Opinião

“O tamanho das coisas dentro de nós”

Imagem de motivação

Aquilo que muitas vezes faz aumentar o tamanho dos medos, é ter medo do medo!

Octávio Pinto
Rosto de Andreia Santos
Andreia Santos
Fonte ACI Ciências

Por vezes, há pensamentos e sensações que são difíceis de compreender, que assumem proporções que nos transportam para um lugar de desconforto crescente, de maior ansiedade, angústia ou até medo. Contudo, olhando para fora, para o exterior, não se encontra motivos, pelo menos na mesma ordem de grandeza com que se perceciona dentro. É neste sentido, que surge uma discrepância entre aquilo que se passa na realidade exterior e na realidade interior.

Mas porque é que isto acontece? Porque há a perceção da existência de uma ameaça, mesmo quando ela não está lá.

Por exemplo, perante situações de avaliação, aquilo que de facto é avaliado são os conhecimentos sobre uma matéria em específico, mas para algumas pessoas a situação é muito ameaçadora porque é percecionada como uma ameaça à sua autoestima, encarando a situação como uma prova do seu valor pessoal. A ansiedade natural presente nestas situações passa a ser, mais desconfortável e por vezes até bloqueadora. Outro exemplo, no contexto das relações amorosas, a pessoa pode ativar alguns dos seus medos (ex: rejeição, abandono) perante comportamentos do outro, quando o outro está apenas a expressar algo com uma intenção completamente diferente.

Estas situações acontecem porque no passado, muito possivelmente ocorreram situações que deixaram marcas emocionais e sentir medo assumiu uma função protetora face aquela situação. A perceção que se tem da realidade e não tanto a realidade em si, condiciona de forma significativa a forma como nos sentimos perante as situações.

Assim, uma das formas de lidar com a ansiedade e o medo é ganhar perspetiva.

Geralmente quando se sente um certo nível de desconforto, a tendência mais comum é afastar desse desconforto, o que pode resultar pelo menos momentaneamente num certo alívio. Contudo, a ansiedade ou o medo não diminuem ou desaparecem. Assim, ganhar perspetiva não significa evitar o medo, significa olhar para o medo de frente, o que implica por si só uma distância, tal como numa relação entre duas pessoas, não é possível haver relação entre elas se estiveram demasiado juntas ou demasiado distantes.

Depois de se olhar de frente para o medo é importante tentar perceber como é que ele é e aceitar que ele faz parte de nós e só aí, se pode estabelecer uma relação com este. Tentar perceber qual é a sua função, o que é que ele está a querer dizer, se é algo antigo e que possivelmente já não precisa de ser ativado ou se é algo novo.

Aquilo que muitas vezes faz aumentar o tamanho dos medos, é ter medo do medo! Se ouvirmos um barulho desconhecido no sótão de uma casa e ele não desaparecer passado um bocado, é natural que se sinta medo, se ele perdurar e nunca se for ao sótão ver o que se passa, é natural que se possam imaginar vários cenários do que poderá ser. Ao ir até ao sótão, por vezes percebe-se que pode ser apenas um pequeno animal, e o medo desaparece ou alivia o grau de desconforto que se estava a viver.

Andreia Santos, Gabinete de Apoio Psicopedagógico da Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Matéria escura

Um grupo de 19 cientistas, 14 deles investigadores do Centro de Física Nuclear da UL e do Instituto Tecnológico e Nuclear da UTL, publicaram recentemente novos resultados que contrariam as alegadas descobertas sobre a matéria escura.

PSMR2012 Conference

Estudante de doutoramento no IBEB ganha prémio para o melhor Poster

Tomás Aquino

Bolseiro do CFMC distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian

Imagem de Kairos em pedra

O próximo e quinto número da revista do Centro de Filosofia das Ciências da UL é lançado em novembro. A submissão de textos termina a 30 de setembro.

Encontra-se aberto concurso para bolsa de estágio na área de suporte aos laboratórios letivos e de investigação do Departamento de Informática da Faculdade de Ciências.

Simulação de uma proteína

Quatro lições sobre proteínas.  As investigadoras Maria José R. Gomes e Patrícia Faísca apresentam quatro razões para não faltar à quinta iniciativa do projeto Ciência na UL.

O Dr. Rui Lopes ex-aluno do Departamento de Informática e investigador no LASIGE, actualmente a trabalhar na Google, foi um dos responsáveis da equipa de desenvolvimento do doodle de hoje (23 de Maio).

A Investigação dos Doutores de Amanhã

Lâmpada

"O objetivo é partilhar com os colegas das outras faculdades a experiência que tivemos, e estamos a ter, com a implementação do modelo de gestão por objetivos, assente na identificação dos processos", diz Ana Rocha, secretária-coordenadora da FCUL.

Vários círculos com várias cores

A reunião de entrada livre e sujeita a prévia inscrição inclui sessões plenárias e workshops sob o tema genérico “Prosseguir a excelência, promovendo as competências da UL”.

Produtos alimentares

“Partilhar o que se tem pode ser um convite a algum sacrifício – mas a solidariedade não pode ser só um sentimento, tem de ser um compromisso de ação”, refere Graça Vieira, professora aposentada da FCUL, a propósito da campanha "Vamos dar com o coração".

Plantas em vasos

Hoje é um dia fascinante. Dia de nos fascinarmos com as plantas, com a sua beleza, com o que nos dão, e nos possibilitam – a vida tal como a conhecemos.

Flor sujeita a tratamento para expressão de um gene

Nesta época do ano, não há nada que mais nos descanse o espírito como um campo repleto de cores: branco, amarelo, lilás, vermelho, com flores de diferentes tamanhos e odores.

Seminário do DF

Anúncio de Seminário do DF

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 (uma) Bolsa de Investigação, no âmbito do projecto de investigação “Erro de não-resposta nas sondagens telefónicas com telemóveis: causas, efeitos e correcçã

Para marcar uma visita ao novo lugar destinado ao estudos das ciências e das artes basta telefonar ou enviar um email.

Fascination of Plants Day - 18 de maio de 2012.

A reportagem multimédia realizada no âmbito da UL Open Night inclui declarações de Sofia Cruz, coordenadora do Núcleo de Comunicação da Reitoria da Universidade de Lisboa (RUL), Isabel Tadeu, coordenadora do Núcleo

A ação de voluntariado acontece entre 26 e 27 de maio. Inscreva-se até dia 18 de maio, através do site UL Alimenta esta Ideia.

 

Anfiteatro da FCUL

Miguel Yus, professor da Universidade de Alicante, recebe o galardão na primeira de cinco conferências proferidas pelo premiado em Portugal.

A Direção de Marketing e Comunicação da RTP oferece estágio remunerado na Área de Audiências e Estudo de Mercado a alunos recém licenciados ou mestrandos em Matemática A

A exposição "O Cálculo de Ontem e de Hoje" está, agora, disponível em versão itinerante.

De 3 a 28 de Maio está patente na "Academia Sénior da Cruz Vermelha Portuguesa-Delegação de Lisboa".

Seminário "Serendipity and The Ups and Downs of Synthesis", apresentado pelo Prof.

Olho verde

Palestras, visitas, exposições e muitas experiências são algumas das atividades previstas.

Páginas