Opinião

Porque nos preocupamos especialmente com alguns riscos?

#COVID19 #EuFicoEmCasa

A nossa perceção subjetiva de risco aumenta à medida que o nosso medo cresce

unsplash - Marina Vitale
Cláudio Pina Fernandes
Cláudio Pina Fernandes
Fonte ACI Ciências ULisboa

Uma das memórias que guardo de modo mais vivo das aulas de Físico-Química do secundário é o Princípio da Incerteza de Heisenberg. A sua formulação atraiu-me de imediato, ao incluir um elemento probabilístico, ao contrário da noção determinística de muitos modelos.

A ideia central resume-se a que, se quiséssemos calcular a posição de um eletrão, segundo este princípio, não se poderia determinar a sua posição exata, mas apenas a probabilidade de ele se encontrar num certo ponto, num determinado momento.

Perdoem-me os colegas de Química e de Física a inocência do enunciado. Por inépcia assimilativa minha ou por menor rigor científico do professor, foi isto que ficou! Mas não foram exatamente as questões relativas à posição ou ao movimento dos eletrões que me fizeram o click. Este foi dado pela realização de que a incerteza está presente desde a escala atómica até aos grandes fenómenos.

Cada vez que tomamos uma decisão, cada vez que fazemos uma ação, cada vez que entramos em interação com o mundo, há um certo nível de incerteza em relação ao resultado. E o resultado pode ser mais positivo ou mais negativo. Só que a noção de resultado negativo, traz a noção de risco. Afinal, não queremos como consequência esse tipo de resultados. Temos receio ou medo! Deste modo, a incerteza, o risco e o medo passam a fazer parte de uma mesma equação.

Felizmente, para a maioria das situações, temos o nosso sistema de ponderação bem afinado. Afastamo-nos ou protegemo-nos quando a probabilidade de ocorrência de um risco é elevada e avançamos quando ela é baixa. Convivemos bem com imensas coisas que têm um risco associado, tanto que estão incorporadas nas nossas rotinas (exemplos: andar de carro, andar na rua ou comer uma refeição). Porquê? Porque o nosso sistema identifica como de baixa probabilidade de más ocorrências.

Mas, este sistema de ponderação pode ser enviesado. Basta que estejamos especialmente preocupados com algo. E a nossa perceção subjetiva de risco aumenta à medida que o nosso medo cresce. Como resposta, revelamos sinais de ansiedade e ativamos mecanismos de proteção contra a ameaça.

Em muitas situações, não quer dizer que os factos indiquem que há uma alteração de probabilidade de ocorrência ou que esta é elevada. Nesses momentos podemos desejar uma coisa, aquela que seria uma solução: colocar controlo sobre as coisas. Se tudo estivesse sobre controlo, tudo seria previsível. Pode ser muito tentador contrariar o Princípio da Incerteza de Heisenberg, mas corremos um outro risco, o de estar à procura de uma solução impossível, que apenas nos gera mais frustração e preocupação.

Face à incerteza, talvez devêssemos ter em atenção alguns aspetos

  • O Princípio da Incerteza é inerente à vivência humana.
  • Temos um sistema que nos permite fazer ponderações de risco. Fazemo-lo todos os dias com imensas coisas.
  • Se há algum tipo específico de preocupação, ele vai enviesar o sistema de ponderação.
  • O risco não aumenta, mas a nossa perceção subjetiva sim, logo a nossa reação emocional e a nossa conduta.
  • Passamos a estar mais vigilantes em relação a isso e a dar mais atenção. Fazemos aquilo que tão bem é captado numa frase de O Principezinho: “Aquilo que a tua rosa tem de tão especial é a atenção que lhe dás”.
Cláudio Pina Fernandes, Gabinete de Apoio Psicopedagógico da Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno da Ciências ULisboa
ínfo.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Para pesquisa de ofertas de emprego na área de Estatística consultar site:www.statjob.com

 

Nos termos previstos no Regulamento das Bolsas de Investigação do IHMT, informa-se que se encontra publicitado nos sites da FCT e do IHMT, o Edital do concurso para atribuição de uma

A FCUL vai ser representada pelas equipas Bytech e StackTracers compostas por alunos do segundo ano da licenciatura em Engenharia Informática.

