Entrevista a Rúben Oliveira

“É nosso dever informar a sociedade dos progressos científicos”

FameLab Portugal

"Adoro a área que escolhi – Biologia -, e deu-me um gosto particular explicar e transmitir às pessoas o meu trabalho."

Rúben Oliveira

“Não só quero continuar a adquirir competências, como quero passar a mensagem de que a Comunicação de Ciência é essencial para que a ciência seja compreendida e bem sucedida. É nosso dever informarmos a sociedade dos progressos científicos que vão sendo alcançados”, declara Rúben Oliveira, aluno do mestrado em Biologia da Conservação, finalista do concurso FameLab Portugal 2017.

O que o levou a participar?

Rúben Oliveira (RO) - Sempre gostei muito de fazer apresentações e comunicar, faz parte da minha personalidade por ser uma pessoa extrovertida. Adoro a área que escolhi – Biologia -, e deu-me um gosto particular explicar e transmitir às pessoas o meu trabalho. Assim, segui o conselho de uma colega e amiga - Marta Santos, do Gabinete de Comunicação de Ciência do cE3c na FCUL -, e decidi participar no FameLab. O vídeo foi muito mais difícil de criar do que eu esperava e perdi horas para produzir três minutos com os quais estivesse satisfeito. Submeti um dia antes do limite estabelecido.

De que trata o tema que apresentou?

RO - Participei em três fases do FameLab: a candidatura, a semifinal e a final. Apresentei um tema diferente em cada uma, sendo que me baseei na minha tese de mestrado para cada um deles. De um modo geral, foquei-me em dois aspetos: a genética e a ecologia dos primatas. No tema do vídeo explorei o facto dos chimpanzés terem uma diversidade genética superior à dos humanos. A resposta está na diferente história demográfica, que permitiu diferentes interações entre as forças evolutivas que operam sobre as frequências dos alelos ao longo das gerações. Na semifinal falei acerca de ADN ambiental, uma ferramenta muito promissora que tem sido desenvolvida e aplicada nos últimos anos. Na final o meu tema foi acerca da caça ilegal e consumo de carne de animais selvagens, onde apresentei a situação do ponto de vista quer dos primatas, quer dos humanos.

Como se prepararou?

RO - Comecei por escolher um tema que pudesse suscitar curiosidade. Depois elaborei o texto e comecei a pensar como o iria apresentar. A Marta foi uma ajuda essencial neste processo, foi uma autêntica coach que ensinou desde o início.

A Comunicação de Ciência é uma área do seu interesse e em que pretende continuar a adquirir competências? Que importância lhe atribui?

RO - Sem dúvida! Não existe qualquer vantagem em guardar as descobertas dos cientistas num cofre ao qual só eles podem aceder. Não só quero continuar a adquirir competências, como quero passar a mensagem de que a Comunicação de Ciência é essencial para que a ciência seja compreendida e bem sucedida. É nosso dever informar a sociedade dos progressos científicos que vão sendo alcançados. Temos todos muito a ganhar se vivermos numa sociedade culta em que a ciência é tratada por "tu".

O que foi mais gratificante, nesta participação?

RO - Foi, sem dúvida, o percurso até à final. Não só em termos de aprendizagem - onde a masterclass com o Malcolm Love foi o ponto alto -, mas também dos colegas e amigos que ganhei.

E o mais difícil?

RO - O mais difícil para mim foi a memorização dos textos que estruturei. Geralmente, nunca me sinto nervoso quando estou a fazer apresentações, ou melhor, lido bem com isso e raramente tenho problemas neste sentido. Porém, no FameLab foi muito difícil gerir o nervosismo devido à necessidade de expor o texto de forma clara e com o conteúdo mais indicado em apenas três minutos. O receio de me esquecer de alguma parte do texto deixava-me sempre nervoso, ainda mais sem ter qualquer suporte digital e com um júri e público a avaliarem-me.

Que balanço faz da masterclass?

RO - A masterclass foi fantástica, principalmente devido ao formador, Malcolm Love. Aprendi imenso e nos dias a seguir só pensava em usar skills que tinha ganho na final. A vertente prática da masterclass permitiu que fossemos testando o que nos ia sendo dito, tornando-a super-produtiva. Tinha expectativas elevadas, e mesmo assim foram superadas.

Raquel Salgueira Póvoas, Área de Comunicação e Imagem
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Banner Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias

Já são conhecidos os vencedores da edição 2024 do Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias, organizado pela Sociedade Portuguesa de Ecologia (SPECO).

Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática (DM) de CIÊNCIAS, reeleito Vice-Presidente da European Mathematical Society (EMS)

Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática (DM) de CIÊNCIAS, foi reeleito Vice-Presidente da European Mathematical Society (EMS).

