Entrevista a Pedro Mocho

Pedro Mocho

Pedro Mocho frequentou o curso de Geologia em Ciências ULisboa

Imagem cedida por PM

Pedro Mocho lidera o estudo que identificou uma nova espécie de dinossáurio - Oceanotitan dantasi. Geologia sempre foi a sua paixão. Nos próximos seis anos continuará a estudar a história evolutiva dos dinossáurios saurópodes do Mesozóico Ibérico.

Como foi colaborar com Rafael Royo-Torres e Francisco Ortega?

Pedro Mocho (PM) - A colaboração com Rafael Royo-Torres (FCT-Dinópolis) e Francisco Ortega (Grupo de Biología Evolutiva UNED) foi de extrema importância no presente estudo. Para além deste estudo estar inserido naquilo que foi a minha tese de doutoramento sobre "A História Evolutiva dos Dinossáurios Saurópodes do Jurássico Superior da Bacia Lusitaniana (Portugal)"  e defendida na Universidade Autónoma de Madrid, na qual foram os meus orientadores,  Rafael e Francisco contribuíram com um importante conhecimento sobre os dinossáurios ibéricos. Este trabalho desenvolveu-se maioritariamente na Universidad Nacional de Educación a Distancia (Madrid), Sociedade de História Natural (Torres Vedras) e FCT-Dinópolis (Teruel) onde foram disponibilizadas todos as condições necessárias para desenvolver este estudo, incluindo a restauração deste material, laboratórios e acesso a importantes coleções de dinossáurios saurópodes.


Pedro Mocho e Francisco Ortega durante a fase de estudo dos restos fósseis de Oceanotitan dantasi
Imagem cedida por PM

Quais são os próximos passos da equipa?

PM - Neste momento temos vários projetos que se centram no estudo detalhado das faunas de dinossáurios do mesozóico da Península Ibérica, e no meu caso, no estudo particular dos dinossáurios saurópodes. Relativamente ao território português, continuamos a estudar vários exemplares inéditos que nos vão permitir conhecer melhor a composição das faunas do Jurássico Superior de Portugal e a sua relação com outras massas continentais como América do Norte e África. Por exemplo, as campanhas paleontológicas em Utah (EUA) realizadas pelo Natural History Museum of Los Angeles County (no qual realizei o meu pós-doutoramento em 2016-2018) e nas quais participamos, permitirão compreender melhor as relações filogenéticas e paleobiogeográficas destes grupos de dinossáurios.


Pedro Mocho pretende continuar a participar em campanhas paleontológicas nos EUA e na Península Ibérica
Imagem cedida por PM

Como foi estudar Geologia em Ciências ULisboa?

PM - Já passaram uns aninhos. Acabei o curso de Geologia nesta Faculdade em 2010. A Geologia sempre foi a minha paixão. Comecei a interessar-me pelo o estudo de fósseis nas aulas de Paleontologia em 2006 e como voluntário no Museu Nacional de História Natural. A esta academia devo a minha formação em Geologia. 

Que expetativas tem para o futuro?

PM - Neste momento sou investigador de pós-doutoramento no Instituto Dom Luiz por seis anos financiados no âmbito do Concurso de Estímulo ao Emprego Científico da FCT. Nestes seis anos continuarei com a minha investigação no estudo da história evolutiva dos dinossáurios saurópodes do Mesozóico Ibérico. Uma destas linhas de investigação está centrada no estudo dos saurópodes do Cretácico Inferior e Superior de Espanha (mais precisamente da Comunidade de Castilla-La Mancha e Valencia) em projetos conduzidos pelo Grupo de Biologia Evolutiva UNED. Adicionalmente, continuar com o estudo do Jurássico Superior de Portugal é outro dos meus maiores objetivos, e em estreita relação com a Sociedade de História Natural de Torres Vedras da qual sou membro desde 2010. Outros projetos estão em aberto, nomeadamente campanhas paleontológicas nos EUA e na Península Ibérica estão no horizonte e irão permitir a descoberta de novos fósseis, novas ideias e nova hipóteses.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
<i>Oceanotitan dantasi</i>

Guiomar Evans - Prof. Auxiliar do Departamento de Física e Investigadora do Centro de Física da Matéria Condensada

A missa do 30.º dia em memória de José Manuel Pires dos Santos, professor aposentado do Departamento de Informática da FCUL, realiza-se a 11 de setembro, pelas 19h00, na Igreja da Luz, em Carnide.

