Projeto EuroVenus

Honra, orgulho, responsabilidade

Durante os próximos três anos, diferentes aspetos sobre o planeta Vénus vão ser estudados a partir da Terra, através de telescópios sofisticados. Na equipa de investigação encontram-se, para já, dois investigadores portugueses pertencentes ao Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL) – David Luz, coordenador do projeto, e Pedro Machado, doutorando deste Centro.

A esta equipa, a trabalhar no projeto desde o seu início (outubro de 2013), juntam-se ainda investigadores dos Observatórios de Paris e da Côte d’Azur, de França, do Instituo de Aeronomia Espacial, da Bélgica, da Universidade de Oxford, do Reino Unido, e da Universidade de Colónia, da Alemanha.

O coordenador do projeto identifica como principais desafios da investigação “pôr toda a gente nos diferentes institutos a trabalhar para o mesmo projeto mas, uma vez superado, teremos o benefício das sinergias do trabalho de uma equipa pan-europeia e da partilha de competências. Além disso, existem as dificuldades que poderão vir a surgir para observar Vénus em grandes observatórios, como o Very Large Telescope (VLT), uma vez que é um objeto apenas observável durante períodos curtos, por estar sempre próximo do Sol”.

O projeto EuroVenus surge na sequência da missão Venus Express, em órbita há aproximadamente oito anos, e pretende “dar continuidade [a este trabalho] e estudar o planeta a partir de observações com telescópios em Terra, nomeadamente com o ALMA, o maior radiotelescópio do mundo”.

Para além do ALMA, do Chile, identificam-se, o VLT e o Canada-France-Hawaii-Telescope (CFHT), no Hawaii.

A equipa da FCUL, cujo trabalho se centra no estudo da circulação da atmosfera, tem como objetivo “construir um modelo do sistema climático de Vénus e colocar os resultados de vários anos de investigação à disposição da comunidade científica mundial”.

Para Pedro Machado, a importância desta participação para o centro e para os investigadores prende-se com “estar na linha da frente num projeto de investigação espacial europeu. É um reconhecimento internacional da contribuição da investigação portuguesa no campo das atmosferas planetárias, nomeadamente no caso específico do planeta Vénus” e, por essa razão, o acontecimento torna-se “[uma] honra, um grande orgulho e também uma enorme responsabilidade”.                                                                  

Há quinze anos a investigar atmosferas planetárias, o CAAUL é um centro de referência, contando com várias colaborações internacionais. Entre as competências desenvolvidas, identifica-se o reconhecimento como o primeiro grupo a produzir um mapa dos ventos na atmosfera de Vénus, excluindo o recurso a sondas espaciais e utilizando apenas observações feitas a partir da Terra.

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Camião de longo curso em via rápida

Existe uma enorme vontade de potenciar a economia baseada no conhecimento. O Ecossistema de Transportes ambiciona transformar Portugal num polo de referência, dinamizando projetos em inovação aberta, reconhecendo a oportunidade estratégica que se coloca.

A Unidade de Informática informa que desde hoje, dia 13 de Novembro de 2012 às 9h00, o Portal da FCUL está em IPv6.

Estão a ser enviadas, desde o passado fim de semana (3/11), mensagens de correio eletrónico para alguns utilizadores de contas fc.ul.pt com solicitação de preenchimento de formulários web ou respostas via mail com dados pessoais dos utilizadores.

Devido ao numero excessivo de mensagens falsas que nos últimos tempos têm chegado às caixas de correio dos utilizadores da FCUL, algumas delas dando a entender que são enviadas de endereços internos, fomos obrigados a tomar medidas mais restritivas em relaç

Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) integra Portal RCAAP

Alunos brasileiros

A Faculdade de Ciências recebeu cerca de 70 alunos de mobilidade, vindos do Brasil.

Aula aberta - Mestrado em Biologia Molecular e Genética

7 de Novembro, 11:00, sala 2.4.16

 

INFORMAÇÃO

Recent years have witnessed the emergence of new sequencing technologies that are revolutionizing the approach to public health problems.

Na FCUL existe uma unidade curricular designada Projeto Empresarial. Esta “cadeira”, comum ao ISCTE-IUL, prepara os alunos para a realidade empresarial e tecnológica. No total, cerca de 300 alunos já a frequentaram.

Carlos Rafael Mendes

A tese do antigo aluno da FCUL, Carlos Rafael Borges Mendes e recentemente premiada, contou com a orientação conjunta das professoras Vanda Brotas e Virginia M. Tavano.

Web of Science Book Citation Index - Trial para todos os membros b-on

Estão abertas as inscrições para a disciplina que promove o empreendedorismo - Projeto Empresarial. Todos os alunos de mestrado ou nos dois últimos anos de mestrado integrado podem candidatar-se até dia 16 de novembro.

A FCUL, bem como toda a Universidade de Lisboa está sem acesso à Internet desde cerca das 11:45 da manhã.

Professora Olga Pombo, autora do livro "O Círculo dos Saberes"

“Estou convencida que a imagem do círculo constitui um arquétipo, uma determinação conceptual prévia a toda a investigação”, defende Olga Pombo, docente na FCUL e autora do livro “O Círculo dos Saberes”.

Imagem ilustrativa do livro "O Círculo dos Saberes"

“A apresentação do livro seguirá um formato sério e discreto. O professor Shahid Rahman fará uma apresentação e apreciação do livro e eu agradecerei todas as suas palavras, sejam elas elogiosas, sejam críticas", afirma a autora Olga Pombo.

Trial para todos os Membros da b-on.

Pessoas a correr junto ao Marquês de Pombal

A primeira Corrida da Ciência aconteceu o ano passado por ocasião das celebrações dos 100 anos da FCUL. A edição deste ano integra-se na 2.ª Edição do AmbientALL – Universidade em Movimento.

O concurso de programação destina-se a alunos universitários e este ano junta 16 equipas, oriundas de oito instituições universitárias portuguesas. A equipa da FCUL chama-se BigO(1).

Imagem da professora Maria José Boavida

“Colega amiga”, “orientadora empenhada e humanista” e “investigadora solidária”, assim se recorda Maria José Boavida (1948 – 2012).

Desenho do campus da FCUL

As tabelas e notas científicas, assim como as regras elementares de segurança em laboratórios são algumas das mais-valias deste “livro”.

A fim de cumprir com o estabelecido no Regulamento Eleitoral, o Caderno Eleitoral para a eleição do Presidente do Departamento de Estatística e Investigação Operacional está disponível para consulta.

 O projecto CAMPUS UL realizado pelos alunos de mestrado em Engenharia Geográfica no âmbito das disciplinas de Fotogrametria Analítica e de Produção Cartográfica ganhou o segundo prémio no concurso internacional de projectos com fins educativos

lâmpada

"Criar, transferir e valorizar economicamente o conhecimento científico" é a causa primária do renovado centro de inovação, situado no campus da FCUL.

Páginas