Entrevista com… Soraia Pereira

“Estudar nesta faculdade foi um grande privilégio”

Última Revisão —
Soraia Pereira

A vencedora do Prémio SPE 2018 descobriu o interesse pela Estatística no último ano da licenciatura em Matemática

ACI Ciências ULisboa

O galardão atribuído a Soraia Pereira foi entregue durante a Sessão Comemorativa do 38.º Aniversário da SPE, um evento que incluiu como orador convidado Carlos Braumann, presidente da SPE entre 2006 e 2012. Durante o acontecimento também foi divulgado o Prémio SPE - Iniciação à Investigação, atribuído ao antigo aluno de Ciências ULisboa, Pedro Nicolau, mestre em  Bioestatística, no âmbito do trabalho “Estimating the spatio-temporal variation of bird phenology using citizen science data”. Tiago Marques, professor do Departamento de Biologia Animal de Ciências ULisboa e um dos seus orientadores, recebeu o galardão, já que o vencedor neste momento encontra-se em Tromso, na Noruega, a frequentar o doutoramento em Ecological Statistics, estando a estudar o tema spatial population dynamics of keystone species in the Arctic Tundra.

Soraia Pereira, investigadora do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL) e antiga aluna de Ciências ULisboa, foi distinguida este ano com o Prémio Sociedade Portuguesa de Estatística (SPE). O trabalho laureado "Spatio-temporal models for georeferenced unemployment data" permite fornecer estimativas de desemprego com boa precisão.

Leia a entrevista com a jovem que descobriu o interesse pela Estatística no último ano da licenciatura em Matemática e que neste momento desenvolve a sua investigação no âmbito do projeto “Projeções do mercado farmacêutico em pequenas áreas”, que resulta de uma parceria entre o CEAUL e a empresa hmR – Health Market Research.

Como surgiu o interesse por esta área?

Soraia Pereira (SP) - O meu interesse pela Estatística surgiu no último ano da licenciatura em Matemática quando me foi dada a oportunidade de desenvolver um trabalho de investigação no âmbito do programa Novos Talentos em Matemática financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. Este foi sem dúvida um incentivo muito importante para a minha iniciação na investigação. Posteriormente, foi no Instituto Nacional de Estatística que ganhei gosto pelas metodologias de estimação do desemprego, trabalho desenvolvido no âmbito de uma bolsa de gestão para a ciência e tecnologia, financiada pela FCT. Este tema despertou-me tanto interesse que resolvi desenvolver a minha tese de mestrado nesta área, prosseguindo depois para uma tese de doutoramento.


Durante a defesa do seu doutoramento em Ciências ULisboa
Imagem cedida por SP

Como foi estudar nesta Faculdade?

SP - Estudar nesta faculdade foi um grande privilégio. Foi aqui que mais cresci cientificamente e profissionalmente. Tive a felicidade de ser aluna de professores de excelência. A orientação que me foi dada durante as teses de mestrado e de doutoramento foi sem dúvida o motor de todo o trabalho desenvolvido. Além da preciosa orientação, estes professores deram e continuam a dar incentivo e motivação em cada passo. Esta faculdade deu-me também a oportunidade de assinar um contrato de assistente convidada entre 2013 e 2016. Aprendi muito com esta experiência, e ajudou-me a descobrir o que pretendo para o futuro.

Como é que é o seu dia-a-dia enquanto investigadora do CEAUL?

SP - Todos os dias são diferentes e desafiantes. É uma honra poder trabalhar com os investigadores do CEAUL. Além dos grupos de investigação, o CEAUL proporciona seminários com regularidade e alguns workshops e cursos. Esta dinâmica e interação é muito importante para a discussão de ideias e troca de conhecimentos.

Que planos tem para o futuro?

SP - A minha ambição é o ensino e a investigação através de uma carreira académica nesta faculdade. Será sempre a minha primeira escolha.

O que simboliza para si este prémio?

SP - Este prémio simboliza o reconhecimento do trabalho desenvolvido. É muito gratificante perceber que o nosso trabalho tem valor. É mais uma força de motivação para continuar a fazer aquilo que realmente gosto, mesmo que seja algo com um futuro mais incerto.


Estimativas obtidas para o total de desempregados por NUTS III desde o 1º. trimestre de 2015 ao 4º. trimestre de 2016
Fonte SP


Estimação da intensidade do número de desempregados por alojamento desde o 1º. trimestre de 2015 ao 4º. trimestre de 2016
Fonte SP

 

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Prémio SPE 2018

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas