Projeto Empresarial

FCUL prepara jovens empreendedores

Testemunhos do grupo “ANTIOXIDin”

“Sinto-me, naturalmente, mais sensibilizada para a realidade empresarial e fiquei com mais vontade de aprender e conhecer tudo o que esteja relacionado com a gestão de um projeto científico. É muito importante para um investigador ter noções do que é um plano de negócios porque é este plano que decide se a ideia e, consequentemente, se o seu produto tem ‘pernas para andar’ e possibilidade de entrar para o mercado”, Inês Lima, FCUL

“Foi uma ideia que no início não passava disso mesmo, uma ideia, algo abstrato, que se tornou por nosso próprio esforço em algo palpável, algo em que se pode acreditar com valores e conclusões calculadas”, Tânia Amorim, ISCTE-IUL

“Muitos dos conceitos que aprendi ao longo do curso, não passavam disso mesmo: conceitos. Quando me vi ‘obrigada’ a pô-los em prática, senti que estava a aprender uma realidade completamente diferente”, Inês Pereira, ISCTE-IUL

“Este tipo de experiências é muito importante pois obriga-nos a desenvolver novas competências que serão importantes no nosso futuro profissional”, Ana Tomé, ISCTE-IUL

“Quem queira testar as suas capacidades como empreendedor tem aqui uma ótima oportunidade para o fazer, num ambiente misto que conjuga a dupla vantagem de tanto ter um apoio de uma equipa experiente, que irá ‘aparando as pontas soltas’, como também terem a oportunidade de acesso a financiamento. Mais ainda, ficarão com as bases que necessitam para a transformação de uma qualquer ideia num plano de negócios”, João Malaquias, FCUL

Há sete anos que a FCUL e o Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) cooperam no mesmo sentido: procurar fomentar o empreendedorismo entre os jovens estudantes do ensino superior, através do trabalho de equipa, de que é exemplo a unidade curricular Projeto Empresarial e que reúne estudantes e docentes das duas faculdades na conceção de modelos de negócio.

Na FCUL, a unidade curricular toma a forma de cadeira optativa, valendo seis ECTS, podendo ser frequentada por estudantes do 2.º ciclo ou de um dos dois anos finais dos mestrados integrados. Quanto ao ISCTE-IUL, assume-se como parte integrante do curso de Finanças e Contabilidade, no 2.º semestre do 3.º e último ano do curso.

Rui Ferreira, coordenador da unidade curricular e ex-diretor geral do Audax, um Centro de Apoio ao Empreendedorismo e às Empresas Familiares, constituído em julho de 2005 como associação sem fins lucrativos, e que tem como associados institucionais fundadores o Instituto para o Desenvolvimento da Gestão Empresarial (INDEG) do ISCTE-IUL e a Fundação da FCUL, reforça a importância deste plano de estudos: “Para além de se tratar de uma unidade curricular integradora de conhecimento para os alunos, o principal objetivo é precisamente sensibilizar os alunos para a realidade empresarial, em concreto para os aspetos teóricos e práticos subjacentes à elaboração de um plano de negócios de natureza tecnológica”.

No total, entre os alunos da FCUL e do ISCTE-IUL, já frequentaram a unidade curricular cerca de 300 pessoas. Na FCUL, contabilizam-se 161 inscrições a partir da sua implementação.

Nesta partilha de ensinamentos e experiências empresariais, os alunos de Ciências contribuem com a substância das ideias e os alunos do ISCTE-IUL com as vertentes de gestão relativas ao desenvolvimento de um modelo de negócio. O resultado do trabalho conjunto traduz-se nos projetos desenvolvidos nesta unidade curricular, até agora 35.

“A unidade curricular Projeto Empresarial deverá constituir um elemento muito importante para a formação dos diplomados em Ciências. Em primeiro lugar, confere-lhes uma compreensão dos princípios básicos e dos conceitos fundamentais da Gestão.  Acresce a isto, a possibilidade de desenvolvimento das competências próprias, nomeadamente a possibilidade de integrar equipas multidisciplinares, a exemplo do que ocorre no quotidiano das empresas”, reforça o diretor da FCUL, J. M. Pinto Paixão.

A prestar apoio aos jovens empreendedores que queiram implementar os projetos empresariais desenvolvidos na disciplina estão as entidades Audax e o Instituto de Ciência Aplicada e Tecnologia, uma associação privada sem fins lucrativos, fundada em 1989 como unidade de transferência de tecnologia da FCUL e dinamizada recentemente pela criação da marca "tec labs - Centro de Inovação.

O Audax, cuja missão é “construir comunidades empreendedoras no mundo de acordo com os valores da audácia, honestidade e compromisso”, como refere Ana Fonseca, diretora Financeira e de Comunicação daquele organismo, realiza todos os anos o “Concurso de Ideias”. Tratando-se de um reconhecimento público do melhor projeto desenvolvido em cada ano letivo na disciplina de Projeto Empresarial, valoriza o empenho dos grupos mistos interessados em levar a cabo ideias sustentáveis. O concurso, existente desde 2006, distinguiu até ao momento sete projetos, um por cada ano de existência da disciplina.

