Opinião

O interesse crescente dos riscos urbanos

Centro Europeu de Riscos Urbanos organiza 2ª Conferência Internacional de Riscos Urbanos em Lisboa

Imagem do palco do evento com oradores em destaque

A ICUR2022 realizou-se em Lisboa em junho passado. Dada à relevância das temáticas discutidas nas edições de 2016 e 2022, a organização desta conferência prevê a realização da 3ª Conferência Internacional de Riscos Urbanos para 2026, em Lisboa

ICUR2022
Paula Teves-Costa
Paula Teves-Costa, presidente da Comissão Organizadora da ICUR2022
Fonte ICUR2022

A 2ª Conferência Internacional de Riscos Urbanos (ICUR2022) realizou-se em Lisboa, nos dias 23, 24 e 25 de junho de 2022. Enquanto presidente da comissão organizadora deste evento, considero que a iniciativa alcançou o sucesso científico desejado, prontamente reconhecido pela maioria dos seus participantes, que enalteceram a elevada qualidade das palestras proferidas pelos oradores convidados, bem como das comunicações apresentadas pelos diversos especialistas, o que confirma o interesse crescente que os temas dos riscos urbanos têm vindo a suscitar, no seio da comunidade técnica e científica internacional.

A ICUR2022 organizada pelo Centro Europeu de Riscos Urbanos reuniu cerca de 100 investigadores e profissionais de diversas disciplinas que lidam com a temática dos riscos urbanos, provenientes de oito países europeus, do Brasil e dos Estados Unidos da América, bem como entidades públicas e privadas portuguesas interessadas nesta temática, tendo sido apresentadas cerca de 90 comunicações nas sessões técnicas.

No âmbito deste importante acontecimento foram proferidas quatro palestras por investigadores de reconhecido mérito internacional, Anne De Wallens, chefe do Departamento de Conservação Preventiva do Museu do Louvre (França), Lucy Arendt, professora de Gestão estratégica em St Norbert College, Wisconsin (Estados Unidos da América), Gerald Mills, professor na University College de Dublin (Irlanda), e Felipe Pathé Duarte, professor na NOVA School of Law e no Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna (Portugal), que abordaram quatro diferentes temáticas: gestão do risco de inundação, no Museu do Louvre; recuperação das comunidades pós-desastre; adaptação das cidades às alterações climáticas e ameaça à segurança nas sociedades atuais.

grupo de pessoas
Presidente da Comissão Organizadora e vários participantes no evento
Fonte ICUR2022

Nas sessões técnicas, desenvolvidas em sessões paralelas, foram abordados vários temas relacionadas com os riscos urbanos nomeadamente: (i) gestão do risco e da emergência, (ii) riscos urbanos induzidos por fenómenos naturais, (iii) riscos em infraestruturas e efeitos em cascata, (iv) riscos ambientais de saúde e sustentabilidade, (v) proteção do património cultural e dos centros históricos, (vi) riscos sociais num mundo e mudança, (vii) comunicação do risco e participação pública e (viii) avaliação multiperigo para áreas urbanas resilientes e sustentáveis.

A ICUR2022 terminou com quatro visitas técnicas, em Lisboa e Cascais, onde foram focados diferentes perigos a que as sociedades estão sujeitas - sismos e tsunamis, cheias e fogos -, conduzidas por técnicos das câmaras municipais de Lisboa e de Cascais.

Visita técnica a Lisboa
Uma das quatro visitas técnicas, neste caso, em Lisboa
Fonte ICUR2022

Nesta conferência estiveram presentes profissionais com atividade na gestão, na avaliação e na mitigação de riscos naturais e tecnológicos tais como decisores políticos, geógrafos, urbanistas, engenheiros, técnicos da Proteção Civil e investigadores. Dos temas abordados, destacam-se o impacto na saúde, nas sociedades e no território, de fenómenos relacionados com as alterações climáticas, que são uma realidade e uma preocupação cada vez maior para o cidadão contemporâneo. Dada à relevância das temáticas discutidas nas edições de 2016 e 2022, a organização desta conferência prevê a realização da 3ª Conferência Internacional de Riscos Urbanos para 2026, em Lisboa. 

Comissão organizadora do evento
Comissão Organizadora da ICUR2022
Fonte ICUR2022

Nota da redação: Paula Teves-Costa é professora aposentada na Ciências da ULisboa, especializada nas áreas do risco sísmico, perigosidade e comportamento sísmico dos solos, e é investigadora do Instituto Dom Luiz.

Paula Teves-Costa, presidente da Comissão Organizadora da ICUR2022
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Páginas