O professor José Manuel Pires dos Santos sentado em frente a uma secretária

Toda a morte, mesmo a anunciada, é uma surpresa. Um misto de espanto e de descrença como se não fosse possível acontecer.

As actividades da Semana Zero do DEGGE têm lugar nos dias 12, 13 e 14 de Setembro.

Bolsas Universidade de Lisboa / Fundação Amadeu Dias

Em cinco anos, a UL e a FAD apoiaram 134 projetos. A Faculdade de Ciências distingue-se com o maior número de alunos e respetivos trabalhos distinguidos, setenta.

Apresentações públicas do Programa de Doutoramento em Biologia

Pormenor da face de uma aluna da FCUL

Apesar do próximo ano letivo começar já dia 17 de setembro, a FCUL ainda está a receber candidaturas de alunos interessados nos seus cursos pós-graduados.

Centro de Dados da FCUL

Tal como anunciado em julho, a modernização do Centro de Dados da FCUL foi realizada durante os meses de verão e está prestes a terminar.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Fluxo de energia bancária

“O princípio de que aumentar o capital dos bancos favorece a estabilidade bancária, para além de estar errado, penaliza países como o nosso de forma ainda mais gravosa”, refere em entrevista Pedro Gonçalves Lind, um dos autores do regular article “The Dynamics of Financial Stability in Complex Networks”.

Os cidadãos estrangeiros abrangidos pelos programas “Erasmus Mundus” e “Ciência sem Fronteiras” podem ter autorização de residência em menos de 15 dias e direito à mobilidade no espaço da União Europeia.

Jardim

Através do sistema Concursos pode aceder a mais informações sobre o convite publicado no Jornal Oficial da União Europeia.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Adultos e criança em atividade da Ciência Viva no Verão

Até 15 de setembro, a iniciativa Ciência Viva no Verão percorre o País organizando mais de 1700 atividades científicas gratuitas para toda a população. As inscrições permanecem abertas até 15 de setembro, de acordo com o calendário de atividades. Nesta altura, já são mais de 20 mil os inscritos.

Nos dias 9 e 10 de Agosto a plataforma Moodle da FCUL vai estar inacessivel devido a uma manutenção de rotina.

As nossas desculpas pelos possiveis incómodos causados.

Liliana Caldeira junto aos posters

A investigação sempre foi um objetivo, que ganhou força após o prémio para melhor poster ser-lhe atribuído numa importante conferência internacional. Até ao final do ano, Liliana Caldeira, aluna de doutoramento em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, deverá defender a tese.

Pontos de interrogação

"Aquando da candidatura, o projeto estava numa fase embrionária e foi o Programa de Estímulo à Investigação da FCG que deu força e motivação para avançar”, diz Jocelyn Lochon, um dos vencedores da edição 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

Aluna entrevistada, sentada numa rocha

“O mais importante é saber gerir o tempo, ter alguma disciplina, definir os objetivos a alcançar e não dispersar”. A declaração pertence a Ana Bastos, jovem investigadora da FCUL e uma das vencedoras em 2011 do Programa de Estímulo à Investigação da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG).

Cara do aluno entrevistado

“Acredito que o meu projeto vá ter efeitos na área da Saúde Pública. Ainda que não seja já nesta fase, espero poder contribuir para evoluções, por exemplo, ao nível da vacinação”, refere Tomás Aquino, um dos vencedores da edição de 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

A Bial, procura um Bioestatista para a oportunidade de emprego que pode ser visualisada em maior detalhe na página através do link:

Information dissemination in unknown radio networks with large labels

Professor Shailesh Vaya,
Xerox Research Centre, India,

July 20 at 10h00 on room 6.3.38

Estudantes sentados, junto a uma mesa

O pedido de apoio à formação pós-graduada na área da Geologia do Petróleo deve ser apresentado até 15 dias úteis, após o último dia do prazo de inscrição no respetivo curso.

Já é possível solicitar a criação de Unidades Curriculares na plataforma Moodle para o ano letivo 2012/2013.

Os pedidos podem ser realizados no Portal da FCUL, após inicio de sessão.

O Centro de Informática terminou, no passado dia 12 de Julho, a migração de um equipamento central na rede da FCUL.

Páginas