolvido, conhecer os laboratórios. Aprendem sempre! É outra perspetiva da ciência”.
 

Durante a semana, o átrio do C6 foi o ponto com maior concentração de atividades: houve jogos, apresentações, oficinas.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: "Oficina de Carrinhos Solares" foi uma das atividades preparadas para os participantes da semana Ciências em Movimento

Duarte Santos, aluno do 5.º do mestrado integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente e membro do grupo “Energia nas Escolas”, a dar apoio à atividade “Oficina de Carrinhos Solares”, reforçou a importância do acompanhamento dado aos estudantes: “A aprendizagem, quando é auxiliada com a prática, através de algo de que eles gostem e se divirtam, é aumentada exponencialmente. A aquisição de conhecimentos torna-se muito mais rápida e fácil, os alunos querem repetir a experiência e fazer outras atividades”.

O jovem aluno da FCUL comentou ainda que a atividade que naquela altura ensinara ao grupo de alunos de Geografia da Escola Secundária Frei Gonçalo de Azevedo incluiu a utilização de materiais reciclados, “o que permite sensibilizá-los para o assunto da reciclagem mostrando o que se pode fazer com materiais que à partida não têm utilidade”.

Para além do átrio do C6 e dos anfiteatros destinados à interação através de flash-talks, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer outros espaços da faculdade, nomeadamente através da atividade “Pedipaper da Química e Bioquímica”, que conduziu os participantes pelos laboratórios do DQB, anfiteatros do C3 e Passeio da Ciência no C6.


Fonte: AEFCL
Legenda: A atividade “Pedipaper da Química e Bioquímica”, levou os estudantes a explorar diferentes espaços da FCUL

Alguns laboratórios convidaram ainda os estudantes a vestir as batas e a utilizar os materiais disponíveis, foi o caso de dois dos laboratórios de Biologia Animal.
 

Na atividade “Os peixes também têm vida sexual” abordaram-se exemplos de oviparidade, viviparidade ou ovoviviparidade, hermafroditismo, monogamia e poligamia e da diversidade de comportamentos que neste grupo se podem encontrar.

“Olha, aqui estão os ovários! E o fígado está algures por aqui…”, foi um dos comentários ouvidos na sala, à medida que as descobertas aconteciam.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: Na atividade “Os peixes também têm vida sexual” os estudantes vestiram as batas e utilizaram os materiais disponíveis para descobrir o interior de diferentes peixes

As motivações para estar presente nestas atividades foram distintas, entre os presentes, houve os que vieram para ouvir pela primeira vez explicações sobre estas temáticas, outros vieram complementar o conhecimento adquirido em aula, outros ainda esclarecer dúvidas para definir escolhas futuras.

Alexandra Monteiro, aluna do 12.º ano de Biologia da Escola Secundária Dona Filipa de Lencastre, deu conta da sua experiência enquanto cientista: “Não conhecia a Faculdade e estou a gostar. Nunca tinha aberto um peixe! Acho que é importante fazer parte deste tipo de iniciativas para que quem queira seguir [a área das ciências], tenha contacto com a realidade antes de fazer a sua escolha”.

As descobertas científicas envolveram e animaram pequenos e graúdos. As crianças do infantário do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) também tiveram a oportunidade de pôr o dedo no ar e ver esclarecidas as suas dúvidas e curiosidades sobre este “mundo dos crescidos”.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: Durante a semana, também os mais pequenos descobriram, com entusiasmo, Ciências

Leonor, Gabriela e Francisco, souberam responder à questão – “Afinal, o que é um tornado?” -, com uma explicação pronta: “Um tornado é uma nuvem muito grande que anda à volta!”.

Entusiasmados, os visitantes do infantário referiram que para além da atividade do tornado, gostaram de utilizar os tubos de ensaio já que estes permitiram “pôr água da chuva e ver o líquido a ficar amarelo, pôr água do mar e tornar o líquido cor-de-rosa”. Foi também neste dia que encontraram a resposta para algo que não estavam à espera – “Porque é que o céu é azul?”.


Fonte: AEFCL
Legenda: No total, realizaram-se dez flash-talks apresentadas por 32 professores/investigadores

“Ordem e Caos”, “Matéria e Energia”, “Mar e Atmosfera”, “Riscos e Catástrofes” e “Tecnologia e Sustentabilidade” foram as temáticas abordadas em cada dia desta semana onde “diferentes áreas científicas ‘conversaram’ entre si e com os visitantes”. A vontade de voltar ficou registada! Brevemente, as portas voltam a abrir-se para transmitir conhecimento científico. A todos os que quiserem ter contacto direto com Biologia, Bioquímica, Informática, Engenharia da Energia e do Ambiente, Estatística e Investigação Operacional, Física, Geologia, Matemática Química, fica o convite para fazerem parte do Dia Aberto 2014, a acontecer dia 23 de abril.
 

+ Sobre a semana Ciências em Movimento

 

“Estamos fazer uma atividade nova, diferente da nossa área, que tem a ver com a radiação solar. Estamos a aprender a fazer um carro que se vai mover a energia solar, neste caso com uma lâmpada. Somo de Línguas e Humanidades mas acho que é importante abrir mentes, não termos conhecimento só de uma área”, Maria Bemposta, aluna da Escola Secundária Frei Gonçalo de Azevedo

 “Sou da área de Ciências e estou a gostar bastante! Vimos as ondas internas, profundas, micro algas e peixes. Acho que nos ajuda a tomar decisões”, Inês Jorge, aluna da Escola Secundária Eça de Queirós

“O nosso projeto este ano na escola é ‘Descobrir a Ciência’. Temos feito várias experiências com as crianças e elas estão bastante interessadas. Acho que tudo o que nos envolve é ciência, por isso é sempre bom virem a estes eventos, até para terem contacto com experiências e pessoas diversificadas. Eles estão mesmo entusiasmados!”, Carla Oliveira, educadora do infantário LNEC

"Acho que nos ajuda a saber se queremos vir para a FCUL e se estamos interessados nestas áreas”, Francisco Mouzinho, aluno da Escola Secundária Eça de Queirós

“Aqui aprendi que a placa tectónica quando sobe, faz uma onda gigante. Tivemos a fazer uma caça ao tesouro, a preparar um kit de emergência. Eu não gosto de ciências, eu adoro ciências!”, Carolina, aluna da Escola Básica Gama Barros

 “Gostei das ondas internas e longas. Vou sair mais esclarecido daqui. Ajuda-nos a perceber o que queremos”, João Correia, aluno da Escola Secundária Eça de Queirós

 “Voltar à Faculdade de Ciências, é ótimo. É uma experiência maravilhosa!”, Ricardo Diz, aluno da Escola Secundária Eça de Queirós

“Uma das razões que nos trouxe aqui prende-se com o desenvolvimento de eco laboratórios nas nossas escolas, onde queremos fazer a aproximação da escola secundária e escola básica às ciências. Esta experiência também tem por objetivo aprender e compreender como é que a Faculdade faz a ligação entre a ciência e a sociedade para podermos também replicá-la a nível do ensino básico e secundário”, Fernando Rolo, professor de Geografia da Escola Secundária Frei Gonçalo de Azevedo

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Luzes

Pela primeira vez a Reitoria da UL abre as suas portas aos estudantes da cidade, organizando um evento noturno para alunos dos ensinos universitário e secundário.

A exposição está a partir de 26 de Abril no Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

As provas de doutoramento em Biologia, especialidade de Microbiologia, da Mestre Egídia Maria Valente de Azevedo realizam-se no próximo dia 26 de Abril, pelas 10h:30 na Sala de Actos da

O grande momento do dia é a sessão solene, que inclui este ano o lançamento do segundo volume dos Professores Cientistas e a inauguração do Quadro de Honra.

Sobre Namoros e Casamentos

Jorge Buescu

Quinta-feira, dia 12 de Abril de 2012, às 18h30, na sala 6.1.36

Vela

Ricardo Leandro é o vencedor da Competição Europeia. O estudante da FCUL apresentou a melhor ideia: um coletor solar térmico de baixo custo, acoplável a um módulo fotovoltaico.

A palestra "O Princípio do Tempo" proferida por Pedro Gil Ferreira é uma das iniciativas do “VII Encontro Ibérico de Cosmologia”, que decorre em abril nas instalações da FCUL.

Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente à sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminação de conhecimentos e a interligação com diferentes agentes sociais.

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Páginas