Verão na ULisboa em CIÊNCIAS

Foi com um sorriso na cara e com vontade de um dia regressarem, que os estudantes do programa Verão na ULisboa deixaram o campus de CIÊNCIAS, após as cerimónias de entrega de diplomas que decorreram nos dias 5 e 12 de julho.

Assinatura do Protocolo com a REDCORP

No passado dia 9 de julho a Direção de CIÊNCIAS assinou um protocolo de cooperação com a REDCORP, empresa de empreendimentos mineiros responsável pelo Projeto Lagoa Salgada.

CIÊNCIAS assinA um protocolo de colaboração com a Raiz Vertical Farms nas instalações de CIÊNCIAS, tendo sido assinado pelo Diretor da faculdade, Luís Carriço, e pela co-fundadora da startup Rede Vertical Farms, Inês Barros.

CIÊNCIAS assinou um protocolo de colaboração com a Raiz Vertical Farms, com o objetivo de instalar uma horta vertical no campus da faculdade.

Equipa do CSD Lab do BioISI

Uma equipa de investigadores do Laboratório de Estrutura e Dinâmica Celular (CSD Lab) do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioIS

Diogo Rodrigues Fernandes

Diogo Rodrigues Fernandes, doutorando de CIÊNCIAS e investigador no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (

Banner O Planeta Vivo

“Temos este mundo, ou nada. E temos um grande problema se não entendermos o planeta que queremos salvar.” Esta citação de Carl Sagan é o mote do documentário ‘O Planeta Vivo’, que estreou no passado dia 3 de julho na RTP.

Vista Aérea do Observatório do Paranal

O Observatório do Paranal, no deserto do Atacama no Chile, que faz parte do Observatório Europeu do Sul (ESO), vai receber em 2025 um telescópio made in Portugal para observar o Sol.

Nuno Gonçalves e Inês Leite posam com os prémios junto aos restantes investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA)

Nuno Gonçalves e Inês Leite, estudantes de CIÊNCIAS, foram premiados na SPIE Astronomical Telescopes + Instrumentation, a maior conferência internacional sobre instrumentação para a Astronomia.

Ranking de Leiden: Há três áreas de investigação de CIÊNCIAS em que a ULisboa é líder nacional

A Universidade de Lisboa (ULisboa) está em primeiro lugar a nível nacional em três áreas de produção científica de CIÊNCIAS no reputado CWTS Leiden Ranking: Ciências da Vida e da Terra, Matemáti

Banner Curso PRODIGI

A partir de 2025 a Universidade de Lisboa em parceria com o Instituto Politécnico de Lisboa, vai disponibilizar uma nova formação online em competências digitais.

 

Inês Fragata, Margarida Matos, Sara Magalhães e Cristina Máguas.

CIÊNCIAS inaugura hoje oficialmente a infraestrutura laboratorial de investigação - Unidade de Evolução Experimental.

Imagem alusiva ao Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT)

O Mestrado em Bioestatística de CIÊNCIAS foi acreditado pela Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT).

Dois professores de CIÊNCIAS eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa

Pedro Miguel Duarte e Luís Eduardo Neves Gouveia, professores de CIÊNCIAS, foram eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa.

O Centro de Congressos da Alfândega do Porto é o palco da edição de 2024 do Encontro Ciência.

Luís Carriço (Diretor de CIÊNCIAS) e Carlos Martins (Presidente da EPAL) junto a um dos novos bebedouros.

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa aderiu ao desafio da EPAL - Empresa Portuguesa das Águas Livres de consumir Água da Torneira nas suas áreas comuns, representando mais um compromisso com o Ambiente e com

 Rodrigo Freitas, Francisco Graça e Diogo Ávila no Pódio dos 3000 metros obstáculos no Campeonato Nacional Universitário de Pista ao Ar Livre

Rodrigo Freitas, estudante de CIÊNCIAS, sagrou-se bicampeão no Campeonato Nacional Universitário (CNU) de Atletismo Pista Ar Livre.

Desde ontem que CIÊNCIAS dispõe de um novo espaço: o Lounge C7!

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa seguram o prémio de primeiro lugar na segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa venceram a segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

A cientista Ana Russo, investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), visitou duas escolas básicas do concelho de Sintra no dia 23 de abril para rea

Branca Edmée Marques, cientista alumna de CIÊNCIAS

Branca Edmée Marques, alumna de CIÊNCIAS, será homenageada no dia 20 de junho pelos Museus da Universidade de Lisboa

Vanessa Fonseca, Catarina Frazão Santos, Rita Cardoso, Cláudio Gomes, Ana Duarte Rodrigues e Paulo J. Costa posam com os prémios para uma foto numas escadas

A faculdade conseguiu obter o segundo lugar entre as Escolas da Universidade de Lisboa mais galardoadas.

Páginas