Biografia

Glaphyra Silva Vieira: a primeira mulher assistente no Laboratório de Física da Ciências ULisboa

Dia Internacional de Mulheres e Raparigas na Ciência

Cartaz com fotografias de várias mulheres

Recordemos Glaphyra Silva Vieira, a primeira mulher assistente no Laboratório de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Nasceu em Lisboa a 24 de fevereiro de 1912 e faleceu em Lisboa a 20 de janeiro de 1995 com 82 anos. Licenciou-se em Ciências Físico-Químicas em 1937, tendo sido aprovada a sua contratação como assistente na sessão do Conselho Escolar de 12 de fevereiro de 1940.

Iniciou logo, a par da lecionação, a investigação em Física Nuclear no palpitante ambiente do eminente Centro de Estudos de Física da FCUL. Este Centro, criado de modo oficial em 1940, existia já na forma de um grupo de docentes que fazia investigação desde meados dos anos 20. Os seus maiores, no início dos anos 40, eram os professores Cyrillo Soares e Amorim Ferreira e os assistentes doutores Manuel Valadares, Aurélio Marques da Silva, Amaro Monteiro, Manuel Telles Antunes e os colegas Francisco Mendes, Armando Gibert e Lídia Salgueiro. Durante os seus anos na FCUL, Glaphyra conviveu ainda com Otília Guilhermina Trigo de Sousa, que dedicou muito do seu tempo em trabalhos de Raios X com Valadares no Instituto José Figueiredo, onde também privou com a bióloga Maria Ramos Valadares, assistente de Zoologia e Antropologia nos anos 1945-47. Privou também com Maria Augusta Perez Fernandez, matemática e geofísica, irmã do arquiteto Ignazio Perez Fernandez, que partilhava o atelier de arquitetura com o irmão de Glaphyra, Dário Vieira, e a assistente de Química da FCUL, Marieta da Silveira fez igualmente parte do seu núcleo geracional. A este grupo temos de acrescentar Maria Helena Blanc de Sousa, assistente no Laboratório de Física em meados da década de 40 e por certo a já sénior doutora Branca Edmée Marques, primeira catedrática em Química.

Em 1946, o professor Cyrillo Soares comunica ao Conselho Escolar que Glaphyra “houve de abandonar as respectivas funções por não ter ainda adquirido o grau de doutor”, mas considerando que as suas funções docentes foram “exercidas com muita competência, zêlo e assiduidade; e considerando que a trabalhos de investigação científica se tem dedicado com persistente aplicação de que se esperam resultados interessantes” (Ata da Sessão de 23-5-1940), aquele professor propõe que lhe seja concedido o título de assistente extraordinária de Física.

Efetivamente, a sua investigação conduziu a publicações como: Vieira, Glaphyra “Figures de distribution du depot actif sur des plaques metalliques”, Portugaliae Physica 3,1-4 (1947) ; Vieira, Glaphyra “Spectres de raies positives et négatives du Ra (D+M+F)”. In Comptes Rendus de l’Académie des Sciences (1948) ; Salgueiro, Lídia e Glaphyra Vieira. “Nouvelle détermination des intensités des groupes de structure fine de la transmutation AcC → ( αγ) AcC”, Comptes rendus des séances de l’Académie des Sciences de Paris, 234 (1952): 1765-67.  E mais tarde: Francisco Mendes, Marieta da Silveira, Glaphyra Vieira, “A estrutura fina dos halos pleocróicos e a possibilidade da existencia na natureza da família do neptúnio” in Garcia da Orta, vol 6, (1960) pgs 113-125. Este estudo tinha sido apresentado no XXIII Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências, celebrado na cidade de Coimbra de 1 a 5 de Junho de 1956/ Associação Portuguesa para o Progresso das Ciências. Coimbra: APPC, 1956. - Tomo V, 4ª secção-Ciências Naturais, 1ª subsecção-Mineralogia e Geologia, 2ª subsecção-Botânica, p. 131-136.

