"HisParc: bringing physics to your neighbourhood"

HisParc: Bringing physics to your neighbourhood
Filipe Freire

Investigação, educação e networking. Estes são os pilares que sustentam o projeto “HisParc: bringing physics to your neighbourhood”, criado na Holanda há 12 anos, e do qual faz parte o antigo aluno do curso de Física da FCUL, Filipe Freire, agora professor no departamento de Física e Astronomia na University College pertencente à Universidade de Utrecht.

Filipe Freire estudou na FCUL entre 1980 e 1985, altura em que o campus ainda não existia. Do tempo enquanto estudante, recorda ter feito parte da turma que “estreou o único edifício existente da FCUL no Campo Grande, o C1”. Agora, identifica como uma das grandes conquistas da Faculdade o sentido de pertença alcançado com a concentração de todos os departamentos num mesmo local: “Hoje penso que há espírito universitário, há o “calor humano” por existir uma zona comum a todos, há um polo com que os alunos se podem identificar!”.

Ciências recebeu o antigo aluno no dia 19 de março, a convite do Departamento de Física (DF-FCUL) e do Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL), num seminário dirigido a professores e educadores do ensino secundário, bem como a todos os interessados pela investigação na área dos raios cósmicos.

De acordo com o cientista, o projeto apresentado surge da necessidade de fomentar o interesse dos alunos pela área da Física e de integrá-la na sociedade, fazendo com que todos se sintam parte do processo de investigação científica e compreendam que “a evolução da Ciência requer interação e colaboração”. Para isso, o trabalho solicitado pressupõe a integração de detetores de raios cósmicos em universidades, escolas secundárias e museus para a obtenção de resultados.

Os alunos são desafiados a fazer parte do trabalho da manutenção do aparelho, análise de dados e de comunicação de resultados com os investigadores. Para Filipe Freire, esta é uma oportunidade de “adquirir uma certa independência a nível do desenvolvimento projetos, uma vez que o alcance de dados e a descoberta do que fazer com esses dados, permite que os estudantes se questionem sobre o que há de interessante e se proponham a encontrar coisas que não se explicam de uma forma fácil, a tentar encontrar respostas e a explicar fenómenos”.

Nesta altura, existem cerca de 80 escolas holandesas envolvidas no projeto. Para além deste país, existem já detetores instalados em países como a Inglaterra, a Dinamarca, a Alemanha e o Vietnam.

Para o professor do DF-FCUL, José Mimoso, o HisParc “é uma iniciativa com um enorme potencial para estimular o interesse de estudantes do ensino secundário pela Física, envolvendo-os conjuntamente com os seus professores e, articuladamente, com a Universidade num projeto de investigação científica coletivo acessível e atual”, sendo que a vinda do professor Filipe Freire à FCUL “serviu para estudar a possibilidade de uma futura adesão da Universidade de Lisboa a esta iniciativa, nomeadamente através do CAAUL e do DF-FCUL”.

Filipe Freire espera que Portugal se possa juntar à lista e, assim, estimular a “aprendizagem exploratória dos alunos” do seu país de origem.

As informações sobre o projeto podem ser encontradas no portal http://www.hisparc.nl/en/about-hisparc/ .

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Cientista Ana Russo Regressa à Escola

A cientista Ana Russo, investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), visitou duas escolas básicas do concelho de Sintra no dia 23 de abril para rea

Branca Edmée Marques, cientista alumna de CIÊNCIAS

Branca Edmée Marques, alumna de CIÊNCIAS, será homenageada no dia 20 de junho pelos Museus da Universidade de Lisboa

Margarida Fortes, docente do Departamento de Biologia Vegetal de CIÊNCIAS dá uma aula em frente a um quadro com uma projeção imagética

Margarida Fortes, professora de CIÊNCIAS, visitou a Escola Secundária de Carcavelos para dar uma aula acerca da edição genética.

Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Pages