Literatura e Ciência

Livro aberto
Unsplash Alejandro Escamilla

Ler+ Espaço

A primeira edição do Ler+ Espaço decorre no ano letivo 2018/2019. A iniciativa aberta à rede escolar pública nacional resulta de uma parceria entre o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, o Plano Nacional de Leitura 2017-2027 e Ciências ULisboa. O objetivo é motivar crianças e jovens para a Astronomia e para as Ciências do Espaço através de leituras inspiradoras. Até ao próximo mês de março, os alunos e escolas inscritas no projeto irão submeter os seus trabalhos e em maio serão anunciados os dez projetos finalistas.

A 2.ª sessão de divulgação sobre Literatura e Ciência realiza-se a 21 de janeiro, pelas 17h00, no Teatro Thalia, em Lisboa.

Dinis Pestana, professor do Departamento de Estatística e Investigação Operacional e investigador do Centro de Estatísticas e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL), é o organizador do ciclo, que ocorre no âmbito de um protocolo de cooperação estabelecido em abril de 2018 entre o Plano Nacional de Leitura (PNL) e o CEAUL. Um dos desígnios do PLN é a articulação entre a Literatura e as Ciências.

Cristina Sarmento dava aulas na Escola Secundária de Cascais, quando contactou o professor Dinis Pestana para uma sessão de divulgação de Estatística. O sucesso foi enorme, por isso foi fácil escolher o mentor destas sessões, conta uma das dinamizadoras das sessões e membro do PNL.

A primeira sessão ocorreu em novembro passado com Labirinto e a presença do professor José Félix Costa. Os aspetos matemáticos e a profusa utilização do labirinto na literatura; assim como o uso de labirintos em estudos de comportamento e de aprendizagem foram o foco do acontecimento, que pode ser visto no canal YouTube (parte I, parte II; parte I, parte II e parte III).

Para Dinis Pestana, mostrar que a leitura de uma grande variedade de géneros aborda aspetos da Ciência é empolgante: “Fernando Savater é eloquente na sua apologia da leitura, pela forma como ela torna mais vasta a perceção do mundo –‘[...] os dois rapazes [...] lendo multiplicavam a sua vida e descobriam com a imaginação novos sentimentos, aventuras e calafrios. Para eles, abrir um volume era como beber um elixir mágico que os transformava em seres desconhecidos. Era uma sensação amiúde inquietante, porque parecia de repente que tinham mudado de alma...’”, conta.

Ao todo estão previstas sete sessões, com pelo menos um orador convidado. Em cada uma delas Dinis Pestana falará sobre livros que estejam relacionados com o tema em análise. O objetivo é conquistar leitores, sobretudo entre os estudantes universitários.

Nesta segunda sessão, que ocorre este mês, o tema - O Desconhecido Assusta e Fascina - Ciências, Humanidades e Risco: um Convívio Fecundo - foi proposto pelo professor Alexandre Quintanilha.

Chamar a atenção para o papel da Estatística na metodologia da investigação científica e em tudo aquilo que nos rodeia é outra finalidade do ciclo, que também é uma oportunidade para recordar leituras fascinantes e quem sabe motivar o lançamento de novas edições ou a tradução de obras que possam não estar facilmente acessíveis.

A terceira sessão – Mente - terá como oradores convidados os professores Jorge Buescu e Arlindo Oliveira. Dinis Pestana presume que se ocupem das capacidades da inteligência humana e artificial. “Alguns autistas reconhecem instantaneamente números primos (…) Shostakovich não quis que lhe retirassem um pedaço de granada do cérebro porque inclinando a cabeça ‘ouvia’ música e ganhava inspiração”, exemplifica o professor de Ciências ULisboa.

Prémio PEN Clube Português

“Descrição Guerreira e Amorosa da Cidade de Lisboa”, da autoria de Alexandre Andrade, professor do Departamento de Física de Ciências ULisboa, editado pela Relógio d’Água, venceu o Prémio PEN Clube Português na área da narrativa, para obras publicadas em 2017, tendo sido eleito por unanimidade pelo júri composto por Maria João Cantinho, Fernando Pinto do Amaral e Pedro Eiras. A entrega dos prémios ocorreu a 29 de outubro de 2018 na Sociedade Portuguesa de Autores. Portugal faz parte do PEN Club International desde 1979.

O título de cada sessão é normalmente o título de um livro. Limite de Idade, último livro de poemas de Vitorino Nemésio é o tema da sessão de março, que tem como orador convidado o professor Francisco Dionísio. “Esse livro foi dedicado ao geneticista Aurélio Quintanilha, pai de Alexandre Quintanilha, que por isso também se associará à sessão. A teoria estatística dos valores extremos ocupa-se também do limite de idade dos humanos, espero que nessa sessão a professora Isabel Fraga Alves possa ter uma breve intervenção sobre o assunto”, diz Dinis Pestana acrescentando que será decerto interessante conhecer as opiniões de Richard Zimler, autor de um notável livro sobre Lázaro, no que respeita a questões como a longevidade, a imortalidade e a ressurreição.

Quanto às restantes sessões também já estão projetadas e contarão com as presenças dos professores Rui Agostinho, Manuela Neves, José Nogueira e Luísa Serralheiro.

“Faça sol ou faça vento”

Faça sol ou faça vento” é um dos livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura 2027, para as idades compreendidas entre os 6 e os 11 anos, na temática Ciência e Tecnologia. O livro editado pela Alfarroba em novembro de 2017 reúne seis contos da autoria de Ana Amaral, Roberto Gambôa, Killian Lobato, Miguel Brito, José Silva e Jorge Maia Alves, com ilustrações de Carla Coelho.

A humanização de robots; a produção e conservação de alimentos e o quebra-cabeças do lixo numa demografia explosiva; cientistas escritores, com especial referência a ficção científica ou a literatura de viagens ou ainda a literatura no feminino são as opções temáticas em vista.

“O futuro e a disponibilidade de oradores de boa vontade tratará do assunto, com alguma incerteza e intervenção do acaso, que afinal é o meu negócio”, conclui Dinis Pestana.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Todas as semanas são boas para dar a conhecer os cientistas e o que investigam, assim como os seus contributos para o avanço do conhecimento, ainda assim há semanas mais especiais que outras. Esta é uma delas. Esta quarta-feira celebra-se o Dia Nacional da Cultura Científica. Hoje, por ocasião desta data especial e da Semana da Ciência e da Tecnologia realiza-se também a Cerimónia de Atribuição dos Prémios Ciência Viva 2021, que premeia com o Grande Prémio Ciência Viva Maria Amélia Martins-Loução. A cerimónia é transmitida em direto pelo canal YouTube. Nesta semana e nas restantes do ano não faltam outros exemplos de ações de divulgação, que também cumprem o propósito de promover a cultura científica, como é o caso do Dia da Investigação do Departamento de Física ou do ciclo Conversas finitas no C-infinito.

Imagem abstrata relacionada com o cartaz promocional do ranking

A par do reconhecimento alcançado na lista World’s Top 2%, Alan Phillips é distinguido, pelo 4.º ano consecutivo, como um dos cientistas mais citados na área da Ciência Vegetal e Animal a nível mundial, pelo Highly Cited Researchers da Clarivate Analytics, uma empresa norte-americana especializada em gestão de informação científica.

musaranho-de-dentes-brancos

Investigador do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar polo da Ciências ULisboa lidera descoberta sobre o comportamento social do musaranho-de-dentes-brancos.

Mulher escreve num quadro

Quer saber quem são os cientistas mais citados a nível mundial? Aceda gratuitamente aos dados da Mendeley, publicados na Elsevier. Portugal tem 481 cientistas no ranking referente ao impacto ao longo da carreira e 703 no ranking de 2020. Ciências ULisboa apresenta melhores resultados face a 2019.

4 pessoas com colete refletor

O Gabinete de Segurança, Saúde e Sustentabilidade da Ciências ULisboa promoveu a realização do primeiro simulacro no edifício do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. O primeiro exercício na Faculdade ocorreu em dezembro de 2013. Até agora já foram realizados 19 simulacros.

João Carlos Ribeiro Reis, professor aposentado do Departamento de Química e Bioquímica da Faculdade, e investigador do Centro de Química Estrutural, faleceu no passado dia 5 de novembro. A Faculdade apresenta sentidas condolências aos seus familiares, amigos e colegas.

Logotipo da rubrica radar Tec Labs

Décima nona rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade.

Seringas

Ensaio da autoria dos professores Manuel Carmo Gomes e Carlos Antunes.

uvas com a doença oídio

Estudo liderado por Ana Margarida Fortes, professora do DBV Ciências ULisboa e coordenadora de um dos grupos do BioISI Ciências ULisboa, está entre os cinco melhores artigos da Journal of Experimental Botany, uma prestigiada revista de investigação em plantas.

Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva, professora aposentada da Ciências ULisboa, faleceu aos 94 anos, no passado dia 31 de outubro. A Faculdade apresenta sentidas condolências aos seus familiares, amigos e colegas.

Plano central anterior - Estrutura 3D da proteína S100B colorida a vermelho de acordo com as zonas preferenciais de ligação à proteína Tau; Plano posterior (esquerda) - célula marcada a verde indicando colocalização das proteínas S100B e Tau nos microtúbulos; Plano posterior (direita) - depósitos de proteína Tau agregada em células, identificados como manchas verdes

Uma equipa internacional liderada pelo cientista Cláudio M. Gomes, professor do DQB Ciências ULisboa e coordenador do laboratório PMAB do BioISI, descobriu uma nova função para uma proteína do cérebro, que atrasa a formação de depósitos proteicos causadores de demências como a doença de Alzheimer. Guilherme Moreira, estudante de doutoramento em Bioquímica na Ciências ULisboa, orientado por Cláudio M. Gomes, é o primeiro autor do estudo.

 

Flores, livro e ampulheta

"Apesar de tudo, outubro foi um rico mês e novembro promete ser igual (...) O dia de amanhã, ainda que não esteja garantido, é uma série ininterrupta e eterna de instantes e é nosso". Mais uma rubrica em jeito de editorial, da autoria de Ana Subtil Simões, editora da Newsletter de Ciências.

Cérebro

"Para cada uma destas operações interessa estudar como nos vamos conduzir, e em que direção vamos prosseguir, logo quais são os princípios das coisas especulativas e os da imaginação",  in No Campus com Helder Coelho.

crianças numa visita ao laboratório

Ciências ULisboa recebeu, no passado dia 6 de outubro, 47 alunos do 4º ano, da Escola Básica Mestre Querubim Lapa, no âmbito do programa Escola Ciência Viva do Pavilhão do Conhecimento. A visita realizou-se no âmbito da atividade “Encontro com o cientista” e teve como anfitrião o professor do Departamento de Física, Rui Agostinho.

Campus da Faculdade

A Faculdade dá a conhecer uma vez mais a melhor ciência que se faz nesta centenária instituição. O Dia da Investigação da Ciências ULisboa realiza-se a 27 de outubro, no grande auditório, sito no edifício C3 e conta com uma sessão especial dedicada às Alterações Climáticas, área de investigação onde Ciências ULisboa é líder.

Luis Carriço, diretor da Ciências ULisboa e Maria de Jesus Fernandes, bastonária da Ordem dos Biólogos, assinaram no passado mês de setembro um protocolo de colaboração que visa a conceção, criação e desenvolvimento de cursos de especialização nas áreas de especialidade da Ordem, nomeadamente: Ambiente, Biotecnologia, Educação e Saúde.

Folha em destaque

Vanessa Mata, Miguel Baptista e Tiago Morais são os vencedores da edição 2021 do Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias, organizado pela Sociedade Portuguesa de Ecologia (Speco). A entrega dos galardões deve ocorrer no próximo mês de dezembro, durante o 20º Encontro Nacional de Ecologia, na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, em Ponte de Lima.

codigo html

“OS Diversity for Intrusion Tolerance: Myth or Reality?”, com coautoria de três investigadores da Ciências ULisboa, é um dos artigos distinguidos com o prémio Test-of-Time, atribuído em junho de 2021 pela DSN.

Logotipo da iniciativa - banner promocional

Entre 12 e 17 de outubro de 2021 realiza-se a primeira edição do FIC.A - Festival Internacional de Ciência, no Palácio e Jardins do Marquês de Pombal, em Oeiras. Ciências ULisboa está representada neste evento com dezenas de atividades.

logotipo das comemorações do centenário da licenciatura em engenharia geográfica/geoespacial

Este ano assinala-se o centenário da criação da licenciatura em Engenharia Geográfica/Geoespacial. Para comemorar a efeméride realiza-se a 22 de outubro de 2021, pelas 15h00, no grande auditório da Ciências ULisboa, uma Sessão Solene Comemorativa, organizada pela Faculdade em parceria com a Ordem dos Engenheiros.

Lagoa nos Açores

Um estudo multidisciplinar, da autoria de vários cientistas europeus e norte-americanos, reconstrói as condições em que os Açores foram habitados pela primeira vez e o impacto da presença humana nos ecossistemas.

mapas e dispositivos moveis

"A informação geográfica contextualiza um povo, uma comunidade ou um indivíduo no espaço que o envolve", escreve Cristina Catita, professora do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião das comemorações do centenário do curso de Engenharia Geográfica/Geoespacial.

banda desenhada

“O jogo das alterações climáticas” é o novo livro da autoria de Bruno Pinto (argumento), Quico Nogueira (desenho) e Nuno Duarte (cor). O lançamento do livro vai ter lugar na Ciências ULisboa, já no próximo dia 7 de outubro.

Logotipo Radar

Décima oitava rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a Sowé.

"É mais uma vez com uma enorme alegria que constatamos que Ciências ULisboa foi reconhecida como faculdade de excelência, sendo escolhida por mais de nove centenas de alunos na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior", escreve Pedro Almeida, subdiretor da Faculdade.

Páginas