AppEEL - Applied Evolutionary Epistemology Lab

Pormenor de obra de arte
Octávio Pinto

No Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa (CFCUL) nasceu, em julho de 2012, o AppEEL - Applied Evolutionary Epistemology Lab, um laboratório que visa abordar o conceito da Epistemologia Evolutiva Aplicada e que reúne uma equipa internacional e multidisciplinar.

“No nosso laboratório, focamo-nos em saber como a Síntese Expandida em particular pode ser aplicada ao estudo da evolução do comportamento humano. Na Biologia, teoria evolutiva já não é sinónimo apenas de teoria da seleção natural. De facto, para explicar a origem e evolução de certos fenómenos biológicos, têm sido propostas outras teorias, complementares e, por vezes, contraditórias. Os investigadores envolvidos nestas áreas do conhecimento têm por isso defendido que a Síntese Moderna, o paradigma padrão da Biologia Evolutiva, precisa de ser alargada, de forma a incluir teorias sobre a Simbiogénese, os Equilíbrios Pontuados, a Coevolução, etc.”, explica Nathalie Gontier, coordenadora do AppEEL.

Para os fundadores do AppEEL, este laboratório pode ser considerado o primeiro centro no mundo a reunir investigadores que estudam a evolução sociocultural a partir das teorias que formam parte da Síntese Expandida. O conselho consultivo deste novo grupo de investigação é composto pelos professores Michael Bradie e Clifford Hooker, considerados os pais fundadores da Epistemologia Evolutiva; por Niles Eldrege, o fundador da Teoria dos Equilíbrios Pontuados; Ian Tattersall, um antropólogo internacionalmente reconhecido; Douglas Zook, o antigo presidente e atual vice-presidente da International Symbiosis Society; Frank Ryan, um dos maiores especialistas na área da Simbiose; e Francisco d’Errico, um proeminente investigador em Arqueologia.
Pormenor de cúpula
Fonte: Octávio Pinto
Legenda: O AppEEL reúne uma equipa internacional e multidisciplinar e conta com um conselho consultivo composto por figuras ímpares

Um dos atuais projetos do AppEEL designa-se “Implementing the Extended Synthesis into the Sociocultural Domain” e é financiado pela fundação norte-americana John Templeton Foundation. Este projeto, iniciado em setembro de 2012, deverá estar concluído no final de agosto de 2013. Nathalie Gontier e Olga Pombo coordenam a investigação composta por uma equipa transdisciplinar e da qual fazem parte Francisco Carrapiço, investigador do Centro de Biologia Ambiental da FCUL; Luís Correia, professor do Departamento de Informática da FCUL; o médico Marco Pina e a webdesiger Márcia Belchior, ambos membros do CFCUL; Emanuele Serrelli, investigador da Universidade de Milão Bicocca, em Itália e Larissa Mendoza Straffon, investigadora da Universidade de Leiden, na Holanda.

Para Olga Pombo, coordenadora do CFCUL, o novo laboratório vai, sem dúvida, ao encontro de um dos mais importantes objetivos do CFCUL: “apoiar e promover o desenvolvimento da Filosofia das Ciências em Portugal através do estímulo e participação em projetos de Investigação nacionais e internacionais” já que, entre outros aspetos, “é interdisciplinar, isto é, procura realizar avanços teóricos em colaboração com uma significativa rede de disciplinas científicas, da Sociobiologia à Linguística, da Embriologia à Antropologia, da Genética à Primatologia, da Paleontologia à Arqueologia”.
Chão com tapete e parte de uns sapatos
Fonte: Octávio Pinto
Legenda: O projeto “Implementing the Extended Synthesis into the Sociocultural Domain” deverá estar concluído no final de agosto de 2013

A página de Internet do AppEEL pretende ser uma plataforma científica que possibilite a troca de ideias e o desenvolvimento de parcerias. Os investigadores do grupo pretendem contribuir para a formação e erudição da comunidade académica através da organização de duas escolas internacionais sobre Evolução, abertas a estudantes de mestrado, de doutoramento e de pós-doutoramento; e mediante a realização de uma conferência pública sobre a Síntese Expandida e um dia da Evolução para adolescentes. Paralelamente pretendem preparar sessões sobre Epistemologia Evolutiva Aplicada e submetê-las à apreciação da European Philosophy of Science Association e à Society for Philosophers of Science in Practice.

