Opinião

Anotações de J. Lima-de-Faria

Última Revisão —
J. Lima-de-Faria
J. Lima-de-Faria
Fonte Fernando Barriga

José Avelino Pais Lima de Faria, proeminente cientista de 92 anos e antigo aluno de Ciências - licenciou-se em Ciências Físico-Químicas em 1950 -, faleceu no dia 27 de maio de 2018. A Faculdade lamenta o triste acontecimento e apresenta as condolências aos familiares, amigos e colegas.

Há vários tipos de cientistas

Muitos tipos de homens se dedicam à ciência, e nem todos em prol da ciência. Há alguns que vêm ao seu “templo” porque lhes é oferecida uma oportunidade de mostrarem os seus talentos particulares. Para este tipo de homens a ciência é uma espécie de desporto na prática do qual se entusiasmam tal como o atleta se exulta no exercício das suas proezas musculares. Há uma outra classe de homens que vêm ao "templo" para fazer a oferta do seu cérebro na esperança de receberem uma boa recompensa. Estes homens são cientistas só pelo acaso de algumas circunstâncias que se lhe ofereceram quando escolheram uma carreira. Se as circunstâncias tivessem sido diferentes poder-se-iam ter tornado políticos ou gestores de negócios. Se um anjo de Deus descesse à Terra e retirasse do “templo da ciência” todos os que pertencem a estas categorias que mencionei, receio que o "templo" ficasse quase vazio. Mas ainda ficariam uns poucos devotos alguns dos tempos antigos e outros do nosso. A esta última categoria pertence o nosso Planck. E é por isso que o amamos (Einstein).

A descoberta científica

Pensando sempre nelas [descobertas]. Mantenho o assunto constantemente na minha mente e espero que a pouco e pouco apareçam as primeiras revelações até à luz plena (Newton).

A imaginação é mais importante que o conhecimento (Einstein).

A descoberta consiste em ver o que toda a gente viu e pensar naquilo que as pessoas não pensaram (Szent-Gyorgyi). Portanto, a tarefa é não tanto ver o que os outros não viram, mas pensar o que ainda ninguém pensou acerca daquilo que todos viram (Schrödinger).

A escolha do problema científico

Uma das maiores qualidades de um cientista consiste em saber julgar quais os problemas que estão amadurecidos para análise, decidir quando é altura de explorar de novo uma velha área e retomar questões pouco tempo antes consideradas resolvidas ou insolúveis. É, em grande parte, à segurança do julgamento neste domínio que corresponde a criatividade da ciência (François Jacob).

Sempre me dediquei a estudar problemas simples (Debeye).

A sorte em ciência

No campo da observação, a sorte só favorece as mentes que estão preparadas (Louis Pasteur).

A oportunidade em ciência

Aquele que agarra o momento certo é o homem certo (Goethe). Schoenflies foi o mais influente, estava no lugar certo, no tempo certo, e o seu trabalho foi publicado em alemão (Marjorie Senechal).

As ideias revolucionárias

Quando uma coisa era nova, as pessoas diziam: “Não era verdade”.  Mais tarde, quando a verdade se tornou óbvia, as pessoas disseram: “De qualquer forma, não é importante”, e quando a sua importância não pôde ser negada as pessoas ripostaram: “De qualquer forma, não é nova” (William James).

A dificuldade reside, não nas ideias novas, mas no escapar às ideias antigas, que se ramificam em todos os recantos das nossas mentes, como acontece àqueles que tiveram a educação que a maior parte de nós teve (Keynes).

Quanto mais os homens aprendem, mais eles enchem as suas mentes de conhecimento, e menos estão preparados para examinarem de um ponto de vista crítico o fundamento dos pensamentos que deram forma às suas concepções sobre as coisas. É neste sentido que se tem correctamente afirmado que é o que nós sabemos que nos impede de descobrir o que não sabemos (Maurice De Broglie).

O amanhã é dos loucos de hoje (Fernando Pessoa).

Autoridade

Uma inovação científica importante raramente se desenvolve vencendo e convertendo gradualmente os seus opositores. É raro que Saul se torne Paulo. O que acontece é que os seus opositores vão morrendo gradualmente, e a geração que surge se familiariza com as ideias desde o princípio (Planck).

A simplicidade na ciência

Na sua essência a ciência é simples (Dirac).

Se um assunto de Física não pode ser explicado a uma empregada de bar, é porque não é boa Física, não faz sentido (Rutherford).

Ideias novas e velhas

Não é uma nem duas vezes, mas um sem número de vezes que a mesma ideia surge no mundo (Aristóteles).

