Opinião

Anotações de J. Lima-de-Faria

Última Revisão —
J. Lima-de-Faria
J. Lima-de-Faria
Fonte Fernando Barriga

José Avelino Pais Lima de Faria, proeminente cientista de 92 anos e antigo aluno de Ciências - licenciou-se em Ciências Físico-Químicas em 1950 -, faleceu no dia 27 de maio de 2018. A Faculdade lamenta o triste acontecimento e apresenta as condolências aos familiares, amigos e colegas.

Há vários tipos de cientistas

Muitos tipos de homens se dedicam à ciência, e nem todos em prol da ciência. Há alguns que vêm ao seu “templo” porque lhes é oferecida uma oportunidade de mostrarem os seus talentos particulares. Para este tipo de homens a ciência é uma espécie de desporto na prática do qual se entusiasmam tal como o atleta se exulta no exercício das suas proezas musculares. Há uma outra classe de homens que vêm ao "templo" para fazer a oferta do seu cérebro na esperança de receberem uma boa recompensa. Estes homens são cientistas só pelo acaso de algumas circunstâncias que se lhe ofereceram quando escolheram uma carreira. Se as circunstâncias tivessem sido diferentes poder-se-iam ter tornado políticos ou gestores de negócios. Se um anjo de Deus descesse à Terra e retirasse do “templo da ciência” todos os que pertencem a estas categorias que mencionei, receio que o "templo" ficasse quase vazio. Mas ainda ficariam uns poucos devotos alguns dos tempos antigos e outros do nosso. A esta última categoria pertence o nosso Planck. E é por isso que o amamos (Einstein).

A descoberta científica

Pensando sempre nelas [descobertas]. Mantenho o assunto constantemente na minha mente e espero que a pouco e pouco apareçam as primeiras revelações até à luz plena (Newton).

A imaginação é mais importante que o conhecimento (Einstein).

A descoberta consiste em ver o que toda a gente viu e pensar naquilo que as pessoas não pensaram (Szent-Gyorgyi). Portanto, a tarefa é não tanto ver o que os outros não viram, mas pensar o que ainda ninguém pensou acerca daquilo que todos viram (Schrödinger).

A escolha do problema científico

Uma das maiores qualidades de um cientista consiste em saber julgar quais os problemas que estão amadurecidos para análise, decidir quando é altura de explorar de novo uma velha área e retomar questões pouco tempo antes consideradas resolvidas ou insolúveis. É, em grande parte, à segurança do julgamento neste domínio que corresponde a criatividade da ciência (François Jacob).

Sempre me dediquei a estudar problemas simples (Debeye).

A sorte em ciência

No campo da observação, a sorte só favorece as mentes que estão preparadas (Louis Pasteur).

A oportunidade em ciência

Aquele que agarra o momento certo é o homem certo (Goethe). Schoenflies foi o mais influente, estava no lugar certo, no tempo certo, e o seu trabalho foi publicado em alemão (Marjorie Senechal).

As ideias revolucionárias

Quando uma coisa era nova, as pessoas diziam: “Não era verdade”.  Mais tarde, quando a verdade se tornou óbvia, as pessoas disseram: “De qualquer forma, não é importante”, e quando a sua importância não pôde ser negada as pessoas ripostaram: “De qualquer forma, não é nova” (William James).

A dificuldade reside, não nas ideias novas, mas no escapar às ideias antigas, que se ramificam em todos os recantos das nossas mentes, como acontece àqueles que tiveram a educação que a maior parte de nós teve (Keynes).

Quanto mais os homens aprendem, mais eles enchem as suas mentes de conhecimento, e menos estão preparados para examinarem de um ponto de vista crítico o fundamento dos pensamentos que deram forma às suas concepções sobre as coisas. É neste sentido que se tem correctamente afirmado que é o que nós sabemos que nos impede de descobrir o que não sabemos (Maurice De Broglie).

O amanhã é dos loucos de hoje (Fernando Pessoa).

Autoridade

Uma inovação científica importante raramente se desenvolve vencendo e convertendo gradualmente os seus opositores. É raro que Saul se torne Paulo. O que acontece é que os seus opositores vão morrendo gradualmente, e a geração que surge se familiariza com as ideias desde o princípio (Planck).

A simplicidade na ciência

Na sua essência a ciência é simples (Dirac).

Se um assunto de Física não pode ser explicado a uma empregada de bar, é porque não é boa Física, não faz sentido (Rutherford).

Ideias novas e velhas

Não é uma nem duas vezes, mas um sem número de vezes que a mesma ideia surge no mundo (Aristóteles).

Factos

A ciência é feita de factos, como uma casa é feita de pedras. Mas uma colecção de factos não é de maneira nenhuma ciência, tal como um montão de pedras não é uma casa (Henri Poincaré).

Especialização

Porque a vida é curta e o tempo passa depressa; se nos aperfeiçoamos numa coisa e se a compreendemos bem, o que se ganha é a compreensão e o conhecimento de muitas outras coisas (Vincent Van Gogh).

Na vida somos sempre um amador. Não há tempo para sermos outra coisa (Charlie Chaplin).

Liberdade em ciência

A liberdade está para a ciência como o ar para um animal (Henri Poincaré).

Beleza em ciência

Toda a Física deve estar impregnada da beleza Matemática (Dirac).

Teoria

Nada é tão prático como a teoria (Oppenheimer).

Classificação

A classificação, tal como o autor insiste, provou não ser somente parte importante, mas uma parte integrante da actividade científica (Kathleen Lonsdale).

Ensino

Só se ensina bem o que se faz, e quem não investiga não ensina a investigar (Cajal).

História da ciência

Estudar só o presente é equivalente a procurar desenhar um gráfico dispondo de um só ponto (S. G. Lipson e H. L. Lipson).

Publicação

Pouca, mas madura (Gauss).

O erro em ciência

O homem fará sempre erros bastando que se empenhe em qualquer coisa (Goethe).

Se não temo o erro é porque estou sempre pronto a corrigi-lo (Bento de Jesus Caraça).

A ciência é uma actividade colectiva

Se vi um pouco mais longe do que os outros foi porque pude subir aos ombros de gigantes (Newton).

Limite da ciência

Um assunto científico nunca se esgota. Um cientista é que se pode sentir esgotado perante ele (Einstein).

Nota da redação:o autor não segue o atual Acordo Ortográfico.

Referências:

  • Aristóteles (384-322 a.C.) em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.7.
  • Broglie, Maurice De (1951) Les Premiers Congrés de Physique Solvay. Albin Michel, Paris, p.10.
  • Cajal, Ramon y (1946) Los tonicos de la voluntad, Buenos Aires, p.177.
  • Caraça, Bento de Jesus, escrito na parede do edifício B.J. Caraça, do Instituto Superior de Economia e Gestão, Lisboa.
  • Chaplin, Charles (1952) no filme  As luzes da ribalta
  • Dirac, Paul, citado por Corbi e H. E Helge, K. Paul Dirac et la Beauté de la Physique, na revista “Pour la Science” nº189, Julho de 1993, p.78.
  • Einstein, Albert , em Planck, Max, (1933), Where is science going?. Edit. George Allen Unwin, Londres, p.9; também  Acta Crystallographica, 1961, vol. 1, art 8, p.902.
  • Gauss, Carl Friedrich, citado por Gibs, J. Willard Frederich (1926)  Principes Elementaires de Mécanique Statistique.  Lib. Scientifique, J.Hermann, Paris (na introdução).
  • Goethe, Johann Wolfgang, em Planck, Max, (1933)  Where is science going?.  Edit. George Allen Unwin, Londres, p.25
  • Jacob, François (1981) O jogo dos possíveis. Gradiva , Lisboa, p.26.
  • James, William , em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.81.
  • Keynes, John Maynard, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.87.
  • Lipson, S. G. e Lipson H.L., (1969) Optical Physics, University Press, Cambridge, p.1.
  • Lonsdale, Kathleen (1967) Origins of the science of crystals, Chemistry and Industry, January,  p.57.
  • Newton, Isaac, em Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientifique Quotations.The Institute of Physics, p.39.; e citado por Bento de Jesus Caraça (1970) Conferências e outros escritos. Edit. Minerva, Lisboa, p.284.
  • Oppenheimer, Robert, citado na revista Finisterra, 1985, XX, vol. 39, Lisboa. P.159.
  • Pasteur, Louis, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.116.
  • Pessoa, Fernando, em Dionísio, Mário (1963) Introdução à Pintura. Publicações Europa-América, Lisboa, p.26.
  • Planck, Max , em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The institute of Physics, Londres,p. 119.
  • Poincaré, Henri, (1943) La Science et L’Hypothèse. Ernest Flamarion, Paris, p.2. ; e Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientifique Quotations, The Institute of Physics, p.42.
  • Rutherford, Ernest , citado em A difícil arte de comunicar ciência. Em Espaço Ciência, 22 a 29 de Outubro de 1994.
  • Schrödinger, Erwin, em Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientific Quotations, The Institute of Physics, p. 46.
  • Senechal, Marjorie, em Lima-de-Faria, José (1990) Historical Atlas of Crystallography, Kluwer Academic Publishers, Dordrecht, p.48.
  • Szent-Gyorgyi, Albert, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The institute of Physics, Londres, p. 144.
  • Van Gogh, Vincent, em Lettres a son frère Théo, Editions Grasset, 1937, p.25.
J. Lima-de-Faria, Prémio Gulbenkian de Ciência 1976
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Luis Carriço, diretor da Ciências ULisboa e Maria de Jesus Fernandes, bastonária da Ordem dos Biólogos, assinaram no passado mês de setembro um protocolo de colaboração que visa a conceção, criação e desenvolvimento de cursos de especialização nas áreas de especialidade da Ordem, nomeadamente: Ambiente, Biotecnologia, Educação e Saúde.

