Literatura e Ciência

Livro aberto
Unsplash Alejandro Escamilla

Ler+ Espaço

A primeira edição do Ler+ Espaço decorre no ano letivo 2018/2019. A iniciativa aberta à rede escolar pública nacional resulta de uma parceria entre o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, o Plano Nacional de Leitura 2017-2027 e Ciências ULisboa. O objetivo é motivar crianças e jovens para a Astronomia e para as Ciências do Espaço através de leituras inspiradoras. Até ao próximo mês de março, os alunos e escolas inscritas no projeto irão submeter os seus trabalhos e em maio serão anunciados os dez projetos finalistas.

A 2.ª sessão de divulgação sobre Literatura e Ciência realiza-se a 21 de janeiro, pelas 17h00, no Teatro Thalia, em Lisboa.

Dinis Pestana, professor do Departamento de Estatística e Investigação Operacional e investigador do Centro de Estatísticas e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL), é o organizador do ciclo, que ocorre no âmbito de um protocolo de cooperação estabelecido em abril de 2018 entre o Plano Nacional de Leitura (PNL) e o CEAUL. Um dos desígnios do PLN é a articulação entre a Literatura e as Ciências.

Cristina Sarmento dava aulas na Escola Secundária de Cascais, quando contactou o professor Dinis Pestana para uma sessão de divulgação de Estatística. O sucesso foi enorme, por isso foi fácil escolher o mentor destas sessões, conta uma das dinamizadoras das sessões e membro do PNL.

A primeira sessão ocorreu em novembro passado com Labirinto e a presença do professor José Félix Costa. Os aspetos matemáticos e a profusa utilização do labirinto na literatura; assim como o uso de labirintos em estudos de comportamento e de aprendizagem foram o foco do acontecimento, que pode ser visto no canal YouTube (parte I, parte II; parte I, parte II e parte III).

Para Dinis Pestana, mostrar que a leitura de uma grande variedade de géneros aborda aspetos da Ciência é empolgante: “Fernando Savater é eloquente na sua apologia da leitura, pela forma como ela torna mais vasta a perceção do mundo –‘[...] os dois rapazes [...] lendo multiplicavam a sua vida e descobriam com a imaginação novos sentimentos, aventuras e calafrios. Para eles, abrir um volume era como beber um elixir mágico que os transformava em seres desconhecidos. Era uma sensação amiúde inquietante, porque parecia de repente que tinham mudado de alma...’”, conta.

Ao todo estão previstas sete sessões, com pelo menos um orador convidado. Em cada uma delas Dinis Pestana falará sobre livros que estejam relacionados com o tema em análise. O objetivo é conquistar leitores, sobretudo entre os estudantes universitários.

Nesta segunda sessão, que ocorre este mês, o tema - O Desconhecido Assusta e Fascina - Ciências, Humanidades e Risco: um Convívio Fecundo - foi proposto pelo professor Alexandre Quintanilha.

Chamar a atenção para o papel da Estatística na metodologia da investigação científica e em tudo aquilo que nos rodeia é outra finalidade do ciclo, que também é uma oportunidade para recordar leituras fascinantes e quem sabe motivar o lançamento de novas edições ou a tradução de obras que possam não estar facilmente acessíveis.

A terceira sessão – Mente - terá como oradores convidados os professores Jorge Buescu e Arlindo Oliveira. Dinis Pestana presume que se ocupem das capacidades da inteligência humana e artificial. “Alguns autistas reconhecem instantaneamente números primos (…) Shostakovich não quis que lhe retirassem um pedaço de granada do cérebro porque inclinando a cabeça ‘ouvia’ música e ganhava inspiração”, exemplifica o professor de Ciências ULisboa.

Prémio PEN Clube Português

“Descrição Guerreira e Amorosa da Cidade de Lisboa”, da autoria de Alexandre Andrade, professor do Departamento de Física de Ciências ULisboa, editado pela Relógio d’Água, venceu o Prémio PEN Clube Português na área da narrativa, para obras publicadas em 2017, tendo sido eleito por unanimidade pelo júri composto por Maria João Cantinho, Fernando Pinto do Amaral e Pedro Eiras. A entrega dos prémios ocorreu a 29 de outubro de 2018 na Sociedade Portuguesa de Autores. Portugal faz parte do PEN Club International desde 1979.

O título de cada sessão é normalmente o título de um livro. Limite de Idade, último livro de poemas de Vitorino Nemésio é o tema da sessão de março, que tem como orador convidado o professor Francisco Dionísio. “Esse livro foi dedicado ao geneticista Aurélio Quintanilha, pai de Alexandre Quintanilha, que por isso também se associará à sessão. A teoria estatística dos valores extremos ocupa-se também do limite de idade dos humanos, espero que nessa sessão a professora Isabel Fraga Alves possa ter uma breve intervenção sobre o assunto”, diz Dinis Pestana acrescentando que será decerto interessante conhecer as opiniões de Richard Zimler, autor de um notável livro sobre Lázaro, no que respeita a questões como a longevidade, a imortalidade e a ressurreição.

