Tecnologia e acessibilidade

Carlos Duarte integra W3C e Ação COST LEAD-ME

Teclado para invisuais

Linha e teclado Braille usado por cegos em complemento ao teclado qwerty

unsplash - Sigmund
Carlos Duarte
Carlos Duarte
Imagem cedida por CD

“A tecnologia deve poder ser usada por todas as pessoas!”, diz Carlos Duarte, professor do Departamento de Informática, investigador do LASIGE Ciências ULisboa, e recentemente membro do World Wide Web Consortium (W3C) e da Ação COST LEAD-ME -Leading Platform for European Citizens, Industries, Academia and Policymakers in Media Accessibility.

O W3C tem mais de 400 membros, nomeadamente as principais companhias de tecnologia e muitas universidades. Atualmente a ULisboa é o único membro da Península Ibérica.

Desde há vários anos que membros da atual linha de investigação em Accessibility & Ageing do LASIGE Ciências ULisboa colaboram em iniciativas do W3C, um consórcio que define as normas técnicas e orientações da Internet. Carlos Duarte integra o Advisory Committee do W3C desde junho de 2020.

“Temos participado em projetos com financiamento europeu, liderados por membros do W3C. Como resultado deste envolvimento, comecei a participar em grupos de trabalho do W3C focados na área da acessibilidade, tendo surgido interesse, de ambas as partes, em que esta participação passasse a ter um caráter oficial”, conta Carlos Duarte.

ULisboa é o único membro da Península Ibérica

O W3C cobre vários domínios relacionados com a Internet, nomeadamente nas áreas da privacidade, segurança, web semântica ou Internet das coisas.
As normas e orientações do W3C são produzidas segundo um processo de consenso da comunidade, com grupos compostos por membros do W3C e peritos convidados que produzem propostas, posteriormente revistas por outros membros e pelo público em geral até ser atingido o consenso da comunidade. Este processo tem permitido gerar normas de alta qualidade, assegurando a relevância da plataforma.

Qualquer membro da ULisboa que tenha interesse em participar nos grupos de trabalho do W3C pode juntar-se ao consórcio, contribuindo de forma ativa para a próxima geração de tecnologias web. “Estou certo que esta é uma excelente oportunidade para aplicarmos os resultados da investigação de topo que realizamos na Faculdade e na Universidade, a um ‘produto’ que tem impacto em milhares de milhões de pessoas”, salienta o informático que chegou a Ciências ULisboa em 2000, após concluir a licenciatura e o mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, pelo Instituto Superior Técnico.

Interesse pela acessibilidade surgiu enquanto aluno de doutoramento

Carlos Duarte concluiu o doutoramento em Informática na Ciências ULisboa, em 2008 e foi nessa ocasião que surgiu o seu interesse pela acessibilidade. O foco do seu doutoramento foi no desenho de sistemas capazes de se adaptarem às características dos seus utilizadores ou dos dispositivos em que estão a ser utilizados. Inicialmente, este trabalho não tinha qualquer relação com a temática da acessibilidade, mas a aplicação que desenvolveu para demonstrar os resultados foi um leitor de livros falados digitais.

“Este primeiro contacto com a comunidade de utilizadores cegos foi suficientemente marcante para que, daqui para a frente, quase todos os meus projetos e trabalhos de investigação fossem de alguma forma relacionados com a área da acessibilidade”, conta Carlos Duarte, que, entretanto, já trabalhou com idosos e crianças com perturbações do espetro do autismo.

Atualmente, Carlos Duarte contribui para grupos de trabalho relacionados com a definição de orientações que visam tornar a Internet mais acessível para todas as pessoas. Um dos grupos - ACT Rules Community Group - foca-se no desenvolvimento de uma interpretação harmonizada das orientações para a construção de conteúdos web acessíveis. “A nossa participação neste grupo resulta do trabalho que temos desenvolvido nos últimos 15 anos e que levou à criação e atualização de uma ferramenta automática de avaliação da acessibilidade de páginas web, disponível em qualweb.di.fc.ul.pt”, explica Carlos Duarte acrescentando ainda que noutro grupo de trabalho - Education and Outreach Working Group - está a colaborar na definição de vários curricula sobre acessibilidade web. “Esperamos que estes venham a servir de inspiração para diferentes universidades e outras instituições a nível mundial criarem ou incluírem nos seus cursos conteúdos relacionados com acessibilidade”, refere.

Carlos Duarte acredita que a tecnologia tem grande potencial para ajudar pessoas com necessidades especiais ou quem tem de interagir com eles, como é o caso dos terapeutas. Como seria previsível, nas aulas aproveita para passar a importância desta temática aos seus alunos. Grande parte das disciplinas que tem lecionado são sobre a forma como se deve projetar e desenvolver tecnologia para ser usada por pessoas com necessidades especiais.

LEAD-ME quer mudança cultural

Recentemente, Carlos Duarte foi nomeado membro do comité de gestão da Ação COST LEAD-ME, criada com o objetivo de reunir peritos europeus de diferentes origens (academia, indústria ou legisladores, por exemplo) para partilhar preocupações e experiências, visando a promoção de iniciativas inovadoras que possam ajudar as instituições europeias a cumprir as obrigações legais relativas à acessibilidade dos média digitais.

