Bem-vindo a Ciências!

Visitas às escolas

Ciências visita escolas secundárias, esclarecendo dúvidas e prestando informações sobre a sua oferta formativa, há 19 anos

Inspiring Future

Que cursos existem na Faculdade de Ciências? Que profissional posso ser, se me formar no curso de Biologia? E se eu seguir a área da Matemática, posso trabalhar, por exemplo, numa empresa? Que exames específicos são necessários para estudar Física?

Estas são apenas alguns exemplos das questões colocadas habitualmente aos profissionais que divulgam a oferta formativa desta instituição nas visitas às escolas secundárias.


Este ano letivo Ciências visita 95 escolas secundárias
Fonte Inspiring Future

Informar é a palavra chave desta iniciativa.

“O objetivo é informar e esclarecer os alunos do ensino secundário relativamente à nossa oferta formativa nas várias áreas científicas, bem como das saídas profissionais que cada uma pode oferecer. O contacto direto com este público é fundamental para dar a conhecer a Faculdade em todas as suas vertentes - ensino, investigação, internacionalização – e ao mesmo tempo ajudar os alunos finalistas a decidir com mais consciência. Esta proximidade com as escolas permite também interagir com professores e orientadores escolares, os quais desempenham um papel muito importante “, explica Miguel Gonçalves, chefe da Área de Comunicação e Imagem e responsável no terreno pelas visitas de Ciências.


"O contacto direto com este público é fundamental para dar a conhecer a Faculdade em todas as suas vertentes"
Fonte Inspiring Future

Ciências foi uma das faculdades pioneiras nas visitas às escolas secundárias. Desde 1998 que participa regularmente em atividades organizadas pelas escolas. Atualmente este projeto é realizado em parceria com a Inspiring Future, com quem a Faculdade colabora desde 2014.

Inês Mata, aluna do 12.º ano da Fundação Salesianos de Lisboa, foi uma das estudantes a passar pela banca de informações de Ciências. Para a aluna, não há dúvidas quanto à relevância da troca de informações que aqui acontece: “quero algo dentro da área da saúde. Primeiro Medicina, mas estou a procurar mais opções. A Faculdade de Ciências pode ser uma opção, já que tem imensos cursos e são todos interessantes e relacionados com a minha área. É muito importante ter esta feira de ensino na nossa escola porque podemos de facto falar com as pessoas. Apesar dos sites terem muita informação, não há nada que substitua o contacto com alguém que está já na faculdade e que pode esclarecer as nossas questões”.

Inês Maia, outra estudante, está indecisa entre as áreas “Biologia, Medicina e Biotecnologia”. Por isso, na feira procurou recolher o máximo de informação possível sobre todas elas. A jovem declara que “esta é uma forma de ter um contacto mais próximo com uma realidade que ainda nos é distante, ainda estando dentro da nossa zona de conforto que é a nossa escola”.


A Faculdade visita escolas secundárias há cerca de 19 anos e em parceria com a empresa Inspiring Future, desde 2014
Fonte Inspiring Future

As visitas às escolas são realizadas essencialmente no distrito de Lisboa ou em distritos próximos deste, como Leiria, Santarém, Setúbal e Coimbra.

“São seis meses bastante intensos, onde todos os dias percorremos dezenas e por vezes centenas de quilómetros para levar Ciências a uma escola secundária, mas como se diz ‘quem corre por gosto não se cansa’, mais do que um dever, como instituição pública que somos, é sobretudo um prazer contactar com este público”, reforça Miguel Gonçalves.

No ano letivo 2016/2017 foram agendadas 95 visitas. A primeira aconteceu em janeiro e de lá para cá Ciências já visitou 56 escolas, no 3.º período escolar passará por mais 39 estabelecimentos de ensino.

 

Raquel Salgueira Póvoas, Área de Comunicação e Imagem
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Otília Correia

As sociedades actuais atribuem aos bosques uma série de funções para além da sua função produtora, incluindo as clássicas como o controlo hidrológico e protecção contra a erosão, valorizam-se actualmente e cada vez mais pelo seu uso recreativo, e de conservação da biodiversidade e da paisagem, e armazenamento de carbono.

