Tejo recebe catamarã solar

Última Revisão —
 BARCOSOLAR.EU

Durante a Nauticampo, a BARCOSOLAR.EU realizou testes de navegação. As condições navais em Portugal são diferentes da Polónia. Sara Freitas e alguns membros do grupo Energy Transition do Instituto Dom Luiz participaram em alguns desses passeios

ACI Ciências

O Festival Solar Lisboa oferece atividades pensadas para toda a família, tais como a possibilidade de visitar uma casa autossustentável e degustar refeições confecionadas em fornos solares. Algumas delas são promovidas pela Faculdade de Ciências, caso da condução de protótipos de triciclos com painéis fotovoltaicos na cobertura; do relógio de sol representado ao nível do chão ou das atividades experimentais - robot pintor, cidade solar e carrinhos solares - pensadas para crianças e jovens. Nesta ode ao Sol de quatro dias não vão faltar exemplos do que de melhor se faz em ciência e em tecnologia, sempre com um cariz lúdico e pedagógico.

Em maio de 2018, entre os dias 17 e 20 de maio, acontece o Festival Solar Lisboa, na Central Tejo/Fundação EDP, antigo Museu da Eletricidade.

Sara Freitas, doutoranda de Sistemas Sustentáveis de Energia entregou a tese em fevereiro e neste momento colabora na preparação deste Festival, organizado conjuntamente pela Câmara Municipal de Lisboa, Lisboa E-Nova - Agência de Energia e Ambiente de Lisboa e Fundação EDP.

O Festival Solar Lisboa é partner event da EU Green Week 2018 e insere-se na estratégia Lisboa Cidade Solar. Entre as atividades a desenvolver neste Festival, todas de acesso livre, encontram-se passeios de catamarã movido a energia solar – o SOLLINER da BARCOSOLAR.EU, que esteve presente no Salão Internacional de Navegação de Recreio, Desporto, Aventura, Caravanismo e Piscinas, ocorrido entre 4 e 8 de abril, no Parque das Nações.

Durante a Nauticampo, a BARCOSOLAR.EU realizou testes de navegação. As condições navais em Portugal são diferentes da Polónia. Sara Freitas e alguns membros do grupo Energy Transition (ET) do Instituto Dom Luiz (IDL) participaram em alguns desses passeios.

“Foi muito agradável”, conta Sara Freitas, cuja área de investigação é o fotovoltaico. A jovem, premiada em 2013 com o Programa de Estímulo à Investigação da Fundação Calouste Gulbenkian, estudou durante quatro anos como é que se podem colocar painéis solares fotovoltaicos em edifícios e como é que é possível maximizar essa produção de energia, uma tese integrada numa visão das cidades do futuro – cidades solares.

O ET do IDL, atualmente coordenado por Miguel Centeno Brito, conta com cerca de 27 membros, entre professores, investigadores e alunos de doutoramento e procura contribuir com conhecimento para a transição para um sistema energético com baixas emissões de carbono, em consonância com as prioridades da União Europeia em matéria de energia segura, limpa e eficiente.

As atividades de investigação deste grupo dividem-se em três áreas principais, incluindo energias renováveis, energia nos edifícios e análise de sistemas. A finalidade também é trazer ideias inovadoras para a sociedade e indústria e nesse sentido contam com vários parceiros empresariais e académicos, como é o caso da EDP e do MIT, em estreita colaboração com outros grupos do IDL, nomeadamente no que diz respeito à mudança de clima.

Passeios ecológicos pelo Tejo

Uma das viagens em abril durou uma hora, outras cerca de 15/20 minutos. Como a grande especialidade deste grupo do IDL é o fotovoltaico, “viemos dar uma visão crítica”, comenta a jovem “apaixonada” pela energia fotovoltaica e pela comunicação de ciência, declarando ainda que o mecanismo usado é o que estavam à espera.

A BARCOSOLAR.EU pretende investir no turismo sustentável em Lisboa, organizando cruzeiros turísticos, "amigos do ambiente", da Praça do Comércio até ao Oceanário. Em maio vão ser uma das apostas do Festival Solar Lisboa, proporcionando aos visitantes passeios de cerca de 15 minutos, em Porto Brandão-Belém. 

Beata Mordawska, project manager da BARCOSOLAR.EU, refere que há pessoas interessadas, por isso é importante realizar estes passeios. “Portugal tem muito potencial. Nós [polacos] temos 500 horas de sol e aqui são 3 mil! As baterias estão a carregar muito bem”, comenta acrescentando que “o rio Tejo é muito interessante”.

O SOLLINER pertence à BARCOSOLAR.EU, foi produzido na Polónia pela Green Dream Boats, ainda que o motor ecológico tenha sido fabricado na Alemanha. Esta embarcação leve inspirada no modelo 356 da Porsche é considerada um iate solar de luxo, com capacidade até dez pessoas. É silencioso e não emite gases poluentes sendo composto por quatro painéis fotovoltaicos na cobertura, que fornecem energia permanente ao motor e permitem carregar as baterias, possibilitando viagens até 18 horas sem sol. Em 2015 foi distinguido como melhor produto eco e em 2017 foi premiado como produto do ano, pelo seu bom desempenho.

Ana Subtil Simões com Raquel Salgueira Póvoas, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Entrevista com… Sara Freitas

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

Páginas