Factos

A ciência é feita de factos, como uma casa é feita de pedras. Mas uma colecção de factos não é de maneira nenhuma ciência, tal como um montão de pedras não é uma casa (Henri Poincaré).

Especialização

Porque a vida é curta e o tempo passa depressa; se nos aperfeiçoamos numa coisa e se a compreendemos bem, o que se ganha é a compreensão e o conhecimento de muitas outras coisas (Vincent Van Gogh).

Na vida somos sempre um amador. Não há tempo para sermos outra coisa (Charlie Chaplin).

Liberdade em ciência

A liberdade está para a ciência como o ar para um animal (Henri Poincaré).

Beleza em ciência

Toda a Física deve estar impregnada da beleza Matemática (Dirac).

Teoria

Nada é tão prático como a teoria (Oppenheimer).

Classificação

A classificação, tal como o autor insiste, provou não ser somente parte importante, mas uma parte integrante da actividade científica (Kathleen Lonsdale).

Ensino

Só se ensina bem o que se faz, e quem não investiga não ensina a investigar (Cajal).

História da ciência

Estudar só o presente é equivalente a procurar desenhar um gráfico dispondo de um só ponto (S. G. Lipson e H. L. Lipson).

Publicação

Pouca, mas madura (Gauss).

O erro em ciência

O homem fará sempre erros bastando que se empenhe em qualquer coisa (Goethe).

Se não temo o erro é porque estou sempre pronto a corrigi-lo (Bento de Jesus Caraça).

A ciência é uma actividade colectiva

Se vi um pouco mais longe do que os outros foi porque pude subir aos ombros de gigantes (Newton).

Limite da ciência

Um assunto científico nunca se esgota. Um cientista é que se pode sentir esgotado perante ele (Einstein).

Nota da redação:o autor não segue o atual Acordo Ortográfico.

Referências:

  • Aristóteles (384-322 a.C.) em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.7.
  • Broglie, Maurice De (1951) Les Premiers Congrés de Physique Solvay. Albin Michel, Paris, p.10.
  • Cajal, Ramon y (1946) Los tonicos de la voluntad, Buenos Aires, p.177.
  • Caraça, Bento de Jesus, escrito na parede do edifício B.J. Caraça, do Instituto Superior de Economia e Gestão, Lisboa.
  • Chaplin, Charles (1952) no filme  As luzes da ribalta
  • Dirac, Paul, citado por Corbi e H. E Helge, K. Paul Dirac et la Beauté de la Physique, na revista “Pour la Science” nº189, Julho de 1993, p.78.
  • Einstein, Albert , em Planck, Max, (1933), Where is science going?. Edit. George Allen Unwin, Londres, p.9; também  Acta Crystallographica, 1961, vol. 1, art 8, p.902.
  • Gauss, Carl Friedrich, citado por Gibs, J. Willard Frederich (1926)  Principes Elementaires de Mécanique Statistique.  Lib. Scientifique, J.Hermann, Paris (na introdução).
  • Goethe, Johann Wolfgang, em Planck, Max, (1933)  Where is science going?.  Edit. George Allen Unwin, Londres, p.25
  • Jacob, François (1981) O jogo dos possíveis. Gradiva , Lisboa, p.26.
  • James, William , em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.81.
  • Keynes, John Maynard, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.87.
  • Lipson, S. G. e Lipson H.L., (1969) Optical Physics, University Press, Cambridge, p.1.
  • Lonsdale, Kathleen (1967) Origins of the science of crystals, Chemistry and Industry, January,  p.57.
  • Newton, Isaac, em Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientifique Quotations.The Institute of Physics, p.39.; e citado por Bento de Jesus Caraça (1970) Conferências e outros escritos. Edit. Minerva, Lisboa, p.284.
  • Oppenheimer, Robert, citado na revista Finisterra, 1985, XX, vol. 39, Lisboa. P.159.
  • Pasteur, Louis, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The Institute of Physics, Londres, p.116.
  • Pessoa, Fernando, em Dionísio, Mário (1963) Introdução à Pintura. Publicações Europa-América, Lisboa, p.26.
  • Planck, Max , em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The institute of Physics, Londres,p. 119.
  • Poincaré, Henri, (1943) La Science et L’Hypothèse. Ernest Flamarion, Paris, p.2. ; e Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientifique Quotations, The Institute of Physics, p.42.
  • Rutherford, Ernest , citado em A difícil arte de comunicar ciência. Em Espaço Ciência, 22 a 29 de Outubro de 1994.
  • Schrödinger, Erwin, em Mackay, Alan (1990) A Dictionary of Scientific Quotations, The Institute of Physics, p. 46.
  • Senechal, Marjorie, em Lima-de-Faria, José (1990) Historical Atlas of Crystallography, Kluwer Academic Publishers, Dordrecht, p.48.
  • Szent-Gyorgyi, Albert, em Mackay, Alan (1981) The harvest of a quiet Eye. Selection of scientific quotations. The institute of Physics, Londres, p. 144.
  • Van Gogh, Vincent, em Lettres a son frère Théo, Editions Grasset, 1937, p.25.
J. Lima-de-Faria, Prémio Gulbenkian de Ciência 1976
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Logotipo radar

Décima rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a PrimeMakers.

