Entrevista com… Matilde Fidalgo

No futebol e na faculdade: os mesmos valores, a mesma dedicação

"Conciliar o futebol com a faculdade é algo muito espontâneo para mim. Desde sempre conjuguei o futebol com a vida académica e por isso estou muito habituada", conta a aluna de Ciências

ACI Ciências

Matilde Fidalgo, de 22 anos, é aluna do 5.º ano do curso de Engenharia da Energia e do Ambiente de Ciências ULisboa. Para lá da vida académica, tem uma paixão: o futebol.

É jogadora do Clube Futebol Benfica, conhecido por Fofó, e luta pela vitória da modalidade no país e além-fronteiras, na seleção feminina, na posição defesa. Conta com 51 internacionalizações, a primeira aconteceu em fevereiro de 2011. Este ano a sua equipa apurou-se para o Europeu de Futebol. Um feito nunca antes alcançado e que vai, por certo, acompanhá-la para sempre – quer seja como uma boa recordação ou como um estímulo para o alcance de outras vitórias, dentro e fora das quatro linhas.

Na entrevista a seguir apresentada, fique a saber mais sobre a história desta jovem.

O que significa pertencer a esta casa, a Ciências?

Matilde Fidalgo (MF) - Foi a casa que escolhi para continuar a minha formação após o ensino secundário e fiquei muito feliz por ter conseguido ingressar nela. Sinto-me integrada e fiz bons amigos.

Quais são os ensinamentos que considera fundamentais para a sua vida e que foram aqui adquiridos?

(MF) - A faculdade é um espaço de crescimento pessoal. A faculdade representa uma mudança grande na vida de um jovem, na medida em que o expõe a uma realidade diferente até à então vivida, nomeadamente no trato com os restante membros da instituição, e obviamente desempenha um papel fundamental na formação de indivíduos com capacidade de trabalho, autónoma e coletivamente.

E que aprendizagens traz do futebol para a vida académica?

(MF) - O futebol, sendo um desporto coletivo, obriga à capacidade de conviver e trabalhar com os pares. Além disso, o sucesso desportivo só é possível com muita devoção e trabalho, aspetos também fundamentais na vida académica.

Disciplina, esforço, dedicação. São três elementos comuns à vida de estudante e à de desportista. Como é conciliar estas duas vertentes?

(MF) - Sem dúvida, são virtudes que devem ser transversais às duas vertentes. Conciliar o futebol com a faculdade é algo muito espontâneo para mim. Desde sempre conjuguei o futebol com a vida académica e por isso estou muito habituada. Além disso, os meus treinos são normalmente à noite pelo que não se sobrepõem. A única situação mais complicada dá-se quando estou a estagiar, e portanto impossibilitada de estar nas aulas. Mas tenho tido sempre a ajuda de amigos que me ajudam a manter a par da matéria e professores compreensivos.

Há tempo para tudo, ou seja, uma ajuda a outra a acontecer?

(MF) - Há tempo para tudo. Sempre quis ter uma formação académica que me permita uma melhor perspetiva de emprego no futuro, uma vez que o futebol não me oferece essa segurança. Por outro lado, o futebol é algo que faço por gosto e não seria capaz de abandonar a modalidade e portanto tenho que conciliar as duas coisas.

Sobre o apuramento para o Europeu, como se sente com tão grande feito?

(MF) - Foi um feito inédito e sinto-me muito orgulhosa do trabalho que todas desenvolvemos. A modalidade está a crescer em Portugal e este é um marco muito importante.

Que implicações tem este apuramento para este ano letivo, o que muda?

(MF) - Pouco muda! Tenho já alguns estágios marcados e que me obrigaram a faltar às aulas, mas são independentes do Europeu. O torneio será apenas realizado entre 16 de julho e 6 agosto do próximo ano [2017], pelo que tem poucas implicações neste ano letivo.

O que se imagina a fazer daqui a cinco anos, a nível profissional e em campo?

(MF) - Daqui a cinco anos acredito estar a jogar profissionalmente e talvez tente conciliar com uma licenciatura no estrangeiro, de forma a estar ocupada quando não estiver a treinar ou jogar.

Relativamente a projetos futuros, já há algum definido que possamos conhecer?

(MF) - Nada concreto. Pretendo terminar o mestrado integrado no prazo estipulado, ou seja, este ano e a partir daí decidirei mais concretamente o que fazer.

Pode deixar uma mensagem para os estudantes de Ciências…

(MF) - Os valores associados ao desporto são complementares aos que são necessários para o sucesso académico, e por isso apelo a que não permitam que uma das vertentes leve a melhor em relação à outra, é possível conciliar tudo e vale a pena o esforço!

