Obituário – Em homenagem

Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva (1927-2021)

Última Revisão —
Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva
Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva
Imagem cedida por JNRC

Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva, professora aposentada da Ciências ULisboa, faleceu aos 94 anos, no passado dia 31 de outubro. A Faculdade apresenta sentidas condolências aos seus familiares, amigos e colegas.

Para Ana Nunes e José Pedro Mimoso, professores do Departamento de Física (DF) da Ciências ULisboa e Ana Simões, professora do Departamento de História e Filosofia das Ciências da Ciências ULisboa, Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva "continuará a ser recordada como uma professora ímpar, sempre disponível para aprofundar uma discussão ou esclarecer uma dúvida, e com uma personalidade excecional, fortemente empenhada em ouvir e ajudar os outros". Os docentes lembram episódios da vida académica da Professora: “Juntamente com o seu colega de curso João Luís Andrade e Silva, com quem viria a casar, iniciou a licenciatura em  Ciências Físico-Química, em 1947, na Escola Politécnica e integrou o grupo de estudantes desta faculdade,a quem António Sérgio dirige as “Cartas de Problemática”. Em 1953, já casada, parte para o exílio em Paris, onde a família viverá até 1971. Durante esse período, fez a tese de doutoramento na área da Física Atómica e Molecular, e frequentou o círculo dos físicos próximos de Louis de Broglie, de quem João Luís Andrade e Silva era um dos mais próximos colaboradores. O regresso a Lisboa aconteceu em 1971, durante a “Primavera Marcelista”, e o casal passou a integrar o corpo docente do Laboratório de Física, hoje DF Ciências ULisboa. Desde essa altura e até à sua aposentação em 1996/1997, dedicou-se sobretudo ao ensino, especialmente da Mecânica, da Mecânica dos Meios Contínuos e da Mecânica Analítica, contribuindo assim para a formação não só de centenas de físicos e químicos mas também de todos os que teve como colaboradores na docência”.

Grupo de pessoas
Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva, Fernanda Palha Barros, José Nunes Ramalho Croca, Ana Isabel Seruya e João Luís Andrade e Silva
Imagem cedida por JNRC

"Continuará a ser recordada como uma professora ímpar, sempre disponível para aprofundar uma discussão ou esclarecer uma dúvida, e com uma personalidade excecional, fortemente empenhada em ouvir e ajudar os outros."
Ana Nunes, José Pedro Mimoso e Ana Simões

José Manuel Rebordão, presidente do DF Ciências ULisboa, também expressa a sua opinião sobre a vida académica da Professora. “Maria Helena é certamente uma das docentes do DF Ciências ULisboa de que os mais velhos guardam memória, respeito e afeto particulares, pela excelência da sua docência e humanidade do seu relacionamento com alunos, professores e funcionários, como professora e como pessoa”, acrescentando a propósito do triste acontecimento, que foi com muito pesar que soube do seu falecimento.

Também Pedro Almeida, subdiretor da Faculdade, declara que teve o prazer de conhecer a Professora, assim que iniciou os estudos em Física nesta faculdade, salientando a sua simpatia, o seu cuidado em esclarecer dúvidas e a sua preocupação com o rigor. “No fim das aulas encontrava sempre tempo para esclarecer os alunos. Foi com ela que aprendi Mecânica, uma das principais disciplinas da Física, e o que aprendi com ela não esqueci. Agora que se juntou aos que a memória torna imortais, permanecerá como uma das referências do meu trajeto académico. Deixo à sua família e aos seus amigos as minhas mais sinceras condolências”, conclui.

ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ)

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

Páginas