Estudo valida Twitter para cibersegurança

Investigadores do LASIGE Ciências ULisboa e da Universidade de Londre apontam várias vantagens para a utilização do Twitter como fonte de notícias e alertas de cibersegurança, descritas num artigo realizado no âmbito do projeto DiSIEM, destacado como uma história de sucesso pela Comissão Europeia.

Tabela periódica

O livro “Os Elementos em Ciências - Uma viagem pela Tabela Periódica” editado pela Ciências ULisboa, no âmbito das comemorações dos 150 anos da tabela periódica, integra 73 textos sobre 88 elementos químicos, da autoria de 92 autores.

Duas pegadas de dinossáurios carnívoros e marcas interpretadas como rastos de natação de crocodilos, com os respetivos mapas de profundidade

A revista científica Lethaia publica este mês um novo trabalho sobre pegadas de dinossáurios terópodes e “crocodilos” do registo fóssil do Jurássico Superior da Bacia Lusitânica, em Portugal. O artigo contou com a participação das paleontólogas do Instituto Dom Luiz, polo Ciências ULisboa, Vanda Faria dos Santos e Elisabete Malafaia.

Imagem artística do satélite Ariel a caminho do ponto de Lagrange L2

Pedro Mota Machado, professor do DF Ciências ULisboa e investigador do IA, é o representante nacional da missão Ariel, que irá estudar em detalhe as atmosferas de exoplanetas.

Guilherme Carrilho da Graça

Guilherme Carrilho da Graça é um dos vencedores do Prémio Científico Universidade de Lisboa/Caixa Geral de Depósitos 2019.

Jens Hagemeyer, Carola Haumann e Ulrich Rückert

O projeto VEDLIoT, iniciado este mês e com uma duração de três anos, visa desenvolver uma plataforma de aprendizagem autónoma para a Internet das Coisas. O CoR-Labda Universidade de Bielefeld, na Alemanha, coordena este consórcio, composto por 12 parceiros, entre eles a FCiências.ID.

Centro de Testes Ciências ULisboa

Ciências ULisboa, através do seu Centro de Testes, e em parceria com a Associação Nacional de Cuidadores Informais lançam este mês “Famílias Seguras – Cuidar de Quem Cuida”, um programa gratuito de rastreio regular à COVID-19 para cuidadores informais, pessoas cuidadas e seus familiares em convivência direta e que conta com o Alto Patrocínio de sua Excelência o Presidente da República.

Mulheu a tapar o rosto

"Quando o medo de falhar deixa de ser tolerável, geralmente surgem sensações que geram tanto desconforto na pessoa, ao nível físico e psicológico que conduzem à adoção de estratégias menos saudáveis na gestão desse medo. Assistimos a dois grandes grupos de estratégias: o controlo e o evitamento", escreve a psicóloga Andreia Santos.

Primeira estrutura móvel com posto de colheitas biológicas está instalada no exterior do campus da Ciências ULisboa, entre o edifício C6 e a Faculdade de Letras da ULisboa

A primeira estrutura móvel com posto de colheitas biológicas no âmbito do projeto FIGHT COVID, lançado recentemente pela Faculdade e pela SGS Portugal, parceiras desde 2015, está instalada no exterior do campus da Ciências ULisboa, entre o edifício C6 e a Faculdade de Letras da ULisboa. 

Pódio

Em Portugal, a ULisboa continua a ser a universidade líder do Performance Ranking of Scientific Papers for World Universities 2020, mais conhecido por National Taiwan University (NTU) Ranking, que avalia o posicionamento das universidades de acordo com a respetiva produtividade, impacto e excelência dos artigos científicos produzidos em 24 áreas do saber.

chicken tractor

Afonso Ferreira, Florian Ulm, Francisco Azevedo e Silva, Inês Afonso e Tomás Simões apresentam o projeto “CHILL - CHIcken Tractors as an efficient and sustainable Link in closed Loop agriculture”. 

Ricardo Lima investiga em São Tomé e Príncipe

“(…) Se há algo de que não me arrependo foi em ter seguido este sonho de estudar Biologia. Nestes tempos de incertezas, se há algo que faz sentido é persistirmos numa profissão que nos satisfaz”, expressa Ricardo Lima, alumni da Faculdade e investigador do cE3c.

Logotipo

Nona rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a FibFormula.

Universo

Assista ao Dia da Investigação da Ciências ULisboa transmitido pelo canal YouTube desta faculdade e fique a par da investigação de ponta e do importante papel que a Faculdade tem tido na transferência do conhecimento para a sociedade, na sustentabilidade e no combate à COVID-19.

Campus Ciências

Patrícia Tiago e Sergio Chozas, investigadores do cE3c Ciências ULisboa, apresentam o +Biodiversidade@CIÊNCIAS, um projeto que pretende aplicar o conceito de sustentabilidade nos espaços verdes da Ciências ULisboa e caracterizar e monitorizar a sua biodiversidade ao longo do tempo, envolvendo tanto a comunidade da Faculdade como os cidadãos que vivem e trabalham na área.

Esquema do vaso

Um grupo de guardiões da HortaFCUL realizou várias oficinas intituladas “Permacultura de Levar para Casa” no Centro Cultural de Belém, integradas na exposição “Agricultura e Arquitetura: Do Lado do Campo”. Durante a exibição da exposição, realizaram-se 24 oficinas, abrangendo um total de 500 alunos de diversas idades, desde a pré-primária ao 9º ano de escolaridade (dos 4 aos 14 anos).

Pormenor do Estudo em fio dos Painéis de São Vicente, por Almada Negreiros (1950)

Pedro Freitas, professor do Departamento de História e Filosofia das Ciências e investigador do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, escreve sobre Almada Negreiros, figura maior da cultura portuguesa do século XX.

abutre

"Centenas de cadáveres destes abutres encontravam-se sem cabeça, empilhados e intencionalmente escondidos sob arbustos", escreve Mohamed Henriques, doutorando do programa doutoral Biologia e Ecologia das Alterações Globais, juntamente com outros investigadores e conservacionistas numa carta publicada em outubro na Science.

O Dia da Investigação acontece a 28 de outubro de 2020

O Dia da Investigação acontece a 28 de outubro e será transmitido através do canal YouTube da Ciências ULisboa, anuncia a Faculdade em comunicado de imprensa. Consulte o programa e saiba quais são os temas em análise e os oradores das várias sessões, inscreva-se no evento e para ter uma ideia do que o espera assista à reportagem.

Flávio Gomes Oliveira a verificar se as armadilhas capturaram algum musaranho

Flávio Gomes Oliveira, doutorando do programa doutoral em Biologia e Ecologia das Alterações Globais, é um dos autores de um estudo publicado em outubro na Behavioral Ecology, cujos resultados integram a sua tese de doutoramento. Nesta entrevista o jovem investigador faz um balanço dos primeiros anos do doutoramento e deixa conselhos para quem quer seguir esta área.

Musaranho-de-dentes-brancos a ser devolvido à natureza

Um estudo realizado em Lisboa por um grupo de investigadores do CESAM, polo da Ciências ULisboa e da Universidade Adam Mickiewicz de Poznań, na Polónia, detetou diferenças substanciais no comportamento e metabolismo dos musaranhos-de-dentes-brancos que ocorrem na capital portuguesa, quando comparados com indivíduos provenientes de áreas naturais.

Emmanuelle Charpentier e a Jennifer Doudna

Este ano, o Prémio Nobel da Química foi atribuído às cientistas Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna pelo "desenvolvimento de um método de edição do genoma", denominado CRISPR/Cas9. Leia o artigo da autoria de Lúcia Santos e Madalena Pinto, estudantes de doutoramento no polo da Faculdade do BioISI e Federico Herrera, professor do Departamento de Química e Bioquímica e investigador do BioISI.

Chuva intensa

Um estudo publicado na Nature Communications revela um aumento significativo da quantidade de humidade proveniente das regiões fornecedoras de água precipitável, água transportada até aos continentes pelos chamados rios atmosféricos (ARs).

Logotipo dos Prémios Científicos ULisboa/Caixa Geral de Depósitos 2019

A cerimónia de entrega dos Prémios Científicos ULisboa/CGD 2019 estava prevista para 20 de outubro, na Reitoria da ULisboa, mas face à evolução da pandemia da COVID-19 e na sequência da resolução do Conselho de Ministros emitida recentemente, a cerimónia será adiada para data a anunciar quando as condições de segurança estejam novamente reunidas. Das 30 distinções desta última edição, cinco são para professores e investigadores da Ciências ULisboa.

Páginas