Colaboradora ativa da Revista Gazeta de Física, desde o início em 1946, Glaphyra teve a seu cargo a rubrica sobre os Exames Universitários. Apresentava as resoluções dos exames de disciplinas da Secção de Física. Esta atividade manteve-se até 1955.

Era a sócia nº 179 da Sociedade Portuguesa de Matemática afiliação que quase todas as suas contemporâneas tinham para além da Sociedade Portuguesa de Química e Física (no Boletim Nº 1 da Sociedade Portuguesa de Matemática).

Em 1989 participou na cerimónia de jubilação do professor José Gomes Ferreira, que teria sido seu aluno quando ela era assistente, proferindo um bonito testemunho que está publicado, com outros de colegas do seu tempo, como Helena Blanc, Maria Augusta Fernandez, num opúsculo financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e pelo Instituto Nacional de Investigação Científica.

Era casada com o engenheiro Paulo Augusto Ferreira de Lemos, matemático e engenheiro geógrafo pela FCUL, um numismata de renome, que lhe sobreviveu. Glaphyra era irmã do arquiteto Dário Vieira e cunhada da escultora Constança Vieira. Teve dois sobrinhos e vários sobrinhos-netos.

Alguns dos dados foram gentilmente cedidos pela famíla. Na imagem temos para além de Glaphyra Vieira (em destaque) algumas das suas contemporâneas na FCUL, da esquerda para a direita: Marieta da Silveira, química (1917-2004),; Mª Helena Blanc, física (1921-2011); Mª Augusta Fernandez, matemática e geofísica (1921-2009); Lídia Salgueiro, física (1917-2009); Mª Ramos Valadares, bióloga (1904-1985); Branca Edmée Marques, química (1899-1986) e Seomara Costa Primo, bióloga (1985-1986).

Nota da redação:

Ciências ULisboa reconhece o papel fundamental exercido pelas mulheres e pelas raparigas na ciência e na tecnologia. O Dia Internacional de Mulheres e Raparigas na Ciência, estabelecido pela Assembleia Geral das Nações, a 22 de dezembro de 2015, é celebrado a 11 de fevereiro pela UNESCO e pela ONU-Mulheres, em colaboração com instituições e parceiros da sociedade civil. Ciências ULisboa partilha também no Instagram, Facebook e Linkedin os testemunhos de outras mulheres extraordinárias da Ciências ULisboa - Ana Fernandes, Ana Prata, Cristina Branquinho, Daniela Godinho, Dulce Borges, Filipa Rocha, Ioana Santos, Júlia Alves, Margarida Santos-Reis, Rita Fortunato e Teresa Chambel. Esta efeméride é uma oportunidade para promover, de forma plena e igualitária, o acesso à ciência e a participação de mulheres e raparigas nessa área. A igualdade de género é uma prioridade global da UNESCO.

Maria da Conceição Abreu e Paula Contenças, Sociedade Portuguesa de Física
noticias@ciencias.ulisboa.pt
Membros do Ciências em Harmonia (C-H), o projeto pioneiro de CIÊNCIAS para promoção do bem-estar entre alunos

O Ciências em Harmonia (C-H), projeto pioneiro de CIÊNCIAS, teve direito a destaque na edição de 23 de julho do jornal Público.

Ser Cientista 2024

Entre 22 e 26 de julho, 67 alunos do ensino secundário têm a oportunidade experienciar, durante uma semana, o que é ser cientista e como é o ambiente de investigação.

Licenciaturas CNA 2024

Vem definir o teu futuro e descobre o que temos preparado para ti. Candidata-te a CIÊNCIAS ULisboa!

Banner Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias

Já são conhecidos os vencedores da edição 2024 do Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias, organizado pela Sociedade Portuguesa de Ecologia (SPECO).

Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática (DM) de CIÊNCIAS, reeleito Vice-Presidente da European Mathematical Society (EMS)

Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática (DM) de CIÊNCIAS, foi reeleito Vice-Presidente da European Mathematical Society (EMS).

Verão na ULisboa em CIÊNCIAS

Foi com um sorriso na cara e com vontade de um dia regressarem, que os estudantes do programa Verão na ULisboa deixaram o campus de CIÊNCIAS, após as cerimónias de entrega de diplomas que decorreram nos dias 5 e 12 de julho.

Assinatura do Protocolo com a REDCORP

o passado dia 9 de julho a Direção de CIÊNCIAS assinou um protocolo de cooperação com a REDCORP, empresa de empreendimentos mineiros responsável pelo Projeto Lagoa Salgada.

CIÊNCIAS assinA um protocolo de colaboração com a Raiz Vertical Farms nas instalações de CIÊNCIAS, tendo sido assinado pelo Diretor da faculdade, Luís Carriço, e pela co-fundadora da startup Rede Vertical Farms, Inês Barros.

CIÊNCIAS assinou um protocolo de colaboração com a Raiz Vertical Farms, com o objetivo de instalar uma horta vertical no campus da faculdade.

Equipa do CSD Lab do BioISI

Uma equipa de investigadores do Laboratório de Estrutura e Dinâmica Celular (CSD Lab) do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioIS

Diogo Rodrigues Fernandes

Diogo Rodrigues Fernandes, doutorando de CIÊNCIAS e investigador no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (

Banner O Planeta Vivo

“Temos este mundo, ou nada. E temos um grande problema se não entendermos o planeta que queremos salvar.” Esta citação de Carl Sagan é o mote do documentário ‘O Planeta Vivo’, que estreou no passado dia 3 de julho na RTP.

Vista Aérea do Observatório do Paranal

O Observatório do Paranal, no deserto do Atacama no Chile, que faz parte do Observatório Europeu do Sul (ESO), vai receber em 2025 um telescópio made in Portugal para observar o Sol.

Nuno Gonçalves e Inês Leite posam com os prémios junto aos restantes investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA)

Nuno Gonçalves e Inês Leite, estudantes de CIÊNCIAS, foram premiados na SPIE Astronomical Telescopes + Instrumentation, a maior conferência internacional sobre instrumentação para a Astronomia.

Ranking de Leiden: Há três áreas de investigação de CIÊNCIAS em que a ULisboa é líder nacional

A Universidade de Lisboa (ULisboa) está em primeiro lugar a nível nacional em três áreas de produção científica de CIÊNCIAS no reputado CWTS Leiden Ranking: Ciências da Vida e da Terra, Matemáti

Banner Curso PRODIGI

A partir de 2025 a Universidade de Lisboa em parceria com o Instituto Politécnico de Lisboa, vai disponibilizar uma nova formação online em competências digitais.

 

Inês Fragata, Margarida Matos, Sara Magalhães e Cristina Máguas.

CIÊNCIAS inaugura hoje oficialmente a infraestrutura laboratorial de investigação - Unidade de Evolução Experimental.

Imagem alusiva ao Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT)

O Mestrado em Bioestatística de CIÊNCIAS foi acreditado pela Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT).

Dois professores de CIÊNCIAS eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa

Pedro Miguel Duarte e Luís Eduardo Neves Gouveia, professores de CIÊNCIAS, foram eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa.

O Centro de Congressos da Alfândega do Porto é o palco da edição de 2024 do Encontro Ciência.

Luís Carriço (Diretor de CIÊNCIAS) e Carlos Martins (Presidente da EPAL) junto a um dos novos bebedouros.

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa aderiu ao desafio da EPAL - Empresa Portuguesa das Águas Livres de consumir Água da Torneira nas suas áreas comuns, representando mais um compromisso com o Ambiente e com

 Rodrigo Freitas, Francisco Graça e Diogo Ávila no Pódio dos 3000 metros obstáculos no Campeonato Nacional Universitário de Pista ao Ar Livre

Rodrigo Freitas, estudante de CIÊNCIAS, sagrou-se bicampeão no Campeonato Nacional Universitário (CNU) de Atletismo Pista Ar Livre.

Desde ontem que CIÊNCIAS dispõe de um novo espaço: o Lounge C7!

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa seguram o prémio de primeiro lugar na segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa venceram a segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

A cientista Ana Russo, investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), visitou duas escolas básicas do concelho de Sintra no dia 23 de abril para rea

Páginas