A Síntese Expandida ainda é uma teoria pouco estudada. Para muitos investigadores das Ciências Humanas e Sociais é até desconhecida. “Dada a importância atualmente atribuída à Simbiogénese e à Teoria dos Equilíbrios Pontuados no seio da Biologia Evolutiva, podemos dizer tratar-se de uma obrigação científica investigar o modo como essas teorias podem contribuir para a nossa compreensão da Evolução Humana Sociocultural”, comenta Nathalie Gontier.

O que é a Epistemologia Evolutiva Aplicada?
Existe um campo da filosofia da ciência e das ciências evolutivas que pergunta de que modo as teorias da biologia evolutiva podem ajudar à nossa compreensão da evolução humana, social e cultural. Com o aparecimento da Sociobiologia, os antropólogos e os primatólogos, por exemplo, interrogaram-se de que modo comportamentos específicos da espécie humana, como a linguagem ou a arte, evoluíram em termos biológicos através da seleção natural. A Epistemologia Evolutiva Aplicada é o campo que investiga os paralelos entre a evolução biológica, por um lado, e a evolução sociocultural, por outro. Os epistemólogos evolutivos e os filósofos das ciências evolutivas dirigem a sua investigação sobretudo para a implementação da teoria da selecção natural ao domínio sociocultural. Uma infeliz consequência que daqui decorre é que a Síntese Expandida é pouco estudada, permanecendo desconhecida para muitos investigadores das Ciências Humanas e Ciências Sociais. Porém, dada a importância atualmente atribuída à Simbiogénese e à Teoria dos Equilíbrios Pontuados no seio da Bologia Evolutiva, podemos dizer tratar-se de uma obrigação científica investigar o modo como essas teorias podem contribuir para a nossa compreensão da evolução humana sociocultural.

Em que é que consiste a Teoria dos Equilíbrios Pontuados?

A teoria dos equilíbrios pontuados foi descrita inicialmente na paleontologia. Esta teoria demonstra que a evolução pode, por vezes, ocorrer mais rapidamente do que Darwin inicialmente previra, em períodos que alternam com outros de estase prolongada. Nestes períodos de estase, as espécies aparentemente não evoluem e ou demonstram mera variação ou não aparentam estar a experimentar mudanças duradouras na sua anatomia.
 

O que é a Evolução horizontal?

A evolução pode ocorrer através da fusão de espécies ou dos cruzamentos horizontais de material genético de um organismo para o outro. Todos os principais reinos da vida podem adquirir DNA externo através de transferência lateral ou horizontal. Os processos de transmissão horizontal também podem ocorrer com frequência na evolução sociocultural. Durante muito tempo, os neodarwinistas pensaram que estas trocas horizontais de material genético eram impossíveis.

Fonte: Nathalie Gontier e Marco Pina

Calendário AppEEL
14 a 18 fevereiro 2013 - Membros do AppEEL apresentam comunicações em dois simpósios sobre a natureza e o âmbito da Síntese Expandida, durante o encontro da American Association for the Advancement of Science, em Boston, nos EUA
11 a 15 março 2013 Escola de Inverno dedicada à Macroevolução, Evolução da Linguagem, Simbiogénese e Transferência Horizontal de Genes, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa
16 março 2013 - Conferência Pública Sobre Evolução, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa
16 março 2013 - Dia da Evolução para Adolescentes, no Pavilhão do Conhecimento, Lisboa
27 a 29 maio 2013 - Conferência internacional sobre Evolutionary Patterns, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa
15 a 19 julho 2013 – Escola de Verão dedicada à Filosofia da Biologia, Teoria Evolutiva Geral, Evolução Sociocultural, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa

Ana Subtil Simões e Raquel Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

Gulf Labor Markets and Migration Program (GLMMP), a joint program of the European University Institute (EUI - Florence) and the Gulf Research Center (GRC - Jeddah, Geneva, Cambridge), seeks two Research Assistants (Demographer/Statistician and Lawyer).

Rosto de Vanda Brotas

Estudar a clorofila, único parâmetro biológico visível do espaço, constitui uma ferramenta essencial para se perceber se o clima está a mudar. Este artigo foi publicado no jornal "Público" no passado dia 16 de fevereiro.

Servidor da FCUL

As ações de modernização e de alargamento do Centro de Dados da FCUL ocorreram no verão de 2012. A Unidade de Informática continua a apostar na renovação das condições tecnológicas do campus.

