“Hoje é o outro, amanhã poderei ser eu!”

A iniciativa “Ciências em Segurança” decorreu em outubro, com três ações de sensibilização dedicadas à comunidade da Ciências ULisboa

Bombeiro e participante a apagar um fogo com extintor no campus

O Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa conduziu as ações sobre extintores e suporte básico de vida

GJ Ciências ULisboa

Em outubro, Ciências ULisboa organizou um conjunto de ações de sensibilização dedicadas à segurança no campus da Faculdade. A iniciativa “Ciências em Segurança”, promovida pela Associação de Estudantes (AEFCL), contou com a ajuda do Gabinete de Segurança, Saúde e Sustentabilidade (G3S) e do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa (RSBL). Iniciativas como esta acontecem na Faculdade desde 2014.

Na semana de 13 a 17 de novembro vão ser realizados simulacros nos edifícios da Faculdade, envolvendo a evacuação geral de alguns edifícios e outros cenários de emergência; a 14 de novembro decorre o exercício nacional de preparação para o risco sísmico "A Terra Treme", à qual a Faculdade se associa. A participação nos simulacros é fundamental para testar a capacidade de resposta da comunidade em situação de emergência.

A iniciativa incluiu três ações – duas sessões de treino sobre meios de primeira intervenção contra incêndios e sobre suporte básico de vida e uma ação de sensibilização sobre boas práticas de segurança em laboratório. O objetivo foi envolver toda a comunidade da Ciências ULisboa, em especial os estudantes. Ao todo a iniciativa contou com um total de 100 participantes.

Vanessa Ribeiro e Susana Martins, alunas de pós-graduação e doutoramento na Faculdade, respetivamente, participaram na ação sobre os meios de primeira intervenção contra incêndio, nomeadamente os extintores. À sessão de esclarecimentos seguiu-se uma sessão de treino, em que os participantes puderam manusear um extintor e apagar um fogo, simulando uma situação real de incêndio.

Para Susana Martins, o incidente que tinha ocorrido há poucos dias num dos edifícios da Faculdade – um foco de incêndio num equipamento eletrónico de um laboratório a 20 de setembro – impulsionou a sua vontade de aprender como reagir em caso de necessidade. “Como nunca tinha usado um extintor, pensei: aqui está algo simples e rápido de aprender, um conhecimento que posso utilizar caso aconteça algo semelhante; desta forma estaremos melhor preparados e poderemos ajudar”, partilha.

A ação de sensibilização sobre boas práticas de segurança em laboratório foi conduzida por Júlia Alves, diretora de serviços da Direção Técnica da Faculdade, e por Andreia Figueiredo, professora do Departamento de Biologia Vegetal e investigadora do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI); assistiram remotamente à sessão investigadores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) do Algarve.

pessoa a treinar manobras de SBV num manequim
À sessão teórica sobre suporte básico de vida seguiu-se uma sessão de treino, ambas conduzidas por bombeiros do RSBL
Fonte GJ Ciências ULisboa

Das três, a sessão mais participada foi a ação sobre suporte básico de vida (SBV), que contou com uma breve sessão teórica e uma sessão de treino conduzidas por dois bombeiros do RSBL, na qual os participantes experimentaram as manobras de SBV. O interesse nesta ação, diz Filipa Pegarinhos, coordenadora do G3S, demostrou que a comunidade está preocupada com as questões da segurança e da saúde, e, mais do que isso, se preocupa com o próximo - como se referiu por diversas vezes nesta sessão: “hoje é o outro, amanhã poderei ser eu”.

Mariana Neves, aluna de mestrado na Faculdade, que participou nesta sessão, demonstrou o seu agrado em participar na iniciativa, uma vez que nunca tinha experimentado realizar manobras de SBV e aprendeu muito sobre como agir em situações de emergência. Rita Moreira, também aluna de mestrado na Faculdade, considerou a iniciativa muito importante pois foram transmitidos conhecimentos e ferramentas muito úteis, tanto para a vida no campus da Faculdade, como fora dele.

Ciências ULisboa é uma comunidade com mais de seis mil pessoas, 11 edifícios e 318 laboratórios, pelo que as equipas de segurança são imprescindíveis na prevenção dos inúmeros riscos associados à sua atividade diária. Estar a par desses riscos é o primeiro passo para que as suas consequências sejam minimizadas, diz Afonso Simões, estudante da AEFCL que coordenou a iniciativa – “para mim, o segundo passo está em saber como agir nesses momentos; a sensação de segurança é algo muito importante porque significa que podemos fazer o nosso trabalho tranquilamente”.

Filipa Pegarinhos afirma que “a realização de ações de sensibilização no âmbito da segurança é fundamental para promover a segurança de todos, prevenir incidentes, educar sobre procedimentos de emergência, criar uma cultura de segurança e fortalecer os laços entre a comunidade; isso contribui para um ambiente mais seguro e produtivo, beneficiando não só os trabalhadores, mas principalmente os estudantes”. Sendo os estudantes a maior “fatia” da comunidade Ciências ULisboa – são cerca de cinco mil - a AEFCL tem um papel preponderante na divulgação destas iniciativas.

Para Afonso Simões, o "Ciências em Segurança" foi uma atividade de sucesso, que deve servir de exemplo e ser replicada no futuro, sempre a pensar na comunidade da Ciências ULisboa.


A sessão sobre suporte básico de vida foi a mais participada, tendo contado com cerca de 50 participantes
Fonte GJ Ciências ULisboa

A parceria entre a Faculdade e o RSBL já está a dar frutos, na sequência do protocolo de cooperação, assinado a 19 de dezembro de 2022, com a Câmara Municipal de Lisboa. Filipa Pegarinhos diz que “esta parceria beneficia a instituição e toda a comunidade, ao proporcionar treino especializado, melhorando a segurança no campus, promovendo a pesquisa e a educação, e fortalecendo a resposta a emergências; é uma colaboração que demonstra o compromisso da Faculdade com a segurança e a saúde de todos”. Também os bombeiros agradeceram a colaboração da Faculdade, uma vez que estas iniciativas constituem ferramentas importantes para criação de primeiras linhas de socorro, que os ajudam no seu trabalho diário. 

O registo fotográfico da iniciativa está disponível na página de Facebook da Faculdade.

Marta Tavares, Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Branca Edmée Marques, cientista alumna de CIÊNCIAS

Branca Edmée Marques, alumna de CIÊNCIAS, será homenageada no dia 20 de junho pelos Museus da Universidade de Lisboa

Vanessa Fonseca, Catarina Frazão Santos, Rita Cardoso, Cláudio Gomes, Ana Duarte Rodrigues e Paulo J. Costa posam com os prémios para uma foto numas escadas

A faculdade conseguiu obter o segundo lugar entre as Escolas da Universidade de Lisboa mais galardoadas.

Margarida Fortes, docente do Departamento de Biologia Vegetal de CIÊNCIAS dá uma aula em frente a um quadro com uma projeção imagética

Margarida Fortes, professora de CIÊNCIAS, visitou a Escola Secundária de Carcavelos para dar uma aula acerca da edição genética.

Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ)

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Páginas