FCUL e CCMN-UFRJ

Oportunidades além-fronteiras

Oportunidades além-fronteiras
Fotografia de Eliseu Furtado

Com o objetivo de promover a cooperação académica e científica entre as universidades portuguesas e aquela instituição brasileira (UFRJ), João Graciano Mendonça Filho, coordenador do CCMN-URRJ, realizou em setembro passado um conjunto de visitas institucionais em Portugal, entre elas à FCUL.

Sob coordenação do Departamento de Geologia e do Centro de Geologia e com o apoio do Gabinete de Cooperação e Relações Externas da FCUL, o encontro nesta Faculdade centrou-se na apresentação do CCMN - UFRJ e nas mais-valias da troca de conhecimentos, experiências e recursos entre as duas instituições.

À disposição dos alunos e docentes da FCUL para continuação de estudos, intercâmbio e/ou apoio à investigação, foram colocados os centros de Física, Geociências, Matemática, Química, Astronomia, Computação e Eletrónica.

“O centro que represento é muito compatível com a FCUL. O nosso objetivo é intensificar as relações internacionais, queremos uma maior interação dos nossos cursos com os de outras universidades portuguesas. Esta ligação permitirá que alunos portugueses possam frequentar e/ou terminar a sua graduação no nosso país, sem qualquer problema de equivalências, cedendo-lhes dupla titulação. O mesmo aconteceria com alunos do nosso centro que viessem para Portugal. Em concreto, um aluno que faça Geologia aqui terá os mesmos direitos no Brasil”, esclarece João Graciano Mendonça Filho.

Durante o encontro, houve oportunidade para assistir a um seminário apresentado pelo professor João G. M. Filho e trocar conhecimentos sobre “Técnicas geoquímicas aplicadas a exploração de petróleo e a problemas ambientais”,. No decorrer deste seminário, em jeito de “convite” o professor alertou: “O Brasil precisa de geólogos. Há falta de especialistas desta área no nosso país!”.

Ana Cristina Azerêdo, docente do Departamento de Geologia da FCUL e Coordenadora do Centro de Geologia, é uma das professoras/investigadoras a cooperar com o CCMN-UFRJ desde 2011. Neste centro tem participado em projetos de investigação, lecionou um curso intensivo (sobre sedimentação e diagénese em sistemas carbonatados, incluindo microbialitos) e recebeu apoio laboratorial. Paralelamente, na FCUL, no Departamento do qual faz parte, em fevereiro de 2013, supervisionou o estágio de uma mestranda daquela instituição brasileira.

Quando questionada sobre as mais-valias desta ligação para os alunos, Ana Cristina Azerêdo é perentória: “Considero [esta oportunidade] de extrema importância, pela reconhecida qualidade da UFRJ (uma das mais reputadas universidades brasileiras), pelas amplas possibilidades de intercâmbio de alunos e docentes e meios financeiros (…) incluindo diversos tipos de bolsas, capacidades laboratoriais e analíticas de que dispõe a UFRJ”.

Existente há 93 anos, a UFRJ, tem, nesta altura, um total de 63 mil alunos a estudar nas suas escolas e centros. A sua oferta pedagógica é de 155 cursos de licenciatura e 101 programas de pós-graduação. A acrescentar valor à sua oferta, a universidade tem 43 bibliotecas, um museu nacional, um observatório de Astronomia, uma casa da ciência, nove hospitais e centenas de laboratórios.

Nesta altura, a Universidade ocupa o 8.º lugar no ranking das universidades com melhor reputação da América Latina e o 333.º lugar no ranking mundial.
 

FCUL e o Brasil

Neste contexto, importa informar que a Universidade de Lisboa e a FCUL já têm ligação com algumas instituições deste país no que concerne à mobilidade de estudantes e à cooperação académica, já que possuem protocolos e convénios com mais de 80 instituições de ensino superior brasileiras. No que diz respeito à FCUL, segue-se a lista de protocolos firmados com instituições de ensino superior brasileiras:

- Instituto Nacional de Pesquisa Agrária (1995);
- Universidade Estadual de Ponta Grossa (2008);
- Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnologias do Estado de Amapa (2009);
- Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (2009);
- Instituto de Agronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de S. Paulo (2011);
- Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de S. Paulo (2011).

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas