"De pequenino se torce o pepino"

Henrique Leitão
Cedida por HL

O segundo grupo do exame nacional de Português do 12.º ano, 1.ª fase, data especial, do ano letivo anterior, inclui um excerto para uma entrevista realizada a Henrique Leitão, por ocasião da inauguração da exposição 360° Ciência Descoberta, de que foi comissário.

Quando o investigador da Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências teve conhecimento desta referência, ficou surpreendido com o facto, naturalmente não estava à espera de tal alusão, numa prova escrita de Português. “Nunca imaginei ter palavras minhas comentadas e discutidas ao lado de textos de Camões e Fernando Pessoa”, comenta.

Para o membro integrado do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia existem algumas explicações possíveis para o sucedido. Uma delas pode ter sido o impacto que esta exposição, organizada pela Fundação Calouste Gulbenkian, teve na sociedade portuguesa, a tal ponto que os promotores da mostra têm estado a estudar a sua itinerância, nomeadamente noutros países. Segundo Henrique Leitão, a exposição já "está a ser preparada para abrir no Brasil, depois do verão, por interesse expresso do Ministério da Educação brasileiro". O outro motivo também pode estar relacionado com o papel que as universidades, através dos seus docentes e investigadores, têm vindo a desempenhar em Portugal. “É muito interessante e muito revelador este aparecimento de materiais de docentes da FCUL nos exames nacionais do ensino secundário”, anota.

360° Ciência Descoberta
Fonte: FCG
Legenda: A exposição 360º Ciência Descoberta também vai estar no Brasil

De facto não é caso único. O primeiro grupo do exame de Química do ano letivo anterior também inclui um excerto do livro “Química 12.º ano”, editado em 2001 e da autoria de Alda Pereira e de Maria Filomena Camões, professora da FCUL. Neste caso, o texto citado refere-se concretamente ao Equilíbrio Químico, um conceito apresentado pela docente do Departamento de Química e Bioquímica.

No "+Ciência", manual de Ciências Naturais do 5.º ano, é incluída logo numa das primeiras páginas uma curiosidade sobre o antigo aluno da FCUL, João Magueijo, autor da teoria da Velocidade da luz variável, que questiona a premissa mais básica por trás da Teoria da Relatividade de Einstein. No mesmo livro é possível encontrar outras referências a outros alumni da FCUL. Na secção designada “No futuro poderei ser… Biólogo”, o manual mostra o exemplo de Pedro Cardoso, um cientista que se dedica ao estudo dos seres vivos, licenciado e doutorado em Biologia pela FCUL, com pós-doutoramentos pela Universidade dos Açores e pela Universidade de Copenhaga, que tem como áreas de interesse a Ecologia, a conservação de espécies e habitats e a Espeleologia.

360° Ciência Descoberta
Fonte: FCG
Legenda: Para o historiador das ciências é importante dar a conhecer à sociedade o trabalho que é feito nas universidades

Quem cultiva a terra sabe que os pepinos devem ser podados, para que possam crescer sem rama e com um gosto agradável. Quem trabalha com as comunidades do pré-escolar e dos ensinos básico e secundário deve ter cuidados semelhantes aos dos agricultores. Despertar o gosto pelas ciências, seja em que contexto for, é sempre uma boa prática.

“Hoje em dia é claro que dar a conhecer à sociedade o trabalho que se faz é uma das tarefas a que nenhum investigador universitário se pode recusar. Há quem goste disso; há quem não goste. Pouco importa: é assim. Como dizem os ingleses, ‘it comes with the job’”, conclui o historiador das ciências.
 

Comentário de Adérito Mendes, professor de Português

“Em primeiro lugar, considero a entrevista concedida por Henrique Leitão, no contexto da inauguração da exposição “360º Ciência Descoberta – Uma história por contar”, de grande significado e importância, associada naturalmente à própria exposição.

É significativa porquanto ela transmite-nos, numa linguagem concisa, objetiva e clara, alguns aspetos fundamentais dos efeitos das descobertas realizadas no período renascentista, pelos portugueses e espanhóis, ‘pelos povos ibéricos’, como diz o entrevistado. Na verdade, o desenho da Terra passou a ter, desde então, uma nova configuração, nos seus mais diversos domínios, assente, aliás, no conhecimento empírico e localizado, conferindo-lhe um carácter cada vez mais científico, ou, se quisermos, abrindo portas à ciência moderna. A sua importância decorre naturalmente do seu significado. E este ultrapassa, por isso, as fronteiras daquilo que à época se conhecia, como se diz anteriormente.

Acresce de importância a sua natureza fortemente pedagógica que, não só elucida o leitor, de modo acessível e sucinto acerca do evento em causa, como certamente o motiva e incentiva a visitar a exposição.
Prova de Português
Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: Para o professor de Português deve-se apostar numa "ampla e consistente valorização pessoal dos alunos ao nível cultural"

A utilização de um documento autêntico desta índole, numa prova de exame final do ensino secundário de Português (12.º ano) constitui, a meu ver, um ótimo aproveitamento pedagógico atendendo aos aspetos acima expostos. Integra o mesmo a parte do exame relativa à compreensão escrita, o que pressupõe, por parte do aluno, a aquisição de um determinado conjunto de competências linguísticas e de saberes mais gerais, que o autorizam a escolher a opção correta em cada alínea, após a necessária apropriação do texto/entrevista. Este processo de apropriação/compreensão textual decorre de vários fatores, dispensáveis nesta apreciação, os quais podem estabelecer ou não, uma real e profícua comunicação texto/aluno, sem deixar espaço a ruídos. Não é tarefa difícil, do meu ponto de vista, a avaliar pelo nível de ensino a que se reporta o exercício. No entanto, verifica-se cada vez mais, em termos gerais, um desinteresse pela leitura e pelo saber, no seio dos alunos atuais, revelando um enorme desinteresse e até apatia face ao conhecimento em geral. Os alunos limitam-se a tentar apreender e assimilar conceitos e definições específicos em relação aos conteúdos programáticos, procurando depois aplicá-los indiferenciadamente, distanciando-se, assim, do texto objeto de análise, numa espécie de recriação textual, adulterando-o e deturpando-o. Considero, pois, de extrema importância a inclusão da abordagem de outras matérias diferentes das curriculares, sejam científicas ou não, por forma a promover uma mais ampla e consistente valorização pessoal dos alunos ao nível cultural, conferindo-lhes instrumentos que lhes facilitem interligar e associar os factos, os fenómenos, os saberes.”

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

Páginas