"HisParc: bringing physics to your neighbourhood"

HisParc: Bringing physics to your neighbourhood
Filipe Freire

Investigação, educação e networking. Estes são os pilares que sustentam o projeto “HisParc: bringing physics to your neighbourhood”, criado na Holanda há 12 anos, e do qual faz parte o antigo aluno do curso de Física da FCUL, Filipe Freire, agora professor no departamento de Física e Astronomia na University College pertencente à Universidade de Utrecht.

Filipe Freire estudou na FCUL entre 1980 e 1985, altura em que o campus ainda não existia. Do tempo enquanto estudante, recorda ter feito parte da turma que “estreou o único edifício existente da FCUL no Campo Grande, o C1”. Agora, identifica como uma das grandes conquistas da Faculdade o sentido de pertença alcançado com a concentração de todos os departamentos num mesmo local: “Hoje penso que há espírito universitário, há o “calor humano” por existir uma zona comum a todos, há um polo com que os alunos se podem identificar!”.

Ciências recebeu o antigo aluno no dia 19 de março, a convite do Departamento de Física (DF-FCUL) e do Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL), num seminário dirigido a professores e educadores do ensino secundário, bem como a todos os interessados pela investigação na área dos raios cósmicos.

De acordo com o cientista, o projeto apresentado surge da necessidade de fomentar o interesse dos alunos pela área da Física e de integrá-la na sociedade, fazendo com que todos se sintam parte do processo de investigação científica e compreendam que “a evolução da Ciência requer interação e colaboração”. Para isso, o trabalho solicitado pressupõe a integração de detetores de raios cósmicos em universidades, escolas secundárias e museus para a obtenção de resultados.

Os alunos são desafiados a fazer parte do trabalho da manutenção do aparelho, análise de dados e de comunicação de resultados com os investigadores. Para Filipe Freire, esta é uma oportunidade de “adquirir uma certa independência a nível do desenvolvimento projetos, uma vez que o alcance de dados e a descoberta do que fazer com esses dados, permite que os estudantes se questionem sobre o que há de interessante e se proponham a encontrar coisas que não se explicam de uma forma fácil, a tentar encontrar respostas e a explicar fenómenos”.

Nesta altura, existem cerca de 80 escolas holandesas envolvidas no projeto. Para além deste país, existem já detetores instalados em países como a Inglaterra, a Dinamarca, a Alemanha e o Vietnam.

Para o professor do DF-FCUL, José Mimoso, o HisParc “é uma iniciativa com um enorme potencial para estimular o interesse de estudantes do ensino secundário pela Física, envolvendo-os conjuntamente com os seus professores e, articuladamente, com a Universidade num projeto de investigação científica coletivo acessível e atual”, sendo que a vinda do professor Filipe Freire à FCUL “serviu para estudar a possibilidade de uma futura adesão da Universidade de Lisboa a esta iniciativa, nomeadamente através do CAAUL e do DF-FCUL”.

Filipe Freire espera que Portugal se possa juntar à lista e, assim, estimular a “aprendizagem exploratória dos alunos” do seu país de origem.

As informações sobre o projeto podem ser encontradas no portal http://www.hisparc.nl/en/about-hisparc/ .

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Oportunidades além-fronteiras

No decorrer do encontro entre a FCUL e o Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o professor João Graciano Mendonça Filho, responsável por este centro, em jeito de “convite” alertou: “O Brasil precisa de geólogos. Há falta de especialistas desta área no nosso país!”.

No dia 6 de Janeiro de 2014 a FCUL associa-se ao seu Departamento de Matemática para prestar homenagem à memória de Miguel Ramos, matemático e professor desta casa.

Concurso Externo - Estágios Profissionais Remunerados de Recém-Licenciados para Técnico Administrativo
REQUISITOS

Rita Zilhão

A participação interessada e com sucesso dos alunos, é um incentivo para a mobilidade académica de estudantes entre as duas universidades.

É já no próximo sábado mais uma Feira no Botânico. Não perca!

