2.ª edição do FCUL Rally Pro

Pela 2.ª vez, o Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da ULisboa lançou o desafio aos alunos do ensino secundário: resolver sete problemas de programação, durante 1h30. Entusiasmados e confiantes, 19 jovens promoveram a prática e o gosto pela programação, fazendo jus ao principal objetivo do FCUL Rally Pro.

Na iniciativa, estiveram presentes dez estudantes do 12.º ano, sete do 11.º e dois do 10.º, oriundos de sete escolas entre elas, o Agrupamento de Escolas D. Dinis, o Agrupamento de Escolas de Eça de Queirós, a Escola Secundária da Amadora, a Escola Secundária da Portela, a Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho, a Escola Secundária de Gama Barros, a Escola Secundária Virgílio Ferreira.

Organizados em equipas de três alunos, os participantes tiveram uma sessão de treino blocky e, depois, o aguardado concurso de programação que tem por objetivo “distinguir equipas pelo desempenho na resolução de vários problemas de algoritmia, sendo o desenvolvimento feito numa linguagem de programação visual em ambiente web”.
 


Este ano, os pontos positivos do evento destacados pelos alunos foram “programar” e “adquirir conhecimentos de programação”
Fonte GCIC

O concurso organizou-se como um rally, ou seja, a resolução de um problema forneceu pistas para o próximo problema.

Em média, as equipas a competir resolveram cinco dos sete exercícios propostos. A equipa vencedora conseguiu superar o desafio na sua totalidade. Para os vencedores Rodrigo Ramos, Robin Vassantlal e Nuno Burnay, alunos da Escola Secundária da Portela, a estratégia foi “saber trabalhar em equipa. Se alguém não sabia resolver um dos problemas, os outros ajudavam e a seguir outro haveria de precisar de ajuda. Fazíamos o que sabíamos e se não estivesse a resultar, passávamos ao próximo”. Para o professor dos alunos, Paulo Torcato, “a técnica vem do empenho (…) e ‘quem corre por gosto não cansa’!”.

Para além do interesse pela área da Informática, os alunos mostraram-se curiosos sobre a realidade académica.

“É a primeira vez que tenho contacto com este ambiente. Gosto de programação e o curso que quero seguir é Engenharia Informática. Aqui, vou ganhar alguns conhecimentos”, referiu o aluno do 11.º ano da Escola Secundária da Amadora, Miguel Almeida.


Resolver sete problemas de programação durante 1h30 foi o desafio lançado, pela 2.ª vez, pelo Departamento de Informática de Ciências
Fonte GCIC

Para o professor Paulo Torcato, da Escola Secundária da Portela, trazer os alunos ao Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da ULisboa é uma forma de “sentir a programação fora de contexto de sala de aula e de desenvolver um intercâmbio de informações”, já que “a maior parte dos alunos sabe que quer seguir esta área mas não conhece as saídas profissionais, não sabe os conteúdos e competências que aqui podem adquirir”.

Durante o evento foi ainda apresentado um vídeo inspirador e de incentivo aos alunos, protagonizado pelos fundadores de grandes empresas como a Apple (Steve Jobs), Microsoft (Bill Gates), Facebook (Mark Zuckerberg), Dropbox (Drew Houston), entre outros. No vídeo, foram diversas as mensagens transmitidas, entre elas, "everybody in this country should learn how to program a computer… because it teaches you how to think", o mesmo que “todos deveriam aprender como programar um computador… Pois iria ensiná-los a pensar”, de Steve Jobs.

Depois da visualização do vídeo, o professor do Departamento de Informática, Hugo Vieira, destacou a necessidade de formar pessoas em programação, animando a sala ao dar a informação de que “esta área tem uma empregabilidade próxima dos 100%”.
 


Os vencedores foram premiados com um ano de propinas pagas e os segundos e terceiros classificados com o pagamento de um semestre de propinas
Fonte GCIC

Este ano, a organização considera que houve uma mudança relativamente à importância dada pelos alunos ao evento – “no ano passado, o ponto mais positivo  foram os prémios”. Em 2014, os pontos em destaque foram “programar” e “adquirir conhecimentos de programação”, o que demonstra, para o professor Hugo Vieira, que “este possa ser um indicador de que a divulgação foi bem conseguida e, por isso, tenhamos conseguido captar alunos motivados para tirar um curso de Informática no nosso departamento".

O balanço do FCUL Rally Pro 2014 é, por isso, positivo, “é um evento que dá muito gozo organizar, é um dia muito bem passado e o feedback que recebemos dos alunos é muito motivador e encoraja-nos a continuar a oferecer este evento que, com estas características, é único no País”.

Os vencedores foram premiados com um ano de propinas pagas e os segundos e terceiros classificados com o pagamento de um semestre de propinas.

Para consultar as fotografias do evento pode entrar no Facebook de Ciências ou aceder a este link.

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura
info.ciencias@fc.ul.pt

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas