Opinião

Anotações de J. Lima-de-Faria

Última Revisão —
J. Lima-de-Faria
J. Lima-de-Faria
Fonte Fernando Barriga

José Avelino Pais Lima de Faria, proeminente cientista de 92 anos e antigo aluno de Ciências - licenciou-se em Ciências Físico-Químicas em 1950 -, faleceu no dia 27 de maio de 2018. A Faculdade lamenta o triste acontecimento e apresenta as condolências aos familiares, amigos e colegas.

Há vários tipos de cientistas

Muitos tipos de homens se dedicam à ciência, e nem todos em prol da ciência. Há alguns que vêm ao seu “templo” porque lhes é oferecida uma oportunidade de mostrarem os seus talentos particulares. Para este tipo de homens a ciência é uma espécie de desporto na prática do qual se entusiasmam tal como o atleta se exulta no exercício das suas proezas musculares. Há uma outra classe de homens que vêm ao "templo" para fazer a oferta do seu cérebro na esperança de receberem uma boa recompensa. Estes homens são cientistas só pelo acaso de algumas circunstâncias que se lhe ofereceram quando escolheram uma carreira. Se as circunstâncias tivessem sido diferentes poder-se-iam ter tornado políticos ou gestores de negócios. Se um anjo de Deus descesse à Terra e retirasse do “templo da ciência” todos os que pertencem a estas categorias que mencionei, receio que o "templo" ficasse quase vazio. Mas ainda ficariam uns poucos devotos alguns dos tempos antigos e outros do nosso. A esta última categoria pertence o nosso Planck. E é por isso que o amamos (Einstein).

A descoberta científica

Pensando sempre nelas [descobertas]. Mantenho o assunto constantemente na minha mente e espero que a pouco e pouco apareçam as primeiras revelações até à luz plena (Newton).

A imaginação é mais importante que o conhecimento (Einstein).

A descoberta consiste em ver o que toda a gente viu e pensar naquilo que as pessoas não pensaram (Szent-Gyorgyi). Portanto, a tarefa é não tanto ver o que os outros não viram, mas pensar o que ainda ninguém pensou acerca daquilo que todos viram (Schrödinger).

A escolha do problema científico

Uma das maiores qualidades de um cientista consiste em saber julgar quais os problemas que estão amadurecidos para análise, decidir quando é altura de explorar de novo uma velha área e retomar questões pouco tempo antes consideradas resolvidas ou insolúveis. É, em grande parte, à segurança do julgamento neste domínio que corresponde a criatividade da ciência (François Jacob).

Sempre me dediquei a estudar problemas simples (Debeye).

A sorte em ciência

No campo da observação, a sorte só favorece as mentes que estão preparadas (Louis Pasteur).

A oportunidade em ciência

Aquele que agarra o momento certo é o homem certo (Goethe). Schoenflies foi o mais influente, estava no lugar certo, no tempo certo, e o seu trabalho foi publicado em alemão (Marjorie Senechal).

As ideias revolucionárias

Quando uma coisa era nova, as pessoas diziam: “Não era verdade”.  Mais tarde, quando a verdade se tornou óbvia, as pessoas disseram: “De qualquer forma, não é importante”, e quando a sua importância não pôde ser negada as pessoas ripostaram: “De qualquer forma, não é nova” (William James).

A dificuldade reside, não nas ideias novas, mas no escapar às ideias antigas, que se ramificam em todos os recantos das nossas mentes, como acontece àqueles que tiveram a educação que a maior parte de nós teve (Keynes).

Quanto mais os homens aprendem, mais eles enchem as suas mentes de conhecimento, e menos estão preparados para examinarem de um ponto de vista crítico o fundamento dos pensamentos que deram forma às suas concepções sobre as coisas. É neste sentido que se tem correctamente afirmado que é o que nós sabemos que nos impede de descobrir o que não sabemos (Maurice De Broglie).

O amanhã é dos loucos de hoje (Fernando Pessoa).

Autoridade

Uma inovação científica importante raramente se desenvolve vencendo e convertendo gradualmente os seus opositores. É raro que Saul se torne Paulo. O que acontece é que os seus opositores vão morrendo gradualmente, e a geração que surge se familiariza com as ideias desde o princípio (Planck).

