Capes e FCT em Ciências

“Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”

Brasil quer atrair bolseiros portugueses

“Esta reunião foi importante para desenvolver novos programas que se traduzam em novos instrumentos de financiamento que permitam apoiar equipas brasileiras e portuguesas em áreas que sejam consideradas estratégicas para os dois países”, disse Paulo Pereira, vogal da FCT. Para a Fundação é importante começar a desenhar novos programas e alargar o âmbito da cooperação que já existe. “Há intenção de otimizar as sinergias, nalguns casos trata-se de utilizar instrumentos de financiamento existentes, noutros casos trata-se de dar a conhecer as oportunidades que existem no Brasil. Há uma grande assimetria entre os portugueses que vão e os brasileiros que recebemos, que são em muito maior número. A comunidade científica precisa de conhecer o que o Brasil tem para oferecer”, conclui Paulo Pereira.

A apresentação de seis unidades de I&D e a sua articulação com os programas doutorais de Ciências foi um dos pontos da agenda da visita de Jorge Almeida Guimarães, presidente da Capes, às instalações de Ciências no passado dia 11 de julho.

A Direção da Faculdade de Ciências da ULisboa respondeu favoravelmente ao convite lançado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) no sentido de organizar o referido encontro com aquela fundação do Ministério da Educação brasileiro, criada em 1951. Algumas das áreas em foco na reunião de trabalho foram sugeridas pela FCT, outras foram propostas por Ciências, nomeadamente a divulgação de determinados programas doutorais e ações de cooperação em curso, áreas manifestamente importantes na relação entre os dois países.

Para Jorge Almeida Guimarães, o balanço da visita a Ciências é positivo já que ficou a conhecer com maior detalhe cada um dos programas doutorais da Faculdade de Ciências da ULisboa. “Eu já sabia que teríamos boas apresentações e bons temas”, comentou o dirigente no final da reunião.

Os professores e investigadores de Ciências, Amélia Rauter, Luís Sanchez, Pedro Miranda, Henrique Cabral, Margarida Amaral e Margarida Santos-Reis, apresentaram respetivamente o Centro de Química e Bioquímica; o Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional; o Instituto D. Luiz; o MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente; o BioISI – Biosystems & Integrativa Sciences Institute e o Ce3C – Centre for Ecology, Evolution and Environmental Change.

Imagem abstrata
A Capes existe desde 1951
Fonte Octávio Pinto

A essas apresentações juntaram-se as exposições dos professores cientistas, António Branco e Fernando Barriga, sobre “Ciência e Tecnologia da Língua Portuguesa: Cooperação com instituições brasileiras” e “Geociências Portugal-Brasil: pistas para a compreensão do Atlântico”.

Para Jorge Almeida Guimarães é sempre agradável estar em Portugal, salientando o facto de que identificadas as universidades brasileiras com interesse em cooperar com a ULisboa, o passo seguinte será aumentar a mobilidade nos dois sentidos. “Nós oferecemos muitas oportunidades sobretudo para pós-doutorados, pessoas bem treinadas”, disse Jorge Almeida Guimarães, referindo que em Portugal existem mais de cinco mil bolseiros brasileiros, enquanto o número de portugueses no Brasil é ainda reduzido.

Por isso mesmo, José Manuel Rebordão, subdiretor de Ciências, diz que esta oportunidade serviu também para alertar a FCT e a Capes para a falta de instrumentos que viabilizam ações de cooperação entre os dois países e para a necessidade de divulgar informação sobre cooperações científicas e pedagógicas, a fim de otimizar este tipo de encontros e potenciar possíveis intercâmbios. “A perspetiva é: água mole em pedra dura tanto bate até que fura – Isso está a ser feito”, acrescenta José Manuel Rebordão.

Sem título
O número de bolseiros portugueses no Brasil ainda é reduzido
Fonte Octávio Pinto

Após a visita a Portugal, Jorge Almeida Guimarães viajou para Cabo Verde para entregar os diplomas aos alunos que concluíram com sucesso o 1.º ano de um programa de formação avançada na área das Ciências da Saúde e que resulta de uma parceria entre a FCT e a Capes. Este programa de estudos reúne investigadores e professores portugueses e brasileiros, que dão formação a estudantes dos PALOP.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura
info.ciencias@fc.ul.pt

 

O Departamento de Matemática recebeu ontem, dia  4 de Fevereiro, cerca de 70 alunos (9º ano) do  Agrupamento de Escolas D. Miguel de Almeida - Abrantes.

Entre os empregos mais bem pagos contam-se os que estão ligados às engenharias.

Capa

Esta coleção de Livros Brancos foi organizada pela META-NET, uma rede de excelência parcialmente financiada pela Comissão Europeia, que levou a cabo uma análise dos recursos e tecnologias da linguagem atualmente disponíveis. A análise abordou as 23 línguas oficiais europeias assim como outras línguas importantes na Europa a nível nacional e regional. 

O Prémio João Branco é uma iniciativa conjunta da Universidade de Aveiro e da família do designer Jo

Dia 4 Fevereiro 2013 – 14:00h às 19:30h (Sala 2.2.15)

Primeiro plenário do IPBES

Grupo liderado por Henrique Miguel Pereira, investigador do Centro de Biologia Ambiental da FCUL, submete à apreciação da comunidade científica o desenvolvimento de um sistema de monitorização da biodiversidade baseado num conjunto de variáveis essenciais.

Rosto de Maria Antónia Amaral Turkman

“Ao longo dos últimos dois séculos a Estatística foi indispensável em confirmar muitas das maiores descobertas científicas e inovações da humanidade, tais como a partícula bosão de Higgs e a Revolução Verde na agricultura”, declaram Daniel Paulino, presidente da Sociedade Portuguesa de Estatística e Maria Antónia Amaral Turkman, coordenadora do CEAUL.

Dois artigos -- contando com docentes e investigadores do GeoFCUL no seu elenco de autores -- assinalados no “TOP 25 Hottest Papers” de Abril-Junho de 2011 da revista Journal of South American Earth Studies (Sciencedirect / Elsevier).

Henrique Leitão foi eleito membro efetivo da Académie International d'Histoire des Sciences, pela relevância da sua carreira e produção intelectual. Para o historiador das ciências foi uma “honra enorme” receber a distinção, “a maior ambição de qualquer estudioso ou cientista”.

Proposal for a REGULATION OF THE EUROPEAN PARLIAMENT AND OF THE COUNCIL.

Laying down the rules for the participation and dissemination in 'Horizon 2020 – the Framework Programme for Research and Innovation (2014-2020).

EUA represents over 850 universities and university associations across 47 European countries. Its highly diverse membership covers the full spectrum of universities participating in European research programmes.

Vai realizar-se de 18 a 20 de Março de 2013, em honra do Professor Ross Leadbetter, o "Symposium on Recent Advances in Extreme Value Theory ".

Face de Maria Amélia Martins-Loução

O Flora-On sistematiza informação fotográfica, geográfica, morfológica e ecológica de todas as espécies de plantas vasculares autóctones ou naturalizadas listadas para a flora de Portugal. Atualmente, através deste portal acede a 164 famílias, 836 géneros e 2991 espécies.

Cortejo académico na Aula Magna

A cerimónia de abertura do ano letivo de 2012/2013 marca uma nova etapa do ensino superior público.
Exegi monumentum aere perennius - Ergui um monumento mais duradouro que o bronze.
Da nova Universidade de Lisboa vê-se o mundo...

Crianças dos 5 aos 9 anos descobrem as Ciências na FCUL

A FCUL abriu as portas do conhecimento aos alunos do Colégio Infantes de Portugal, de Palmela. Durante uma manhã, os laboratórios de Biologia e de Química e Bioquímica foram explorados por cerca de 20 crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 9 anos.

Encontra-se aberto concurso externo para o Banco de Portugal - Departamento de Supervisão Prudencial, com vista ao preenchimento de vagas de Técnico Superior para a área de supervisão

“A inovação é tipo ‘ovo de Colombo’, depois de se saber, parece fácil. Só que ‘saber’ significa um longo caminho de amadurecimento do conhecimento”, declara Maria Filomena Camões, docente do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, a propósito da atribuição da Bolsa Europeia de Excelência de Investigação.

A. M. Galopim de Carvalho num dos geoparques

O pioneiro da Geoconservação em Portugal sente-se agradado pelo reconhecimento dos mais de 20 anos de serviço em prol da preservação e salvaguarda dos geoparques, considerando o tributo um importante incentivo para a defesa territorial, para a promoção da geodiversidade e para o desenvolvimento sustentável baseado no património geológico.

Páginas