Quanto às restantes sessões também já estão projetadas e contarão com as presenças dos professores Rui Agostinho, Manuela Neves, José Nogueira e Luísa Serralheiro.

“Faça sol ou faça vento”

Faça sol ou faça vento” é um dos livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura 2027, para as idades compreendidas entre os 6 e os 11 anos, na temática Ciência e Tecnologia. O livro editado pela Alfarroba em novembro de 2017 reúne seis contos da autoria de Ana Amaral, Roberto Gambôa, Killian Lobato, Miguel Brito, José Silva e Jorge Maia Alves, com ilustrações de Carla Coelho.

A humanização de robots; a produção e conservação de alimentos e o quebra-cabeças do lixo numa demografia explosiva; cientistas escritores, com especial referência a ficção científica ou a literatura de viagens ou ainda a literatura no feminino são as opções temáticas em vista.

“O futuro e a disponibilidade de oradores de boa vontade tratará do assunto, com alguma incerteza e intervenção do acaso, que afinal é o meu negócio”, conclui Dinis Pestana.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
logotipo radar

Vigésima terceira rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a NBI – Natural Business Intelligence.

pessoas observam a exposição

“De Lisboa para os Trópicos” é o nome da mais recente exposição da Ciências ULisboa, patente no átrio do edifício C6 desde 21 de abril e que vai estar em exibição até ao próximo dia 21 de junho. A mostra itinerante de fotografias assinala o 2.º aniversário do Colégio Tropical, uma unidade transversal da ULisboa.

Logotipo CHI 2022

A principal conferência internacional dedicada aos fatores humanos em sistemas computacionais distinguiu com a classificação de melhor apresentação 25 papers, destaque para o paper "Investigating the Tradeoffs of Everyday Text-Entry Collection Methods" sobre as vantagens e desvantagens de vários métodos de introdução de texto.

Margarida Amaral

Margarida Duarte Amaral dirigiu o Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI) durante oito anos. Esta entrevista é sobre o passado, o presente e o futuro e como “o todo é maior do que a simples soma das suas partes”.

pin sobre palavra credit

Conceição Freitas, presidente do Conselho Científico da Ciências ULisboa, escreve sobre a prestigiante subida da ULisboa no Center for World University Rankings e no SCImago Institutions Rankings.

4 fotografias da envolução do terreno

Life Ribermine é o nome de um projeto ibérico responsável pelo restauro geomorfológico de minas em Portugal e Espanha. A  Associação Centro Ciência Viva do Lousal, da qual Ciências ULisboa é associada fundadora, é o único parceiro português do projeto.

Saco com logotipo da jobshop em destaque

A XII edição da Jobshop Ciências 2022 - a feira anual de emprego da Ciências ULisboa realiza-se nos próximos dias 11 e 12 de maio, no campus da Faculdade, no Campo Grande. Cerca de 80 entidades participam nesta edição e poderão contactar diretamente os estudantes, graduados e pós-graduados da Faculdade em stands, workshops e sessões de recrutamento. Além de empresas, também participam no acontecimento unidades de I&D da Faculdade.

Vários edificos - imagem com duas cores

Com foco na posição de Portugal em comparação com os restantes países europeus, a rubrica "Dados Contados" abordou temas como educação, desigualdade salarial, direitos LGBTQ+, impostos e imigração, entre outros, através de diversos indicadores estatísticos. Durante toda a produção, a autenticidade das fontes e a correta representação dos dados foram as duas principais preocupações.

duas pessoas a fazerem uma experiencia, e um monitor do Dia Aberto ao fundo a observar

Depois de duas edições com atividades online, o Dia Aberto em Ciências regressa este ano às atividades presenciais. A investigação científica e o ensino vão estar no centro da programação, abrangendo todas as áreas científicas. São mais de 70 as atividades disponíveis, entre visitas a laboratórios, atividades científicas, palestras, speed dating com cientistas, visitas ao campus e conversas rápidas sobre os cursos.

Henrique Leitão e Gracinda Gomes

Os cientistas da Faculdade foram eleitos sócios honorários da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM), juntamente com outras quatro personalidades, duas delas da ULisboa. Atualmente a SPM tem nove sócios honorários.

