Crónicas em Ciências

Ciências EIT Health Innovation Days 2019

Margarida Dionísio Lopes, João Brito, Inês Ramos, Débora Borges Santos com Luís Carriço

A equipa Nikola Tesla foi a grande vencedora desta edição com a Keep on Care, uma aplicação que ajuda os cuidadores informais a organizarem as suas atividades e a contactarem especialistas

Tec Labs
António Marques
António Marques
Fonte ACI Ciências ULisboa

Depois de uma excelente primeira edição, o Tec Labs e Ciências ULisboa organizaram nos passados dias 25 e 26 de outubro um novo Innovation Days, iniciativa enquadrada nas atividades do consórcio europeu EIT Health, este ano dedicado ao tema bringing care home. Destinado a promover o espírito inovador em estudantes de toda a ULisboa num jeito de hackathon, o evento contou com 28 participantes de áreas tão distintas como Bioquímica e Línguas, Literaturas e Culturas, divididos por seis grupos em competição por prémios monetários e… uma viagem a Paris!

A manhã do primeiro dia foi intensa e serviu para preparar os estudantes para a tarde (e serão) de trabalho que se avizinhavam. Começámos com introduções e inspirational talks por parte de Luís Carriço, diretor da Faculdade, Inês Matias, da EIT Health, Eduardo Rodrigues, da UpHill e Luís Medeiros, da With Company.

Já mencionámos que os estudantes entraram no evento sem conhecerem os elementos da sua equipa?! Foi só após o primeiro coffee break que os participantes ficaram a sabê-lo, tendo, logo de seguida, sido sujeitos a uma sessão de team building para quebrar o gelo.

De seguida, a nossa Rita Tomé ministrou as bases do design thinking, ferramenta fundamental para se chegar a uma solução inovadora e disruptiva em menos de 24 horas. E ainda nem era meio dia…!

Nesta edição dos iDays, fruto de uma parceria e várias iterações com a USF da Baixa, apresentámos dois grandes desafios que serviram de base para o trabalho das seis equipas, sempre enquadrados no tema bringing care home. O primeiro desafio centrava-se na iliteracia em saúde mental; o segundo, nas dificuldades dos cuidadores informais em cuidados continuados e paliativos. Às 12h00, dois elementos da USF apresentaram os desafios aos grupos, que puseram de imediato mãos à obra, conscientes de que no dia seguinte, pelas 10h00, estariam a apresentar uma solução perante um painel de cinco jurados!

Portanto, é de ver que a tarde não foi menos animada. Logo a seguir ao almoço – onde já se discutiam fervorosamente ideias -, os grupos dedicaram duas horas intensas a debater os desafios e as soluções com profissionais e especialistas, representantes de Associação Nacional de Cuidadores Informais, da Associação de Enfermagem em Cuidados Continuados e Paliativos, da Casa de Saúde da Idanha e do Centro Hospitalar de Leiria.

Depois de uma formação em pitching, os estudantes saíram à rua para validarem as suas ideias. Regressados, mal puderam respirar antes da bateria de hora e meia de speed mentoring que lhes tínhamos reservado!

Tal como na edição anterior, a noite foi intensíssima, e chegou a incluir até uma dinâmica de “O Lobo e a Aldeia” cerca das três da manhã… Os grupos enviaram as suas apresentações in extremis, descansaram como puderam e, às 10h00, estavam já instalados na Sala de Atos a enfrentarem a equipa de jurados: Jorge Maia Alves, subdiretor da Faculdade, Filipa Fixe, da Glintt, Rui Cortes, da Lean Health, Rui Ferreira, da Portugal Ventures e Sara Reis, da Frontier IP.

Cada grupo teve cinco minutos certos para apresentar, mais três minutos para perguntas e respostas do júri. Após longa deliberação dos jurados, escolheram-se os grandes vencedores! Em terceiro lugar, com um prémio de 100€, ficou a equipa três, apadrinhada por Marie Curie, com uma solução para a saúde mental infantil baseada na Amélia, um personagem animado. Em segundo, a equipa seis, apadrinhada pelo matemático português Pedro Nunes, que propôs uma plataforma de intermediação entre profissionais de saúde e cuidadores informais, a Medics.

Para o fim ficou a equipa quatro - Nikola Tesla -, a grande vencedora destes Innovation Days, com a Keep on Care, uma aplicação que ajuda os cuidadores informais a organizarem as suas atividades e a contactarem especialistas. Vale a pena nomear os elementos do grupo: Margarida Dionísio Lopes, João Brito, Inês Ramos, Débora Borges Santos. Os quatro estarão presentes no Winner’s Event, dia 1 de dezembro, em Paris!

Para o ano há mais!

Nota da redação: Artigo gentilmente cedido pelo Tec Labs, publicado a 28 de outubro no blog do Centro de Inovação da Faculdade.

António Marques, Tec Labs Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
EIT Health Innovation Days
João Lin Yun

João Lin Yun distingue-se na área da Física e da Astronomia. No seu currículo, diversidade de atividades organizadas e desenvolvidas dentro do território nacional e fora dele são um marco evidente. Para além da forte aposta na carreira profissional, a vida do professor da FCUL é marcada também pela escrita.