Folha em destaque

Vanessa Mata, Miguel Baptista e Tiago Morais são os vencedores da edição 2021 do Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias, organizado pela Sociedade Portuguesa de Ecologia (Speco). A entrega dos galardões deve ocorrer no próximo mês de dezembro, durante o 20º Encontro Nacional de Ecologia, na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, em Ponte de Lima.

codigo html

“OS Diversity for Intrusion Tolerance: Myth or Reality?”, com coautoria de três investigadores da Ciências ULisboa, é um dos artigos distinguidos com o prémio Test-of-Time, atribuído em junho de 2021 pela DSN.

Logotipo da iniciativa - banner promocional

Entre 12 e 17 de outubro de 2021 realiza-se a primeira edição do FIC.A - Festival Internacional de Ciência, no Palácio e Jardins do Marquês de Pombal, em Oeiras. Ciências ULisboa está representada neste evento com dezenas de atividades.

logotipo das comemorações do centenário da licenciatura em engenharia geográfica/geoespacial

Este ano assinala-se o centenário da criação da licenciatura em Engenharia Geográfica/Geoespacial. Para comemorar a efeméride realiza-se a 22 de outubro de 2021, pelas 15h00, no grande auditório da Ciências ULisboa, uma Sessão Solene Comemorativa, organizada pela Faculdade em parceria com a Ordem dos Engenheiros.

Lagoa nos Açores

Um estudo multidisciplinar, da autoria de vários cientistas europeus e norte-americanos, reconstrói as condições em que os Açores foram habitados pela primeira vez e o impacto da presença humana nos ecossistemas.

mapas e dispositivos moveis

"A informação geográfica contextualiza um povo, uma comunidade ou um indivíduo no espaço que o envolve", escreve Cristina Catita, professora do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião das comemorações do centenário do curso de Engenharia Geográfica/Geoespacial.

banda desenhada

“O jogo das alterações climáticas” é o novo livro da autoria de Bruno Pinto (argumento), Quico Nogueira (desenho) e Nuno Duarte (cor). O lançamento do livro vai ter lugar na Ciências ULisboa, já no próximo dia 7 de outubro.

Logotipo Radar

Décima oitava rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a Sowé.

"É mais uma vez com uma enorme alegria que constatamos que Ciências ULisboa foi reconhecida como faculdade de excelência, sendo escolhida por mais de nove centenas de alunos na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior", escreve Pedro Almeida, subdiretor da Faculdade.

trevo

Todos os dias são bons para serendipidades. Todos os dias também são bons para ocasiões previstas e que produzem factos.

Clara Grilo

Clara Grilo é bióloga e tem desenvolvido estudos sobre o impacto das estradas na fauna silvestre, nomeadamente na abundância relativa, comportamento, mortalidade por atropelamento e risco de extinção em aves e mamíferos. É investigadora no CESAM Ciências ULisboa, mas também é uma alumna da Faculdade. Fique a par de como foi estudar nesta faculdade e o que a levou a ir para o estrangeiro.

Um lince Ibérico sub-adulto

Mais de 120 espécies de mamíferos terrestres são particularmente vulneráveis à mortalidade por atropelamento e várias populações podem extinguir-se em 50 anos se persistirem os níveis de atropelamentos observados. A declaração é de Clara Grilo, investigadora do CESAM Ciências ULisboa, que lidera a investigação e que resultou na publicação de um artigo na prestigiada revista científica Global Ecology and Biogeography.

A missão Sentinel marca uma nova era na observação da Terra com o Copernicus

"A deteção remota veio revolucionar a forma de observação da Terra (...) desde as câmaras acopladas a aviões (...) aos mais variados sensores a bordo dos diversos satélites que orbitam a Terra, estes equipamentos têm permitido a aquisição sistemática de grandes volumes de imagens da superfície terrestre, possibilitando a sua monitorização a um nível global, regional e local de modo a uma gestão mais sustentável", escreve Ana Cristina Navarro Ferreira, professora do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião das comemorações do centenário do curso de Engenharia Geográfica/Geoespacial.

