Aprendizagem além-fronteiras

Novos mundos ao mundo

Alunos informam-se sobre programas de mobilidade internacional
Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional

Os alunos da Faculdade podem realizar o programa Erasmus (período de estudos e estágio), o programa Leonardo Da Vinci e os estágios IAESTE (International Association for the Exchange of Students for Technical Experience). Em 14 anos, só em relação ao programa Erasmus, a FCUL acolheu 686 alunos estrangeiros e proporcionou a 618 alunos portugueses uma experiência fora de Portugal.

Este ano, 83 alunos fculianos estão a realizar Erasmus, 41 em período de estudos e 42 em período de estágio. Os alunos de Biologia são os que mais aderem a este programa, quanto aos destinos mais escolhidos, o Reino Unido ocupa o 1.º lugar, a Alemanha o 2.º e a Holanda o 3.º. No que concerne aos alunos estrangeiros a realizar Erasmus na FCUL, este ano contabilizam-se 96 alunos (oito em período de estágio, os restantes 88 em período de estudos).

Em relação ao programa Leonardo da Vinci, de janeiro a agosto de 2012, 12 alunos da FCUL foram estudar para a Suíça, Dinamarca, Espanha, França, Reino Unido, Holanda e Suécia.

No que diz respeito ao programa IAESTE, a FCUL recebeu em 2012 seis alunos, quatro deles oriundos da Polónia, os restantes do Brasil e da Eslováquia.

Ao abrigo do mesmo programa, este ano partiram da Faculdade sete alunos, três deles para o Brasil, os outros para a Alemanha, Colômbia, Polónia e Reino Unido, respetivamente.

Quanto aos alunos brasileiros, dispõe de três programas de estudos na FCUL, o programa PLIS (Programa de Licenciaturas Internacionais, durante dois anos) através do qual sete alunos estão a estudar na Faculdade, o Programa Ciências sem Fronteiras, que levou, este ano, ao aumento exponencial de alunos brasileiros na nossa Faculdade – 69 -, e os protocolos da FCUL/UL com outras universidades/instituições que este ano registaram 11 participações.

Daniel Martins, veio do estado de Minas Gerais, no Brasil, para a FCUL estudar Biologia através do programa PLIS. Há dois meses em Portugal, fez um balanço bastante positivo da sua experiência em terras lusas e aproveitou a oportunidade para deixar uma sugestão aos seus conterrâneos: “É uma grande oportunidade que estou a ter, a Faculdade dá um grande apoio aos alunos. (…) Estou a gostar do convívio com os colegas, das aulas, das disciplinas e da cultura portuguesa. Recomendo a todos os que possam, a ter uma experiência como esta que estou a viver”.

Num mundo globalizado, conhecer, experimentar, partilhar, aprender, para lá do que é próximo, é uma mais-valia que certamente irá destacar-se no currículo académico e profissional de cada aluno.

As oportunidades estão à espreita, informem-se no Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional e lancem-se à aventura dando novos mundos ao mundo!

Testemunhos dos alunos

“No Brasil, estudar no estrangeiro é muito valorizado. (…) As aulas aqui são bastante interessantes, têm um conteúdo bastante diferentes do programa de estudos brasileiro o que nos permite adquirir mais conhecimento e enriquecer a mente.” Samuel Sila, estudante brasileiro na FCUL, a frequentar a licenciatura de Química

“Gostava de ir estudar para o estrangeiro pois acho que é uma oportunidade única de conhecer outra cultura, outras línguas e porque considero que é uma experiência enriquecedora para qualquer jovem. Os destinos de eleição são a Holanda, a Suíça e a Polónia.” Marcelo Marques, aluno português de Engenharia da Energia e do Ambiente

“Gosto bastante dos pontos culturais e históricos da cidade de Lisboa. Ao estar aqui, posso conhecer um pouco mais sobre o povo que colonizou o meu país." Crisley Lima, estudante brasileiro na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a frequentar a licenciatura de Estudos Portugueses e Lusófonos

“Espero vir a desenvolver as minhas capacidades na Holanda ou na Dinamarca.” Cristiano Lúcio, aluno português de Engenharia da Energia e do Ambiente

“Sempre estive curioso por conhecer a cultura, a comida, a língua portuguesa. Tinha duas opções, Polónia ou Portugal e estou realmente satisfeito por ter escolhido Portugal!” Emre Bilgin, estudante turco na FCUL, a frequentar a licenciatura de Estatística Aplicada

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

Gulf Labor Markets and Migration Program (GLMMP), a joint program of the European University Institute (EUI - Florence) and the Gulf Research Center (GRC - Jeddah, Geneva, Cambridge), seeks two Research Assistants (Demographer/Statistician and Lawyer).