O prémio atribuído aos projetos vencedores traduz-se num apoio de coaching dado por consultores do Audax durante um ano, sem qualquer custo para os alunos, com o objetivo de os apoiar na implementação do projeto e na consequente angariação de fontes de financiamento e parceiros estratégicos. Para Rui Ferreira, este apoio revela-se “essencial para garantir o sucesso na implementação real do projeto e sobretudo para dar credibilidade na angariação de financiamentos e parceiros estratégicos, quando os promotores de uma start-up normalmente evidenciam um fraco poder negocial”.

A “Science4You”, é um dos casos de sucesso proveniente da disciplina e participante neste Concurso. Não tendo sido o projeto premiado no ano letivo respetivo, conseguiu vingar no mundo empresarial tornando-se uma empresa de referência no mercado dos kits, brinquedos científicos e formação, com vista a proporcionar a todos um contacto com as ciências experimentais.

“O Concurso Audax teve muita importância para a Science4you uma vez que foi a partir daqui que começamos a nossa segunda fase do projeto. Este concurso foi crucial para o desenvolvimento da empresa! Este está implementado desde janeiro de 2008, sendo que o grupo que participou era composto por oito aluno e o professor José Paulo Esperança”, menciona João Saramago Tavares da equipa Science4You.

Na última edição do concurso de ideias do Audax foram submetidos a avaliação cinco projetos: “ANTIOXIDin”, “WALKinnature”, “MaxPowerWind”, “NeWave Coral” e “Leptir”, representados por grupos mistos, constituídos por três tutores e 16 alunos da FCUL e um tutor e cerca de 20 alunos do ISCTE-IUL.

Pelo conteúdo tecnológico e de inovação do projeto, capacidade de mercado e competitividade, entre outros critérios, o projeto “ANTIOXIDin” consagrou-se vencedor.
 


Equipa vencedora da última edição do conurso de ideias do Audax com o projeto “ANTIOXIDin”
Fonte Imagem cedida por Belarmino Barata

O projeto, composto por quatro alunos do ISCTE-IUL Inês Pereira, Tânia Amorim, Ana Margarida Tomé, Radica Gordhandas, dois da FCUL - Inês Lima e João Malaquias e sob tutoria do professor do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, Belarmino Barata, consiste na “extração de antioxidantes de diversas fontes, folhas de oliveira, bagaço e casca de frutos vermelhos e posterior comercialização, tendo como mercados potenciais empresas farmacêuticas, cosméticas e indústria alimentar”, explica Ana Margaria Tomé, um dos membros do grupo. De acordo com o tutor da equipa de trabalho, a importância deste projeto prende-se com “a recuperação de valor em resíduos produzidos pela indústria agroalimentar, que podem ser aproveitados e utilizados, substituindo importações e com o recurso a uma tecnologia flexível que nunca foi explorada neste contexto”.

Embora todos os elementos tenham participado nas diversas fases e procedimentos do projeto, na divisão principal de tarefas, coube aos alunos do ISCTE-IUL o desenvolvimento dos planos de marketing e financeiro e aos alunos da FCUL a componente científica. Esta parceria entre instituições possibilita experiências bastante enriquecedoras e proveitosas a diversos níveis, tal como explica a aluna Tânia Amorim: “A nível pessoal, trabalhar com pessoas diferentes, que têm outras visões, já que são de áreas distintas à nossa, é sempre uma mais-valia. Esta situação coaduna-se com o nível profissional pois quando entrarmos no mercado de trabalho vamos lidar com pessoas diferentes, pessoas que não escolhemos para fazerem parte do ‘nosso grupo’. Toda a pressão ao longo destes meses, todos os problemas com que nos deparámos e fomos obrigados a solucionar, todas as prioridades que fomos obrigados a estabelecer, foi tudo muito enriquecedor, o que nos permitiu retirar várias conclusões para a vida”.

Jovens, motivados e empreendedores. Assim se podem definir os estudantes da disciplina Projeto Empresarial, bem como os elementos do grupo “ANTIOXIDin”, que agora se sentem mais sensibilizados para a realidade empresarial e tecnológica e espreitam de forma positiva e confiante o futuro: “Se conseguimos alcançar algo tão complexo e trabalhoso, porque não realizar mais projetos?”.

Raquel Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Cartaz

A investigação premiada tem como foco principal os doentes com Artrite Reumatoide.

FCUL recebe delegação russa

“Achei o encontro muito interessante. Na Rússia não há muito conhecimento sobre a educação em Portugal e hoje descobrimos muitos aspetos interessantes que podemos vir a aplicar na nossa estrutura de ensino”, comentou Predybaylo Bladislav, membro da delegação russa em visita à UL

Durante as férias de Natal, de 23 de Dezembro a 3 de Janeiro a biblioteca do C4 está aberta todos os dias úteis das 9:30h às 17:30h.

Um dos Prémios Pfizer de Investigação Básica 2013 foi atribuído ao projeto “Global ENaC Regulators and Potential Cystic Fibrosis Therapy Targets", que tem como investigadora principal Margarida D. Amaral, professora do Departamento de Química e Bioquímica e um dos membros do BioFIG - Centro de Biodiversidade, Genómica Integrativa e Funcional da FCUL.

