“Uma História da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (1911-1974)”

Edições FCUL

“Chega-se a ser grande por aquilo que se lê e não por aquilo que se escreve” - disse um dia o poeta e ensaísta argentino Jorge Luís Borges (1899-1986). Para Sakespeare e autores do livro “Uma História da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (1911-1974)”, apresentado ao público no mês passado, o “destino representa um ato do qual o passado é o prólogo e o que se segue a todos incumbe”. Numa ocasião em que se assinala uma vez mais o gosto pela leitura, por que não recomendar esta obra editada pela FCUL e à venda na Livraria Escolar Editora?!

Ana Simões, Ana Carneiro, Maria Paula Diogo, Luís Miguel Carolino e Teresa Salomé Mota, investigadores do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, assinam o livro apresentado ao público no dia 19 de abril, durante a sessão comemorativa dos 102 anos da Faculdade e que contou também com a colaboração de Ana Romão e Conceição Tavares, bolseiras de doutoramento daquele Centro e de Catarina Teixeira, bolseira de investigação do Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

A obra à venda nas Livrarias Escolar Editora, sitas no campus da FCUL e do Instituto Superior Técnico, desde o princípio de maio, é dedicada a Miguel Ramos (1963-2013), que comissariou as comemorações do centenário da FCUL. O livro, com cerca de 250 páginas e dez capítulos, percorre uma linha cronológica, entre 1837, aquando da fundação da Escola Politécnica e 1974, ano da revolução de 25 de abril e consequentes mudanças nos padrões de acesso à universidade.

Durante dois anos, os historiadores das ciências trabalharam neste projeto, conhecendo os altos e baixos da Faculdade, porque só assim se dá a conhecer uma instituição. “Um dos aspetos muito interessantes é a referência que nós fazemos ao papel que as mulheres têm na Faculdade de Ciências”, diz Ana Simões que acredita existirem mil e uma razões para adquirir a obra, que analisa, no contexto nacional, as relações da FCUL com outras instituições e no contexto internacional, a projeção da sua revista.

A professora e coordenadora da Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências acrescenta ainda que o livro procura explicar as reais causas das expulsões de 1947, aprofundar as relações da Faculdade de Ciências com o Instituto Superior Técnico, bem como o papel central que os cientistas tiveram durante a 1.ª República. Estes são alguns dos argumentos enunciados por Ana Simões, os futuros leitores poderão sempre descobrir outros motivos de interesse… Boas leituras!

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

Jorge Manuel Ribeiro Rezende galardoado com o prémio “Abordagem Inovadora”

Intervenção na cerimónia de entrega dos Prémios 'SOS Azulejo' 2012:

Sessões dias 24 e 25 de junho 2013

"Gás de Xisto"?! Sim? Não? Porquê? Como? Onde?

Cerimónia de escritura do Instituto do Petróleo e do Gás

A transferência de conhecimento e tecnologia para a sociedade faz-se mediante o reforço das relações entre as comunidades científica e empresarial. Para J. M. Pinto Paixão, diretor da FCUL, esta é a oportunidade ideal para constituir parcerias suportadas no conhecimento e no exercício de uma cidadania plena.

Acções de Formação em Geologia na FCUL / 2013

Departamento de Geologia da FCUL

Informações sobre o procedimentos de escolha de ramo na Licenciatura em Geologia, 2013-14, do Departamento de Geologia da FCUL.

Alunos de Estatística Aplicada da FCUL

Atualmente, o uso e a aplicação da estatística têm a sua razão de ser não apenas na legitimação da indução, mas também na possibilidade de incorporar a incerteza nas suas conclusões: outro testemunho da sua proximidade ao real.

 

O Departamento de Informática (DI), da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), convida as empresas e instituições para o estabelecimento de Parcerias e a submeter propostas de trabalhos na área de Engenharia Informática e da Seguranç

Sessão de esclarecimento dia 31 de maio 2013, 11h, anfiteatro 2.4.16

Colocação por unidade curricular- informação atualizada

 

Conhece as reais causas das expulsões de 1947? Como eram as relações da Faculdade de Ciências com o Instituto Superior Técnico? Uma das últimas edições da FCUL procura responder a estas e a outras questões.

Alexandre Ribeiro, criador do jogo Fangz destacado recentemente na App Store dos EUA, voltou àquela que foi a sua instituição de ensino superior, a FCUL, para partilhar experiências, curiosidades e dificuldades vivenciadas ao longo da conceção do jogo, aproveitando para responder às dúvidas dos interessados.

Conferência por Isabel Sacramento Grilo, Department of Geological Sciences SDSU, San Diego, California. EUA.

No âmbito do Ano Internacional de Estatística, a Sociedade Portuguesa de Estatística (SPE)  e o Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL)  promovem uma

Visitantes e colaboradores do Dia Aberto em Ciências comentam a iniciativa que em 2013 reuniu cerca de 1400 pessoas, entre alunos do básico e secundário e seus professores.

Inquéritos Pedagógicos. 2.º Semestre de 2012-13

Os Inquéritos Pedagógicos são uma ferramenta fundamental para a avaliação da qualidade do ensino na FCUL

Fangz, jogo criado por aluno da FCUL que conquistou a Apple

Alexandre Ribeiro, antigo aluno do Departamento de Informática da FCUL, é o primeiro português a conseguir destacar uma aplicação nacional na App Store dos EUA. Para além deste destaque, foi eleito jogo da semana no fórum da Touch Arcade, “o site de maior reputação no mundo dos jogos para plataformas móveis”.

Sessões de esclarecimento/apresentação

Secção Autonoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL

A Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências - SAHFC

 

DESAFIO SOCIETAIS 1, 2 E 5: HEALTH, BIO-ECONOMY, CLIMATE ACTION

IV Jobshop

“Os alunos e os responsáveis pelos recursos humanos das empresas participantes poderão dialogar e assim trocar informações úteis acerca dos métodos, oportunidades e critérios de recrutamento utilizados”, informa o presidente da AEFCL, Eduardo Matos.

Logotipo Cost

A próxima reunião do Comité COST, área de Chemistry and Molecular Sciences and Technologies realiza-se em  setembro, em Lisboa. Durante esse acontecimento a organização local prevê estudar, juntamente com os atuais e os antigos delegados a ações COST, novas formas de incrementar a participação portuguesa no Horizonte 2020.

Páginas