Rosto de Vanda Brotas

Estudar a clorofila, único parâmetro biológico visível do espaço, constitui uma ferramenta essencial para se perceber se o clima está a mudar. Este artigo foi publicado no jornal "Público" no passado dia 16 de fevereiro.

Servidor da FCUL

As ações de modernização e de alargamento do Centro de Dados da FCUL ocorreram no verão de 2012. A Unidade de Informática continua a apostar na renovação das condições tecnológicas do campus.

Ilustração de animais

A Âncora Editora define-se como uma editora generalista, que tem vindo a dedicar-se, sobretudo, à publicação de autores portugueses. Até agora A. M. Galopim de Carvalho é o autor com o maior número de livros editados.

O projecto de investigação NAADIR que envolve a Faculade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa e a Faculdade de Ciências da Universidade de L

Átrio do C6

Para os SASUL ainda é prematuro avaliar o Programa Alimentação UL, cujo orçamento se estima ser na ordem dos 192.000,00 €.

Iain Mattaj, diretor-geral do EMBL

“Estou impressionado com a energia que existe na Faculdade e o número de pessoas que aqui trabalham. Acho que estão bem organizados para trabalhar em equipa!”, declara Iain Mattaj, diretor-geral do European Molecular Biology Laboratory, depois de visitar alguns dos laboratórios da FCUL.

Logotipo da inicativa Programa Alimentação UL

O Menu Estudante custa 2,40€ e inclui sopa, prato principal, sobremesa, pão e bebida. A partir de fevereiro o Espaço Estudante, localizado no edifício C6, também vai dispor de micro-ondas permitindo dessa forma o aquecimento de refeições.

Ester Luísa Rodrigues Dias, professora jubilada do extinto Departamento de Educação da FCUL, faleceu no dia 11 de fevereiro de 2013.

As ações de formação e de sensibilização em segurança e saúde do trabalho procuram divulgar conhecimentos teóricos e práticos de maneira a prevenir acidentes de trabalho e doenças profissionais, permitindo também  intervenções eficazes e eficientes em casos de emergência.

Sala de aula com alunos sentados e tomando notas

"Os estudantes da FCUL, incluindo os estudantes de licenciatura, dispõem do background e conhecimentos certos para participar nestes módulos", esclarece Nathalie Gontier, coordenadora do laboratório AppEEL e das respetivas Escolas de Inverno e de Verão.

Rosto de Vera Carvalho

As inscrições para o programa Erasmus terminam a 10 de fevereiro. Se tens interesse neste programa de mobilidade conhece a história de Vera Carvalho, aluna Erasmus na Dinamarca.

Pormenor de obra de arte

Para os fundadores do AppEEL, este laboratório pode ser considerado o primeiro centro no mundo a reunir investigadores que estudam a evolução sociocultural a partir das teorias que formam parte da Síntese Expandida.

 

O Departamento de Matemática recebeu ontem, dia  4 de Fevereiro, cerca de 70 alunos (9º ano) do  Agrupamento de Escolas D. Miguel de Almeida - Abrantes.

Entre os empregos mais bem pagos contam-se os que estão ligados às engenharias.

Capa

Esta coleção de Livros Brancos foi organizada pela META-NET, uma rede de excelência parcialmente financiada pela Comissão Europeia, que levou a cabo uma análise dos recursos e tecnologias da linguagem atualmente disponíveis. A análise abordou as 23 línguas oficiais europeias assim como outras línguas importantes na Europa a nível nacional e regional. 

O Prémio João Branco é uma iniciativa conjunta da Universidade de Aveiro e da família do designer Jo

Dia 4 Fevereiro 2013 – 14:00h às 19:30h (Sala 2.2.15)

Primeiro plenário do IPBES

Grupo liderado por Henrique Miguel Pereira, investigador do Centro de Biologia Ambiental da FCUL, submete à apreciação da comunidade científica o desenvolvimento de um sistema de monitorização da biodiversidade baseado num conjunto de variáveis essenciais.

Rosto de Maria Antónia Amaral Turkman

“Ao longo dos últimos dois séculos a Estatística foi indispensável em confirmar muitas das maiores descobertas científicas e inovações da humanidade, tais como a partícula bosão de Higgs e a Revolução Verde na agricultura”, declaram Daniel Paulino, presidente da Sociedade Portuguesa de Estatística e Maria Antónia Amaral Turkman, coordenadora do CEAUL.

Dois artigos -- contando com docentes e investigadores do GeoFCUL no seu elenco de autores -- assinalados no “TOP 25 Hottest Papers” de Abril-Junho de 2011 da revista Journal of South American Earth Studies (Sciencedirect / Elsevier).

Henrique Leitão foi eleito membro efetivo da Académie International d'Histoire des Sciences, pela relevância da sua carreira e produção intelectual. Para o historiador das ciências foi uma “honra enorme” receber a distinção, “a maior ambição de qualquer estudioso ou cientista”.

Páginas