Navsafety, uma ajuda na gestão do tráfego marítimo

Ciências ULisboa integrou consórcio do projeto, com a colaboração de cinco investigadores do IDL

vários barcos no mar
Hamish Kale [Unsplash]

Cinco docentes e investigadores do Instituto Dom Luiz (IDL) participaram no consórcio do projeto NAVSAFETY, cujo principal objetivo foi o desenvolvimento de uma plataforma digital de auxílio às entidades portuárias na gestão do tráfego marítimo. O projeto, coordenado pela Universidade de Aveiro (UA), e financiado pelo programa Fundo Azul, terminou no mês de setembro.

logotipo do projeto
Logotipo do projeto
Fonte IDL

NAVSAFETY – “Tecnologias emergentes de deteção remota no suporte em tempo real à segurança da navegação em zonas portuárias” foi levado a cabo por um consórcio entre o Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), polo da UA, a Ciências ULisboa, o Instituto Superior de Engenharia do Porto, a Simbiente, uma empresa de gestão de recursos naturais, a Direção Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos e a Administração do Porto da Figueira da Foz.

Os investigadores do IDL envolvidos no projeto foram Ana Nobre Silva, Bárbara Proença, Cristina Lira, César Andrade e Rui Taborda. O principal objetivo foi o desenvolvimento de uma ferramenta de monitorização, em tempo real, para auxílio nas operações de acesso a portos com problemas específicos relacionados com a forte dinâmica dos fundos marinhos.

O protótipo desenvolvido baseia-se na recolha de dados de vídeo-monitorização sobre a zona de acesso ao porto. Numa primeira fase, esta ferramenta fornece informação sobre a superfície do mar, nomeadamente sobre as ondas que se propagam na região adjacente ao porto. A partir do conhecimento da velocidade de propagação destas ondas obtêm-se indicações indiretas sobre a profundidade. A este processo de cálculo de profundidade a partir da velocidade de propagação das ondas dá-se o nome de “inversão batimétrica”, um dado que fornece indicadores de profundidade bastante úteis para a gestão de acesso aos portos.

vários ecras de telemovel com o prototipo da aplicação
Protótipo da plataforma
Fonte Navsafety

O caso de estudo escolhido para o projeto foi o porto da Figueira da Foz. Neste local, explica Bárbara Proença, existe uma necessidade constante de obter um conhecimento atualizado sobre o fundo do mar, devido à elevada dinâmica sedimentar que origina a formação de uma grande barra arenosa submarina. Quando a barra se desenvolve em frente ao canal de navegação, diminuindo a profundidade do canal de acesso ao porto, esta pode impedir a entrada das embarcações de maior calado (parte submersa do navio), existindo um risco acrescido de acidentes na entrada e saída do porto. Para certas condições de agitação marítima, e com a presença da barra submarina desenvolvida, podem ocorrer fenómenos de rebentação das ondas que colocam em risco a segurança da navegação.

Navsafety contou com um financiamento de cerca de 180 000 €. Arrancou em julho de 2019 e teve uma duração de três anos e três meses.

A 19 de julho o projeto foi apresentado a seis eurodeputados da Comissão das Pescas do Parlamento Europeu, que se encontravam de visita a Portugal para conhecer as con­di­ções operacionais de alguns por­tos nacionais, bem como so­luções tecnológicas disponíveis no mercado e algumas das tecnologias em desenvolvi­men­to nos centros de conhecimento, como é o caso deste projeto. O acontecimento teve destaque no Diário de Aveiro.

Para além da investigação científica e tecnológica inerente, os investigadores centraram-se na aplicação real e transferência de conhecimento sobre as características do fundo submarino, uma necessidade transversal a vários portos, em particular os mais suscetíveis a problemas de assoreamento. O desenvolvimento de ferramentas práticas irá permitir perceber em que locais existem problemas de assoreamento, possibilitando prever possíveis falhas na segurança da navegação.

O protótipo desenvolvido foi testado, com a realização de um exercício de previsão da batimetria na área de estudo, por ocasião de uma tempestade que colocou à prova o algoritmo desenvolvido. “Os resultados foram muito bons e colocaram em evidência o potencial, mas também a responsabilidade que a operacionalização de um sistema desta natureza apresenta”, partilha Bárbara Proença.

Para a investigadora, “o balanço é muito positivo, não só pelo trabalho que foi desenvolvido, através de colaborações e parcerias que se consolidaram, mas também pelas perspetivas de trabalho futuro”. Cumpridos os objetivos a que se propuseram, será agora necessário operacionalizar a ferramenta, que, diz Bárbara Proença, implica ainda “um longo e desafiante caminho a percorrer”

Está disponível no YouTube um webinar no qual foi apresentado o projeto.

GJ com IDL Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Aula aberta - Mestrado em Biologia Molecular e Genética

7 de Novembro, 11:00, sala 2.4.16

 

INFORMAÇÃO

Recent years have witnessed the emergence of new sequencing technologies that are revolutionizing the approach to public health problems.

Na FCUL existe uma unidade curricular designada Projeto Empresarial. Esta “cadeira”, comum ao ISCTE-IUL, prepara os alunos para a realidade empresarial e tecnológica. No total, cerca de 300 alunos já a frequentaram.

Carlos Rafael Mendes

A tese do antigo aluno da FCUL, Carlos Rafael Borges Mendes e recentemente premiada, contou com a orientação conjunta das professoras Vanda Brotas e Virginia M. Tavano.

Web of Science Book Citation Index - Trial para todos os membros b-on

Estão abertas as inscrições para a disciplina que promove o empreendedorismo - Projeto Empresarial. Todos os alunos de mestrado ou nos dois últimos anos de mestrado integrado podem candidatar-se até dia 16 de novembro.

A FCUL, bem como toda a Universidade de Lisboa está sem acesso à Internet desde cerca das 11:45 da manhã.

Professora Olga Pombo, autora do livro "O Círculo dos Saberes"

“Estou convencida que a imagem do círculo constitui um arquétipo, uma determinação conceptual prévia a toda a investigação”, defende Olga Pombo, docente na FCUL e autora do livro “O Círculo dos Saberes”.

Imagem ilustrativa do livro "O Círculo dos Saberes"

“A apresentação do livro seguirá um formato sério e discreto. O professor Shahid Rahman fará uma apresentação e apreciação do livro e eu agradecerei todas as suas palavras, sejam elas elogiosas, sejam críticas", afirma a autora Olga Pombo.

Trial para todos os Membros da b-on.

Pessoas a correr junto ao Marquês de Pombal

A primeira Corrida da Ciência aconteceu o ano passado por ocasião das celebrações dos 100 anos da FCUL. A edição deste ano integra-se na 2.ª Edição do AmbientALL – Universidade em Movimento.

O concurso de programação destina-se a alunos universitários e este ano junta 16 equipas, oriundas de oito instituições universitárias portuguesas. A equipa da FCUL chama-se BigO(1).

Imagem da professora Maria José Boavida

“Colega amiga”, “orientadora empenhada e humanista” e “investigadora solidária”, assim se recorda Maria José Boavida (1948 – 2012).

Desenho do campus da FCUL

As tabelas e notas científicas, assim como as regras elementares de segurança em laboratórios são algumas das mais-valias deste “livro”.

A fim de cumprir com o estabelecido no Regulamento Eleitoral, o Caderno Eleitoral para a eleição do Presidente do Departamento de Estatística e Investigação Operacional está disponível para consulta.

 O projecto CAMPUS UL realizado pelos alunos de mestrado em Engenharia Geográfica no âmbito das disciplinas de Fotogrametria Analítica e de Produção Cartográfica ganhou o segundo prémio no concurso internacional de projectos com fins educativos

lâmpada

"Criar, transferir e valorizar economicamente o conhecimento científico" é a causa primária do renovado centro de inovação, situado no campus da FCUL.

Hoje, quarta-feira, dia 10 de Outubro de 2012, registou-se uma quebra no acesso à Internet pelas 17h00 por cerca de 5 minutos.

A causa foi externa à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e ainda não fomos informados das suas causas.

Estão abertas três vagas para bolseiros para a Unidade de Informática

Imagem do professor J. Sebastião e Silva

O Departamento de Matemática da FCUL apresenta obras selecionadas de personalidades da nossa história, nomeadamente os Compêndios de Matemática e os respetivos Guias para professores de José Sebastião de Silva, cujos direitos patrimoniais foram cedidos à Faculdade por um período de 30 anos.

Devido a uma avaria no equipamento de Videoconferência, o serviço encontra-se interrompido por tempo indeterminado. Pedimos desculpa pelo incómodo causado.

Alunos aguardam a sua vez na fila para as inscrições

Este ano, durante a 1.ª fase de inscrições, foi realizado um inquérito a 845 estudantes. De acordo com os resultados obtidos, o reconhecimento da competência científica (25%), a localização (22%) e a nota de candidatura (22%), foram determinantes na escolha da FCUL.

Abertura de Concurso para uma posição de substituição de Doutor Ciência na CFNUL na área Física Nuclear – Reações Nucleares, ver anúncio em http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&job

Páginas