Capes e FCT em Ciências

“Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”

Brasil quer atrair bolseiros portugueses

“Esta reunião foi importante para desenvolver novos programas que se traduzam em novos instrumentos de financiamento que permitam apoiar equipas brasileiras e portuguesas em áreas que sejam consideradas estratégicas para os dois países”, disse Paulo Pereira, vogal da FCT. Para a Fundação é importante começar a desenhar novos programas e alargar o âmbito da cooperação que já existe. “Há intenção de otimizar as sinergias, nalguns casos trata-se de utilizar instrumentos de financiamento existentes, noutros casos trata-se de dar a conhecer as oportunidades que existem no Brasil. Há uma grande assimetria entre os portugueses que vão e os brasileiros que recebemos, que são em muito maior número. A comunidade científica precisa de conhecer o que o Brasil tem para oferecer”, conclui Paulo Pereira.

A apresentação de seis unidades de I&D e a sua articulação com os programas doutorais de Ciências foi um dos pontos da agenda da visita de Jorge Almeida Guimarães, presidente da Capes, às instalações de Ciências no passado dia 11 de julho.

A Direção da Faculdade de Ciências da ULisboa respondeu favoravelmente ao convite lançado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) no sentido de organizar o referido encontro com aquela fundação do Ministério da Educação brasileiro, criada em 1951. Algumas das áreas em foco na reunião de trabalho foram sugeridas pela FCT, outras foram propostas por Ciências, nomeadamente a divulgação de determinados programas doutorais e ações de cooperação em curso, áreas manifestamente importantes na relação entre os dois países.

Para Jorge Almeida Guimarães, o balanço da visita a Ciências é positivo já que ficou a conhecer com maior detalhe cada um dos programas doutorais da Faculdade de Ciências da ULisboa. “Eu já sabia que teríamos boas apresentações e bons temas”, comentou o dirigente no final da reunião.

Os professores e investigadores de Ciências, Amélia Rauter, Luís Sanchez, Pedro Miranda, Henrique Cabral, Margarida Amaral e Margarida Santos-Reis, apresentaram respetivamente o Centro de Química e Bioquímica; o Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional; o Instituto D. Luiz; o MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente; o BioISI – Biosystems & Integrativa Sciences Institute e o Ce3C – Centre for Ecology, Evolution and Environmental Change.

Imagem abstrata
A Capes existe desde 1951
Fonte Octávio Pinto

A essas apresentações juntaram-se as exposições dos professores cientistas, António Branco e Fernando Barriga, sobre “Ciência e Tecnologia da Língua Portuguesa: Cooperação com instituições brasileiras” e “Geociências Portugal-Brasil: pistas para a compreensão do Atlântico”.

Para Jorge Almeida Guimarães é sempre agradável estar em Portugal, salientando o facto de que identificadas as universidades brasileiras com interesse em cooperar com a ULisboa, o passo seguinte será aumentar a mobilidade nos dois sentidos. “Nós oferecemos muitas oportunidades sobretudo para pós-doutorados, pessoas bem treinadas”, disse Jorge Almeida Guimarães, referindo que em Portugal existem mais de cinco mil bolseiros brasileiros, enquanto o número de portugueses no Brasil é ainda reduzido.

Por isso mesmo, José Manuel Rebordão, subdiretor de Ciências, diz que esta oportunidade serviu também para alertar a FCT e a Capes para a falta de instrumentos que viabilizam ações de cooperação entre os dois países e para a necessidade de divulgar informação sobre cooperações científicas e pedagógicas, a fim de otimizar este tipo de encontros e potenciar possíveis intercâmbios. “A perspetiva é: água mole em pedra dura tanto bate até que fura – Isso está a ser feito”, acrescenta José Manuel Rebordão.

Sem título
O número de bolseiros portugueses no Brasil ainda é reduzido
Fonte Octávio Pinto

Após a visita a Portugal, Jorge Almeida Guimarães viajou para Cabo Verde para entregar os diplomas aos alunos que concluíram com sucesso o 1.º ano de um programa de formação avançada na área das Ciências da Saúde e que resulta de uma parceria entre a FCT e a Capes. Este programa de estudos reúne investigadores e professores portugueses e brasileiros, que dão formação a estudantes dos PALOP.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura
info.ciencias@fc.ul.pt
Luzes

Pela primeira vez a Reitoria da UL abre as suas portas aos estudantes da cidade, organizando um evento noturno para alunos dos ensinos universitário e secundário.

A exposição está a partir de 26 de Abril no Museu Nacional de História Natural e da Ciência.

As provas de doutoramento em Biologia, especialidade de Microbiologia, da Mestre Egídia Maria Valente de Azevedo realizam-se no próximo dia 26 de Abril, pelas 10h:30 na Sala de Actos da

O grande momento do dia é a sessão solene, que inclui este ano o lançamento do segundo volume dos Professores Cientistas e a inauguração do Quadro de Honra.

Sobre Namoros e Casamentos

Jorge Buescu

Quinta-feira, dia 12 de Abril de 2012, às 18h30, na sala 6.1.36

Vela

Ricardo Leandro é o vencedor da Competição Europeia. O estudante da FCUL apresentou a melhor ideia: um coletor solar térmico de baixo custo, acoplável a um módulo fotovoltaico.

A palestra "O Princípio do Tempo" proferida por Pedro Gil Ferreira é uma das iniciativas do “VII Encontro Ibérico de Cosmologia”, que decorre em abril nas instalações da FCUL.

Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente à sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminação de conhecimentos e a interligação com diferentes agentes sociais.

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Páginas