Collapse Caldera Systems

Conferência no dia 28 de Outubro, 17h00, Edifício C6, FCUL, Campo Grande, Lisboa.

Teresa Chambel

“Multisensory Mixed Reality with Smell and Taste” é o título da palestra do orador convidado Adrian Cheok, professor de Pervasive Computing, na City University London, no Reino Unido.

A Corda Pelo Botânico

O encontro estava marcado para sábado, 19 de Outubro, pelas 16h para começar a esticar mais de 1 km de corda desde a Praça da Alegria e do jardim do Príncipe Real até ao Jardim Botânico.

A instalação de iluminação solar nas escolas remotas nas ilhas de São Tomé e Príncipe, perto do equador, na África Ocidental foi um dos objetivos deste projeto, que pretendeu contribuir para o aparecimento de um mercado local na área da energia solar fotovoltaica.

O modelo foi aplicado ao campus da FCUL mostrando que o aproveitamento da radiação solar nas fachadas dos edifícios permite duplicar o seu potencial solar.

A Qmetrics, SA, empresa de consultoria nas áreas de gestão, estudos de mercado e relacionamento com o cliente, oferece estágio profissional. O candidato deverá apresentar grau académico em

Apesar de já existir há dois anos e meio, numa altura do ano em que chegam à FCUL mais algumas centenas de novos alunos, é importante divulgar a existência do Sistema de Impressão da FCUL para alunos.

No âmbito da avaliação de unidades promovida em 2013 pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, o Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e

Oportunidades além-fronteiras

No decorrer do encontro entre a FCUL e o Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o professor João Graciano Mendonça Filho, responsável por este centro, em jeito de “convite” alertou: “O Brasil precisa de geólogos. Há falta de especialistas desta área no nosso país!”.

No dia 6 de Janeiro de 2014 a FCUL associa-se ao seu Departamento de Matemática para prestar homenagem à memória de Miguel Ramos, matemático e professor desta casa.

Concurso Externo - Estágios Profissionais Remunerados de Recém-Licenciados para Técnico Administrativo
REQUISITOS

Rita Zilhão

A participação interessada e com sucesso dos alunos, é um incentivo para a mobilidade académica de estudantes entre as duas universidades.

É já no próximo sábado mais uma Feira no Botânico. Não perca!

 

Para mais informações:

A principal missão do Departamento de Matemática é a da promoção do ensino e da investigação da Matemática, contribuindo para a criação e transmissão do conhecimento nesta área, bem como

Capa da Agenda FCUL 2012/2013

- Qual é coisa, qual é ela? É retangular e a cor varia normalmente todos os anos. Tem argolas e mais de 200 páginas. Pode-se usar todos os dias ou só em determinadas ocasiões. Sim, é fácil adivinhar! É a Agenda FCUL 2013/2014 e já “anda de mão em mão”…

Fórum Bolsas UL/FAD

“Numa época de crise e com falta de emprego, a solução por vezes é mais simples do que emigrar: criar o próprio emprego e gerar emprego. Este projeto "lançou-me" não só a nível académico (…) como profissional, estando neste momento a desenvolver uma empresa”, informou o antigo aluno do mestrado integrado em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, Ricardo Santos.

 Mestrados do DEIO 2013-14

“Com um simples azulejo” é uma iniciativa do Departamento de Matemática da FCUL dirigida a alunos do 1ºciclo e 2ºciclo do Ensino Básico e destinada a explorar transformações geométricas no plano.

A experiência profissional da cientista iniciou-se na casa que a formou, a FCUL, em 1999, enquanto doutoranda. Nessa altura, exercia funções de investigadora e supervisora de projetos de alunos de licenciatura. Atualmente, o percurso profissional, “continua dentro de casa”.

Trial do Journal of Visualized Experiments

“ (…) Pretendo fazer investigação aplicada, em particular na área da Biotecnologia Vegetal, que possa contribuir para a sociedade e para a economia do país”, refere a investigadora da FCUL que acaba de lançar um artigo na “Food Chemistry, Ana Margarida Fortes.

Isabel Fraga Alves

A Teoria dos Valores Extremos e a Inferência Estatística daí decorrente, têm vindo a invadir de forma transversal um largo espectro de áreas aplicadas e que vão desde ciências ambientais às financeiras, numa interface din&aci

Páginas