Alumni Ciências ULisboa

Isabel Pinheiro

Aucupari aliorum opinionem. Sondar a opinião dos outros

Tabela Periódica no C8

Isabel Pinheiro é apaixonada por Química e pela tabela periódica

Ciências ULisboa
Isabel Pinheiro
Isabel Pinheiro foi aluna da licenciatura em Química, ramo educacional. Estudou na Politécnica e na 24 de Julho, hoje preserva grandes amizades desses tempos, como é o caso de Estrela Melo Jorge ou Lurdes Henriques
Fonte ACI Ciências ULisboa

“Pessoas precisam de pessoas para serem pessoas.” Isabel Pinheiro, professora de Física e Química na Escola Seomara da Costa Primo, do Agrupamento de Escolas Amadora Oeste, cita o filósofo Augustine Shutte, declarando a sua paixão pela educação, pelo ensino, pela Química e pela Tabela Periódica, criada em 1869 por Dmitry Mendeleev. Isabel Pinheiro dá aulas há cerca de 36 anos.

É a professora mais antiga da Escola Seomara da Costa Primo, mas durante 14 anos assumiu funções num departamento do Ministério da Educação, na área da Educação para os Valores, interrompendo as funções letivas. Há sete anos voltou a dar aulas. “Gostava muito do que estava a fazer, mas tinha muitas saudades dos alunos, da Química. Visitava quase todos os meses a minha escola e os meus colegas”, conta acrescentando que voltar a dar aulas foi quase um renascer e um enorme desafio, já que os programas - atividades experimentais e conteúdos teóricos - mudaram completamente.

Isabel Pinheiro podia ter escolhido uma carreira na área da investigação, mas optou pelo ensino. “Cada descoberta, cada aula, cada aula partilhada com um colega é um momento diferente”, refere de forma emocionada. É que uma das suas paixões a seguir à família é o sistema periódico dos elementos químicos, um instrumento que permite prever as propriedades dos elementos na terra ou em qualquer parte do universo e que em 2019 celebra 150 anos.

“Não se pode dar aulas da mesma maneira, como se dava há 30, cinco ou dois anos … Nunca faço a mesma coisa nas aulas. Uso muito os alunos. Deixei os modelos moleculares, passei para as pessoas… Fazer das pessoas modelos moleculares.”
Isabel Pinheiro

Foi aluna da licenciatura em Química, ramo educacional. Estudou na Politécnica e na 24 de Julho, hoje preserva grandes amizades desses tempos, como é o caso de Estrela Melo Jorge ou Lurdes Henriques. Em 2019 foi com grande alegria que levou os seus alunos a uma visita de estudo ao Laboratório de Química do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da ULisboa, assim como ao Dia Aberto em Ciências ULisboa.

Para Isabel Pinheiro “dar aulas é bonito”, sendo que o mais difícil é a burocracia. Na sua opinião os professores devem ser bons comunicadores e se puderem olhar para a escola como um puzzle integrado, uma espécie de jogo de paciência que combina pessoas, conhecimento e sucesso escolar, tanto melhor.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Ana Eliete
Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas