Onze estudantes da Ciências ULisboa foram premiados com Bolsa Gulbenkian Novos Talentos

11 estudantes

No total, foram atribuídas 99 bolsas a nível nacional, 36 delas a estudantes da ULisboa

GJ Ciências ULisboa

Este ano 11 estudantes da Ciências ULisboa foram premiados com Bolsas Gulbenkian Novos Talentos, nas áreas da Biologia, Física, Matemática e Ciências Sociais. Estas bolsas são atribuídas anualmente pela Fundação Calouste Gulbenkian com o objetivo de apoiar estudantes excecionais do ensino superior, com média igual ou superior a 17 valores, promovendo o seu talento e estimulando a iniciação à investigação.

Os bolseiros vão integrar, durante um ano, um programa que envolve o acompanhamento de tutores e comissões científicas para prosseguimento dos seus projetos. O valor da bolsa atribuída pode chegar aos 3.500 €, sendo que são atribuídos 1.000 € para o prosseguimento de estudos, nomeadamente o pagamento de propinas, assim como para estímulo à investigação; 1.500 € destinados à participação em atividades de enriquecimento, como cursos de formação avançada, conferências, escolas de verão, estágios, cursos de línguas, aquisição de livros ou material de laboratório; 1.000 € para apoio social complementar, atribuídos a candidatos cujas famílias têm baixos rendimentos.

Cada um dos estudantes vai trabalhar num projeto à sua escolha, durante um ano, tendo a possibilidade de propor até dois tutores para os acompanharem. Para muitos dos bolseiros, o desenvolvimento deste projeto servirá como porta de entrada no mundo da investigação. Os estudantes terão oportunidade de integrar equipas de trabalho com outros bolseiros e investigadores de todo o país.

Um primeiro passo no mundo da investigação

Estudantes premiados

  • Bernardo Ribeiro Marques - 2.º ano da licenciatura em Física
  • Dinis Rodrigues Ferreira - 1.º ano do mestrado em Ciência Cognitiva (curso ministrado conjuntamente pelas Faculdades de Ciências, Letras, Medicina, e Psicologia da ULisboa)
  • Gabriela Xavier Quintais - 1.º ano do mestrado de Bioestatística
  • Inês Filipa Albuquerque Correia - 3.º ano da licenciatura de Engenharia Biomédica e Biofísica
  • Joana Carreira Ventura - 2.º ano da licenciatura em Matemática
  • João Ricardo Jerónimo Vital - 3.º ano da licenciatura em Matemática Aplicada
  • Leonor Sofia Fontes Lopes dos Santos Bernardo - 3.º ano da licenciatura em Física
  • Lopo Maria Pinto Basto de Aires Mateus - 3.º ano da licenciatura em Física
  • Margarida Gatinho José Lobato da Graça - 3.º ano da licenciatura em Física
  • Pedro Miguel Rosa Lobato Resina dos Santos – 3.º ano da licenciatura em Física
  • Pedro Miguel Teixeira Gamito – 3.º ano da licenciatura em Física

Lopo Mateus, estudante de Física, está interessado num projeto na área da Matéria Condensada. Também Bernardo Marques vai trabalhar na mesma área e destaca: “acho fantástico poder desenvolver um projeto de investigação tão cedo na minha carreira científica; é também excelente o apoio financeiro para atividades de desenvolvimento pessoal, pois vou poder fazer cursos para obter o meu certificado de inglês, posso ir a conferências internacionais tudo financiado pela Gulbenkian”.

“Entendo que o prestígio de uma fundação como a Gulbenkian, que tem contribuído muito para a formação cultural e científica do país, colocará a minha investigação num nível de exigência acrescido.”
Lopo Mateus

Também Pedro Santos vai trabalhar na área da Física, e tenciona trabalhar num projeto relacionado com o modelo de dois dubletos de Higgs, uma alternativa ao modelo padrão das partículas. “Este programa permite-me fazer um projeto de investigação acompanhado por um tutor, enquanto também disponibiliza recursos financeiros, para tirar cursos, participar em escolas de verão ou estágios no estrangeiro, que de outra forma seriam bastante dispendiosos, mas que podem ser cruciais para a minha formação”, destaca.

Margarida Graça, cujo interesse se direciona para a Astrofísica, nomeadamente para os exoplanetas, afirma que este programa abrirá portas para o futuro, uma vez que irá aprender com os melhores profissionais sobre um tema que tanto a fascina. Leonor Bernardo irá trabalhar na área da Astrobiologia e diz que participar no programa vai ajudá-la a perceber qual o rumo que quer seguir na investigação e o que gostaria de fazer no futuro.

Também na área da Física, Pedro Gamito tenciona debruçar o seu projeto sobre as ondas gravitacionais e as sirenes padrão; o estudante vê este programa como uma excelente oportunidade de dar continuidade e fundamentar as suas bases matemáticas e teóricas.

Inês Correia diz interessar-se pela forma como a Física permite explicar e quantificar os processos que ocorrem à nossa volta, e com a possibilidade de utilizar esse conhecimento a nosso favor, nomeadamente na área da saúde; a estudante quer participar num projeto centrado na imagiologia médica, de forma a aplicar o seu conhecimento e tempo num projeto que poderá fazer a diferença na vida de alguém.

“Penso que a longo prazo este programa me dará confiança para acreditar nas minhas potencialidades, reforçando a importância do contacto mais autónomo com a investigação, networking e o progresso pessoal, potenciado pelas atividades propostas por esta bolsa.”
Inês Correia

Gabriela Quintais interessa-se pelo uso das ferramentas estatísticas no contexto da Ecologia, nomeadamente nos estudos das alterações globais. A estudante afirma que o programa permitirá desenvolver ferramentas importantes na investigação, nomeadamente a colaboração entre equipas e espírito crítico – “não tenho dúvida nenhuma que este programa me irá estimular intelectualmente e criativamente”, diz.

“A meu ver, a bolsa ‘Novos Talentos’ da Gulbenkian é um programa que permite aos alunos ouvir e comunicar, não só com investigadores extraordinários, como também com os restantes bolseiros, com quem certamente têm muito a aprender.”
Gabriela Quintais

João Vital candidatou-se à área da Matemática. Considera que o desenvolvimento de um projeto numa área do seu interesse é um bom complemento às aprendizagens do curso, constituindo uma ótima oportunidade para quem pondera uma carreira na investigação. Também Joana Ventura se candidatou à área de Matemática, mais precisamente às áreas da Lógica e Teoria de Conjuntos.

Dinis Ferreira candidatou-se à área das Ciências Sociais, sendo que os temas que mais lhe interessam são os modelos conexionistas bayesianos, Filosofia da Linguagem, da Lógica e da Matemática. O estudante destaca a importância das atividades de enriquecimento do programa e o acompanhamento do projeto por parte de uma comissão científica - “o facto de não se tratar ‘apenas’ de uma bolsa e de ir muito para além de um projeto de investigação é a grande mais-valia deste programa”.

“Mais do que impacto no futuro, valorizo o programa por se tratar de um compromisso com o presente – um compromisso com quem estuda agora em Portugal e vê hoje interesse em investigar.”
Dinis Ferreira

No total, foram atribuídas 99 bolsas a nível nacional, 36 delas a estudantes da ULisboa. Na edição de 2022 foram atribuídas quatro bolsas a estudantes da Ciências ULisboa.

Marta Tavares, Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Apresentações públicas do Programa de Doutoramento em Biologia

Apesar do próximo ano letivo começar já dia 17 de setembro, a FCUL ainda está a receber candidaturas de alunos interessados nos seus cursos pós-graduados.

Centro de Dados da FCUL

Tal como anunciado em julho, a modernização do Centro de Dados da FCUL foi realizada durante os meses de verão e está prestes a terminar.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Fluxo de energia bancária

“O princípio de que aumentar o capital dos bancos favorece a estabilidade bancária, para além de estar errado, penaliza países como o nosso de forma ainda mais gravosa”, refere em entrevista Pedro Gonçalves Lind, um dos autores do regular article “The Dynamics of Financial Stability in Complex Networks”.

Os cidadãos estrangeiros abrangidos pelos programas “Erasmus Mundus” e “Ciência sem Fronteiras” podem ter autorização de residência em menos de 15 dias e direito à mobilidade no espaço da União Europeia.

Jardim

Através do sistema Concursos pode aceder a mais informações sobre o convite publicado no Jornal Oficial da União Europeia.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Adultos e criança em atividade da Ciência Viva no Verão

Até 15 de setembro, a iniciativa Ciência Viva no Verão percorre o País organizando mais de 1700 atividades científicas gratuitas para toda a população. As inscrições permanecem abertas até 15 de setembro, de acordo com o calendário de atividades. Nesta altura, já são mais de 20 mil os inscritos.

Nos dias 9 e 10 de Agosto a plataforma Moodle da FCUL vai estar inacessivel devido a uma manutenção de rotina.

As nossas desculpas pelos possiveis incómodos causados.

Liliana Caldeira junto aos posters

A investigação sempre foi um objetivo, que ganhou força após o prémio para melhor poster ser-lhe atribuído numa importante conferência internacional. Até ao final do ano, Liliana Caldeira, aluna de doutoramento em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, deverá defender a tese.

Pontos de interrogação

"Aquando da candidatura, o projeto estava numa fase embrionária e foi o Programa de Estímulo à Investigação da FCG que deu força e motivação para avançar”, diz Jocelyn Lochon, um dos vencedores da edição 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

Aluna entrevistada, sentada numa rocha

“O mais importante é saber gerir o tempo, ter alguma disciplina, definir os objetivos a alcançar e não dispersar”. A declaração pertence a Ana Bastos, jovem investigadora da FCUL e uma das vencedoras em 2011 do Programa de Estímulo à Investigação da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG).

Cara do aluno entrevistado

“Acredito que o meu projeto vá ter efeitos na área da Saúde Pública. Ainda que não seja já nesta fase, espero poder contribuir para evoluções, por exemplo, ao nível da vacinação”, refere Tomás Aquino, um dos vencedores da edição de 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

A Bial, procura um Bioestatista para a oportunidade de emprego que pode ser visualisada em maior detalhe na página através do link:

Information dissemination in unknown radio networks with large labels

Professor Shailesh Vaya,
Xerox Research Centre, India,

July 20 at 10h00 on room 6.3.38

Estudantes sentados, junto a uma mesa

O pedido de apoio à formação pós-graduada na área da Geologia do Petróleo deve ser apresentado até 15 dias úteis, após o último dia do prazo de inscrição no respetivo curso.

Já é possível solicitar a criação de Unidades Curriculares na plataforma Moodle para o ano letivo 2012/2013.

Os pedidos podem ser realizados no Portal da FCUL, após inicio de sessão.

O Centro de Informática terminou, no passado dia 12 de Julho, a migração de um equipamento central na rede da FCUL.

A excelência de sempre na construção do futuro. Escolhe um dos nossos cursos de Física, Astronomia e Astrofísica, Engenharia Física, ou Engenharia Biomédica e Biofísica. [ + ]

Alunos da FCUL no pátio do C6

O “6th SPJ-OCS” realiza-se pela primeira vez em Portugal. Os organizadores do evento acreditam que “este congresso contribui para dar uma imagem do potencial científico de Portugal” nesta área.

Chieko Asakawa and Hironobu Takagi

17 Julho 2012 - 10h30
Anfiteatro da Fundação da FCUL

Chieko Asakawa and Hironobu Takagi

17 Julho 2012 - 10h30
Anfiteatro da Fundação da FCUL

Pormenor de obra artística

Os promotores do FP7 acreditam que “centenas de instituições científicas de toda a União Europeia irão apresentar propostas” e esperam captar novos participantes, nomeadamente pequenas e médias empresas, incrementando dessa forma a competitividade europeia.

Páginas