Um festival repleto de Sol

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, ficou a conhecer os carros solares de Ciências ULisboa

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, ficou a conhecer os carros solares de Ciências ULisboa

Dmitri Boutov, DEGGE Ciências ULisboa

A segunda edição do Festival Solar de Lisboa organizado pela Câmara Municipal de Lisboa e pela Lisboa E-Nova contou com a colaboração de Sara Freitas, doutorada em Sistemas Sustentáveis de Energia por Ciências ULisboa. O acontecimento integrou a Agenda da Semana Verde Europeia tendo contribuído para a atribuição à cidade de Lisboa do prémio Capital Verde Europeia 2020, pela Comissão Europeia, em junho passado.

O Sol fez jus ao nome do festival e brilhou durante os quatro dias do evento organizado à beira-rio, em maio passado. Com ele os cerca de dois mil visitantes puderam bailar, cozinhar, conduzir, brincar e inovar tendo sido o ponto convergente de todas as atividades.

Para Sara Freitas a atividade com mais sucesso entre os visitantes foi a Casa Solar, uma casa energeticamente autossustentável, e que agregou contributos de diferentes participantes. “Esta casa nunca esteve vazia durante o período de funcionamento do festival e todos sorriam quando entravam e saíam pela porta virada para o rio Tejo”, conta Sara Freitas que destaca ainda “o enorme sucesso” da Cantina Solar, assim como do test drive solar e da construção de robots pintores.

Os investigadores do IDL e alunos de Ciências ULisboa
Os investigadores do IDL e alunos de Ciências ULisboa dinamizaram várias atividades durante o Festival Solar de Lisboa
Fonte Marta Aido, IDL Ciências ULisboa

Os carros solares do mestrado integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente de Ciências ULisboa foram testados por cerca de 400 participantes, numa pista privilegiada junto ao Tejo.

Os alunos da Faculdade e investigadores do Instituto Dom Luiz (IDL) dinamizaram ainda a atividade “Experiências ao Sol”, em que os mais pequenos aprenderam a montar um dessalinizador, uma cidade, um robot pintor e um carrinho, todos eles, solares.

Alunos a testar os seus robots, que pintam com a energia solar
Alunos a testar os seus robots, que pintam com a energia solar
Fonte Marta Aido, IDL Ciências ULisboa

O concurso “Foto Síntese”, que distinguiu a melhor “foto solar”, contou com Miguel Centeno Brito, professor do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia de Ciências ULisboa e investigador do IDL, como elemento do júri.

O primeiro Festival Solar aconteceu em 2009, no âmbito do projeto Dias Europeus do Sol. Este ano, a Lisboa E-Nova e a Câmara Municipal de Lisboa pretenderam recuperar a iniciativa, tendo como adicional motivação a candidatura do município de Lisboa ao European Green Capital Award 2020.

“Esta oportunidade surgiu após ter finalizado e entregue a minha dissertação de doutoramento, em meados de fevereiro. O período de inatividade que se seguia à entrega da tese era, de certo modo, assustador para mim, pelo que o desafio que me foi apresentado pelo meu orientador Miguel Centeno Brito e colocado pela Lisboa E-Nova, de quem a Faculdade é associada, veio juntar o útil ao agradável: exercer um gosto que tenho pela comunicação de ciência, aprender a organizar um evento de grande escala e também contactar mais de perto com as principais empresas relacionadas com a energia solar em Portugal. E ainda consegui adquirir alguns conhecimentos mais práticos que me deram mais genica aquando da defesa da minha tese (sorrisos). A equipa Lisboa E-Nova é fabulosa e foi um prazer fazer parte da organização do Festival Solar Lisboa. Posso dizer que já começam a fervilhar ideias para a próxima edição!!”
Sara Freitas

Marta Aido, IDL com ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente à sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminação de conhecimentos e a interligação com diferentes agentes sociais.

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

Páginas