BioMimetx

BioMimetx
cedida por GC

A empresa BioMimetx, uma spin-off da Faculdade de Ciências, da Faculdade de Medicina Dentária e do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária da ULisboa, foi criada durante a participação no COHiTEC 2013, um programa destinado a apoiar a valorização do conhecimento produzido em instituições nacionais de I&D.

A ideia nasceu de um trabalho de recolha de bactérias ambientais com níveis de resistência elevada a antibióticos de última geração. Na coleção de bactérias obtida, Gonçalo Costa, cofundador desta empresa e investigador do Departamento de Química e Bioquímica de Ciências, explica que houve uma que despertou a atenção por “produzir uma grande quantidade de compostos que revelaram, após análise mais aprofundada, possuir caraterísticas biocidas, ou seja possuir atividade antimicrobiana, antifúngica e algicida”. Foi assim que encontraram uma bactéria única que “ao longo de milhões de anos de evolução otimizou um cocktail de compostos biológicos, com largo espectro de atividade e que constituem a base de uma plataforma para o desenvolvimento de novos biocidas direcionados a um leque alargado de setores”.


Fonte: cedida por GC
Legenda: A parceria estabelecida entre a COTEC Portugal e a Caixa Capital, no âmbito do programa de aceleração de novas tecnologias ACT by COTEC, envolve o investimento, por ano, de capital de risco em dois projetos que passaram pelo programa ACT

O biocida da BioMimetx destina-se à resolução do problema global da bioincrustação, que consiste no mecanismo natural de adesão de organismos a qualquer superfície que seja colocada em água. Este fenómeno é um problema à escala mundial, mais especificamente na área das atividades marítimas, como desenvolve Gonçalo Costa: “estima-se que a bioincrustação provoque um consumo adicional anual de combustível na ordem dos 100 milhões de toneladas, que se traduz num aumento da despesa anual em 51 milhões de euros e 3,7 milhões de euros em custos de manutenção por ano, em ambos os casos, considerando a frota mundial”. Além do custo financeiro, a bioincrustração é uma ameaça aos ecossistemas marinhos. A tecnologia desta empresa traduz-se assim no desenvolvimento de bioaditivos para tintas marítimas antifouling.

Esta inovação valeu três distinções à empresa, o prémio Novo Banco Inovação, para a área de recursos naturais e ambiente; no evento Cleantech summit Rotterdam, a distinção como uma das cinco melhores apresentações de empresas emergentes e, mais recentemente, o prémio Caixa Capital/Cotec – Prémio Jovem Empreendedor.


Fonte: cedida por GC
Legenda: A equipa desta spin-off é composta por três promotores, Gonçalo Costa, de Ciências ULisboa; Romana Santos, investigadora da Faculdade de Medicina Dentária da ULisboa; Patrick Freire, Investigador do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; e pela CEO Cristina Simões, docente do ISCTE-IUL

O Prémio Jovem Empreendedor, atribuído a esta empresa e à Nanoinspire, traduz-se no financiamento de 100 mil euros a cada projeto. A parceria estabelecida entre a COTEC Portugal e a Caixa Capital, no âmbito do programa de aceleração de novas tecnologias ACT by COTEC, envolve o investimento, por ano, de capital de risco em dois projetos que passaram pelo programa ACT.

A equipa desta spin-off é composta por três promotores, Gonçalo Costa, de Ciências ULisboa; Romana Santos, investigadora da Faculdade de Medicina Dentária da ULisboa; Patrick Freire, Investigador do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; e pela CEO Cristina Simões, docente do ISCTE-IUL.


Fonte: cedida por GC
Legenda: Esta inovação valeu três distinções à empresa, o prémio Novo Banco Inovação, a distinção como uma das cinco melhores apresentações de empresas emergentes e, mais recentemente, o prémio Caixa Capital/Cotec – Prémio Jovem Empreendedor

À Faculdade de Ciências da ULisboa, a equipa atribui “uma enorme importância [na fase de conhecimento, em detalhe, da constituição e atividade dos componentes que constituem os biocidas desenvolvidos pela BioMimetx], dado a capacidade analítica aqui existente, nomeadamente o laboratório de FTICR e espectrometria de massa estrutural, onde foram feitas grande parte destas análises”.

Dentro de três anos a empresa prevê que o produto esteja a ser comercializado. A equipa garante que ideias para o futuro não faltam já que “a tecnologia BiomiMetx permite desenvolver biocidas para várias áreas de negócios além do combate à bioincrustação. Estes produtos estão neste momento a ser desenvolvidos com grupos académicos de várias instituições nacionais”.

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

A segunda edição do FCUL Rally Pro realizou-se na tarde de 2 de julho.

De 7 de julho a 5 de setembro de 2014 as bibliotecas do C4 e do C8 têm alteração no horário de funcionamento.

Pedro Garret, Investigador de Ciências

A informação com possíveis cenários climáticos até ao final do século já está disponível para consulta de autarquias, responsáveis por licenciamentos de obras, proprietários que queiram construir e autoridades de proteção civil.

Alunos no campus de Ciências

“Quem não gostaria de gerir uma empresa sem o verdadeiro risco mas, ainda assim, de uma forma bastante realista?”, questiona João Guilherme Rodrigues, aluno de Ciências e um dos 21 concorrentes da Faculdade ao Global Management Challenge (GMC).

Qual é a maior alegria de um professor? Para a maioria é com certeza o bem-estar e o sucesso dos seus alunos.

Escolha de Ramo em Geologia / 2014

Listas definitivas divulgadas em 23 de Julho de 2014.

Helder Coelho, professor do Departamento de Informática da FCUL e um dos investigadores fundadores da Inteligência Artificial

“Tenho pensado em fazer um curso, uma formação extra virada para a área da Energia, não só para ajudar os meus alunos mas também por mim, por satisfação, para aprender”, conta Carlos Paulino, professor do ensino secundário.

Anfiteatro da Escola de Ciências

Universidade do Minho

Departamento de Biologia

23 a 26 de Junho

 

 

A Thomson Reuters alerta para a interrupção de serviços.

 “O mar tomou-se de repente muito novo e muito antigo”

O MARE organizou uma viagem a bordo de um Galeão para dar a conhecer a fauna local do Parque Marinho do Parque Natural da Arrábida. No total, 100 pessoas participaram nas iniciativas de comemoração do Dia Mundial do Ambiente organizadas por este centro.

Gostava de fazer um estágio aplicando os conhecimentos de Estatística Aplicada à área de Recursos Humanos? A Ernst & Young lança proposta.

Cátia Raminhos e Jorge Santos, estudantes do mestrado em Engenharia Informática de Ciências, lançaram uma plataforma de partilha de informação dedicada ao autismo e que já chegou a 33 países.

Orador: Ivana Ljubic (University of Vienna)

 

Título: The Recoverable Robust Facility Location Problem

 

O desafio está lançado: experimentar, na primeira pessoa, a realidade da investigação científica na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e conhecer por dentro o campus universitário e os seus laboratórios, de 21 a 24 de julho.

Denís Graña e José Sebio desenvolveram este projeto no âmbito da disciplina de Aplicações na Web do mestrado em Engenharia Informática de Ciências.

O Centro de Investigação Operacional realizará no dia 19 de junho, quinta-feira, às 14H30, na sala 6.4.31, um Seminário intitulado The Recoverable Robust Facility Location Prob

Mapa

A FCT e a FAPESP pretendem lançar em 2014 um concurso para projetos de investigação, com equipas conjuntas, em todos os domínios científicos.

Observatório Astronómico

O Edifício das Matemáticas, que faz parte do complexo arquitetónico do Observatório Astronómico, foi também recentemente modelado em 3D por um grupo de alunos da Faculdade de Ciências da ULisboa.

Mais uma visita a uma escola, na região oeste, para uma sessão com duas palestras...

Aberta aos sábados, até às 17h00, entre 7 e 28 de junho.

Ambiente subaquático

O passeio a bordo do galeão ocorre durante a manhã. Os participantes além de recolherem o lixo subaquático também poderão fotografar a biodiversidade. Da parte da tarde estão previstas outras ações como a identificação de sons de animais marinhos, a observação de plâncton à lupa e a recolha de amostras para análises genéticas.

HoliBraille

Diogo Marques e Tiago Guerreiro, investigadores de Ciências, assinam juntamente com outros cinco investigadores o artigo "Augmenting Braille Input through Multitouch Feedback".

Páginas