Ilustração de animais

A Âncora Editora define-se como uma editora generalista, que tem vindo a dedicar-se, sobretudo, à publicação de autores portugueses. Até agora A. M. Galopim de Carvalho é o autor com o maior número de livros editados.

O projecto de investigação NAADIR que envolve a Faculade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa e a Faculdade de Ciências da Universidade de L

Átrio do C6

Para os SASUL ainda é prematuro avaliar o Programa Alimentação UL, cujo orçamento se estima ser na ordem dos 192.000,00 €.

Iain Mattaj, diretor-geral do EMBL

“Estou impressionado com a energia que existe na Faculdade e o número de pessoas que aqui trabalham. Acho que estão bem organizados para trabalhar em equipa!”, declara Iain Mattaj, diretor-geral do European Molecular Biology Laboratory, depois de visitar alguns dos laboratórios da FCUL.

Logotipo da inicativa Programa Alimentação UL

O Menu Estudante custa 2,40€ e inclui sopa, prato principal, sobremesa, pão e bebida. A partir de fevereiro o Espaço Estudante, localizado no edifício C6, também vai dispor de micro-ondas permitindo dessa forma o aquecimento de refeições.

Ester Luísa Rodrigues Dias, professora jubilada do extinto Departamento de Educação da FCUL, faleceu no dia 11 de fevereiro de 2013.

As ações de formação e de sensibilização em segurança e saúde do trabalho procuram divulgar conhecimentos teóricos e práticos de maneira a prevenir acidentes de trabalho e doenças profissionais, permitindo também  intervenções eficazes e eficientes em casos de emergência.

Sala de aula com alunos sentados e tomando notas

"Os estudantes da FCUL, incluindo os estudantes de licenciatura, dispõem do background e conhecimentos certos para participar nestes módulos", esclarece Nathalie Gontier, coordenadora do laboratório AppEEL e das respetivas Escolas de Inverno e de Verão.

Rosto de Vera Carvalho

As inscrições para o programa Erasmus terminam a 10 de fevereiro. Se tens interesse neste programa de mobilidade conhece a história de Vera Carvalho, aluna Erasmus na Dinamarca.

Pormenor de obra de arte

Para os fundadores do AppEEL, este laboratório pode ser considerado o primeiro centro no mundo a reunir investigadores que estudam a evolução sociocultural a partir das teorias que formam parte da Síntese Expandida.

 

O Departamento de Matemática recebeu ontem, dia  4 de Fevereiro, cerca de 70 alunos (9º ano) do  Agrupamento de Escolas D. Miguel de Almeida - Abrantes.

Entre os empregos mais bem pagos contam-se os que estão ligados às engenharias.

Capa

Esta coleção de Livros Brancos foi organizada pela META-NET, uma rede de excelência parcialmente financiada pela Comissão Europeia, que levou a cabo uma análise dos recursos e tecnologias da linguagem atualmente disponíveis. A análise abordou as 23 línguas oficiais europeias assim como outras línguas importantes na Europa a nível nacional e regional. 

O Prémio João Branco é uma iniciativa conjunta da Universidade de Aveiro e da família do designer Jo

Dia 4 Fevereiro 2013 – 14:00h às 19:30h (Sala 2.2.15)

Primeiro plenário do IPBES

Grupo liderado por Henrique Miguel Pereira, investigador do Centro de Biologia Ambiental da FCUL, submete à apreciação da comunidade científica o desenvolvimento de um sistema de monitorização da biodiversidade baseado num conjunto de variáveis essenciais.

Rosto de Maria Antónia Amaral Turkman

“Ao longo dos últimos dois séculos a Estatística foi indispensável em confirmar muitas das maiores descobertas científicas e inovações da humanidade, tais como a partícula bosão de Higgs e a Revolução Verde na agricultura”, declaram Daniel Paulino, presidente da Sociedade Portuguesa de Estatística e Maria Antónia Amaral Turkman, coordenadora do CEAUL.

Dois artigos -- contando com docentes e investigadores do GeoFCUL no seu elenco de autores -- assinalados no “TOP 25 Hottest Papers” de Abril-Junho de 2011 da revista Journal of South American Earth Studies (Sciencedirect / Elsevier).

Henrique Leitão foi eleito membro efetivo da Académie International d'Histoire des Sciences, pela relevância da sua carreira e produção intelectual. Para o historiador das ciências foi uma “honra enorme” receber a distinção, “a maior ambição de qualquer estudioso ou cientista”.

Pages