Dinossáurio saurópode de grande porte no Pombal, provavelmente um dos maiores até hoje descoberto

Campanha de escavação na jazida paleontológica de Monte Agudo realizada por investigadores do Instituto Dom Luiz da Ciências ULisboa e do Grupo de Biología Evolutiva da UNED-Madrid e da Facultad de Bellas Artes da Universidad Complutense de Madrid

Paleontólogos em escavação

Os estudos conduzidos na jazida de Monte Agudo sublinham a importância do registo fóssil de vertebrados da região de Pombal

Imagem cedida por IDL Ciências ULisboa
Paleontólogos em escavação
A campanha de escavação na jazida paleontológica de Monte Agudo resultou na extração de parte do esqueleto fossilizado de um dinossáurio saurópode de grande porte
Fonte IDL Ciências ULisboa

Trabalhos na jazida de Monte Agudo na comunicação social: TVI, CNN Portugal, SIC Notícias, Pombal TV, pplware, NIT, Pombal 97 FM, Diário de Leiria, Jornal Terras de Sicó.

Uma equipa de paleontólogos portugueses e espanhóis conduziu, entre 1 e 10 de agosto de 2022, uma campanha de escavação na jazida paleontológica de Monte Agudo que resultou na extração de parte do esqueleto fossilizado de um dinossáurio saurópode de grande porte. Os trabalhos foram realizados por investigadores do Instituto Dom Luiz da Ciências ULisboa, do Grupo de Biología Evolutiva da UNED-Madrid e da Facultad de Bellas Artes da Universidad Complutense de Madrid e contaram com o apoio da Câmara Municipal de Pombal.

Os dinossáurios saurópodes são um grupo de dinossáurios herbívoros, quadrupedes e caracterizado por pescoços e caudas compridas.

A jazida está localizada na região de Pombal, em rochas sedimentares do Jurássico Superior, com cerca de 150 a 145 milhões de anos. Os trabalhos de investigação nesta jazida tiveram início em março de 2017, na sequência de contacto por parte do proprietário do terreno que notou a presença de diversos fragmentos de ossos fossilizados quando procedia à realização de obras de construção.

Até ao momento, foi recolhido na jazida de Monte Agudo um importante conjunto de elementos do esqueleto axial que inclui vértebras e costelas de um possível dinossáurio saurópode braquiossaurídeo.

O grupo dos braquiossaurídeos é composto por espécies de grande porte que viveram do Jurássico Superior ao Cretácico Inferior e que se caracterizam pela presença de membros anteriores marcadamente desenvolvidos.

A este grupo de saurópodes pertencem algumas das espécies de dinossáurios mais emblemáticas, como por exemplo, Brachiosaurus altithorax e Giraffatitan brancai, bem como a espécie do Jurássico Superior português encontrada na região Oeste, Lusotitan atalaiensis.

Os restos fósseis de Monte Agudo estão bem preservados mantendo, inclusivamente, a posição anatómica original que teriam no animal em vida. Este modo de preservação é relativamente invulgar no registo fóssil de dinossáurios (em particular de saurópodes) do Jurássico Superior português.

Os estudos conduzidos na jazida de Monte Agudo sublinham a importância do registo fóssil de vertebrados da região de Pombal que nas últimas décadas tem proporcionado a descoberta de diversas jazidas (e.g. Andrés e Junqueira) muito significativas para o estudo das faunas continentais do Jurássico Superior de Portugal. 

Outra das peculiaridades desta jazida está relacionada com o enorme tamanho dos elementos esqueléticos, sugerindo que estamos na presença de um dos maiores indivíduos de saurópodes até hoje descobertos no Jurássico Superior europeu. As características de preservação dos fósseis e a sua disposição indicam a possível presença de outras partes do esqueleto deste individuo, hipótese que será testada em futuras campanhas de escavação na jazida.

IDL com GJ Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Cientista Ana Russo Regressa à Escola

A cientista Ana Russo, investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), visitou duas escolas básicas do concelho de Sintra no dia 23 de abril para rea

Branca Edmée Marques, cientista alumna de CIÊNCIAS

Branca Edmée Marques, alumna de CIÊNCIAS, será homenageada no dia 20 de junho pelos Museus da Universidade de Lisboa

Margarida Fortes, docente do Departamento de Biologia Vegetal de CIÊNCIAS dá uma aula em frente a um quadro com uma projeção imagética

Margarida Fortes, professora de CIÊNCIAS, visitou a Escola Secundária de Carcavelos para dar uma aula acerca da edição genética.

Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Páginas