A simplicidade na ciência

Na sua essência a ciência é simples (Dirac).

Se um assunto de Física não pode ser explicado a uma empregada de bar, é porque não é boa Física, não faz sentido (Rutherford).

Ideias novas e velhas

Não é uma nem duas vezes, mas um sem número de vezes que a mesma ideia surge no mundo (Aristóteles).

Factos

A ciência é feita de factos, como uma casa é feita de pedras. Mas uma colecção de factos não é de maneira nenhuma ciência, tal como um montão de pedras não é uma casa (Henri Poincaré).

Especialização

Porque a vida é curta e o tempo passa depressa; se nos aperfeiçoamos numa coisa e se a compreendemos bem, o que se ganha é a compreensão e o conhecimento de muitas outras coisas (Vincent Van Gogh).

Na vida somos sempre um amador. Não há tempo para sermos outra coisa (Charlie Chaplin).

Liberdade em ciência

A liberdade está para a ciência como o ar para um animal (Henri Poincaré).

Beleza em ciência

Toda a Física deve estar impregnada da beleza Matemática (Dirac).

Teoria

Nada é tão prático como a teoria (Oppenheimer).

Classificação

A classificação, tal como o autor insiste, provou não ser somente parte importante, mas uma parte integrante da actividade científica (Kathleen Lonsdale).

Ensino

Só se ensina bem o que se faz, e quem não investiga não ensina a investigar (Cajal).

História da ciência

Estudar só o presente é equivalente a procurar desenhar um gráfico dispondo de um só ponto (S. G. Lipson e H. L. Lipson).

Publicação

Pouca, mas madura (Gauss).

O erro em ciência

O homem fará sempre erros bastando que se empenhe em qualquer coisa (Goethe).

Se não temo o erro é porque estou sempre pronto a corrigi-lo (Bento de Jesus Caraça).

A ciência é uma actividade colectiva

Se vi um pouco mais longe do que os outros foi porque pude subir aos ombros de gigantes (Newton).

Limite da ciência

Um assunto científico nunca se esgota. Um cientista é que se pode sentir esgotado perante ele (Einstein).

Nota da redação:o autor não segue o atual Acordo Ortográfico.

Referências:

  • Aristóteles (384-322 a.C.) em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.7.
  • Broglie, Maurice De (1951) Les Premiers Congrés de Physique Solvay. Albin Michel, Paris, p.10.
  • Cajal, Ramon y (1946) Los tonicos de la voluntad, Buenos Aires, p.177.
  • Caraça, Bento de Jesus, escrito na parede do edifício B.J. Caraça, do Instituto Superior de Economia e Gestão, Lisboa.
  • Chaplin, Charles (1952) no filme  As luzes da ribalta
  • Dirac, Paul, citado por Corbi e H. E Helge, K. Paul Dirac et la Beauté de la Physique, na revista “Pour la Science” nº189, Julho de 1993, p.78.
  • Einstein, Albert , em Planck, Max, (1933), Where is science going?. Edit. George Allen Unwin, Londres, p.9; também  Acta Crystallographica, 1961, vol. 1, art 8, p.902.
  • Gauss, Carl Friedrich, citado por Gibs, J. Willard Frederich (1926)  Principes Elementaires de Mécanique Statistique.  Lib. Scientifique, J.Hermann, Paris (na introdução).
  • Goethe, Johann Wolfgang, em Planck, Max, (1933)  Where is science going?.  Edit. George Allen Unwin, Londres, p.25
  • Jacob, François (1981) O jogo dos possíveis. Gradiva , Lisboa, p.26.
  • James, William , em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.81.
  • Keynes, John Maynard, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.87.
  • Lipson, S. G. e Lipson H.L., (1969) Optical Physics, University Press, Cambridge, p.1.
  • Lonsdale, Kathleen (1967) Origins of the science of crystals, Chemistry and Industry, January,  p.57.
  • Newton, Isaac, em Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientifique Quotations.The Institute of Physics, p.39.; e citado por Bento de Jesus Caraça (1970) Conferências e outros escritos. Edit. Minerva, Lisboa, p.284.
  • Oppenheimer, Robert, citado na revista Finisterra, 1985, XX, vol. 39, Lisboa. P.159.
  • Pasteur, Louis, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.116.
  • Pessoa, Fernando, em Dionísio, Mário (1963) Introdução à Pintura. Publicações Europa-América, Lisboa, p.26.
  • Planck, Max , em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The institute of Physics, Londres,p. 119.
  • Poincaré, Henri, (1943) La Science et L’Hypothèse. Ernest Flamarion, Paris, p.2. ; e Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientifique Quotations, The Institute of Physics, p.42.
  • Rutherford, Ernest , citado em A difícil arte de comunicar ciência. Em Espaço Ciência, 22 a 29 de Outubro de 1994.
  • Schrödinger, Erwin, em Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientific Quotations, The Institute of Physics, p. 46.
  • Senechal, Marjorie, em Lima-de-Faria, José (1990) Historical Atlas of Crystallography, Kluwer Academic Publishers, Dordrecht, p.48.
  • Szent-Gyorgyi, Albert, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The institute of Physics, Londres, p. 144.
  • Van Gogh, Vincent, em Lettres a son frère Théo, Editions Grasset, 1937, p.25.
J. Lima-de-Faria, Prémio Gulbenkian de Ciência 1976
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

“O desenvolvimento de uma missão astronómica espacial é uma aventura demorada, que, nos casos mais complexos, pode demorar mais de duas décadas. Com o Athena estamos envolvidos neste processo desde os primeiros passos, tendo ajudado a construir a proposta ‘vencedora’”, conta José Afonso, que lidera a participação portuguesa na missão Athena, prevista para 2031.

Projeto de Sismologia nas Escolas do Instituto Dom Luiz

Guilherme Weishar apresenta-nos o projeto de Sismologia nas Escolas do Instituto Dom Luiz e que tem uma componente de citizen science.

Wani na Indonésia

Objetivo da missão dos investigadores do IDL Ciências ULisboa e do IPMA?! Melhorar a caracterização do tsunami de 28 de setembro de 2018, de modo a desenvolver técnicas e programas de mitigação destes fenómenos naturais.

Ricardo Honório

Cernorium é o canal YouTube de Ricardo Honório, aluno do mestrado integrado em Engenharia Física de Ciências ULisboa. O projeto tem já disponível o primeiro episódio e é a “concretização de uma ideia antiga que procura aliar a paixão pela Física com algum humor.

Galeria da fauna marinha (maioria tropical), anos 1950/1960

Evocações sobre Entomologia no Museu Bocage e na Faculdade, pelo professor, cientista José Alberto Quartau. Versão abreviada da alocução proferida aquando do 35.º aniversário do Departamento de Biologia Animal de Ciências ULisboa, em 5 de junho de 2018.

Francisco Saldanha da Gama

Nesta fotolegenda destacamos uma passagem da entrevista com Francisco Saldanha da Gama, professor do Departamento de Estatística e Investigação Operacional e investigador do Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional de Ciências ULisboa, e que pode ser ouvida no canal YouTube e na área multimédia do site da Faculdade.

Lisboa

Ciências é uma das cinco instituições da ULisboa que integra o projeto ALHTOUR. O principal resultado deste projeto é a criação do HEALx-LAB, um living lab para potenciar a inovação e a colaboração entre a academia, a indústria, a administração pública e a sociedade civil na área do turismo de saúde na região de Lisboa.

 Conselho Diretivo da ELRA

António Branco, professor do DI Ciências ULisboa, é o novo presidente da ELRA-European Language Resources Association, a principal associação científica europeia para o processamento da linguagem natural e uma das mais importantes associações a nível mundial nesta subárea da Inteligência Artificial.

Robô e criança

"Revendo as discussões nos últimos anos sobre a Inteligência Artificial (IA), a ideia da superinteligência (super-homem) e da frieza dos comportamentos dos agentes artificiais, quando comparados com os seres humanos, concluímos que o medo à IA só será ultrapassado com uma nova postura da IA, virada para a enfâse nos benefícios", escreve Helder Coelho, professor do DI Ciências ULisboa.

Raúl Ferreira

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências ULisboa? O Dictum et factum de dezembro é com Raúl Ferreira, assistente operacional da Oficina Gráfica da Área de Serviços Técnicos de Ciências ULisboa.

