Astronomia

Viver a Astronomia - Futuros Cientistas a Comunicar Ciência (Evento Cancelado)

Cancelamento motivado pela aplicação do plano de contingência da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, na sequência das orientações da Direção-Geral de Saúde e das recomendações por parte da Reitoria da Universidade de Lisboa, relativamente ao novo Coronavírus (COVID-19).

Mais informações: https://ciencias.ulisboa.pt/pt/saude.

Contar com os céus: os lugares dos astros segundo os cânones e as tábuas Afonsinas (Evento Cancelado)

Cancelamento motivado pela aplicação do plano de contingência da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, na sequência das orientações da Direção-Geral de Saúde e das recomendações por parte da Reitoria da Universidade de Lisboa, relativamente ao novo Coronavírus (COVID-19).

Mais informações: https://ciencias.ulisboa.pt/pt/saude.

À Descoberta de outros mundos

Parte do Nobel da Física de 2019 foi atribuído à descoberta do primeiro planeta a orbitar uma estrela semelhante ao Sol. Desde 1995, o número de planetas extra-solares descobertos tem vindo a crescer de forma impressionante, sendo já mais de 4000.

No entanto, mais do que a quantidade de novos mundos descobertos na nossa vizinhança galáctica, foi a variedade e diversidade desses mundos que trouxe uma revolução. Estão a ser repensadas as teorias que até agora os astrónomos tinham para a formação e evolução dos sistemas planetários.

Os céus divididos: o debate sobre as técnicas de divisão das casas celestes

Este seminário é um curso livre, aberto à comunidade académica e a todos os interessados, com entrada gratuita. É organizado pelo CIUHCT e pelo Departamento de História e Filosofia das Ciências (FCUL) desde 2018, e é dedicado à História da Astronomia Antiga, estendendo o conceito aos aspetos históricos da disciplina, ou de outras que com ela se relacionaram, até ao século XIX.

Os céus divididos: o debate sobre as técnicas de divisão das casas celestes

Dia das Mulheres e Raparigas na Ciência 2020 - Webinar com investigadoras do IA

Registo vídeo da sessão, com Gabriella Gilli, Íris Breda, Marina Cortês e Susana Barros, com a moderação de Catarina Leote, do IA, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.


Será muito difícil estudar astronomia e astrofísica? E será que isso é para mim? Como tornar-me investigador(a)?

Mitos (des)feitos em Astronomia

A Astronomia é ameaçada por muitas inexatidões, ou mesmo mentiras, que ao serem muito repetidas as tomamos por verdade. Tomemos por exemplo algumas ideias falsas: “Astronomia e Astrologia são a mesma coisa”, “Nada pode viajar mais rápido do que a luz”, ou “O Big Bang foi uma grande explosão”.

Em momentos em que parte da sociedade toma a ciência por algo mágico, é importante combater conceitos errados. A ciência, e a Astronomia em particular, é uma ferramenta para compreendermos o que nos rodeia, o Universo e a nós próprios.

Satélites de Júpiter: Um projeto de astronomia experimental histórica I

Este seminário é um curso livre, aberto à comunidade académica e a todos os interessados, com entrada gratuita. É organizado pelo CIUHCT e pelo Departamento de História e Filosofia das Ciências (FCUL) desde 2018, e é dedicado à História da Astronomia Antiga, estendendo o conceito aos aspetos históricos da disciplina, ou de outras que com ela se relacionaram, até ao século XIX.

A estrela de Belém

Por Rui Agostinho (IA - Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço / FCUL - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa).

Neste Natal, embarque numa viagem histórica que permitirá abordar cientificamente o que terá sido o fenómeno astronómico da Estrela de Belém. Serão apresentados e discutidos os textos bíblicos que referem este evento, enquadrando historicamente a provável data do nascimento de Cristo.

Páginas