Rui Santos, Andreia Dias, Ricardo Santos, Dora Inácio e Hugo Ferreira

O conceito do projeto bioM surgiu durante o 2.º semestre de 2012/2013 no âmbito da disciplina Inovação e Transferência de Tecnologias.

João Lin Yun

João Lin Yun distingue-se na área da Física e da Astronomia. No seu currículo, diversidade de atividades organizadas e desenvolvidas dentro do território nacional e fora dele são um marco evidente. Para além da forte aposta na carreira profissional, a vida do professor da FCUL é marcada também pela escrita.

João Lin Yun

“Quando escrevo, há alturas em que as ideias e o material fluem de forma tão espontânea que me surpreendo com o resultado! É como se as personagens tomassem as rédeas e dissessem: ‘quero dizer isto e fazer aquilo!’ E eu limito-me a obedecer-lhes…”, comenta o professor da FCUL, João Lin Yun.

As candidaturas à formação avançada decorrem até 13 de dezembro. Para esta 1.ª edição, que se inicia a 13 de janeiro de 2014, devem ser atribuídas seis bolsas mistas cujos trabalhos decorrem em Portugal e no estrangeiro, com o intuito de desenvolver projetos conjuntos entre países.

Paulo Veríssimo, professor catedrático do DI-FCUL, participou no passado dia 25 de novembro de 2013, no programa "Sociedade Civil", transmitido na RTP2.
 
António Branco

Um dos resultados chave da análise levada a efeito é o de que a língua portuguesa é um dos idiomas para o qual a preparação tecnológica para a era digital é "fragmentária".

Imagem abstrata da  "Philosophy of Science in the 21st Century - Challenges and Tasks"

Durante o evento será lançado o programa doutoral em Filosofia da Ciência, Tecnologia, Arte e Sociedade, recentemente aprovado pela FCT, com a mais elevada classificação: “Exceptionally strong with essentially no weaknesses”.

Rita Cascão

O sucesso do Biobanco-IMM é promovido pelo contínuo aumento de parcerias e colaborações não só com empresas de biotecnologia e unidades de saúde, mas também com institutos de investigação científica e investigadores académicos de ciências básicas, como os investigadores da FCUL.

SIMPLES AZULEJOS

Azulejos quadrados e Matemática

 

Bandeira de Marrocos

Atualmente a equipa prossegue com os trabalhos de correção de falhas e de afinação do CuCo de modo a dar apoio às sete faculdades marroquinas e a prepará-lo também para entrar em operação no DI-FCUL já no próximo ano letivo.

José Afonso

Chama-se galáxia IRAS 08572+3915 e é a mais luminosa do universo local. José Afonso é um dos membros da equipa de astrónomos internacionais, que anunciou recentemente a descoberta. O investigador da FCUL e dirigente do CAAUL é muito otimista quanto ao presente e futuro desta área científica.

Consulte informação adicional aqui.

Bill Fyfe foi um grande amigo de Portugal. Orientou ou coorientou vários doutoramentos de portugueses, acerca de temas relevantes para Portugal e fomentou as ligações científicas entre Portugal-Brasil-Canadá. Em 1990 a Universidade de Lisboa outorgou-lhe o grau de doutor honoris causa.

Uma das consequências do aumento da disponibilidade de fontes laser de maior potência, compactas e a baixo preço é o aumento da sua má utilização.

Circo Matemático

“O objetivo do Circo é mostrar que é possível utilizar resultados matemáticos para produzir resultados espetaculares e para divertir e motivar as pessoas”, explicou o professor da FCUL, Pedro Freitas.

Temos sido pioneiros de muito boas práticas no ensino superior. Uma excelente escola e nós, que cá estamos, sabemos isso. E os alunos também. Os que cá estão e os que já cá estiveram. Mas hoje não chega. Temos que saber responder aos desafios e temos que exportar as nossas mais-valias.

Inscrições 2013/2014

Atualmente estudam na FCUL mais de cinco mil alunos, a maioria conhece bem os cantos da casa centenária, outros nem tanto, por isso é especialmente importante o acolhimento dado durante o arranque do ano letivo, que o digam a Catarina, a Leonor e o Ricardo!

Joaquim Dias

Num planeta com mais de 7000 milhões de pessoas, vão ser necessárias quantidades enormes de alguns recursos naturais que começam a escassear. Chegará em breve a era da mineração submarina? Existe tecnologia adequada? Será possível a mineração em condições de preservar a diversidade natural dos ecossistemas marinhos?

Ana Bastos

Através de diversas atividades práticas vamos aprender qual o papel do sol na dinâmica da atmosfera e do oceano, qual a importância dos oceanos, das calotes polares e da vegetação, como se formam as nuvens e os sistemas meteorológicos, e como funciona o ciclo da água.

Foi a 26 de Outubro que se realizou a Maratona Inter-Universitária de Programação, 2013, (MIUP2013).

Uma das surpresas do Dia Internacional passa pela exposição do concurso de fotografia lançado recentemente e alusivo ao tema “Mobilidade Internacional”.

Páginas