 

Para mais informações:

A principal missão do Departamento de Matemática é a da promoção do ensino e da investigação da Matemática, contribuindo para a criação e transmissão do conhecimento nesta área, bem como

Capa da Agenda FCUL 2012/2013

- Qual é coisa, qual é ela? É retangular e a cor varia normalmente todos os anos. Tem argolas e mais de 200 páginas. Pode-se usar todos os dias ou só em determinadas ocasiões. Sim, é fácil adivinhar! É a Agenda FCUL 2013/2014 e já “anda de mão em mão”…

Fórum Bolsas UL/FAD

“Numa época de crise e com falta de emprego, a solução por vezes é mais simples do que emigrar: criar o próprio emprego e gerar emprego. Este projeto "lançou-me" não só a nível académico (…) como profissional, estando neste momento a desenvolver uma empresa”, informou o antigo aluno do mestrado integrado em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, Ricardo Santos.

 Mestrados do DEIO 2013-14

“Com um simples azulejo” é uma iniciativa do Departamento de Matemática da FCUL dirigida a alunos do 1ºciclo e 2ºciclo do Ensino Básico e destinada a explorar transformações geométricas no plano.

A experiência profissional da cientista iniciou-se na casa que a formou, a FCUL, em 1999, enquanto doutoranda. Nessa altura, exercia funções de investigadora e supervisora de projetos de alunos de licenciatura. Atualmente, o percurso profissional, “continua dentro de casa”.

Trial do Journal of Visualized Experiments

“ (…) Pretendo fazer investigação aplicada, em particular na área da Biotecnologia Vegetal, que possa contribuir para a sociedade e para a economia do país”, refere a investigadora da FCUL que acaba de lançar um artigo na “Food Chemistry, Ana Margarida Fortes.

Isabel Fraga Alves

A Teoria dos Valores Extremos e a Inferência Estatística daí decorrente, têm vindo a invadir de forma transversal um largo espectro de áreas aplicadas e que vão desde ciências ambientais às financeiras, numa interface din&aci

Livros e giz

Um programa alicerçado na preocupação do axiomatizar, que valoriza o “formalismo pelo formalismo”, que rejeita a possibilidade de compreensão de conceitos e procedimentos, dificulta a tarefa do professor, para além de se distanciar das orientações dos programas do Reino Unido, de Singapura e dos EUA.

No seguimento da nomeação de Carlos Nieto de Castro como delegado nacional no Domínio da Química e Ciências Moleculares, em março deste ano, esta é a primeira reunião a ter lugar no campus da FCUL, em Lisboa.

FCUL desenvolve inquérito a antigos alunos

Conhecer o percurso académico e profissional dos alunos alumni é um dos interesses de Ciências. Para isso, a Faculdade desenvolveu um inquérito que permanece ativo no portal.

Em 2012, a Universidade de Lisboa, através do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), participou pela primeira vez na Noite

A extraordinária comunhão entre a Geometria e a Arquitectura… volta a ser este o mote de mais um Diálogo na Exposição Formas & Fórmulas, patente no Museu de História Natural e da Ciência (MUHNAC).

Na manhã de 16 de Setembro a partir das 8h45 vai realizar-se a Sessão de Boas Vindas aos novos alunos do Departamento de Informática.

Técnicas Geoquímicas aplicadas à Exploração de Petróleo e a Problemas Ambientais

Cooperação FCUL/Univ. Federal do Rio de Janeiro. Convite à participação!

Curso de verão a realizar de 16 a 27 de Setembro de 2013 das 17H00 às 20H00.

Convénio de Cooperação Académica entre o Instituto de Geociências da USP e o GeoFCUL.

Na sexta-feira, a Direção-Geral do Ensino Superior do Ministério da Educação e Ciência anunciava que, este ano, concorreram à 1.ª Fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior Público 40419 estudantes, sendo que 37415 alunos foram admitidos.

Ivette Gomes

 A sessão especial proferida por Ivette Gomes ocorre no último dia do evento, a 11 de setembro e intitula-se “Penultimate Approximations: Past, Present . . . and Future?”.

Pages