Pormenor do cartaz do concurso “Belas-Artes Liga Mouraria”

Caue Sarabia, aluno da licenciatura em Tecnologias de Informação e Comunicação do Departamento de Informática de Ciências, a fazer um minor na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, participou no concurso “Belas-Artes Liga Mouraria”, com o projeto Mudéjar, conjuntamente com mais três alunos daquela faculdade.

HisParc: Bringing physics to your neighbourhood

O projeto tem como objetivo envolver a sociedade no processo de investigação da área da Física, através da integração de detetores de raios cósmicos em universidades, escolas secundárias e museus.

Logotipos

A app teve origem no projeto QREN World Search, no qual participam Carlos Teixeira e Ana Luísa Respício, professores do Departamento de Informática da FCUL, bem como Ivo Madruga, ex. aluno do DI e Bernardo Santos, que é aluno do DI.

Imagem editada pelo DI

O projeto "Lusica - Artistas musicais lusófonos", desenvolvido pelos alunos de mestrado do Departamento de Informática de Ciências -  Carlos Barata, Farah Mussa, Gabriel Marques, Mónica Abreu e Rafael Oliveira - , no âmbito das di

Campus Solar de Ciências já tem uma página online! Quantos são os que passam todos os dias por ele e não sabem o que é?…

Energias renováveis

O Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia organiza a 27 de março, entre as 12h00 e as 13h00, na sala 8.2.47, no campus de Ciências, o seminário "Energias fósseis, o que temos e para onde vamos", proferido por Nuno Pimentel, docente do Departamento de Geologia de Ciências e investigador do Centro de Geologia da Universidade de Lisboa, desde 1989.

Ensino da Paleontologia: Novas abordagens

Candidaturas online abertas até 31 de Março!

No Dia do Patrono da Escola Secundária Stuart Carvalhais, Ciências participou nas atividades científicas da instituição com a presença de elementos dos Departamentos de Física e de Química e Bioquímica.

Pode a eficiência energética induzir práticas que levam a um aumento do consumo de energia por parte das famílias?

Henrique Costa

Henrique Regateiro Machado e Costa faleceu no passado dia 14 de Fevereiro.

Secção Autonoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL

Hasok Chang, Prémio Fernando Gil

A RIGC – Rede de Informação da Indústria do Grande Consumo, empresa de consultores especializada na realização de trabalhos de consultoria n

Consulte as ofertas de emprego do Departamento de Estatística e Investigação Operacional.

A empresa Grupo Actuarial oferece estágios remunerados na área da Estatística/Probabilidades ou Matemática.

Para mais informações consultar:

RIGC – Rede de Informação da Indústria do Grande Consumo, empresa de consultores especializada na realização de trabalhos de consultoria na área de do Grande Consumo procura Analista de Dados Júnior(m/f).

Maksen é uma multinacional organizada em unidades de negócios, a fim de prestar serviços de consultoria em estratégia e redes de negócios, sistemas de informação, engenharia e comunicação e neste momento procura

Das 121 candidaturas admitidas para avaliação no âmbito do concurso para a criação do Rnie, somente 54 foram recomendadas a integrar o roteiro, dez delas incluem a presença de Ciências, sendo que cinco são lideradas por investigadores da faculdade.

Maria Helena Florêncio, Jorge Miguel Miranda, Henrique Cabral e António Branco apresentam infraestruturas de investigação de interesse estratégico para Portugal.

Gonçalo Costa Gomes Amaral

"Não se deve deixar que a sua memória seja esquecida, pois é através de tudo o que ele passou e viveu entre nós que vai continuar a viver e a iluminar tudo aquilo que fizermos", declararam em comunicado a AEFCL e o Conselho de Veteranos de Biologia.

A empresa Grupo Actuarial oferece estágios remunerados na área da Estatística/Probabilidades ou Matemática.

Mapa

A recomendação de inclusão da Clarin Portugal no Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico (Rnie) representa um passo da maior importância para a internacionalização da língua portuguesa e para a sua preparação para a era digital. 

O Seminário Diagonal realiza-se dia 17 de março, pelas 18h00, na FCUL, no anfiteatro 6.2.53.

Henrique Cabral

Investigadores de seis universidades portuguesas criam novo centro de investigação em ciências marinhas: o Mare.

Candidaturas decorrem até 21 de março de 2014.

Páginas