Jaime A. S. Coelho, professor convidado do Departamento de Química e Bioquímica e investigador do polo desta faculdade do Centro de Química Estrutural, foi distinguido pela Sociedade Portuguesa de Química (SPQ) com o Prémio para Melhor Químico Orgânico Jovem 2021.

Alunos na biblioteca do C8

Os artigos da revista Astronomy & Astrophysics (A&A), uma das principais revistas científicas de Astronomia do mundo, já são publicados em acesso aberto, através do subscribe-to-open (S2O), um modelo de ciência aberta por assinatura.

5 quitones

Artigo científico publicado no Journal of Paleontology dá conta da descoberta em Portugal de duas novas espécies de moluscos marinhos do Pliocénico (há cerca de 3,6 Ma) . O cientista Carlos Marques da Silva é um dos autores deste trabalho.

pessoa a ver uma fotografia da exposição

Crónica sobre a exposição “De Lisboa para os Trópicos”, da autoria de Rúben Oliveira e Teresa Vaz, curadores da mostra e que a partir de 21 de abril e até 21 de junho vai estar em exibição no átrio do edifício C6, no campus da Faculdade.

Cinco oradores e vários alunos a assistir

A Matemática une. O tema das comemorações do Dia Internacional da Matemática 2022 reflete o espírito de quem organiza atividades de divulgação científica, na Faculdade e fora dela, e também de quem participa. Fique a par das atividades do IDM, e conheça a opinião de estudantes e professores.

Logotipo das comemorações do Dia da Faculdade

Após dois anos a comemorar um aniversário de forma remota, em 2022, a comunidade da Faculdade volta a reunir-se no grande auditório da Ciências ULisboa para celebrar os 111 anos da instituição, criada por decreto a 19 de abril de 1911. A cerimónia comemorativa acontece no próximo dia 27 de abril, a partir das 14h00.

Logotipo da olimpíadas

A semifinal das Olimpíadas de Química Mais (OQ+) e a semifinal das Olimpíadas de Química (OQ) Júnior acontecem, respetivamente, nos próximos dias 30 de abril e 7 de maio, no campus da Faculdade. Professores e estudantes do Departamento de Química e Bioquímica colaboram em ambos os eventos.

Mercado de Santa Clara

"A sustentabilidade económica e escalabilidade dos sistemas agroecológicos é um objetivo difícil de atingir, mas sem dúvida necessário", escreve Inês Costa Pereira, da equipa da Caravana AgroEcológica, a propósito do 4.ª Dia Aberto de Produtores.

Unidade de colimação

O grupo de Instrumentação do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço  produziu nos laboratórios da Ciências ULisboa uma peça essencial para o sucesso da missão espacial PLATO, designada unidade de colimação. Segundo notícia publicada no site do IA, duas delas já estavam previstas no âmbito do consórcio, a terceira acontece por encomenda direta da Agência Espacial Europeia.

Barco

Eduardo Sampaio, aluno de doutoramento da Faculdade, participou num documentário em Cabo Verde a bordo de um barco chamado Captain Darwin, como conta nesta crónica. Este mês a Science também publica uma carta da sua autoria, a propósito de uma das aventuras vividas durante parte desta viagem.

José Ribeiro, Pedro Machado e João Dias

Um estudo do IA Ciências ULisboa analisa observações da luz infravermelha dos planetas Vénus, Marte e Júpiter comparando-as com simulações do Planetary Spectrum Generator. Artigo inclui entrevista com o autor principal do artigo, alumnus da Faculdade.

Musaranho

O musaranho-de-dentes-brancos (Crocidura russula) está em expansão na Europa e foi identificado como tendo um carácter invasor em algumas ilhas, nomeadamente na Irlanda.Segundo comunicado de imprensa pulicado esta segunda-feira no EurekAlert!, a descoberta é feita por um grupo de investigadores do CESAM Ciências ULisboa e do Institute of Environmental Biology da Adam Mickiewicz University, na Polónia.

Mesa de trabalho com computador e utilizador

O redesenho do portal é um projeto da responsabilidade da Direção, Direção de Serviços Informáticos, Gabinete de Gestão de Informação e Departamento de Informática (DI). No âmbito desta iniciativa, Carlos Duarte, professor do DI Ciências ULisboa e membro da equipa, convida os utilizadores do portal a participar num breve estudo.
 

ETAR

A eficiência de remoção da carga do vírus responsável pela COVID-19 nos processos de tratamento das águas residuais em Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) é uma das conclusões mais relevantes do projeto de investigação SARS Control.

microscópio

Ciências ULisboa participou na Semana Internacional do Cérebro com palestras e demonstrações em laboratório. A cientista Diana Cunha-Reis destaca a importância da atividade no que diz respeito à partilha da interdisciplinaridade existente na Faculdade junto de alunos do ensino secundário.

Páginas