Opinião

Laboratório vivo de Permacultura

PermaLab na FCUL

Experiência três irmãs em setembro de 2016 quando o milho passava os três metros de altura nos canteiros com melhor solo

HortaFCUL

David Avelar


Florian Ulm

Está a nascer um laboratório vivo de permacultura (PermaLab) na FCUL, uma zona que convida a implementação de projetos propostos pela permacultura e sua monitorização com metodologias científicas.

Este espaço resulta de uma parceria entre a HortaFCUL, o centro cE3c e a FCUL, em curso desde o início de 2016 no sentido de fomentar a colaboração entre elementos da comunidade, promover a investigação/ação e melhorar a HandPrint da FCUL. O PermaLab encontra-se na zona norte da FCUL, junto ao parque de estufas.

Dos padrões para os detalhes

A partir da observação e análise das várias características e fatores que influenciam o local, como a topografia, o sector solar, o vento, as fontes poluentes e os recursos hídricos, elaborou-se um plano geral para o PermaLab.

O plano geral pretende integrar as várias experiências que irão ocorrer no PermaLab potenciando as sinergias entre elementos do sistema, no sentido de aumentar a sua exergia.

Integrar em vez de segregar

Este projeto convida a implementação de projetos multidisciplinares, criando uma arena de colaboração que congrega alguma da diversidade das partes interessadas da FCUL em fechar ciclos e promover o conhecimento.

O PermaLab convida à integração na iniciativa de “tod@s aquel@s” que se sentirem motivados, tiverem ideias e comprometidos com a sua implementação, trabalhando em rede com os restantes elementos.

Mais informações em http://hortafcul.wixsite.com/home/permaculture-living-labhttps://www.facebook.com/hortafcul/


Esquema ilustrativo dos vários temas analisados na conceção do Plano geral do PermaLab
Fonte HortaFCUL

Pequenas soluções e lentas

A concretização do plano quer-se orgânica, evoluindo ao ritmo da energia investida pelos colaboradores do projeto, focada na monitorização e comunicação dos seus resultados.Das várias ideias e sonhos que existem para o local, atualmente estão a decorrer três experiências com objetivos distintos mas interligados:

  • Três irmãs

Parceria – Doutoramento David Avelar (BEGC) e Florian Ulm (BIODIV) e Mestrado Mariana Ramos. Entidades: HortaFCUL, Associação Colher para Semear, Center for Econics.

Objetivo – Perceber em que medida a complexidade do solo e culturas se relaciona com a produtividade do sistema e o seu desempenho termodinâmico. São testados várias tipologias de tratamentos do solo (terra, composto urbano, composto de acácia e relva) e de variedades cultivares (monocultura de milho e policultura das três irmãs: milho, feijão e abóbora), replicados em 16 canteiros de 2x2metros.

Sinergias – Alimentos distribuídos pela HortaFCUL, biomassa para o compostor e sementes para o banco vivo de sementes HortaFCUL.

  • Compostor

Parceria - HortaFCUL, Plant-Soil Ecology cE3c, Assessoria para a Segurança do Trabalho na FCUL, Equipa de Jardinagem.

Objetivo – Fechar o ciclo orgânico da FCUL, reciclando todos os resíduos vegetais dos espaços verdes da FCUL até à primavera de 2017 (fase 1) e os resíduos orgânicos adequados dos bares e cantinas da FCUL (fase 2). Por outro lado servir de zona de testes de diferentes métodos de compostagem e usos dos seus produtos para eventuais experiências científicas. Foi planeado e construído um compostor tricompartimentado de 7m comprido, 2,5m de altura e 2m de profundidade, uma zona de receção de resíduos, adquirido um bio triturador e criada uma equipa de coordenação e manutenção.

Sinergias internas – Recebe matéria-prima das várias experiências do PermaLab e dos espaços verdes da FCUL e produz composto para a experiência Tampão.


Construção do compostor em novembro de 2016 por voluntários amigos
Fonte HortaFCUL

  • Tampão

Parceria - HortaFCUL e cE3c

Objetivo – Testar várias técnicas de regeneração do espaço (ex.: vala e combro em curva de nível para retenção de água e matéria orgânica para acelerar o desenvolvimento de camadas férteis do solo) e diferentes grupos funcionais e consociações de plantas autóctones, com vista a criar uma zona tampão entre uma das estradas mais movimentadas de Lisboa (2.ª circular) e o restante PermaLab. Explorar métodos sistémicos de monitorização da eficácia das soluções (ex.: paisagem sonora).

Sinergias internas – Recebe os produtos do compostor e atenua a poluição sonora, visual e química recebida no PermaLab.


Criação da primeira cama elevada em outubro de 2016 - servirá de tampão às fontes de poluição. Depois de criada foi regada para humedecer e ativar o composto que se encontra no interior
Fonte HortaFCUL

 

David Avelar & Florian Ulm, guardiões da HortaFCUL
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas