Obituário - Em homenagem

Claudina Rodrigues Pousada (1941-2021)

Cristina Santos, Margarida Amaral, Claudina Rodrigues-Pousada, Alexandre Quintanilha, Ana Ponces, Pedro Moradas-Ferreira, Ruy Pinto

Cristina Santos, Margarida Amaral, Claudina Rodrigues-Pousada, Alexandre Quintanilha, Ana Ponces, Pedro Moradas-Ferreira, Ruy Pinto

Imagem cedida por MDA

Curta biografia

Claudina Rodrigues-Pousada nasceu em Tadim, uma pequena aldeia perto de Braga, em 1941. Licenciou-se em Farmácia pela Universidade do Porto em 1968, e em 1973, já mãe de três filhos, partiu para Paris para fazer ‘ciência à séria’ em Biologia Molecular (área então praticamente inexistente em Portugal) sobre o tema da maturação de RNAs mensageiros e ribossomais, sob orientação de Donal Hayes, na Université Paris VII, onde obteve o seu doutoramento em Bioquímica em 1979 com uma “menção muito honrosa”. Foi aí que conheceu o então chefe do Departamento de Biologia Molecular, François Gros (posteriormente conselheiro para a Ciência de François Mitterrand), que ficou para sempre como seu grande amigo e mentor de vida.

De regresso a Portugal, ingressou no IGC-Instituto Gulbenkian de Ciência como investigadora, dedicando-se ao estudo do citoesqueleto, em particular da biossíntese dos microtúbulos. Para tal, utilizou o organismo modelo Tetrahymena pyriformis, porque este protozoário ciliado possui vários tipos de microtúbulos no seu córtex e cílios. Deste trabalho fizeram-se das primeiras clonagens e sequenciação de genes em Portugal. Em pouco tempo tornou-se chefe do Laboratório de Genética Molecular do IGC. Em paralelo, foi professora catedrática do Instituto Abel Salazar (Porto), durante quase 20 anos. Entre 1986 e 1993 iniciou também aulas de Biologia Molecular no Departamento de Química e Bioquímica, como professora convidada, pela mão do professor Ruy Pinto. Em 2002 transitou do IGC para o ITQB, onde ingressou como professora catedrática. Em 2017, a sua história foi contada na autobiografia “Quarenta Anos de Investigação - na Voragem do Tempo”. O livro, lançado com a presença do atual ministro Manuel Heitor, relembra o seu percurso, desde a juventude em Tadim, ao doutoramento em Paris e a uma carreira de sucesso e muito trabalho como cientista, professora, defensora da ciência na sociedade e mulher de família.

Claudina Rodrigues-Pousada recebeu diversos prémios e distinções ao longo de sua carreira, entre os quais o prémio de membro honorário vitalício da Cell Stress Society International e o FEBS Diplôme d´Honneur, que recebeu em Praga em 2009, com a presença do então ministro da Ciência e Tecnologia, Mariano gago (seu amigo) e presidente da FCT, João Sentieiro. Em Portugal, recebeu o Prémio de Excelência (2001), e o Prémio de Mérito Científico (2001), atribuídos pelos ministros da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Graça Carvalho e Manuel Heitor, respetivamente. Foi uma das cientistas da primeira edição da exposição e do livro “Mulheres na Ciência”, organizada pela Ciência Viva, e membro de várias sociedades científicas internacionais, incluindo da EMBO (1994) e da AAAS (2011).

Fonte: MDA

É com grande tristeza que informamos o falecimento duma grande mulher cientista, a professora Claudina Rodrigues-Pousada, uma grande mentora de vida na Ciência pelo seu empenho, persistência, foco e determinação.

Foi professora convidada da Ciências ULisboa entre 1984 e 1992, onde deu grande impulso à então ‘jovem’ licenciatura em Bioquímica (da qual o seu filho mais velho, Renato, integrou os primeiros alunos), lecionando a disciplina de Biologia Molecular pela primeira vez nesta Faculdade[1] e orientando os doutoramentos de duas então ‘jovens assistentes’ do DQB (a Luisa Cyrne e eu própria). Não vou dizer que ser orientada por ela era ‘um mar de rosas’, pois tinha um ‘feitio difícil’ e intempestivo. Mas impôs-nos sempre uma disciplina de rigor e exigência, em simultâneo com uma ‘ousadia científica’ que sempre nos levava mais longe. Numa época em que fazer ciência de nível internacional em Portugal era uma miragem, a Claudina sempre nos incutiu a visão de que ‘a ciência ou é internacional ou não é nada’. Trazia regularmente a Portugal os melhores especialistas da área, com os quais podíamos discutir o nosso trabalho (desde que não fossemos depois trabalhar para os laboratórios deles, é claro…!)

Foi incansável em seu empenho e dedicação à ciência e um grande exemplo para muitos de nós. Apoiou várias gerações de jovens cientistas não só em Portugal (supervisionou mais de 30 alunos de doutoramento) como internacionalmente, nomeadamente através da FEBS (Federação das Sociedades Europeias de Bioquímica), instituição que presidiu entre 2003/2004 e onde dirigiu recentemente o Grupo de trabalho dos Jovens Cientistas (YSF-Working Group on the Career of Young Scientists). Gostava também muito de falar de ciência para o público em geral e de motivar os jovens para a investigação científica.

Teve muitas distinções, mas entre as que mais prezava era ser membro eleito da EMBO-European Molecular Biology Organization (na qual também ingressei pela sua mão em 2014) e da AAAS-American Association for the Advancement of Science.

Agradecemos à professora Claudina Rodrigues-Pousada por todos os anos dedicados à ciência, pelo seu exemplo para muitas gerações de mulheres cientistas, pela sua incansável devoção ao desenvolvimento da Biologia Molecular em Portugal e, muito em particular, pela sua implementação na Ciências ULisboa.

Enviamos as nossas condolências à sua família, amigos e ex-alunos.


[1] Anteriormente só tinha sido lecionada a disciplina de Genética Molecular pelo professor Luís Archer

Margarida D Amaral, Departamento de Química e Bioquímica Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Doctorate in Applied and Engineering Physics

Programa Doutoral em Física Aplicada e Engenharia Física

Arthur Vieira, estudante do mestrado integrado em Engenharia Física e Emiliano Pinto, aluno de mestrado em Física Nuclear e Partículas, são os diretores da revista trimestral do Departamento de Física da FCUL e  que integra uma equipa editorial constituída por outros 16 discentes.

Challenge4you desafiou estudantes dos cinco aos vinte anos

“Aquilo que aqui aprendemos faz parte da cultura geral e todos nós devemos ter algumas ideias sobre o local onde estamos inseridos e sobre esta união de que todos fazemos parte e que tanto nos ajuda”. A declaração é da estudante e participante Adriana Pereira de 17 anos.

Para uma crítica das perspectivas recentes da União Europeia sobre o Ensino Superior

Recomendações para melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem.

Implicações no Quebramento do Gondwana e sua Correlação com as bacias da Margem Atlântico Sul e Atlântico Central

Kamil Feridun Turkman

É crucial que estatísticos e investigadores em Ciências do Ambiente mantenham uma colaboração estreita, para que continuem a ser desenvolvidos métodos estatísticos e computacionais adequados que permitam dar resposta continuada aos desafios presentes e futuros.

Está disponível a edição de 2012 do JCR (Journal Citation Reports).

Grupo de Química Organometálica e Biorganometálica do CCMM-FCUL

O trabalho de cinco investigadoras portuguesas foi distinguido no início de junho em Boston, nos EUA. O congresso mundial contou com mais de 800 cientistas de 50 países.

[Tec Labs]i – Potenciar a Inovação

“Os alunos da FCUL tiveram uma experiência única que não vão esquecer ao longo da sua vida académica e profissional”, denota Rui Ferreira, administrador do Tec Labs – Centro de Inovação da FCUL.

Visita de Estudo à nova Universidade de Lisboa

“[Viveu-se um ambiente] muito propício ao debate onde o intercâmbio de ideias e de boas práticas foram muito gratificantes e uma mais-valia para os participantes e oradores do evento”, declarou Luísa Cerdeira, pró-reitora da Universidade de Lisboa e presidente do FORGES.

Álvaro de Campos

TABACARIA

O Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (DI-FCUL) vai organizar a 3 de julho deste ano a primeira edição do 

Premiados dos “SOS Azulejo 2012", no Palácio Fronteira

“Eu sempre gostei de fazer desenho geométrico e sempre me interessei pelos azulejos e seus painéis e pela calçada portuguesa pela sua beleza, pela arte, e porque têm potencialidades científicas, estéticas e didáticas praticamente ilimitadas”, conta o investigador do Grupo de Física-Matemática, distinguido recentemente com o Prémio Abordagem Inovadora “SOS Azulejo 2012”.

As bibliotecas do C4 e C8 têm horários alargados durante a época de exames de 1 a 29 de Junho.

Mestrados DBA 2013-2014

Investigadores do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour”

A equipa do projeto “Climate Change Iniciative – Ocean Colour” esteve reunida na FCUL, nos dias 21 e 22 de maio. Os investigadores avaliaram as ações em curso e discutiram alguns assuntos com a comunidade de end-users.

Jorge Manuel Ribeiro Rezende galardoado com o prémio “Abordagem Inovadora”

Intervenção na cerimónia de entrega dos Prémios 'SOS Azulejo' 2012:

Sessões dias 24 e 25 de junho 2013

"Gás de Xisto"?! Sim? Não? Porquê? Como? Onde?

Cerimónia de escritura do Instituto do Petróleo e do Gás

A transferência de conhecimento e tecnologia para a sociedade faz-se mediante o reforço das relações entre as comunidades científica e empresarial. Para J. M. Pinto Paixão, diretor da FCUL, esta é a oportunidade ideal para constituir parcerias suportadas no conhecimento e no exercício de uma cidadania plena.

Acções de Formação em Geologia na FCUL / 2013

Departamento de Geologia da FCUL

Informações sobre o procedimentos de escolha de ramo na Licenciatura em Geologia, 2013-14, do Departamento de Geologia da FCUL.

Alunos de Estatística Aplicada da FCUL

Atualmente, o uso e a aplicação da estatística têm a sua razão de ser não apenas na legitimação da indução, mas também na possibilidade de incorporar a incerteza nas suas conclusões: outro testemunho da sua proximidade ao real.

 

Páginas