Mais de 1,3 milhões de euros de capital angariado

Kiilto Ventures, Caixa Capital e Bionova Capital investem na Delox

Spin-off da Ciências ULisboa desenvolve técnica inovadora de biodescontaminação com nova formulação sólida de peróxido de hidrogénio

Última Revisão —
Fernando Antunes, João Pires da Silva e Fadhil Musa

Fundadores da Delox: Fernando Antunes, João Pires da Silva e Fadhil Musa

Delox

A Delox, a spin-off do Tec Labs – Centro de Inovação da Ciências ULisboa, acaba de anunciar a angariação de 750 mil euros de financiamento para desenvolver as etapas necessárias até ao início da comercialização do novo sistema de biodescontaminação, capaz de eliminar 99,999% de todos os microrganismos das superfícies de equipamentos de laboratório e espaços de trabalho, incluindo bactérias e vírus como o SARS-CoV-2.

Esta ronda de financiamento foi liderada pela Kiilto Ventures, juntamente com a Caixa Capital, a Bionova Capital e um investidor privado. Atualmente, o total de capital angariado pela Delox é mais de 1,3 milhões de euros.

Formulação sólida
Formulação sólida de peróxido de hidrogénio (dryVHP)
Fonte Delox

O novo sistema de biodescontaminação, capaz de eliminar 99,999% de todos os microrganismos das superfícies de equipamentos de laboratório e espaços de trabalho, incluindo bactérias e vírus como o SARS-CoV-2, parte de uma nova formulação sólida de peróxido de hidrogénio (dryVHP) patenteada, que serve de base ao desenvolvimento de novos dispositivos de biodescontaminação eficientes, compactos e de baixo custo, em contexto de laboratório.

A Delox já realizou diversos estudos-piloto nos EUA e na Europa, que confirmam a eficácia e ajustamento do produto às necessidades do mercado. 

A produção, certificação e comercialização do dispositivo de biodescontaminação para equipamento de laboratório é um objetivo estabelecido pela Delox para o último trimestre de 2022.

O assunto já mereceu a atenção dos media nacionais - Dinheiro Vivo, Diário de Notícias, ECO - Economia Online, Negócios OnlineExpresso e Atlas da Saúde.

Da equipa da Delox fazem parte Fadhil Musa, CEO e alumnus de Bioquímica da Ciências ULisboa; Fernando Antunes, CTO, e João Pires da Silva, CSO, ambos professores do Departamento de Química e Bioquímica e investigadores no Centro de Química Estrutural, polo da Ciências ULisboa; Michael Geanous, diretor não executivo; e a investigadora Margarida Beiral.
A Delox nasceu na Ciências ULisboa, tendo sido fundada por Fadhil Musa, Fernando Antunes e João Pires da Silva em 2018 com um investimento inicial da Bionova Capital e Caixa Capital, com o objetivo de explorar a área da biodescontaminação e combater microrganismos patogénicos e indesejados.

Ville Solja, CBDO na Kiilto Ventures, considera a Delox uma grande adição à carteira de investimentos, sustentada pela ciência e com uma tecnologia patenteada e testada. “A Delox tem um grande mercado e potencial de desenvolvimento num futuro próximo. Estamos ansiosos por trabalhar com a equipa da Delox para a entrada no mercado global com uma tecnologia capaz de alterar o atual paradigma", diz.

Ricardo Perdigão Henriques, CEO da Bionova Capital, comenta que desde 2018 a Delox tem realizado importantes desenvolvimentos para lançar no mercado a sua inovadora tecnologia antimicrobiana. “Temos trabalhado de perto com a equipa da Delox desde o primeiro dia e estamos felizes por continuar a apoiar a empresa ao longo da sua trajetória", afirma.

Walter Palma, diretor de investimento da Caixa Capital, acredita que a Delox irá liderar a próxima geração de dispositivos de biodescontaminação flexíveis, compactos e seguros, razão pela qual a Caixa Capital continua a investir no projeto.

Para Fadhil Musa “esta nova ronda de capital irá permitir certificar os produtos, enquanto são desenvolvidos outros que satisfazem os requisitos de outros clientes adicionais, por exemplo, em hospitais e empresas farmacêuticas”.

O apoio contínuo das atuais partes interessadas, juntamente com novos investidores que trazem um conhecimento secular sobre higiene profissional representa para Fernando Antunes uma forte validação do potencial empresarial da Delox.

Protótipo de biodescontaminação
Protótipo de biodescontaminação para câmaras até 2 m(equipamento laboratorial)
Fonte Delox

A tecnologia revolucionária da  spin-off da Faculdade  recebeu vários prémios nacionais e internacionais, o último dos quais em 2020, o Prémio Born from Knowledge, atribuído pela Agência Nacional de Inovação, por ser um projeto que emerge a partir de conhecimentos científicos disruptivos. O seu conjunto de invenções permite ainda o desenvolvimento de uma nova geração de sistemas de biodescontaminação com aplicação nas áreas da saúde, farmacêutica, indústria, biodefesa e espaço.

GJ Ciências ULisboa com Delox
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

Páginas