3.ª edição

Prémio de Doutoramento em Ecologia 2019

Teses premiadas nas três edições contaram com a orientação de professores de Ciências ULisboa e investigadores do cE3c

Prémio Doutoramento em Ecologia

O Prémio de Doutoramento em Ecologia visa valorizar o trabalho desenvolvido por recém-doutorados ao longo dos seus programas doutorais

unsplash - Franck V.

“Do ponto de vista biológico, nesta tese usámos dados de High Throughput Sequencing para tentar perceber até que ponto a seleção natural atua ao nível do genoma do sobreiro, bem como para caracterizar o seu fundo genético. Com estes dados exploramos também como poderá o sobreiro responder do ponto de vista adaptativo às alterações climáticas.”
Francisco Pina Martins

Francisco Pina Martins é doutorado em Biologia e Ecologia das Alterações Globais, um programa doutoral de Ciências ULisboa em associação com a Universidade de Aveiro, e foi orientado por Octávio Paulo, professor do DBA e investigador do polo de Ciências ULisboa do cE3c;  e Georgios Pappas Jr, professor da Universidade de Brasília, no Brasil.

Adrià López-Baucells doutorou-se em Biodiversidade, Genética e Evolução (BIODIV), um programa doutoral assegurado por Ciências ULisboa, pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, com a colaboração do cE3c, do Centro de Biodiversidade e Recursos Genéticos, do Instituto de Biologia Molecular e Celular e do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular. Jorge Palmeirim, professor do DBA e investigador do polo de Ciências ULisboa do cE3c e Christoph Meyer, colaborador do cE3c e investigador na Universidade de Salford, no Reino Unido, foram os seus orientadores.

Francisco Pina Martins, Adrià López-Baucells e Inês Gomes Teixeira são os vencedores do Prémio de Doutoramento em Ecologia 2019, organizado pela Sociedade Portuguesa de Ecologia (SPECO), com o apoio da Fundação Amadeu Dias.

Francisco Pina Martins, investigador do Departamento de Biologia Animal (DBA) de Ciências ULisboa e do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (cE3c); Adrià López-Baucells, investigador do Museu de Ciências Naturais de Granollers, na Catalunha, e colaborador  do cE3c e Inês Gomes Teixeira, investigadora do Centro de Estudos Ambientais e Marinhos – CESAM, polo da Universidade de Aveiro, foram distinguidos com os 1.º, 2.º e 3.º lugares respetivamente, de acordo com notícias publicadas nos sites da SPECO e do cE3c.

Os premiados vão apresentar os seus trabalhos no 18.º Encontro Nacional de Ecologia, durante o 15.º Congresso Europeu de Ecologia, que terá lugar entre 29 de julho e 2 de agosto em Ciências ULisboa.

Os galardoados serão distinguidos com prémios monetários no valor de €3000, €2000 e €1500 atribuídos aos 1.º, 2.º e 3.º lugares, respetivamente, recebendo ainda um bónus de dois anos de quotas pagas enquanto membros da SPECO.

O Prémio de Doutoramento em Ecologia visa valorizar o trabalho desenvolvido por recém-doutorados ao longo dos seus programas doutorais. Na edição deste ano o júri recebeu nove candidaturas elegíveis, de doutorados com teses defendidas nas Universidades de Lisboa, Coimbra, Aveiro e Minho. Nas três edições do Prémio foram distinguidas teses de programas doutorais, que contaram com a orientação de professores de Ciências ULisboa e investigadores do cE3c.

“Para mim, este [Guia de Campo para os Morcegos da Amazónia] é um dos resultados mais importantes da minha tese de doutoramento. É um guia baseado em chaves de identificação previamente publicadas, modificadas com base em descrições das espécies na literatura, mas com bastante conteúdo baseado em observações pessoais. E inclui a primeira chave de identificação acústica de morcegos da Amazónia, com espectrogramas dos sons emitidos pela maior parte das espécies da região.”
Adrià López-Baucells

Imagens dos galardoados
Francisco Pina Martins, Adrià López-Baucells e Inês Gomes Teixeira, vencedores do Prémio de Doutoramento em Ecologia 2019
Fonte SPECO

 

ACI Ciências ULisboa com cE3c
info.ciencias@fc.ul.pt

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Páginas