Crónicas em Ciências

Luzes, câmaras, ação: O fascínio das plantas não tem fronteiras

Planta

O projeto “Interpheno - Uma Aproximação Interdisciplinar à Fenotipagem de Alto Débito em Plantas” visa construir um protótipo de fenotipagem de plantas

Unsplash - Pawel Czerwinski
jORGE mARQUES DA sILVA
Jorge Marques da Silva

Celebra-se a 18 de maio o Dia Internacional do Fascínio das Plantas 2021, uma iniciativa lançada pela European Plant Science Organization e dinamizada, em Portugal, pelo ITQB/NOVA e pela Sociedade Portuguesa de Biologia de Plantas (SPBP).

Neste dia, cientistas por toda a Europa concentram-se em aumentar a consciência do público para a importância das plantas na nossa vida, combatendo a “invisibilidade social” das plantas, e a promover a ciência das plantas na agenda pública de investigação.

Na nossa escola, é no Departamento de Biologia Vegetal (DBV), naturalmente, que se encontram concentrados os “fascinados das plantas”. Mas, nos últimos anos, esse fascínio extravasou do edifício C2 e foi-se infiltrando nos departamentos de Física e de Informática. O projeto “Interpheno - Uma Aproximação Interdisciplinar à Fenotipagem de Alto Débito em Plantas”, financiado pela FCT, reúne biólogos, físicos e informáticos da Ciências ULisboa, e ainda colegas do ISA, do ITQB/NOVA e do INOV/INESC com o objetivo de construir um protótipo de fenotipagem de plantas.

A fenotipagem (medição sistemática de caracteres fenotípicos, i.e., do corpo das plantas) foi eleita, depois dos grandes avanços verificados na fenotipagem nas últimas décadas, como um grande desígnio atual da comunidade da ciência das plantas. De facto, considera-se que o principal impedimento à rápida produção de novas variedades de plantas agrícolas, tão necessárias para enfrentarmos as alterações climáticas em curso, é a inexistência de métodos expeditos de fenotipagem de plantas. Assim, iniciou-se um esforço internacional para produzir equipamentos de fenotipagem high-throughput, assentes em captura de imagens em diferentes gamas espetrais e no seu processamento automático em pipelines que frequentemente recorrem a inteligência artificial.

protóptipo
O proptótipo é uma peça-chave para o esforço de fenotipagem sistemática de cultivares agrícolas tradicionais, um património genético em que Portugal é muito rico
Imagem cedida pelo autor

O protótipo que construímos na Ciências ULisboa – só possível devido à generosidade de vários colegas da Física e da Informática que, roubando tempo aos seus projetos nucleares, se deixaram seduzir pelo “fascínio das plantas” – é modesto face às grandes plataformas totalmente robotizadas já existentes em países do centro da Europa. Mas tem um valor estratégico muito significativo: por um lado, permite-nos encarar a adesão ao EMPHASIS – a rede europeia de plataformas de fenotipagem, na qual a inclusão da Ciências Ulisboa se encontra em negociação – nas condições de parceiros, e não meramente de utilizadores; por outro lado, constitui uma peça-chave para o esforço de fenotipagem sistemática de cultivares agrícolas tradicionais, um património genético em que Portugal é muito rico, e que encerra potenciais soluções para os desafios à segurança alimentar e nutricional que as alterações climáticas encerram, mas que se encontra muito mal caraterizado. Mas não só de fenotipagem se constroem as fronteiras da investigação em plantas. Neste dia, a SPBP inaugura a sua nova página web (www.spbp.pt). Visitem-na e contactem com a muita e significativa investigação que se faz em Portugal.

Nota da redação: Jorge Marques da Silva é professor do DBV Ciências ULisboa e presidente da Sociedade Portuguesa de Biologia de Plantas

Jorge Marques da Silva, DBV Ciências ULisboa e SPBP
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Entrevista a Jorge Marques da Silva

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Páginas