Entrevista a… Jake Smith

De Inglaterra até Portugal

Experiência profissional em Ciências

“Esta oportunidade deu-me uma valiosa experiência profissional e cada dia foi uma nova lição aprendida. Contudo, considero que o que se destacou foram as pessoas incríveis que aqui conheci”, declara Jake Smith

Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno

Jake Smith, de 20 anos, estudante de Francês, Espanhol e Português na Universidade de Nottingham, no Reino Unido, estagiou de julho a setembro de 2017 na Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno da Faculdade de Ciências.

Durante os dois meses de estágio teve a oportunidade de preparar atividades de acolhimento aos alunos estrangeiros, participar na semana em que decorrem as welcome sessions, ajudar na organização do Dia Internacional em Ciências, entre outras atividades. Para além disso, praticou a língua portuguesa.

“Acolher estagiários de outros países enriquece sempre o Gabinete, a nível de trabalho, claro está, mas acima de tudo pelos contributos que trazem da sua realidade cultural e académica”, diz a responsável pela Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno de Ciências, Ana Paula Matos.

Fique a saber mais sobre a experiência de Jake Smith na entrevista a seguir apresentada.

Como surgiu a oportunidade de vir para Portugal, para Ciências, fazer este estágio?

Jake Smith (JS) - Quando planeei vir para Portugal tinha duas opções: estudar ou trabalhar. Decidi fazer uma pausa nos estudos e procurar trabalho. A minha universidade reunia uma lista de contactos de sítios onde outros estudantes tinham trabalhado e a Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa estava no topo da lista. Assim sendo, enviei o meu currículo e foi-me dada a oportunidade de aqui trabalhar.

A Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno recebe estagiários desde 2012, ao abrigo do Programa Erasmus+, na vertente mobilidade para estágios. Até agora, já receberam seis estudantes. Quatro da Universidade de Nottingham, um da Universidade de Economia de Cracóvia, na Polónia, e outro da Universidade Metropolitana de Praga, na República Checa. Em 2018 chegam duas novas estagiárias da mesma universidade de Jake Smith.

Porquê Portugal?

JS - Como nunca tinha estado em Portugal, seria uma nova experiência. Não sabia como iria ser e um dos objetivos deste ano no estrangeiro foi exatamente sair da minha zona de conforto e experimentar algo novo.

Que funções desempenhou na Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno da Faculdade?

JS - Tive diferentes tarefas. Ajudei, sobretudo, na integração de estudantes internacionais que chegavam à Faculdade. Por exemplo, verificava os arquivos individuais e fazia folhas informativas de capa para cada aluno. Ajudei também na reorganização dos arquivos, traduzi páginas do site de português para inglês e coloquei mais informações nele. A minha última semana coincidiu com a chegada dos estudantes internacionais à Faculdade, por isso estive sempre bastante ocupado a recebê-los e a ajudá-los com as suas questões.

De que forma considera que esta experiência o enriqueceu?

JS - Aprendi muito com esta experiência. Agora sei como decorre o trabalho administrativo (incluindo aprender a usar a impressora, que foi muito mais difícil do que eu pensava…). Esta experiência deu-me também a oportunidade de aprender mais sobre a cultura portuguesa e fiquei viciado no café português e nos pastéis de Belém!

O que destaca da sua experiência em Ciências?

JS - Esta oportunidade deu-me uma valiosa experiência profissional e cada dia foi uma nova lição aprendida. Contudo, destaco as pessoas incríveis que aqui conheci. Foi a primeira vez que passei um período longo de tempo fora de casa, por isso os primeiros dias foram assustadores e não tinha ainda bem ideia do que estava a fazer. No entanto, quando cheguei a Ciências, a Ana Paula Matos (chefe da Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno da Faculdade) e a Ana Rita Fortunato (técnica superior da mesma área) foram incrivelmente simpáticas e fizeram-me sentir incrivelmente bem recebido. Para além disso, foi bom almoçar em grupo todos os dias. A companhia era boa e a comida também. Quero também agradecer a todas as pessoas deste grupo: Sandra, Teresa, Octávio, Fernando, Rebeca, Ana Vitória e Ana Paula. Esforçaram-se imenso por mim: o meu português não era bom e tinha dificuldades em percebê-los, então falavam comigo devagar para que eu percebesse. Sou-lhes muito agradecido.

Quais os seus planos futuros?

JS - Depois de trabalhar em Portugal, estou agora a ensinar Inglês a alunos do ensino primário em aldeias rurais de La Rioja, em Espanha. Depois disso, em junho do próximo ano, espero trabalhar a língua francesa no Canadá, no verão. Depois, vou terminar o último ano do meu curso e entrar na formação de professores. Adorava ser professor de francês e espanhol e espero também poder ensinar português, o que não é ainda comum em Inglaterra.

Raquel Salgueira Póvoas, Área de Comunicação e Imagem
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

O grande momento do dia é a sessão solene, que inclui este ano o lançamento do segundo volume dos Professores Cientistas e a inauguração do Quadro de Honra.

Sobre Namoros e Casamentos

Jorge Buescu

Quinta-feira, dia 12 de Abril de 2012, às 18h30, na sala 6.1.36

Vela

Ricardo Leandro é o vencedor da Competição Europeia. O estudante da FCUL apresentou a melhor ideia: um coletor solar térmico de baixo custo, acoplável a um módulo fotovoltaico.

A palestra "O Princípio do Tempo" proferida por Pedro Gil Ferreira é uma das iniciativas do “VII Encontro Ibérico de Cosmologia”, que decorre em abril nas instalações da FCUL.

Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente à sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminação de conhecimentos e a interligação com diferentes agentes sociais.

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Páginas