Opinião

Prémio Nobel da Física 2020

Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez

Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez

Nobel Media Nicklas Elmehed

A área da Astrofísica, Gravitação e Cosmologia voltou a ser distinguida pela Academia Nobel ao conceder o Prémio Nobel da Física a sir Roger Penrose, "pela descoberta de que a formação de buracos negros é uma previsão robusta da teoria geral da relatividade”, e a Reinhardt Genzel e Andrea Ghez,"pela descoberta de um objeto compacto supermassivo no centro de nossa galáxia".

Trata-se da terceira distinção nos últimos quatro anos em tópicos nos quais a teoria da gravitação de Einstein ocupa um papel central. Em 2017 as ondas gravitacionais, em 2019 a cosmologia, e este ano, finalmente, os buracos negros. Foi preciso um século para que a ciência e a tecnologia pudessem confirmar a maior parte das previsões audazes da relatividade geral, desde a deflexão dos raios luminosos e atraso gravitacional, até aos buracos negros e ondas gravitacionais. A teoria contribuiu com uma cosmologia baseada em observações que nos propõe um Universo em expansão e em contínua mutação e mesmo, na sociedade, com a sua intervenção no sistema GPS.

O primeiro buraco negro descoberto foi encontrado na constelação do cisne, sendo detetado graças à emissão copiosa nos raios-X. A procura de buracos negros culminou na extraordinária obtenção da primeira imagem de um buraco negro numa galáxia distante com o Event Horizon Telescope, revelada em abril de 2019 e que recentemente se tornou num filme.

Este ano a Academia decidiu homenagear um dos teóricos mais distintos dos últimos 60 anos, o matemático e físico sir Roger Penrose, parceiro de Stephen Hawking na obtenção dos teoremas sobre singularidades e buracos negros no quadro do espaço-tempo da gravitação. Atribuiu também o prémio aos astrónomos que revelaram a presença de um buraco negro extremamente massivo na região central da Via Láctea. As técnicas observacionais e o fundamento dos trabalhos das equipas lideradas por Reinhardt Genzel e Andrea Ghez foram extremamente inovadores e concentraram posteriormente os esforços de deteção dos buracos negros nas zonas correspondentes de outras galáxias. Foi numa delas que se observou a imagem do Event Horizon.

No caso da distinção a Penrose, podemos especular se não se terá tratado também de uma confirmação póstuma da contribuição de Hawking, sendo conhecido que a Academia só contempla previsões teóricas após a evidencia experimental. Deve-se entretanto reconhecer que devemos a Penrose o desenvolvimento de ferramentas matemáticas de enorme importância para a caracterização dos buracos negros e das singularidades, nomeadamente, os famosos diagramas de Penrose.

Em Portugal o estudo dos buracos negros e de objetos cósmicos extremos tem vindo a ser desenvolvido com notável sucesso pelos grupos de investigação da ULisboa - Centro de Astrofísica e Gravitação (CENTRA) e Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) - e pelo grupo da Universidade de Aveiro.

Na Ciências ULisboa, na vertente da teoria, investigadores do IA têm produzido trabalho, inovador e com reconhecimento internacional, sobre wormholes e superfícies ditas trapped, tanto no quadro da teoria da Relatividade Geral como no de teorias da gravitação que generalizam a teoria de Einstein (Francisco Lobo, José Pedro Mimoso, Nelson Nunes, António da Silva, Ismael Tereno, Tiago Barreiro, Andrew Liddle, Noemi Frusciante, Giuseppe Fanizza, Claudio Llinares, Marina Cortês e estudantes, que na sua maior parte participam na missão LISA, com o objetivo de detetar ondas gravitacionais: estas resultam de acontecimentos cataclísmicos, tais como a colisão de dois buracos negros). Por outro lado, no sector das observações, quer no IA quer no CENTRA, vários investigadores participam nas principais equipas internacionais envolvidas na deteção de buracos negros e no seu estudo (no IA, José Afonso, Israel Matute, Ciro Pappalardo e estudantes de doutoramento participam na identificação de buracos negros supermassivos nas primeiras galáxias do Universo, e no estudo da sua evolução, recorrendo a observações com alguns dos telescópios mais poderosos, como o ALMA; e, no CENTRA, António Amorim, Paulo Garcia, André Moitinho e colaboradores participam no consórcio Gravity associado ao laureado Reinhardt Genzel que tem tido um papel único na observação do buraco negro gigante no centro da nossa galáxia bem como em outras missões internacionais de grande relevo tais como a missão GAIA).

O futuro próximo apresenta-se assim auspicioso: as notícias que a Astronomia nos proporciona confirmam-nos, por um lado, um Universo cheio de objetos muito exóticos e de fenómenos intrigantes, mas, por outro lado, que as leis que a Ciência nos vai revelando aqui na Terra regem esse Universo e abrem a perspetiva de o irmos conhecendo melhor.

José Pedro Mimoso e Nelson Nunes com José Afonso e António Amorim, Departamento de Física Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

 

 

Em exibição no:

MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA

1 de Junho de 2012 a 28 de Abril de 2013

 

 

Os cadernos e as comissões eleitorais estão publicitados no portal da FCUL, assim como o Despacho D/101/2012, que integra o calendário de eleições.

A eleição do Presidente do Departamento de Física  terá lugar de 3 a 5 de Julho de 2012

Comissão Eleitoral

Informações úteis:

Constituição da Comissão Eleitoral

A festa dos finalistas de Geologia juntou familiares, amigos, colegas e professores.

Conforme o despacho D/101/2012,  as eleições para a Presidência do Departamento de Informática, irão decorrer entre 3 e 5 de Julho de 2012 na secretaria do departamento.

 

Estão abertas as inscrições para o ‘Mestrado em Matemática para Professores’ (1ª fase de candidaturas até dia 15 de Junho)

 

No âmbito do nº 3 do artigo 9º do Regulamento Eleitoral, e de acordo com o calendário de eleições para Presidentes dos Departamentos, já se encontra disponível o 

A Eleição do Presidente do Departamento de Biologia Animal terá lugar de 3 a 5 de Julho de 2012 na Secretaria do Departamento

A inscrição nos exames dos dias 4 e 5 de junho podem ser excecionalmente realizadas até às 23h59m de 1 de junho.

A eleição do Presidente do DBV  terá lugar de 3 a 5 de Julho de 2012

Matéria escura

Um grupo de 19 cientistas, 14 deles investigadores do Centro de Física Nuclear da UL e do Instituto Tecnológico e Nuclear da UTL, publicaram recentemente novos resultados que contrariam as alegadas descobertas sobre a matéria escura.

PSMR2012 Conference

Estudante de doutoramento no IBEB ganha prémio para o melhor Poster

Tomás Aquino

Bolseiro do CFMC distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian

Imagem de Kairos em pedra

O próximo e quinto número da revista do Centro de Filosofia das Ciências da UL é lançado em novembro. A submissão de textos termina a 30 de setembro.

Encontra-se aberto concurso para bolsa de estágio na área de suporte aos laboratórios letivos e de investigação do Departamento de Informática da Faculdade de Ciências.

Simulação de uma proteína

Quatro lições sobre proteínas.  As investigadoras Maria José R. Gomes e Patrícia Faísca apresentam quatro razões para não faltar à quinta iniciativa do projeto Ciência na UL.

O Dr. Rui Lopes ex-aluno do Departamento de Informática e investigador no LASIGE, actualmente a trabalhar na Google, foi um dos responsáveis da equipa de desenvolvimento do doodle de hoje (23 de Maio).

A Investigação dos Doutores de Amanhã

Lâmpada

"O objetivo é partilhar com os colegas das outras faculdades a experiência que tivemos, e estamos a ter, com a implementação do modelo de gestão por objetivos, assente na identificação dos processos", diz Ana Rocha, secretária-coordenadora da FCUL.

Vários círculos com várias cores

A reunião de entrada livre e sujeita a prévia inscrição inclui sessões plenárias e workshops sob o tema genérico “Prosseguir a excelência, promovendo as competências da UL”.

Produtos alimentares

“Partilhar o que se tem pode ser um convite a algum sacrifício – mas a solidariedade não pode ser só um sentimento, tem de ser um compromisso de ação”, refere Graça Vieira, professora aposentada da FCUL, a propósito da campanha "Vamos dar com o coração".

Plantas em vasos

Hoje é um dia fascinante. Dia de nos fascinarmos com as plantas, com a sua beleza, com o que nos dão, e nos possibilitam – a vida tal como a conhecemos.

Flor sujeita a tratamento para expressão de um gene

Nesta época do ano, não há nada que mais nos descanse o espírito como um campo repleto de cores: branco, amarelo, lilás, vermelho, com flores de diferentes tamanhos e odores.

Seminário do DF

Anúncio de Seminário do DF

Páginas