Às vezes é mesmo preciso “sair da cabeça e dar ouvidos ao corpo”

“Às vezes é mesmo preciso 'sair da cabeça e dar ouvidos ao corpo'. Dar atenção aos sinais físicos e às sensações”, escreve na rubrica habitual a psicóloga do GAPsi, Andreia Santos.

Soraia Pereira

Leia a entrevista com Soraia Pereira, vencedora do Prémio SPE2018 e que descobriu o interesse pela Estatística no último ano da licenciatura em Matemática.

Matemática

O novo livro de Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática de Ciências ULisboa é apresentado ao público em dezembro. Leia a entrevista com o matemático e escritor que através da Matemática "rasga horizontes e abre novos mundos a mentes sequiosas".

Logotipo

"Até agora, os cientistas cidadãos das comunidades GROW implementaram/instalaram 2.000 sensores com o intuito de avaliar a humidade, temperatura e radiação solar do solo nos diferentes GROW Places. No próximo ano deverão ser implementados cerca de 10.000 sensores. Este é considerado o maior levantamento de dados de diversas propriedades do solo na Europa, realizado por cidadãos", escreve em artigo de opinião Gil Penha-Lopes, investigador do DBV Ciências ULisboa e cE3c.

Livros

O projeto “NitroPortugal -Strengthening Portuguese research and innovation capacities in the field of excess reactive nitroge” promove livro infantil “A história do azoto, bom em pequenino e mau em grande”.

Adrià López Baucells

A British Ecological Society anunciou esta sexta-feira, dia 30 de novembro, os vencedores do concurso anual de fotografia Capturing Ecology. Entre as várias fotografias premiadas encontram-se as de Adrià López Baucells, estudante do programa doutoral Biodiversidade, Genética e Evolução e investigador do polo de Ciências ULisboa do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais.

Ilustração de um buraco negro ativo no centro de uma galáxia

Cientistas portugueses estiveram envolvidos na primeira medição espacial do redemoinho de massa que orbita um buraco negro de centenas de milhões de massas solares.

C6

Soraia Pereira, investigadora do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa e antiga aluna de Ciências ULisboa, vence Prémio Sociedade Portuguesa de Estatística 2018.

Representação esquemática da bicamada fosfolipídica da membrana e da sua alteração, após ação do antibiótico (à esquerda) e visualização da membrana danificada por ação de uma dose inferior à concentração mínima letal (à direita)

Uma equipa liderada por Ciências ULisboa descobriu antibióticos derivados de açúcares, que matam células de espécies de Bacillus spp, incluindo Bacillus anthracis, um micróbio causador da doença antrax, que ataca animais e seres humanos e é um agente de bioterrorismo.

Mar

No Dia Nacional do Mar trazemos à memória os 20 anos da EXPO’98 e da Ponte Vasco da Gama e a reabilitação daquela área, na qual participaram vários professores de Ciências ULisboa e investigadores do extinto Instituto de Oceanografia, atual MARE.

Talhões SUSBEAUTY

Estudo coordenado por Ana Duarte Rodrigues, investigadora do DHFC e do CIUHCT, demonstra que plantas autóctones do Algarve são mais sustentáveis do que as espécies exóticas introduzidas na paisagem e que esgotam os recursos hídricos da região.

Cristina Máguas

“A Federação Europeia de Ecologia (FEE) tem objetivos muito claros – um deles é o de alargar o conhecimento ecológico à Europa”, diz Cristina Máguas, primeira portuguesa a ser eleita presidente da rede europeia de ecólogos. A tomada de posse ocorre em janeiro de 2019.

Ana Subtil Simões

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências ULisboa? O Dictum et factum de novembro é com Ana Subtil Simões, técnica superior da Área de Comunicação e Imagem de Ciências ULisboa.

Campus Ciências ULisboa

Ciências ULisboa organiza no seu campus a competição internacional destinada a treinar equipas multidisciplinares de estudantes universitários para a inovação e o empreendedorismo na área da saúde. A equipa vencedora irá participar no EIT Health Winners Event, em Londres, nos próximos dias 11 e 12 de dezembro.

Diego Rubiera-Garcia

Aos 14 anos o investigador do polo de Ciências ULisboa do IA deslumbrou-se com um livro “A criação do Universo” e a teoria do big-bang. O que mais gosta de fazer é simples: pequenos cálculos sobre ideias que lhe vêm à mente!

Páginas