Mais de 1,3 milhões de euros de capital angariado

Kiilto Ventures, Caixa Capital e Bionova Capital investem na Delox

Spin-off da Ciências ULisboa desenvolve técnica inovadora de biodescontaminação com nova formulação sólida de peróxido de hidrogénio

Última Revisão —
Fernando Antunes, João Pires da Silva e Fadhil Musa

Fundadores da Delox: Fernando Antunes, João Pires da Silva e Fadhil Musa

Delox

A Delox, a spin-off do Tec Labs – Centro de Inovação da Ciências ULisboa, acaba de anunciar a angariação de 750 mil euros de financiamento para desenvolver as etapas necessárias até ao início da comercialização do novo sistema de biodescontaminação, capaz de eliminar 99,999% de todos os microrganismos das superfícies de equipamentos de laboratório e espaços de trabalho, incluindo bactérias e vírus como o SARS-CoV-2.

Esta ronda de financiamento foi liderada pela Kiilto Ventures, juntamente com a Caixa Capital, a Bionova Capital e um investidor privado. Atualmente, o total de capital angariado pela Delox é mais de 1,3 milhões de euros.

Formulação sólida
Formulação sólida de peróxido de hidrogénio (dryVHP)
Fonte Delox

O novo sistema de biodescontaminação, capaz de eliminar 99,999% de todos os microrganismos das superfícies de equipamentos de laboratório e espaços de trabalho, incluindo bactérias e vírus como o SARS-CoV-2, parte de uma nova formulação sólida de peróxido de hidrogénio (dryVHP) patenteada, que serve de base ao desenvolvimento de novos dispositivos de biodescontaminação eficientes, compactos e de baixo custo, em contexto de laboratório.

A Delox já realizou diversos estudos-piloto nos EUA e na Europa, que confirmam a eficácia e ajustamento do produto às necessidades do mercado. 

A produção, certificação e comercialização do dispositivo de biodescontaminação para equipamento de laboratório é um objetivo estabelecido pela Delox para o último trimestre de 2022.

O assunto já mereceu a atenção dos media nacionais - Dinheiro Vivo, Diário de Notícias, ECO - Economia Online, Negócios OnlineExpresso e Atlas da Saúde.

Da equipa da Delox fazem parte Fadhil Musa, CEO e alumnus de Bioquímica da Ciências ULisboa; Fernando Antunes, CTO, e João Pires da Silva, CSO, ambos professores do Departamento de Química e Bioquímica e investigadores no Centro de Química Estrutural, polo da Ciências ULisboa; Michael Geanous, diretor não executivo; e a investigadora Margarida Beiral.
A Delox nasceu na Ciências ULisboa, tendo sido fundada por Fadhil Musa, Fernando Antunes e João Pires da Silva em 2018 com um investimento inicial da Bionova Capital e Caixa Capital, com o objetivo de explorar a área da biodescontaminação e combater microrganismos patogénicos e indesejados.

Ville Solja, CBDO na Kiilto Ventures, considera a Delox uma grande adição à carteira de investimentos, sustentada pela ciência e com uma tecnologia patenteada e testada. “A Delox tem um grande mercado e potencial de desenvolvimento num futuro próximo. Estamos ansiosos por trabalhar com a equipa da Delox para a entrada no mercado global com uma tecnologia capaz de alterar o atual paradigma", diz.

Ricardo Perdigão Henriques, CEO da Bionova Capital, comenta que desde 2018 a Delox tem realizado importantes desenvolvimentos para lançar no mercado a sua inovadora tecnologia antimicrobiana. “Temos trabalhado de perto com a equipa da Delox desde o primeiro dia e estamos felizes por continuar a apoiar a empresa ao longo da sua trajetória", afirma.

Walter Palma, diretor de investimento da Caixa Capital, acredita que a Delox irá liderar a próxima geração de dispositivos de biodescontaminação flexíveis, compactos e seguros, razão pela qual a Caixa Capital continua a investir no projeto.

Para Fadhil Musa “esta nova ronda de capital irá permitir certificar os produtos, enquanto são desenvolvidos outros que satisfazem os requisitos de outros clientes adicionais, por exemplo, em hospitais e empresas farmacêuticas”.

O apoio contínuo das atuais partes interessadas, juntamente com novos investidores que trazem um conhecimento secular sobre higiene profissional representa para Fernando Antunes uma forte validação do potencial empresarial da Delox.

Protótipo de biodescontaminação
Protótipo de biodescontaminação para câmaras até 2 m(equipamento laboratorial)
Fonte Delox

A tecnologia revolucionária da  spin-off da Faculdade  recebeu vários prémios nacionais e internacionais, o último dos quais em 2020, o Prémio Born from Knowledge, atribuído pela Agência Nacional de Inovação, por ser um projeto que emerge a partir de conhecimentos científicos disruptivos. O seu conjunto de invenções permite ainda o desenvolvimento de uma nova geração de sistemas de biodescontaminação com aplicação nas áreas da saúde, farmacêutica, indústria, biodefesa e espaço.

GJ Ciências ULisboa com Delox
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Logotipo Dia da FCUl 2013

A FCUL foi criada no século XX, a 19 de abril de 1911, pouco mais de cem anos após o surgimento da primeira escola classificada como tal, a Universidade de Berlim, na Alemanha, em 1810. Em 2013 Ciências comemora 102 anos.

 

Manuel Nunes Marques

Manuel Nunes Marques, antigo diretor do Observatório Astronómico de Lisboa e professor aposentado do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia da FCUL, faleceu durante a madrugada de 18 de abril. A missa de corpo presente realiza-se esta quinta-feira, pelas 19h00, na Igreja Nossa Senhora Conceição dos Olivais Sul, em Lisboa. O funeral realiza-se a 19 de abril, pelas 15h00, na Igreja de Santo António das Areias, no concelho de Marvão. Aos familiares, amigos e colegas, a FCUL apresenta as sinceras condolências.

património + educação = identidade

A Geometria na Politécnica, no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.

 

Carlos Rafael Borges Mendes

O interesse pelas ciências e tecnologias surgiu ainda no liceu, tendo optado por prosseguir os estudos na área da Biologia, em parte por influência de duas professoras dessa disciplina.

Visitas guiadas à  Exposição Formas & Fórmulas

13 de abril 11h30-13h00

11 de maio 11h30-13h00

Diálogos com Formas & Fórmulas

11 de abril 18h

No próxima quinta-feira, 11 de Abril, a FCUL e em particular, o Departamento de Informática, vão ser "invadidos" pelos alunos do secundário. Para visitar o DI-FCUL já temos cerca de 200  alunos inscritos.

Maqueta do Campus Sustentável da UL

As expetativas da equipa da Universidade Verde só podiam ser elevadas: as verbas alcançadas no âmbito desta iniciativa serão usadas para implementar medidas de eficiência energética, já identificadas nas auditorias realizadas.

Trial para todos os membros da b-on

 

“No stand da FCUL descobrimos áreas que não sabíamos sequer que existiam e que agora vamos querer pesquisar, já valeu a pena ter vindo. Vamos ter mais informação e hipóteses para ponderar!”, declarou um grupo de alunos da Escola Salesiana de Manique a visitar a banca da FCUL na Futurália.

Rosto de Fernando Ramos

“A maioria das instituições de ensino superior em Portugal têm qualidade superior às do Brasil, contrariando de forma que não deixa dúvidas a 'recomendação' do Governo brasileiro”, escreve Fernando Ramos num artigo publicado no jornal "Público" no passado dia 26 de março.

O artigo intitulado "PAMPA in the wild: a real-life evaluation of a lightweight ad-hoc broadcasting family" da autoria de Christopher Winstanley, Ra

O Departamento de Informática marcou presença na última edição da Futurália. A Futurália, a Feira de Ofertas Educativas e Formativas para estudantes, realizou-se de 13 a 16 de Março, na Feira Internacional de Lisboa (FIL)

“Luís Mendes Victor dedicou uma carreira de mais de 40 anos à investigação nas diversas áreas da Geofísica. Professor Catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa desde 1991, ensinou Geofísica, Sismologia, Prospeção Geofísica, Hidrologia e Física dos Recursos Naturais”, refere o colega e amigo, Jorge Miguel Miranda.
 

Atualmente, a nova rubrica disponibiliza entrevistas realizadas a participantes e colaboradores da última edição do Dia Aberto e a dois investigadores que trabalham na área da surdez genética.

Rosto de Teresa Alpuim

Pode-se dizer, sem risco de exagero, que a Estatística é a mais social das ciências exatas.

Programa M23

Atualmente 47 alunos estudam na FCUL através do programa Maiores de 23 anos. A FCUL conversou com uma dessas alunas, Ana Jardim, de 35 anos, aluna do 2.º ano de Engenharia Informática.

FCUL esclareceu possíveis candidatos ao programa M23 no Open Day pelo Núcleo de Formação ao Longo da Vida

“Tenho interesse em prosseguir os estudos académicos por vários motivos, entre eles o pessoal, sei que posso dar muito mais não só para mim como também para a sociedade e também porque poderei melhorar a minha condição de trabalho”, afirma Elísio Gomes, de 31 anos e visitante do Dia Aberto a Maiores de 23 da UL.

Antenas do ALMA

O primeiro de uma série de vodcasts de divulgação científica do CAAUL dedicados aos maiores tópicos da atualidade em Astronomia apresenta o ALMA.

Rosto de Luísa Maria Abrantes

“A professora Luísa Maria Abrantes será sempre recordada pela sua enorme dedicação e empenho durante os 40 anos de serviço a esta casa”, refere o seu colega e amigo Jorge P. Correia.

A FCUL volta a marcar presença na Futurália, na FIL, no Parque das Nações, juntamente com outras unidades orgânicas da UL, entre 13 e 16 de março.

“Foi o professor Henrique Leitão que me alertou para o facto de a questão do real impacto de Pedro Nunes na náutica do seu tempo estar por resolver.

Páginas