Estrutura molecular do óxido aniónico [Mo7O24]<sup>6-</sup>, cuja dissolução apresenta propriedades oncocidas

Investigação conjunta entre o BioISI Ciências ULisboa, a CIC NanoGUNE e a Universidade de Glasgow permite um avanço no conhecimento sobre quimioterapias com óxidos de molibdénio e realça as nuances pelas quais os sucessivos equilíbrios de pH controlam a ação oncocida aparente do {Mo7}.

Cratera inativa em Cabo Verde

António Morais Romão Serralheiro, professor catedrático jubilado da Ciências ULisboas, faleceu no passado dia 25 de agosto. A Faculdade apresenta as sinceras e sentidas condolências aos seus familiares, amigos e colegas. Leia a homenagem de um dos seus antigos alunos, atualmente professor e investigador da Faculdade, José Madeira.

Ricardo Simões no laboratório

Ricardo Simões, antigo aluno da Ciências ULisboa e investigador pós-doutorado do Centro de Química Estrutural da ULisboa, é um dos vencedores do Prémio Franzosini 2020, e o primeiro cientista português a receber este galardão internacional, que devido à situação pandémica foi entregue este verão.

Aula Magna

Os Prémios Científicos ULisboa/ CGD 2020 existem desde 2016. Até 2020 já foram concedidos 83 prémios e 87 menções honrosas a cientistas da Universidade. Desses, 14 prémios e 16 menções honrosas foram entregues a cientistas da Ciências ULisboa. Este ano na Faculdade estão de parabéns oito personalidades.

Dunas Monte Gordo

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e a Ciências ULisboa assinaram recentemente um contrato de cooperação para desenvolvimento de viveiros de espécies dunares.

Quatro cenários diferentes para a formação do próximo supercontinente

Como será o clima da Terra quando o próximo supercontinente se formar? Ana Pires, comunicadora de ciência do IDL Ciências ULisboa, escreve sobre a nova publicação que tem em conta o impacto da tectónica de placas, da rotação do planeta e da radiação solar no clima futuro da Terra. Este novo trabalho publicado na revista Geochemistry, Geophysics, Geosystems da American Geophysical Union é da autoria dos cientistas Michael Way, Hannah Davies, João C. Duarte e Mattias Green.

Uma aplicação mais recente da fotogrametria é a robótica com base em câmaras estéreo, usada em veículos autónomos terrestres e espaciais, como é o caso do Perseverance

"Não é de mais dizer, que hoje em dia, a fotogrametria é indispensável na cartografia da Terra e que leva a Engenharia Geoespacial até à superfície de Marte", escreve Paula Redweik, professora do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião das comemorações do centenário do curso de Engenharia Geográfica/Geoespacial.

Mulher a escrever num quadro e homem ao lado

"A comunicação tem múltiplas funções num organismo. Uma boa prática, por exemplo, passa por acautelar a reputação dessa estrutura, e para que tal aconteça quem trabalha numa organização deve conhecer esse organismo, nomeadamente a sua missão, visão e lema; e o conjunto de pessoas que constituem esse grupo de trabalho", escreve Ana Subtil Simões, editora da Newsletter de Ciências.

Cumprimento entre Bernardo Duarte e o Reitor da ULisboa

A 26 de julho comemorou-se o Dia da ULisboa. A sessão decorreu na Aula Magna, e contou com a Cerimónia de Entrega de Prémios Científicos ULisboa/CGD das edições de 20219 e 2020. Num conjunto de 18 prémios e 23 menções honrosas, nesta edição de 2020, foram atribuídos quatro prémios e quatro menções honrosas a docentes e investigadores da Ciências ULisboa.

Trabalho a decorrer no âmbito da campanha oceanográfica EMSO-PT Leg 1

O Instituto Dom Luiz (IDL) da Ciências ULisboa é responsável pelo desenvolvimento e construção de estações sísmicas de fundo oceânico (OBS).

A aluna está a centrifugar amostras de ácidos nucleicos no âmbito do fluxograma experimental da atividade de sequenciação.

Mónica Vieira Cunha, professora do Departamento de Biologia Vegetal da Ciências ULisboa, investigadora do cE3c e coordenadora científica do projeto COVIDETECT, foi uma das oradoras da sessão “COVIDETECT – Deteção e quantificação de SARS-CoV-2 em águas residuais, como alerta precoce para a disseminação do vírus na comunidade”, organizada pela Águas do Norte, em formato online, no passado dia 13 de julho.

Páginas