Quatro áreas de foco da Ação COST LEAD-ME

  • Construção de uma plataforma para divulgação de tecnologia relevante para a acessibilidade de conteúdos de média digital
  • Definição de curricula para ensino e formação em acessibilidade de média digital
  • Promoção de normas que visem a padronização de tecnologia de média digital
  • Definição de prioridades estratégicas para a investigação futura em acessibilidade de média digital

“O que se espera conseguir com esta ação é contribuir para uma mudança cultural (o que também implicará mudanças ao nível da formação de recursos) que leve à criação de ferramentas para atividades profissionais ou privadas que possam ser usadas por todos os cidadãos, independentemente de quaisquer deficiências que possam ter”, esclarece.

Carlos Duarte irá participar nas diferentes reuniões e colaborar na promoção dos resultados da Ação COST LEAD-ME. A ação recentemente financiada pela CE tem início marcado para outubro deste ano. A reunião de arranque para a definição dos primeiros passos ainda não foi anunciada. A colaboração de Carlos Duarte nesta rede será certamente mais focada na definição de curricula que possibilitem a formação necessária nesta área.
A Ação COST LEAD-ME conta com 37 peritos de 23 países e com 15 membros substitutos de 11 países. A representar Portugal além de Carlos Duarte também estão Mónica Pedro e José Gabriel Andrade. Esta ação deverá estar concluída em outubro de 2024.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Matéria escura

Um grupo de 19 cientistas, 14 deles investigadores do Centro de Física Nuclear da UL e do Instituto Tecnológico e Nuclear da UTL, publicaram recentemente novos resultados que contrariam as alegadas descobertas sobre a matéria escura.

PSMR2012 Conference

Estudante de doutoramento no IBEB ganha prémio para o melhor Poster

Tomás Aquino

Bolseiro do CFMC distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian

Imagem de Kairos em pedra

O próximo e quinto número da revista do Centro de Filosofia das Ciências da UL é lançado em novembro. A submissão de textos termina a 30 de setembro.

Encontra-se aberto concurso para bolsa de estágio na área de suporte aos laboratórios letivos e de investigação do Departamento de Informática da Faculdade de Ciências.

Simulação de uma proteína

Quatro lições sobre proteínas.  As investigadoras Maria José R. Gomes e Patrícia Faísca apresentam quatro razões para não faltar à quinta iniciativa do projeto Ciência na UL.

O Dr. Rui Lopes ex-aluno do Departamento de Informática e investigador no LASIGE, actualmente a trabalhar na Google, foi um dos responsáveis da equipa de desenvolvimento do doodle de hoje (23 de Maio).

A Investigação dos Doutores de Amanhã

Lâmpada

"O objetivo é partilhar com os colegas das outras faculdades a experiência que tivemos, e estamos a ter, com a implementação do modelo de gestão por objetivos, assente na identificação dos processos", diz Ana Rocha, secretária-coordenadora da FCUL.

Vários círculos com várias cores

A reunião de entrada livre e sujeita a prévia inscrição inclui sessões plenárias e workshops sob o tema genérico “Prosseguir a excelência, promovendo as competências da UL”.

Produtos alimentares

“Partilhar o que se tem pode ser um convite a algum sacrifício – mas a solidariedade não pode ser só um sentimento, tem de ser um compromisso de ação”, refere Graça Vieira, professora aposentada da FCUL, a propósito da campanha "Vamos dar com o coração".

Plantas em vasos

Hoje é um dia fascinante. Dia de nos fascinarmos com as plantas, com a sua beleza, com o que nos dão, e nos possibilitam – a vida tal como a conhecemos.

Flor sujeita a tratamento para expressão de um gene

Nesta época do ano, não há nada que mais nos descanse o espírito como um campo repleto de cores: branco, amarelo, lilás, vermelho, com flores de diferentes tamanhos e odores.

Seminário do DF

Anúncio de Seminário do DF

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 (uma) Bolsa de Investigação, no âmbito do projecto de investigação “Erro de não-resposta nas sondagens telefónicas com telemóveis: causas, efeitos e correcçã

Para marcar uma visita ao novo lugar destinado ao estudos das ciências e das artes basta telefonar ou enviar um email.

Fascination of Plants Day - 18 de maio de 2012.

A reportagem multimédia realizada no âmbito da UL Open Night inclui declarações de Sofia Cruz, coordenadora do Núcleo de Comunicação da Reitoria da Universidade de Lisboa (RUL), Isabel Tadeu, coordenadora do Núcleo

A ação de voluntariado acontece entre 26 e 27 de maio. Inscreva-se até dia 18 de maio, através do site UL Alimenta esta Ideia.

 

Anfiteatro da FCUL

Miguel Yus, professor da Universidade de Alicante, recebe o galardão na primeira de cinco conferências proferidas pelo premiado em Portugal.

A Direção de Marketing e Comunicação da RTP oferece estágio remunerado na Área de Audiências e Estudo de Mercado a alunos recém licenciados ou mestrandos em Matemática A

A exposição "O Cálculo de Ontem e de Hoje" está, agora, disponível em versão itinerante.

De 3 a 28 de Maio está patente na "Academia Sénior da Cruz Vermelha Portuguesa-Delegação de Lisboa".

Seminário "Serendipity and The Ups and Downs of Synthesis", apresentado pelo Prof.

Olho verde

Palestras, visitas, exposições e muitas experiências são algumas das atividades previstas.

Páginas