Apoio especial a projetos Research 4 COVID-19: Ganna Rozhnova coordena projeto promovido pela FCiências.ID

“Ao fazer previsões para dois países - Holanda e Portugal - podemos aprender e testar a robustez do nosso modelo”

Cientistas alertam para benefícios do uso de máscara, lavagem das mãos e distanciamento social

Informação eletrónica de rua: Keep your distance

Investigadores da UMC Ultrect defendem a importância de manter uma forte consciência dos riscos da COVID-19 e que essa consciência pode facilitar a adesão às medidas de proteção autoimpostas

Unsplash - Nick Fewings
Ganna Roszhnova
Atualmente, parte do tempo de Ganna Rozhnova tem sido passado a avaliar modelos de evolução da epidemia para diferentes cenários de desconfinamento, por exemplo, a abertura de escolas e universidades, a redução do nível de distanciamento social da população, etc.
Imagem cedida por GR

Uma das principais questões relacionadas com a COVID-19 tem que ver com as perspetivas da segunda vaga e as estratégias para controlá-la. Quem o diz é Ganna Rozhnova, professora do Departamento de Epidemiologia da Universitair Medisch Centrum (UMC) Utrecht, na Holanda, antiga aluna da Ciências ULisboa e colaboradora do grupo de Física dos Sistemas Biológicos do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI).

Ganna Rozhnova trabalha em modelação epidemiológica, mas antes de assumir funções na UMC Utrecht foi aluna de doutoramento em Física Estatística, tendo sido orientada por Ana Nunes, professora do Departamento de Física e investigadora do BioISI.

Em abril passado, Ganna Rozhnova obteve financiamento para desenvolver o projeto “Making the way out: model-based evaluation of exit strategies from the COVID-19 lock-down in Portugal”, no âmbito do Apoio especial a projetos Research 4 COVID-19. Este projeto tem como entidade promotora a FCiências.ID - Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências e inclui a colaboração de Ana Nunes, Manuel Carmo Gomes, Carlota Rebelo e João Nogueira. “Estou contente pela oportunidade de trabalhar com esta equipa e por ter acesso aos dados portugueses da COVID-19. Ao fazer previsões para dois países - Holanda e Portugal -, podemos aprender e testar a robustez do nosso modelo de previsões”, menciona a investigadora principal do projeto, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) no valor de €17490,00.

“Estudar na Faculdade foi divertido”, conta Ganna Rozhnova, que fez muitos amigos em Portugal e que ao fim de alguns meses neste país já falava bem a língua. “Foi uma época ótima, adquiri muitos valores, durante o doutoramento, e que continuo a colocar em prática”, salienta a cientista distinguida com o Programa de Estímulo à Investigação da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) e com bolsas de doutoramento e pós-doutoramento da FCT, que lhe proporcionaram muitas oportunidades de investigação, visitas a outros grupos científicos e conferências um pouco por todo o mundo. Além do trabalho realizado com o grupo de Ana Nunes e de Alan McKane, coordenador do Complex Systems and Statistical Physics Group, da Universidade de Manchester, no Reino Unido, Ganna Rozhnova já trabalhou também com os grupos de Michael Lassig, Igor Rouzine, Leor Weinberger, Bryan Grenfell, Jessica Metcalf e Luca Peliti.

"Desde a sua chegada que a excelente preparação que trazia e as suas qualidades pessoais a afirmaram como a melhor aluna do seu curso - ao mesmo tempo que aprendia português!", revela Ana Nunes, acrescentando que "o seu trabalho de doutoramento, distinguido pela FCG, foi uma das minhas melhores experiências de orientação, à medida que a excelente aluna que a Ganna já era foi amadurecendo e revelando também as qualidades de uma excelente investigadora".

Compreensão da dinâmica espaciotemporal e da evolução das doenças infeciosas

Desde que terminou os estudos em Portugal, Ganna Rozhnova continuou a colaborar com o grupo do BioISI, polo da Ciências ULisboa, no contexto da propagação de doenças infeciosas, um trabalho que se estende naturalmente ao grupo de investigadores da UMC Utrecht - Michiel van Boven, Mirjam Kretzschmar, Marc Bonten.

Atualmente, parte do seu tempo tem sido passado a avaliar modelos de evolução da epidemia para diferentes cenários de desconfinamento, por exemplo, a abertura de escolas e universidades, a redução do nível de distanciamento social da população, etc.. Outros assuntos da sua agenda também passam pela avaliação do impacto das estratégias de vacinação contra a COVID-19, a dinâmica futura da COVID-19 e a gripe sazonal.

Recentemente colaborou também em dois papers publicados na Plos Medicine e na Lancet, nos quais são abordadas problemáticas relacionadas com o impacto das medidas de prevenção na dinâmica da propagação da COVID-19.

Estes estudos foram realizados por investigadores da UMC Ultrect, que defendem a importância de manter uma forte consciência dos riscos desta doença e que essa consciência pode facilitar a adesão às medidas de proteção autoimpostas, como o uso de máscara, lavagem das mãos e distanciamento social, e que quando adotadas em conjunto, minimizam o tamanho do pico da epidemia, minimizando por sua vez o impacto na economia e sociedade.

Impact of self-imposed prevention measures and short-term government-imposed social distancing on mitigating and delaying a COVID-19 epidemic: A modelling study” é da autoria de Alexandra Teslya, Thi Mui Pham, Noortje G. Godijk, Mirjam E. Kretzschmar, Martin C. J. Bootsma e Ganna Rozhnova.
Impact of delays on effectiveness of contact tracing strategies for COVID-19: a modelling study” é da autoria de Mirjam E Kretzschmar, Ganna Rozhnova, Martin C J Bootsma, Michiel van Boven, Janneke H H M van de Wijgert e Marc J M Bonten.

Desde que saiu da Ucrânia o mundo de Ganna Rozhnova gira em torno da compreensão da dinâmica espaciotemporal e da evolução das doenças infeciosas, nomeadamente em vários aspetos da modelagem de infeções infantis, HIV e gripe, explorando uma ampla gama de questões teóricas a aplicadas.

"O perfil de formação da Ganna Rozhnova, assente na Física e com muito boas bases de Matemática, é sem dúvida um factor de sucesso na área de trabalho interdisciplinar que escolheu, e estou segura de que ao longo da sua carreira continuará a produzir contribuições muito relevantes. Para o grupo de Física de Sistemas Biológicos no BioISI a sua colaboração é certamente muito importante, e para toda a comunidade da Faculdade será sempre uma enorme satisfação poder contá-la entre os seus alumni."
Ana Nunes

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

robot e criança

Ecossistema de grandes modelos de linguagem de IA Generativa para a língua portuguesa foi expandido com novas versões dos modelos Albertina e Gervásio.

Participantes da 1.ª edição do JAB

A 1ª edição do JAB, um evento inovador destinado a jovens empreendedores, organizado pela JUST - Júnior Iniciativa de Ciências ocorreu nos dias 22 e 23 de março passado e teve como foco a Educação de Qualidade, quarto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Pessoas

Uma comitiva da Shanghai Ocean University (SHOU), cuja origem remonta à Escola de Pesca da Província de Jiangsu, fundada em 1912, visitou Ciências ULisboa no passado dia 25 de março. Wang Hongzhou, presidente do Conselho da universidade chinesa, elogiou o avanço da investigação realizada na Ciências ULisboa, destacando as boas práticas de gestão, interdisciplinaridade e foco na missão. Durante a ocasião, Luís Carriço, diretor da Ciências ULisboa, reconheceu a importância das relações bilaterais com a China.

Alunos dinarmarqueses junto à tabela periódica

Um grupo de 25 estudantes do ensino secundário do Egedal Gymnasium & HF, da Dinamarca, visitou a Ciências ULisboa no passado dia 21 de março.

Sala com pessoas

A “Sessão de demonstração do serviço CONNECT – Caso de uso #1, Estuário do Tejo” ocorreu no passado dia 13 de março.

Várias pessoas no stand da Fcauldade Futurália

Como já vem sendo tradição, a Ciências ULisboa esteve presente na 15.ª edição da Futurália, a maior feira de educação, formação e empregabilidade do país, que se realizou entre 20 e 23 de março, na FIL - Feira Internacional de Lisboa e que juntou muitos visitantes, especialmente candidatos ao ensino superior. A Direção da Ciências ULisboa agradece aos mais de 200 estudantes voluntários e aos cerca de 70 professores, investigadores, entre outros profissionais que se vestiram de azul para esclarecerem as dúvidas dos candidatos ao ensino superior, lançando ainda o convite para visitarem a Faculdade no próximo Dia Aberto, que se realiza no próximo dia 8 de maio e cujas inscrições podem ser feitas aqui. Até lá!

Imagem do Miguel Pires durante a competição ocorrida em videoconferência

Miguel Pires, estudante da licenciatura de Engenharia Geoespacial da Ciências ULisboa, venceu a edição portuguesa do Esri Young Scholars Award e que lhe dá a oportunidade de apresentar o seu projeto Dashboard CicLisboa no maior evento de Sistemas de Informação Geográfica a nível mundial - o Esri User Conference e a Education Summit -, ambos a decorrer no próximo mês de julho, em San Diego, na Califórnia (EUA).

Pessoa numa praia com neve

A missão da Ciências ULisboa é criar, transmitir e difundir conhecimento científico e tecnológico, promovendo uma cultura de aprendizagem permanente, valorizando o pensamento crítico e a autonomia intelectual. Nesta “casa“ todos os dias alunos, professores, investigadores, entre outros profissionais encontram motivos para cuidar do nosso planeta. Bem hajam!

Dia Internacional das Florestas 2024

Leia o testemunho de António Vaz Pato, estudante do mestrado de Biologia da Conservação e guardião da HortaFCUL, a propósito desta efeméride e assista ao vídeo que preparamos para celebrar esta data especial nas nossas redes sociais: YouTube, Facebook, LinkedIn e Instagram.

céu

João Pires Ribeiro, professor aposentado do Departamento de Física da Ciências ULisboa, faleceu dia 18 de março, em Lisboa, aos 83 anos. A Ciências ULisboa lamenta o triste acontecimento e apresenta as condolências aos seus familiares, amigos, colegas e antigos estudantes.

Tiago Oliveira, Ricardo Mendes e Alysson Bessani

A Vawlt, uma spin-off da Ciências ULisboa, conseguiu angariar 2,15 milhões de euros e três novos investidores - a Lince Capital, a Basinghall e a Beta Capital - para impulsionar ainda mais a inovação do seu produto, elevando o investimento total acumulado para os três milhões euros.

Páginas