João Lin Yun

“Quando escrevo, há alturas em que as ideias e o material fluem de forma tão espontânea que me surpreendo com o resultado! É como se as personagens tomassem as rédeas e dissessem: ‘quero dizer isto e fazer aquilo!’ E eu limito-me a obedecer-lhes…”, comenta o professor da FCUL, João Lin Yun.

As candidaturas à formação avançada decorrem até 13 de dezembro. Para esta 1.ª edição, que se inicia a 13 de janeiro de 2014, devem ser atribuídas seis bolsas mistas cujos trabalhos decorrem em Portugal e no estrangeiro, com o intuito de desenvolver projetos conjuntos entre países.

Paulo Veríssimo, professor catedrático do DI-FCUL, participou no passado dia 25 de novembro de 2013, no programa "Sociedade Civil", transmitido na RTP2.
 
António Branco

Um dos resultados chave da análise levada a efeito é o de que a língua portuguesa é um dos idiomas para o qual a preparação tecnológica para a era digital é "fragmentária".

Imagem abstrata da  "Philosophy of Science in the 21st Century - Challenges and Tasks"

Durante o evento será lançado o programa doutoral em Filosofia da Ciência, Tecnologia, Arte e Sociedade, recentemente aprovado pela FCT, com a mais elevada classificação: “Exceptionally strong with essentially no weaknesses”.

Rita Cascão

O sucesso do Biobanco-IMM é promovido pelo contínuo aumento de parcerias e colaborações não só com empresas de biotecnologia e unidades de saúde, mas também com institutos de investigação científica e investigadores académicos de ciências básicas, como os investigadores da FCUL.

SIMPLES AZULEJOS

Azulejos quadrados e Matemática

 

Bandeira de Marrocos

Atualmente a equipa prossegue com os trabalhos de correção de falhas e de afinação do CuCo de modo a dar apoio às sete faculdades marroquinas e a prepará-lo também para entrar em operação no DI-FCUL já no próximo ano letivo.

José Afonso

Chama-se galáxia IRAS 08572+3915 e é a mais luminosa do universo local. José Afonso é um dos membros da equipa de astrónomos internacionais, que anunciou recentemente a descoberta. O investigador da FCUL e dirigente do CAAUL é muito otimista quanto ao presente e futuro desta área científica.

Consulte informação adicional aqui.

Bill Fyfe foi um grande amigo de Portugal. Orientou ou coorientou vários doutoramentos de portugueses, acerca de temas relevantes para Portugal e fomentou as ligações científicas entre Portugal-Brasil-Canadá. Em 1990 a Universidade de Lisboa outorgou-lhe o grau de doutor honoris causa.

Uma das consequências do aumento da disponibilidade de fontes laser de maior potência, compactas e a baixo preço é o aumento da sua má utilização.

Circo Matemático

“O objetivo do Circo é mostrar que é possível utilizar resultados matemáticos para produzir resultados espetaculares e para divertir e motivar as pessoas”, explicou o professor da FCUL, Pedro Freitas.

Temos sido pioneiros de muito boas práticas no ensino superior. Uma excelente escola e nós, que cá estamos, sabemos isso. E os alunos também. Os que cá estão e os que já cá estiveram. Mas hoje não chega. Temos que saber responder aos desafios e temos que exportar as nossas mais-valias.

Inscrições 2013/2014

Atualmente estudam na FCUL mais de cinco mil alunos, a maioria conhece bem os cantos da casa centenária, outros nem tanto, por isso é especialmente importante o acolhimento dado durante o arranque do ano letivo, que o digam a Catarina, a Leonor e o Ricardo!

Joaquim Dias

Num planeta com mais de 7000 milhões de pessoas, vão ser necessárias quantidades enormes de alguns recursos naturais que começam a escassear. Chegará em breve a era da mineração submarina? Existe tecnologia adequada? Será possível a mineração em condições de preservar a diversidade natural dos ecossistemas marinhos?

Ana Bastos

Através de diversas atividades práticas vamos aprender qual o papel do sol na dinâmica da atmosfera e do oceano, qual a importância dos oceanos, das calotes polares e da vegetação, como se formam as nuvens e os sistemas meteorológicos, e como funciona o ciclo da água.

Foi a 26 de Outubro que se realizou a Maratona Inter-Universitária de Programação, 2013, (MIUP2013).

Uma das surpresas do Dia Internacional passa pela exposição do concurso de fotografia lançado recentemente e alusivo ao tema “Mobilidade Internacional”.

Maria Inês Cruz

Atualmente, para além do “básico” lápis de grafite com que todos ainda escrevemos, até o desenvolvimento dos carros híbridos está dependente da evolução e extração dos recursos da nossa “casa”.

Susana Custódio

Como é que são gerados os tremores de Terra? E os tsunamis? Como é que nós reconhecemos no terreno a existência de tsunamis antigos? Porque é que na Nazaré vemos ondas tão grandes? Todos estes fenómenos são o reflexo de um enorme dinamismo do nosso planeta.

SCOPUS é também uma ferramenta para estudos bibliométricos e avaliações de produção científica.

Páginas