Raquel Salgueira Póvoas, Área de Comunicação e Imagem
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Visita de Estudo à nova Universidade de Lisboa

“[Viveu-se um ambiente] muito propício ao debate onde o intercâmbio de ideias e de boas práticas foram muito gratificantes e uma mais-valia para os participantes e oradores do evento”, declarou Luísa Cerdeira, pró-reitora da Universidade de Lisboa e presidente do FORGES.

Álvaro de Campos

TABACARIA

O Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (DI-FCUL) vai organizar a 3 de julho deste ano a primeira edição do 

“Eu sempre gostei de fazer desenho geométrico e sempre me interessei pelos azulejos e seus painéis e pela calçada portuguesa pela sua beleza, pela arte, e porque têm potencialidades científicas, estéticas e didáticas praticamente ilimitadas”, conta o investigador do Grupo de Física-Matemática, distinguido recentemente com o Prémio Abordagem Inovadora “SOS Azulejo 2012”.

As bibliotecas do C4 e C8 têm horários alargados durante a época de exames de 1 a 29 de Junho.

Mestrados DBA 2013-2014

Investigadores do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour”

A equipa do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour” esteve reunida na FCUL, nos dias 21 e 22 de maio. Os investigadores avaliaram as ações em curso e discutiram alguns assuntos com a comunidade de end-users.

Jorge Manuel Ribeiro Rezende galardoado com o prémio “Abordagem Inovadora”

Intervenção na cerimónia de entrega dos Prémios 'SOS Azulejo' 2012:

Sessões dias 24 e 25 de junho 2013

"Gás de Xisto"?! Sim? Não? Porquê? Como? Onde?

Cerimónia de escritura do Instituto do Petróleo e do Gás

A transferência de conhecimento e tecnologia para a sociedade faz-se mediante o reforço das relações entre as comunidades científica e empresarial. Para J. M. Pinto Paixão, diretor da FCUL, esta é a oportunidade ideal para constituir parcerias suportadas no conhecimento e no exercício de uma cidadania plena.

Acções de Formação em Geologia na FCUL / 2013

Departamento de Geologia da FCUL

Informações sobre o procedimentos de escolha de ramo na Licenciatura em Geologia, 2013-14, do Departamento de Geologia da FCUL.

Alunos de Estatística Aplicada da FCUL

Atualmente, o uso e a aplicação da estatística têm a sua razão de ser não apenas na legitimação da indução, mas também na possibilidade de incorporar a incerteza nas suas conclusões: outro testemunho da sua proximidade ao real.

 

O Departamento de Informática (DI), da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), convida as empresas e instituições para o estabelecimento de Parcerias e a submeter propostas de trabalhos na área de Engenharia Informática e da Seguranç

Sessão de esclarecimento dia 31 de maio 2013, 11h, anfiteatro 2.4.16

Colocação por unidade curricular- informação atualizada

 

Conhece as reais causas das expulsões de 1947? Como eram as relações da Faculdade de Ciências com o Instituto Superior Técnico? Uma das últimas edições da FCUL procura responder a estas e a outras questões.

Alexandre Ribeiro, criador do jogo Fangz destacado recentemente na App Store dos EUA, voltou àquela que foi a sua instituição de ensino superior, a FCUL, para partilhar experiências, curiosidades e dificuldades vivenciadas ao longo da conceção do jogo, aproveitando para responder às dúvidas dos interessados.

Conferência por Isabel Sacramento Grilo, Department of Geological Sciences SDSU, San Diego, California. EUA.

No âmbito do Ano Internacional de Estatística, a Sociedade Portuguesa de Estatística (SPE)  e o Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL)  promovem uma

Visitantes e colaboradores do Dia Aberto em Ciências comentam a iniciativa que em 2013 reuniu cerca de 1400 pessoas, entre alunos do básico e secundário e seus professores.

Inquéritos Pedagógicos. 2.º Semestre de 2012-13

Os Inquéritos Pedagógicos são uma ferramenta fundamental para a avaliação da qualidade do ensino na FCUL

Fangz, jogo criado por aluno da FCUL que conquistou a Apple

Alexandre Ribeiro, antigo aluno do Departamento de Informática da FCUL, é o primeiro português a conseguir destacar uma aplicação nacional na App Store dos EUA. Para além deste destaque, foi eleito jogo da semana no fórum da Touch Arcade, “o site de maior reputação no mundo dos jogos para plataformas móveis”.

Páginas